1. Spirit Fanfics >
  2. Guerra de Santos: 1 temporada >
  3. Sangue e Chuva

História Guerra de Santos: 1 temporada - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Lets go

Capítulo 2 - Sangue e Chuva


O inimigo vestia uma armadura oposta ao do herói. Era negra e parecia ser feita de um material como vidro. Ele tinha cabelos brancos e olhos cor de fogo.   O olhar sanguinário em seu rosto. 

Ele sorria malignamente, como se a Vitória ja fosse sua. 

Alguns raios caíram do céu e iluminaram o templo, revelando que era apenas ruínas.  Revelando os seres de armaduras negras que o cercavam. 

"Eu achei que você fosse um pouco mais forte" disse o lider da tropa maligna. "Mas você me decepcionou Bruno" 

O herói deu um sorriso.

"Você ainda não viu todo meu poder Heitor" disse Bruno. Seu rosto arranhado e ensanguentado. Mas seus punhos se fecharam. Ainda havia força nele. Ele jamais se entregaria. A dor em seu braço quebrado e sem armas. 

Seu inimigo riu de deboche. 

"O que você poderia fazer pra se salvar agora cria de Hades?"  Perguntou Heitor. Então desenbanhou sua espada. "Lamente em seus últimos segundos de vida o azar de ter escolhido esse caminho que o levou a desgraça" Heitor ficou em posição para atacar Bruno. 

O filho de Hades fechou os olhos. Ele podia sentir um vento diferente do vento da tempestade. Sim, era ela. Então não tinha como fugir. Havia chegado a hora. 

A imagem de sua irmã rezando por sua vida veio em sua mente.

Uma moça morena de olhos verdes rezando para que seu irmão voltasse com vida. 

"Me perdoe Natalhia" ele disse para si mesmo " Mas dessa vez eu não voltarei pra casa " 

Com seu corpo totalmente ferido e sua armadura despedaçada. Bruno havia chegado ao limite.  Sozinho entregue aos inimigos,  ele reuniu suas últimas forças.  

A palma das suas mãos começam a brilhar em algum tipo de simbolo, fogo vermelho vivo. Marcas por todo corpo aparecem. Como tatuagens feitas de fogo. Seus olhos eram duas bolas de fogo vermelho flamejantes. 

Seus inimigos atacaram. 

Mas Bruno fez o chão se abrir, o resto do templo começou a desmoronar e tudo foi engolido pelos buracos. 

Os soldados malignos caíram para dentro da terra onde foram consumidos. 

Apenas Heitor e Bruno ficaram na última parte que restava do templo. 

Infelizmente o ataque de Heitor conseguiu ferir Bruno. Heitor cravou sua espada em Bruno, o atravessando. Frente a frente. Após golpear o filho de Hades e ainda segurando a espada, Heitor ri da cara de Bruno. 

"Mesmo com esse poder que lhe foi entregado você não foi capaz de se salvar" disse o vilão "Seu esforço foi em vão "

"NÃO" responde Bruno muito seguro. Ele ainda brilhava em chamas vermelhas vibrantes. A floresta escura estava iluminada por aquele brilho." De forma alguma foi em vão " continuou "Eu cumpri minha missão. Muitas almas receberam a dádiva sagrada que eu carreguei. Agora muitas vidas serão salvas. Eu fiz o que tinha que fazer aqui. Foi você quem fracassou Heitor" disse Bruno emocionado. 

Heitor se enfureceu e cortou mais o corpo de Bruno por dentro com sua espada.  

Sangue jorrou e correu junto com a chuva pelo templo. 

Bruno gritou de dor. Sua visão embaçou. Foi perdendo os sentidos.  Sentiu aquele calafrio. A morte ja estava do seu lado. Como um filho do Deus do inferno ela não o assustava. Mas realmente havia chegado o seu fim. 

"Você só será mais um dos milhares que eu matarei por Mao" disse Heitor. 

"Então não deixarei que sobreviva também " disse Bruno. 

Heitor se assustou. 

De repente o fogo vermelho no corpo de Bruno queimou com mais intensidade.  Havia muito sangue dele pelo chao e o sangue comecou a queimar também.  O resto do templo entrou em chamas. E inevitavelmente O corpo de Heitor também entrou em chamas. 

A essa altura o pico do monte era um incendio vermelho. 

Heitor começou a gritar de dor. 

"Que fogo é esse que não se apaga de jeito nenhum?" Gritou Heitor enquanto agonizava de dor e tinha seu corpo consumido. 

"Esse é meu ultimo sacrifício " disse Bruno Havia uma bola de fogo na palma de sua mão. "Esse é o poder que eu defendi Heitor. É a fraqueza do Olimpo. A salvação dos homens.  É a bondade de Amo" ao citar esse nome Bruno se emocionou e deixou escorrer uma lagrima. "Meu senhor" disse Bruno olhando para o céu "Eu cumpri minha missão.  Encerro aqui minha vida. Desculpe não poder continuar mais. Mas novos protetores estão pra surgir." Bruno deu um ultimo sorriso "Obrigado por me salvar" 

Então as chamas consumiram tudo. 

Heitor foi reduzido a cinzas. O corpo de Bruno desapareceu também. 

Logo após a morte dos dois.  A chuva se encarregou de apagar o fogo e lavar o sangue daquele lugar. A terra tremeu um pouco. Afinal um filho de Hades tinha morrido. O templo foi engolido pela terra e só sobraram destroços naquele monte. 

Restos de uma batalha. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...