1. Spirit Fanfics >
  2. Guerra de poder - JiKook, TaeYoonSeok e NamJin >
  3. Eu já vi você na televisão!

História Guerra de poder - JiKook, TaeYoonSeok e NamJin - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Hello ~
Tudo bem com vocês? Espero que sim

Trouxe finalmente mais um capítulo da fanfic, então tomara que gostem, hu?

Perdoe-me pelos erros ortográficos (ainda não betado)
Boa leitura ~

Capítulo 3 - Eu já vi você na televisão!


Fanfic / Fanfiction Guerra de poder - JiKook, TaeYoonSeok e NamJin - Capítulo 3 - Eu já vi você na televisão!

Já se faziam oito horas e meia que os gângsteres estavam naquele avião, assim faltando apenas quatro horas para chegarem em seu destino. Bufando, alguns estavam em tédio, outros tentavam puxar conversa com os militares e por fim, outros dormiam

Pela janelinha do avião, dava-se para ver a escolta que os seguia, era até bonitinho

 

— Irá demorar para chegar? – SeokJin perguntou — Inferno... – sussurrou por ver que ninguém iria responder sua pergunta

— Melhor se acalmar – NamJoon disse

— Cuida da sua vida

— Povinho agressivo – Jimin riu sentado no assento que ficava a apenas alguns metros de distância dos Kim

— Você não fica fora – Hoseok bufou

— Você é impaciente

— Sou mesmo algum problema?

— Vários hyung idio-...

— Podem calar a boca!? Só quero ter um pouco de paz – Yoongi gritou

— Você não está na sua casa – um guarda disse — Quero todos em silêncio! – gritou — Nenhum barulho

 

(...)

 

Sentindo o avião ir pousando aos poucos, os guardas já estavam em suas posições, enquanto os gângsteres continuavam sentados

 

— Em fileiras! – o general gritou — Agora – mandou

 

Fazendo o que foi pedido, todos em segundos estavam em uma perfeita linha reta, prontos para sair do transporte aéreo

A caminhada não foi tão longa, apesar, quando saírem do avião, andaram uns metros e já foram direcionados a um ônibus, então sendo seguidos também de uma escolta

Se sentando nos devidos lugares – em duplas – rapidamente o veículo começou a se mexer

 

— Tudo bem?

— Por que não estaria

— Relaxa só te fiz uma pergunta – Hoseok riu

— E você está bem?

— Tô... Qual é o seu nome mesmo?

— Jungkook

— Ah, certo – desviou o olhar para o banco da frente

— O que está fazendo? – Jungkook arqueou uma sobrancelha

— Fica na sua – nem deu bola para a pergunta

— Bipolaridade manda oi – sussurrou revirando os olhos — Mas o que... – arregalou os olhos por ver o tal de Hoseok se soltar de onde – os bancos - estava preso

— Vai porra

— É meu

— Me passa Jiminie

— Sai Hoseok

— Você disse que iria me dar

— Mudei de ideia – empurrou o ruivo para se sentar novamente no banco — Ele está solto! – o Park gritou aos seguranças

— Filho da puta – xingou vendo os militares vindo em sua direção

— Eu não fiz nada – se suas mãos não tivessem algemadas, Jungkook as levantarias para cima, em sinal de rendição

— Mais uma das suas brincadeirinhas Jung e você vai se arrepender! – o general prendeu novamente o ruivo, esse que desviou o olhar — Está me ouvindo!?

— Sim – o olhou em deboche

— Bem feito – ouviu o melhor amigo, vulgo Park Jimin rir no banco que estava em sua frente

— Vai se fuder

 

(...)

 

Descendo do ônibus, todos olhavam em volta, estavam conhecendo o lugar. Entrando na enorme casa, os gângsteres foram colocados sentados em um sofá

A mansão que eles entraram, não tinham janelas e a única porta que levava a parte de dentro, era de metal. Alguns minutos se passaram e novamente os bandidos viram aquela mulher parada em sua frente

 

— A viagem foi boa? – Kim Jisoo perguntou

 

Ninguém respondeu

 

— Acho que foi um sim – sorriu sarcástica — Nossos treinos e planos, irão começar amanhã... – avisou — Estão vendo essa enorme casa? Vocês irão ficar nela nesse tempo, na parte do dormitório, todos irão dormir juntos e tenha consciência, vocês não vão sair do quarto até que eu mande – disse a frase pausadamente — As refeições são três vezes por dia, igual no presidio, assim não pensem que só por que estão aqui, terão uma vida melhor – se sentou numa poltrona — Entenderam!?

— Sim – disseram em uníssono

— Leve-os para o quarto – disse a um militar

— Todos de pé! – gritou — Sigam-me – andou em direção ao dormitório

 

A porta do quarto, era grande e também de metal. Quando entraram dentro do cômodo, já podiam ver que tinha quatro boliches e por sorte, uma porta que levava ao banheiro

 

— Wow... – NamJoon arregalou minimamente os olhos

— Se arrumem, tem a roupa necessária no armário e se alguma coisa mudar nesse quarto ou alguma briga acontecer, irão se fuder, ouviu? – o guarda fechou a porta com força, fazendo um barulho alto acontecer

— Vou ir tomar banho – SeokJin disse

— Vou ficar com essa cama

 

(...)

 

Todos estavam acomodados, livres das algemas e deitados cada um em sua devida cama. Jungkook dividia a boliche com Taehyung, enquanto Hoseok com Jimin, NamJoon com Jin e por fim, Yoongi na única cama de solteiro

 

— Estão prontos para amanhã? – Yoongi perguntou

— Não deve ser tão difícil – Jimin respondeu

— Hum... Alguém aqui já se conhecia? – NamJoon puxou assunto, não iria perder nada mesmo

— Jiminie e eu – Hoseok se pronunciou — Faz alguns anos apenas

— Somos irmãos – Taehyung apontou ao Jeon que estava na beliche de cima — Mas não mantemos contato – finalizou

— Aquele filha da puta já roubou minha moto – Jin apontou para Yoongi

— Foda-se – ele revirou os olhos

— Nunca vi nenhum de vocês – NamJoon reprimiu os lábios

— Cara, eu já te vi na televisão – Hoseok apontou risonho ao Kim

— Sério?

— Sim, jornal das cinco – a maioria riu — Kim NamJoon preso por furto e homicídio, boa noticia

— Sim... – deixou um sorriso mínimo escapar — Você não parece um ladrão de verdade

— Você não sabe o que fala – Jimin riu fraco

— Isso é um elogiou? – Hoseok arqueou uma sobrancelha

— Talvez

— Obrigado então

— Quero perguntar algo – todos olharam a SeokJin — Por que vocês não conversam? – apontou aos irmãos — O mais estranho, é o sobrenome – riu

— Podemos até ser irmãos, mas nunca iremos fazer parte da mesma família... – tudo ficou em silêncio

— Precisamos dormir, amanhã temos de acordar cedo – NamJoon disse sentindo o clima pesado que se instalou

— Tá – concordaram

 

Se arrumando na cama, o Kim apagou as luzes e agora apenas podia-se ouvir as respirações pesadas de todos, assim também como a chuva calminha que caia ao lado de fora da mansão

 

(...)

 

Acordando por ouvir algo, tipo um taco bater na porta de metal, todos sentaram-se e viram a porta ser aberta, revelando o general com uma cara nada boa. Novidade

 

— O que ainda fazem dormindo!? Eu disse que bem cedo, era para estarem todos prontos!

— Não disse n-...

— Vocês têm dez minutos para estarem prontos e em fileiras! – gritou saindo do quarto

— Mas que porra

 

Alguns minutos se passaram e todos já estavam prontos, quando deu os exatos dez minutos, o mesmo cara apareceu

Guiando todos para a sala debaixo que ficava no subsolo, o general digitou uma senha e a porta se abriu, adentrando todos, a maioria ficou surpresa

Quem iria imaginar que naquela ‘passagem secreta’ irei ter armas, arcos, sacos de areia – para treinamento – e um ringue para treinar corpo a corpo?

Vendo um cara passar e tirar as algemas das suas mãos, os gângsteres foram colocados para se sentaram separadamente em uma mesa

 

— O treino irá começar 


Notas Finais


Sério, nhaaaa
Goxtei kkkk

O que acham que está por vir, hu?
Pode ter certeza que várias emoções ksks

Até a próxima?
Tchau Tchau ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...