História Guardiões do Destino- O Pecado Encarnado - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Crossover, Fantasia, Originais
Visualizações 2
Palavras 1.205
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 17 - Guardiões e amigos de Mega Boy


Fanfic / Fanfiction Guardiões do Destino- O Pecado Encarnado - Capítulo 17 - Guardiões e amigos de Mega Boy

No dia seguinte, Mega Boy estava sentado embaixo de uma árvore olhando para Shiku e Lídia que iriam treinar com Cellina e Branca. Era mais ou menos como um desafio dois contra dois. Cellina fala:

- Parece que é a dupla imortal contra a dupla divina. 

- Quem disse que somos divinos? - indaga Lídia. - Só possuímos poderes que lembram divindades. 

- Que seja. - Cellina ri. - Eu luto com você, Lídia. 

Cellina projetava suas garras e iria atacar Lídia. Está se defendia com a espada, ao mesmo tempo se surpreende com as garras de Cellina não terem se quebrado. 

- Minhas garras são mais duras que ferro. - disse a shizen, que via Lídia impressionada. 

Branca dizia:

- Não sou boa em combate físico. 

- "Se liga"! Também não "manjo" dessas "parada aê".- dizia Shiku, na maior tranquilidade. 

- Por acaso você é un hippie? - indaga Branca, analisando o perfil de seu adversário. 

- Não só "sô", como também sinto a paz e o amor, "tá ligado"?- dizia Shiku, levantando os braços para cima. 

Quando ele faz isso, uma aura dourada invade o seu corpo. 

- Mas que poder é esse? - indaga Branca, surpresa. 

- Poder de Buda. - disse Shiku. - O cara mais "de boa" que conheci. 

Branca lançava vários raios de magia em Shiku. Este se esquivava e lançava um poderoso raio. Branca cria um campo de força, mas o raio era muito forte e fez Branca cair para trás com tudo. 

- Vamos esquentar as coisas. - disse Lídia, que aumentava sua aura e liberava chamas ao redor de seu corpo, mas estas chamas eram de cor dourada. 

- Nossa, tudo dourado aqui. - disse Cellina. - Mas como o seu poder está em outro nível... - Ela aumenta seu poder e libera o Rinneshizen. 

Lídia se impressiona e fala:

- Então esse é o lendário Rinneshizen. Bem como dizem que não chega a ser um tipo de shizen, mas uma técnica que utilizam. 

Cellina aparece na frente dela e lhe aplica vários golpes, a jogando para longe. Esta por outro lado pula tão alto a ponto de parecer que está voando. 

- REDEMOINHO DAS CHAMAS IMORTAIS"!!!- Lídia, com sua espada, cria um redemoinho que ia atingir Cellina. 

Atinge, mas Cellina aumenta o seu poder e desfaz o redemoinho. Ela não chegou a sofrer muito dano. 

Enquanto isso, na luta entre Shiku e Branca, o hippie e a wicca continuavam a lançar raios um no outro. Às vezes um se atingia e outro se atingia, assim como também ambos também conseguem se esquivar. Acabaram ficando ofegantes. 

- Tu não tem um poder "overpower" não, moça? - indaga Shiku. 

- Tenho. - Branca sorri com malícia e libera aquele que seria o seu poder oculto. 

Branca estaria com o corpo totalmente branco e com os seus olhos pretos. Havia uma aura negra também ao seu redor e isso chamou a atenção de Cellina e de Mega Boy. 

- Eu chamo de Poder Wiccano. - disse Branca. 

- Siniiiiistro. - dizia Shiku, com a mesma calma que tem. 

De repente, Cellina parecia sentir algo e dizia:

- Pessoal, parece que Xangai está com problemas. 

- Escutem a amiga de vocês. - Diziam os Monges Mestres, que apareciam do nada. 

- Mestres. - dizia Lídia. 

- Vocês devem aproveitar que estão usando todo o poder de vocês e irem confrontar Nu Kua, pois é ela quem está causando o caos que estão presenciando agora. - dizia Naki. 

- Vão e lutem por justiça e vocês, Guardiões, mostrem por que estão aqui na China. - disse Umbi. 

- Quando acabarem a missão de vocês, voltem para cá, pois daqui irão regressar para a Antártida. - disse Espi. 

Mega Boy, Cellina, Branca, Lídia e Shiku foram até o encontro dessa presença sinistra. 

Nu Kua caminhava entre os seus zumbis. Eles invadiam vasas, lojas, prédios, todos os lugares que se possa imaginar. Nu Kua ficava apenas os observando e parecia estar gostando do que está vendo. 

- Incrível como os humanos são fracos. Se dizem superiores, mas não são nada do que falam. - diz Nu Kua e ela vê os seus adversários anteriores chegando para detê-la. 

- Muito bem, pessoal, vamos acabar com esse monstros estranhos. - disse Cellina. 

Eles então começaram a atacar. 

Cellina usava sua velocidade e suas habilidades de cobra para neutralizar os monstros de Nu Kua. Teve um momento em que ela usa raios poderosos para derrotá-los. 

- Cellina é forte. - disse Lídia, impressonada. 

Esta estaria usando sua espada para criar chamas de fênix divina e derrotar seus adversários. Ela inclusive detia os monstros de água, sem nenhum problema. 

Shiku estaria tocando seu violão e assim aumentando mais o seu poder. Ele deixa o violão no chão e lança raios poderosíssimos. 

- O quê? - Nu Kua não podia acreditar no que estava vendo. 

Branca estava usando o seu poder oculto e lançava raios de todos os tipos. Raios diretos, raios elétricos, raios de fogo, enfim, todos os tipos, sem mudar a cor, que era branco e tinha um contorno preto. 

Mega Boy aumenta o seu poder e libera o Modo Dragão Eterno. 

- ESFERA DOURADA DO DRAGÃO! - Mega Boy cria uma esfera dourada, mas esta esfera tinha algo que parecia escamas e brilhava em azul também. 

Era uma esfera exótica, mas muito poderosa. 

Eles ficaram ali, usando os seus poderes para derrotar os monstros de Nu Kua, até que finalmente, chega na hora de confrontar ela. Nu Kua sorri e fala:

- Cinco contra um é uma injustiça.

- Então por que não luta comigo? - Mega Boy se aproxima dela. 

Nu Kua fala:

- Está bem, já que você aparenta querer tanto assim me enfrentar, pois então vamos lutar. 

Começava então o confronto entre Mega Boy e Nu Kua. Cellina estava na frente dos outros amigos, para mostrar que estaria protegendo eles. 

Mega Boy puxa sua espada, que estava com uma aura de cor azul e tentava derrotar Nu Kua. Esta se esquivava sem problemas e agarra a espada de Mega Boy e a lança longe. Ela vai mordê-lo, mas este consegue agarrá-la e fala:

- Você achou mesmo que eu queria lutar com você? 

- Gh! Me solta! - dizia Nu Kua. 

- Quem quer te derrotar é Branca. 

Branca fala:

- Transmorfus!!! 

Ela transforma Nu Kua em uma minhoca. 

- Nossa, em uma minhoca? - indaga Cellina, sem entender o porquê de Branca transformá-la em minhoca. 

- Você não entenderia o motivo. - dizia Branca. 

Mais tarde, o quinteto chegava na Terra Monge. Estavam todos os amigos de Mega Boy prestes a se despedirem de Cellina, Branca e Mega Boy. 

- Branca, Cellina, como vocês é que estão cuidando de Mega Boy, queríamos que soubessem que estamos gratos por passarem companhia conosco e por ajudarem a nos protegerem. 

- Que vocês três retornem em paz. 

- Que nenhum mal lhes atinja. 

Assim diziam os Monges Mestres. 

- Obrigada. - dizia Branca. 

Cellina e Mega Boy sorriam. Lídia ia beijar o seu namorado e assim todos ficaram felizes. 

- Transportes triplus. - Branca os leva para a Antártida. 

Assim é realizada a missão que o Guardião da Noite propunha aos três. Que mais aventuras estão para vir? Fiquem ligados! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...