História Guerra dos mitos - o grande fim - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Asteca, Mitologia Chinesa, Mitologia Egípcia, Mitologia Hindu, Mitologia Japonesa, Mitologia Nórdica
Personagens Personagens Originais
Tags Guerra Dos Mitos, Mitologia
Visualizações 9
Palavras 1.961
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Sim, mais um cap.
Sim, mais leitura para vcs.
Sim, eu amo essa fanfic!
Sim, a ideia surgiu enquanto eu tomava banho.
Boa leituraaaaa

Capítulo 10 - Raios e trovões


Fanfic / Fanfiction Guerra dos mitos - o grande fim - Capítulo 10 - Raios e trovões


- COMO A GUERRA COMEÇOU ??!!! ERA PARA SER DAQUI A UM MÊS!!! - Gritei para Odin que comandava uma tropa dando certos comando para eles, Joe e Elizabeth estavam atrás de mim me segurando e Charlie olhando todos

- Eu não sei! Mas com a ajuda de vocês, o Ragnarök não ira acontecer! Então vocês já salvaram parte do mundo! - responde o deus que passou por mim andando rapidamente, parecia estar com perca 

- Ragnarök ? Não vai acontecer ? - perguntou Joe me soltando e me fazendo cair no chão 

- Obrigada, Joe - falei

- Na profecia, os gigantes de fogo destruíram a Bifrost, Surtr iria atirar fogo nos nove mundos, e Loki ira liderar os inimigos de nós Æsirs, meu filho esta morto, o gigante de fogo também, e agora a guerra chegou, não temos o que temer com o fim dos nove mundos agora! Era para isso que eu os chamei! - falava Odin abrindo portas com as mãos enquanto seguiamos ele

- Você nos usou! - Exclama Elizabeth 

- Para o bem do mundo! Obrigado pela ajuda de vocês! Mas agora eu tenho que salvar Asgard e Valhalla! Heidall leve eles para Midgard de volta! Isso é uma ordem! 

[...]

 Depois de sete guardas, duas valquirias nos levarem a força para Midgard, ficamos como cão sem dono, sem saber onde estava e onde ir.

- Obrigado, Grace! Agora estamos perdidos! - falou Joe ironicamente 

- Calma, Joe, não é culpa dela - falou Elizabeth

- Não... foi sim, eu quis agir com os punhos em vez da cabeça - falei para ele pensativa - Mas agora, eu to tendo outro problema...

- E qual seria ? - pergunta Joe cruzando os braços - Seus poderes ? 

- Sim... veja - logo, tento invocar a Seraph Sword, meu braço vira fogo como sempre, mas nada ocorre e o fogo some - Nem acionar a espada eu consigo

De repente, ouvimos o barulho dos arbustos e quando vimos, era Xanadu, o alquimista de antes

- Aqui estão vocês, venham, o cachorro, a fada e o pistoleiro estão comigo - fala o velho que ia nos guiando, ele usava uma bengala de madeira com uma pedra azul, e ele andava com uma mão nas costas, e logo o seguimos. Não demorou muito para chegarmos, e ficamos em cima de uma pequena colina, onde estava Garm, Ben e Alexsander

- Alexsander! - gritei indo na direção dele, mas na hora, alguém surgi em minha frente e me para

- Hã ? Ta tudo bem, Trace, é a Grace! - falou meu irmão, e na hora, percebi que quem me segurava era a armadura de Hefestos, mas com diferenças 

[Alexsander]

 Fui correndo até minha irmã, onde dei um abraço dela, Garm deu um alto salto caindo sobre Joe, e Ben abraça Elizabeth

- Só para não dizer que é esquecida - fala ele para a garota

- Quem é essa aqui ? - pergunta minha irmã olhando para Trace Hunter

- Bem... Trace, se você quiser... - falei para ela coçando a cabeça e indicando Grace com a mão, algo que notei foi Charlie atrás de todos

- É Grace... espero não lhe assustar... - Fala Trace, que então faz sua armadura se mover como areia sobre seu corpo, todo o ferro começa a se mover, virando uma calça jeans não apertada, uma faixa sobre os seios, uma xuxa de cabelo fazendo o cabelo ficar em rabo de cavalo, e então finalizar com pulseiras, minhas duas irmãs, clone, e de sangue, ficam então se encarando, Grace tava incrédula, e Trace sem entender. Ambas ficaram andando em circulos uma analisando a outra

- Espada - fala as duas juntas

- Copas - falam novamente

- Paus - mais uma vez

- Ouros - fala joe fazendo carinho em Garm

- Parece que to olhando para um espelho vivo - fala Grace acenando para Trace que fazia o mesmo

- É como eu olhar a quem me vestia antes - Fala trace em seguinda

- Acho melhor vocês se apresentarem, talvez isso - Falei para elas 

- Oi, meu nome é Trace Hunter, e você ?

- Oi, meu nome é Grace Hunter, e você ?

As duas disseram isso juntas, parecia que eram realmente um reflexo uma da outra

- Alexsander vem cá - falou Elizabeth me chamando ao lado de Joe e Garm, e logo fui até eles 

- Digam 

- Por que veio aqui ? - pergunta Joe apontando para baixo

- Bem... Trace me explicou sobre a guerra, e não é o que eu esperava, eles iram guerrear em dias aleatórios, digamos que não tera uma ordem, as guerras pode ser em qualquer lugar a qualquer hora, e deuses aleatórios durante as lutas ainda por cima... como eliminamos Zeus, somente o campo Grego não estara presente na guerra, já os Hindu, Escandinavo, Xintoista etc, participarão disso tudo... e aqui, ocorrerá a primeira batalha segundo Xanadu... cada um com seu exército que estara livre ao mundo

- Como assim livre ao mundo ? - questiona Joe sem entender

- Digamos que os deuses iram lutar extremamente rápido, coisa de cinco minutos, eles sumiram do nada, mas os soldados que eles levaram continuaram no campo até o fim - expliquei para ele

- E se um deus morrer para outro ? - pergunta Elizabeth 

- Então os soldados que ele levou morrerá consigo.

- AAAAAAAAAAAAA SUA MALDITA!!!! - Gritou Grace ou Trace, e quando me virei as duas estavam brigando, Grace segurando a bochecha e a orelha de Trace e Trace o nariz e o cabelo de Grace

- AAAAHH!!! NÃO SE MATEM!!! - Gritei tentando soltar as duas uma da outra

- COMO RAIOS VOCÊ TEM ACESSO A MEUS SEGREDOS PESSOAIS MAS NÃO AO BÁSICO DA MINHA MEMÓRIA ???!!!! COMO ??!!! - gritava Grace brava 

- EU SEI LA!!! COMO EU SEI O QUE É SEGREDO OU NÃO ??!!! TEM MUITA COISA PARA MIM SABER!!! EU NÃO SABIA QUE NÃO GOSTAVA DO DOCE DE ABÓBORA DO ALEXSANDER!!!! - Responde Trace brava, de repente um estrondo sonoro é ouvido, como um trovão, um flash de luz acontece no céu, e de repente, em segundos, soldados aparecerem, todos com armaduras douradas, uns em cima de elefantes e outros a pé, empunhando lanças e arcos, eles olhavam em linha reta sérios, e acima deles, uma figura superior, em cima de um elefante que era o dobro dos outros, estava meditando, olhos fechados, pele avermelhada, mas não muito, usava um capacete dourado, em seus quatro braços, cada um tinha suas armas, sendo uma rede, um gancho, um vajra. Era o deus hindu do trovão, Indra.

Ao longe, a baixo da colina que estávamos, mais ou menos, 1km e meio de distância, tinha outro exército, eram todos com armaduras de samurai, ou ninja, montados em cavalos, portando lanças, espadas e mini foices e voando acima de suas cabeças, uma divindade também. Ele flutuava em uma nuvem, parecia um monstro, um pouco gordo, cabelos pretos espetados e bagunçados para trás, pele avermelhada também, flutuando em suas costas, tambores com simbolos de três tama cada, em suas mãos bastões para bater neles, seu rosto tinha dentes tortos apontando para cima e baixo, garras em mãos e pernas, usava um tipo de saia de pele de tigre. Era o deus do trovão, Raijin.

- Trovão contra trovão ? Já vi que quandos eles baterem vai ser um caos da desgraça - Fala joe olhando ambos, eles pareciam nem nos notar ali no meio

- Primeiro que eu entendei a referência, segundo que foi fogo, terceiro, VAMOS SAIR DAQUI!!!!! - Gritei ao ver que Indra abriu os olhos, Joe nos jogou para o alto, onde caimos em Garm, que sai correndo rapidamente, algo que eu notei, é que os passos de Garm, não sei se é por velocidade ou querer, mas ele deixava um rastro de neve sair de seu pelo, Indra então da um forte grito de guerra que faz nuvens negras no céu, totalmente carregadas.

- Hamala Karane ke lie!!! - gritou Indra que então fez o seu exército ir em direção ao exército de Raijin, e ao mesmo tempo que sitou isso, fez raios caírem

Kōgeki suru!!! - Gritou Raijin que ao mesmo tempo, bateu os bastões em dois dos tambores seus que fez raios cairem ao mesmo tempo, e liderando seus exércitos

- ACELERA CÃO DE GELO!!! - Gritamos todos juntos para Garm que então, vira uma verdadeira flecha de gelo e em menos de segundos, paramos em cima de uma montanha, o cão estava cansado e parecia derreter um pouco nas patas, saimos de cima deles então 

- Caramba... essa passou muito perto - fala Elizabeth que ia ver a guerra, de onde estávamos dava para ver a guerra de modo seguro

- O que foi que eles disseram ? - pergunta Grace 

- Ambos disseram a mesma coisa "atacar", falta de criatividade em pensar em um grito de guerra - Falava joe para ela, Indra e Raijin então entram em contato, e isso fez um poderoso raio sair do chão, e outro cair do céu acertando um ao outro, Raijin tenta acertar um soco em Indra que segura a mão dele, ele tenta outro, mas o deus segura novamente, e com as outras duas mãos, Indra deu uma série de golpes, ambos se separam depois. Raijin bate em todos os seus tambores rapidamente, e faz raios acertarem Indra o empurrando para trás, em seguida, antes de Indra se recuperar, Raijin ataca o elefante do mesmo contra ele, Raijin bate mais tambores, e faz mais raios cairem em Indra. Já não era visível ver o deus de tanto raio. De repente, um gancho sai do além e puxa Raijin pelo braço, Indra estava no outro lado do campo de batalha, Raijin faz sua mão ficar extremamente carrgada de raios e Indra faz o mesmo, ambos tentam se acertar, é acertado no peito, Raijin faz mais raios acertarem Indra, e ja bravo, Indra se revolta, com seu vajra, acerta e quebra os dentes de Raijin, com seu gancho ele puxa Raijin de volta, e com seu arco, dispara uma flecha no peito do deus demoníaco que é fincado no chão, ainda bravo, Indra começa a dar uma inumeridade de socos em Raijin, que o mesmo, segura um dos braços e quebra na mesma hora, os dosi começam a brilhar, e somem em pleno a luta. Ficando apenas a luta dos soldados de ambos

- Lindo aquilo, não ? -  pergunta alguém que estava sentado próximo a nós. Era um garota com cabelos preto e rebelde, usava uma jaqueta preta, um short curto preto também e uma camisa branca simples, botas que pegavam metade da perna abaixo do joelho, pretas também, tinha uma gravata comprida azul que ia até a cintura, seus olhos eram azuis. Ao seu lado, uma garota que era inteiramente branca, cabelo era comprido indo até os pés, sua roupa era meio que estilo soldada, mas era branca também, usava salto, e no pé direito um meia listrada que ia até o joelho, um short curto com bordas pretas, os olhos dela eram amarelos ambar, e algo que a descava o rosto era o chifre preto que tinha na area esquerda da testa.

- Quem são vocês ? - Pergunta Joe para elas

- Eu sou Millena Akumá. Sou uma capitã do clã do milênio. Codinome: Vermes das armas demoníacas. Cristal amarelo - Ela dizia se levantando com um sorrisinho bobo e pondo uma mão na cintura

- eu sou Samantha Vestérie, aprendiz da senhorita Akumá, codinome: punhos do hecatonquiros! Cristal azul! - dizia a garota de olhos azuis, a branca parecia ser alguém simpática enquanto a de preto animada

- Você não tem codinome ainda, não se precipite - diz Millena olhando Samantha com um olhar bobo - Viemos aqui para poder absorver o deus que perder a luta, para trazer a paz depois de tudo isso. E vocês... quem são ?


Notas Finais


E é isso! Vcs devem ter visto que eu coloquei coisas na categoria e mudado o nome da fic, mas é pra entrar no contexto! ATÉ a próxima!

Eu sei, o cap ta curto, mas é pq ta bugando muito aq e... É A QUINTA VEZ QUE EU ESCREVO ESSE CAP SÓ HJ!!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...