História Guerra dos mitos - o grande fim - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Mitologia Asteca, Mitologia Chinesa, Mitologia Egípcia, Mitologia Hindu, Mitologia Japonesa, Mitologia Nórdica
Personagens Personagens Originais
Tags Guerra Dos Mitos, Mitologia
Visualizações 7
Palavras 2.719
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Sim! Homem de ferro! Capitão América! E Hulk estão nesse cap!


Zoas, não esta não kkkkkkkk quem conhece aquelas duas, sabe o que o cap. Se trata, caso contrário, ta desinformado kkkkk

Capítulo 12 - A verdade sobre mim.


Fanfic / Fanfiction Guerra dos mitos - o grande fim - Capítulo 12 - A verdade sobre mim.


Aquela explosão que Millena nos fez, acabou nos fazendo ir para bem longe de onde estávamos, aparamos perto de um rio, cujo as margens eram pedrinhas e tinha uma cachoeira, ninguém se molhou ou machucou, mas posso dizer que foi um forte impacto

- Ai cara... vocês dois não sabem resolver as coisas sem ter que ameaçar de morte ? - falava Joe com a mão no braço esquerdo 

- Qual é... uma hora ou outra vamos matar ela mesmo, nem duvido - falei para se ele

- Sim, uma hora... mas não aquela! Viru idiota ?! Ela nem ia nos atacar!

- E que prova você tem ?! Ela ja estava com os vermes para fora, poderia atacar quando menos esperassemos!

- Eu vivo com três tentáculos nas costas, E nem por isso ataco os nossos inimigos do nada! 

- É por isso que nunca ganha uma luta sozinho! 

- O que esta querendo sugerir ?! 

- O que você acha ?! Que você é fracote! Acha que conversas muda tudo ? 

- Eu não disse isso, disse que vocês são preciptados! Iriam atacar sem ter certeza de nada! E se tivesse mais o que dizer ?

- Podemos ainda encontrar outros membros por ai, eles poderiam dizer e acabavamos com eles la mesmo! Não é, Grace ?!

- Como pode falar com tanta certeza ?! Ela disse aver apenas quatro membros agora, isso diminui as nossas chances de encontrar outros deles! Poderíamos ter pegado todas as informações la mesmo! Fala pra ele, Elizabeth!

- Viu ? Esta chamando sua amiga para algo que ela não tem nada ave! 

- Você chamou sua irmã! Você praticamente vive com sua irmã! Eu vivo por ai viajando, sozinho, encontrando as pessoas 

- E sendo sugerido a experiências humanas por que não soube se defender, e depois saindo de barris que nem eu fiz com você ?!

- Nunca pedi para abrir o barril! Por mim, vocês estariam fazendo tudo isso sozinhos, já que eu nunca pedi para ser achado por alguém! 

- Certo, cai fora então! Volta a fazer as coisas sozinho então! Não precisamos de você! - ao dizer isso, Joe joga seus dois tentáculos para os galhos e se dispara como um estilingue

- Joe! Espera! Joe! - exclamava Elizabeth que corria na mesma direção que ele, eu olhava pro chão bravo, mas depois olhei para Grace e Trace que me olhavam com cara de paisagem 

- O que foi ? - pergunto com a cara mais feliz da face da terra 

- N-Nada! - diz as duas que em seguida viraram as costas assobiando pro alto. Uma coisa que notei é que Garm não veio junto com a explosão, apenas Ben

- Vamos logo atrás de algum deus, eu acho que vi um acampamento aqui - falei sério e caminhando para dentro da floresta. Nem cinco passos foram o suficiente, algo nos atacar, não deu tempo para ver o que era, mas posso dizer ser rápido

- Alexsander! - Exclama Trace que faz sua roupa metálica se mover como areia em seu corpo e assim virando uma armadura novamente, aproveitando que estava indo para o alto, fiz meus revólveres aparecerem, e comecei a dar tiros no ser que me atacou, com ele vindo a luz, soube o que era. Tinha o corpo alongado, parecia de lagarto, mas era transparente, e a cabeça era de cachorro, não era apenas um, e sim, cinco deles, o nome era Inugami, um youkai.

- Como matamos isso ? - pergunta Grace evocando a espada

- Não faço a menor idéia, mas se ele me tocou, ja sei que posso fazer isso! - logo dou um disparo, em um deles, o disparo acerta o olho, e um deles cai no chão - Ok, eu fico com o pitbull, pinscher e o pug, Trace e Grace, os viralatas e o bidou 

Todos eles são inugamis, espíritos, então matalos não seria errado e sim algo bom, até por que o ritual para ter eles é quase uma tortura, ou melhor, é uma tortura. Logo, eu dava disparos em todos eles, mas eles pareciam cobras de tão rápido que se moviam, o pitbull tenta me morder, mas eu coloco o revolver na hora, com o outro eu dou um tiro, ele cai no chão então, e eu mantenho distância dele por via das dúvidas. Grace desviava deles que atacavam ela como sapos loucos, ela parecia um pouco desconfiada, não queria atacar, e nem usava a espada para defesa. Trace tinha um modo de combate muito poderoso, em um piscar de olhos, ela mudava de arma, começou com uma espada enorme, com a qual errou o golpe, mas o vento empurrou eles, da espada, fez um tridente, com a qual enfiou na boca dos dois e os jogou pro alto, e do tridente, fez dois espingarda e deu tiros em ambos. Voltando a mim, eu já tinha gastado toda munição e esperava os revólveres recarregarem, até la, estava usando ar pernas para defender, em outras palavras, to me segurando em um galho chutando a cabeça deles, um pug de repente se enrola em mim, e me faz cair no chão, o pischer começa a morder minha mão direita enquanto o pitbull ia pro alto, me morder a garganta, nem duvido, mas na hora, vejo que ja poço das tiros e dou um tiro no pug na hora, e em seguida no pischer, rapidamente me levanto e o pitbull cai de cara no chão, e eu dou outro disparo nele, os três ficaram desmaiados.

- Agora para evitar que voltem mesmo - mirei os revólveres para eles e comecei a dar uma série de disparos, até chegar ao limite. Voltando as meninas, Grace não tinha feito um arranhão neles ainda

- Vamos la! Não me deixe na mão! - ela diz e na hora, tenta acertar um golpe no inugami, mas na hora, sua espada vira pó, sim, pó. Ben parece se preocupar, e então começa a chamar a atenção dos cães 

- Trace! Agora! - fala a fada chamando atenção de Trace que com duas lanças atiradas juntas da mesma mão, acerta e prende os inugamis no chão, e com os outros dois inugamis, ela faz um martelo imenso com o qual esmaga os dois, no chão. 

- Grace você esta legal ? O que houve com seus poderes ? - perguntei a ela preocupado

- Eu não sei, ultimamente isso anda acontecendo comigo, o menor golpe faz ela virar pó - ela diz para mim, parecia se sentir culpada - acho que vou perder os poderes

- O que ? Não. Não pode perder seus poderes! Deve ser outra coisa! - eu falava incrédulo 

- Alexsander, ela não esta errada, ela esta realmente perdendo o mana-azul de seu corpo, acho que mais algumas horas e ela perdera todo o poder - diz Ben que brilhava as mãos perto de Grace parecia fazer uma análise 

- O que acontece se ela perder isso ai ? - perguntei

- Provavelmente ela vai virar humana - ele diz para mim como se fosse óbvio isso. Eu realmente não tinha reação sobre isso, afinal, os poderes é nossa marca quase.

- Tem como evitarmos ? -pergunta Trace 

- A menos que encontrem outro cristal, você esta perdida, Grace - falou ele sério

[Joe]

 Subindo uma árvore de pelo menos 3 metros, Elizabeth parecia estar com bastante dificuldade

- Joe! Desce aqui! Vamos conversar! - falava ela tentando subir, eu estava entre os galhos sentado emburrado

- Não! Daqui eu não saio! - respondo a ela nervoso 

- Você ta parecendo criança! 

Quando ela diz isso, amarro um tentáculo em um galho e desço até ela de ponta cabeça 

- Eu sou mais velho, mais alto, e mais esperto que você, então não me vem com essa

- Só que esta agindo não que é!

Infelizmente, o galho que eu me pendurava quebra, e eu caio de cabeça no chão 

- Ai, ai, ai! 

- Obrigada, mãe-natureza, olha, Joe, eu também não gosto do conceito do Alexsander, ele usa mais a força do que a cabeça as vezes, e você mais a cabeça que a força, vocês dois são diferentes e iguais ao mesmo tempo, defenderam seus conceitos, lutam pela mesma causa, ajudam quem merece, gostam de fazer piadinhas para relaxar em momentos sérios, ele disse que você é fraco por que você é mais do... romantismo, posso dizer, sei la, vocês são que nem yin e yang, um precisa do outro, sombra na luz, luz na sombra, embora tenham conceito diferentes, vocês precisam um do outro, então vamos voltar para la

- Hmm...  Eu irei pensar - odeio ter que admitir que ela estava certa, embora eu e ele sermos diferentes viramos melhores amigos. Continuei andando para onde eu estava indo antes

- Onde esta indo ? - perguntou Elizabeth para mim

- Quando estava no alto, vi alguma coisa enorme por aqui, acho que era um dragão - eu falava para ela

- E você ta indo para onde estava um dragão ?! 

- Gosto de dragões, principalmente quando não querem me matar 

Andando mais a frente, chegamos em uma  area sem saida, tinha apenas uma parede de pedra

- Devo esta vendo coisas... - falei, de repente senti um enorme impacto no chão, e quando me virei para trás, o deus do trovão, Thor, novamente estava la com a bifrost em volta

- Odin te chamas - fala o deus rápido e direto 

[...]

 O velho no final queria apenas nos recrutar, estavamos em Alfheim, o mundo dos elfos, onde Elizabeth tinha ido antes, tinha um exército de elfos preparados para atacar, disseram que a próxima luta dos deuses, seria aqui, e que deveriamos ajudar. Bando de burgues safado. O deus ao nosso lado era Vidar, deus do silêncio, floresta e vingança, o deus adversário não sabíamos, mas era da parte egípcia. 

- Hey, Joe vem ver isso - Fala minha nova melhor amiga de todas. E a unica. Me chamando para o que parecia uma caverna, fui então ver o que era, e descemos um pouco e quando eu vi, me assustei com todos os cristais que tinha la

- Ai... meus... deuses... - eu falava pausadamente, era incrível aquilo, logo ia pegar um na parede, era amarelo

- Não! Apenas um toque é o suficiente para você ganhar poderes de novo, e nós já temos os nossos, e não sabemos o que acontece se pegarmos mais - fala ela segurando minha mão 

- Acho que ganhamos mais poderes - falei afinal isso era óbvio. De repente, pelo reflexo do cristal, vejo aquela entidade que apareceu antes, um Joe com cabelos pretos, e olhos verdes, ele parecia bem cínico ali, olhava os cristais com tamanha ambição na hora.

- Esse... esse é o poder que eu sempre procurei! Anos procurando isso! Finalmente valeram a pena! Agora... necessito de um plano - dizia ele como se não tivesse me visto ali na hora. Quando percebo que ele me viu, tudo ficou escuro, e eu apareço em um campo verde, com apenas duas árvores sendo as duas com apenas metade das folhas em cada lado.

- O que é isso ? Onde estou ? - eu me questiono 

- Acho que chegou a hora de você saber, não é senhor, Maximilian - diz alguem e quando eu vejo, era minha sombra que estava de pé, ao lado da árvore de madeira mais escura, e com folhas verdes e que iam aumentando uma folha de cada vez. Olhei para a outra árvore de madeira clara, ela ia perdendo uma folha de cada vez, e a madeira ia ficando escura mas isso não era muito visto

- Quem é você ? E por que apenas eu posso velo ? - perguntei a ele com os tentáculos prontos

- Eu ? Eu sou você! E você sou eu! E você só pode me ver por que somos o mesmo, Joe... Não existe "Joe" para mim você é só uma casca des que eu morri... Mas para você entender melhor, eu vou ser direto... Joe, você é a encarnação do deus Loki, deus do fogo, das travessuras e do bom mal... em outras palavras. Eu sou Loki, prazer em conhece lo - dizia a figura estendendo a mão para mim, na hora, bastante das folhas somem de uma vez de uma árvore e surgem na outra 

- O que ? Mentira! Eu sou um humano e não um deus! 

- Hahahaha... lembra quando disseram que eu fui assassinado ? Na verdade foi planejado... eu planejei tudo, assim que morri, encarnei em alguém que teria conhecimento sobre os cristais, você era apenas um ser vivo que quase não nasceu sem eu te empurrar para o útero de sua mãe, entrei em você como água que cai no copo, sem erro... mas... eu tive que fazer inúmeros cálculos para saber o dia, a hora, e tudo mais até a guerra dos mitos, sabia que sem mim, o Ragnarök não iria ocorrer direito, e que assim eu pudesse por meus planos em prática... eu criei você, Joe, você só existe por minha causa, quando você foi pego para os experimentos, uma pequena parte minha despertou para que assim eu pudesse agir por curtos períodos de tempo. Eu fiz a conta perfeita para acordar exatamente aqui, os elfos não iria deixar um deus por as mãos nesses cristais pois sabem do poder, mas jamais iriam negar um humano ou outro elfo... agora se me permitir, Joe, eu to afim de pegar uns poderezinhos extras agora.

- Nem pensar! Eu não vou deixar! 

- E o que pode fazer ? Alexsander e você brigaram, Garm ? Ele só te obedece por saber quem é você... você esta sem escapatória se renda

[Elizabeth]

- Joe! O que esta havendo ? - perguntei a ele, ele estava com uma energia negra a sua volta, cabeça baixa, braços soltos ao ar, pernas bambas, estava estranho, de repente, a energia aumenta, e na hora, seus cabelos ficam pretos como a noite, seus olhos se abrem em um tom de verde, sua pele fica um pouco mais clara, e ele parecia feliz com aquilo - ...Joe ? 

- Não... Eu usaria meu nome normal, Loki, mas acho melhor usar outro agora que estou nesse corpo... acho que Loki ar thrí bhealach ficaria bom... significa Loki de três caminhos, ja que sou metade deus, Jotun e humano agora... hahaha... e você, quem é ? - ele me pergunta com um sorriso de um lado da boca

- Elizabeth Moonstar... cade meu amigo ? - perguntei a ele fazendo uma flauta surgir em minhas mãos 

- Ele teve que dar uma saidinha, quer deixar recado ? Agora eu estou sem tempo, então se me permitir... - logo, ele estende a mão para pegar um cristal, mas faço uma mão mecânica a segurar na hora

- Joe, acorda! Não deixa ele vencer! - falei

- Acordar ? Ele não é zumbi para ressuscitar dos mortos - diz ele que então assopra para mim e faz um alito de gelo me congelar antes de fazer algo

- Assim é melhor... sera a primeira a ver eu ficar mais forte que antes...

[Joe]

- Por que esta fazendo isso ?! - perguntei a ele após joga lo contra sua árvore

- Por que eu estou farto disso! Um deus das mentiras! Eu li sobre o Ragnarök! Eu irei morrer! Mas agora, eu estou morto para os deuses... Surtr morreu também... e eu e você, juntos! Matamos grande parte dos Jotun... eu não quero ter um fim assim... eu sou uma aberração para os deuses por parte Jotun... aberração dos Jotun por ser criado pelos deuses e tratado como um... Eu ja me cansei disso! Eu agora farei o meu próprio destino! Eu vou controlar a yggdrasil! Eu vou mudar o meu futuro! E o futuro do mundo! Oh... olha só... parece que sua hora chegou, Joe Maximilian... quais suas últimas palavras ?

Olhei para a árvore que estava em sua última folha, e em seguida abaixei a cabeça 

- Você pode ter feito tudo isso... mas seu futuro ainda sera a morte... Alexsander... Grace... Trace... Elizabeth... e quem sabe, Charlie, ira por um fim nisso que você esta fazendo... então... se prepara para eles... monstro - e o tempo chega ao seu fim, a folha então some, e meu corpo vira pedra e em seguida cai no chão quebrando em pedaços mas pude ouvir a última palavra de Loki "Belas palavras para um humano".



Notas Finais


E assim, Joe deixa de existir para dar lugar para o deus das mentiras, Loki, que des do início era um vilão que dormia em meio aos heróis.
Uau, Aegiomon virou filósofo kkkkkkkkkkk até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...