1. Spirit Fanfics >
  2. Guia de como (Quase) escrever uma história || Imagine >
  3. Capítulo XXIII

História Guia de como (Quase) escrever uma história || Imagine - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Olá glitterianos; Boa leitura
Meu twitter para quem quiser conversar. @btsoloveIy

Capítulo 23 - Capítulo XXIII


Fanfic / Fanfiction Guia de como (Quase) escrever uma história || Imagine - Capítulo 23 - Capítulo XXIII

Maldito seja Jung Hoseok. O dia mal tinha começado, e a primeira coisa que vejo ao acordar é o mais velho me observando dormir em seus braços. Em seguida ele me beija outra vez, e como se não fosse o suficiente, aquelas coisas aconteceram no quarto do Seokjin. Constrangedor. 


Eu estava ciente de que, eu não estava sóbria, principalmente por pensar tanto em minha situação com o Hoseok. Este que eu já não sabia mais onde estava. 


Eu estava bem. Sozinha em um sofá, vendo todos se beijarem, dançarem ao som de girl groups  aleatórios. Eu tinha visto alguns dos meninos que me envolvi no decorrer do ano, e outros que eu fiquei na última semana. A minha lista era uma bola de neve. Yoongi, Changkyun, Wonho foram adicionados sem o menor pretexto, eu simplesmente os vi em festas e resolvi atacá-los, agora eles eram parte da lista, e honestamente eu me sentia suja por isso. 


Falando em lista. Ninguém menos que Kim Taehyung se sentou ao meu lado, com um sorriso retangular e uma cabeleira vermelha. O vermelho já era minha cor favorita antes, agora então…


— Você está bêbada. — Ele afirmou sua fala e sorriu grande. 


— Com certeza. Eu fico com quem eu quiser, quando eu quiser, mas já viu que eu estou sozinha sempre. E agora quem eu quero mesmo, não me quer.


— Uau. — Ele gargalhou brevemente. 


— Eu encontrei praticamente todos os garotos da lista, e porque nenhum deles me parece ser o suficiente. — Cruzei os braços e franziu os lábios. 


— Então nenhum dos rapazes fez seu coração bater mais forte como eu? — Ele colocou a língua para fora e a mordeu de forma sacana. Não dá pra negar a paixão platônica que tenho por esse garoto. 


— Bom.. nenhum que esteja na lista. — Comentei sem ânimo. Era tão estranho saber o que eu estava fazendo, e ao mesmo tempo não ver o que eu falava. 


— Você costuma complicar as coisas quando não é necessário tanto cuidado. — Ele se virou para mim e sorriu gentil. Ele queria mesmo me aconselhar?


— Você poderia calar a sua boca na minha, quem foi que pediu algum conselho amoroso? — Me aproximei de seu rosto, mas logo me afastei. 


— Antes de ser só o cara que tirou sua virgindade, eu era seu amigo. Prefiro prevalecer isso que a nossa atração. — Falou sério. Eu podia facilmente me sentar em seu colo e beijá-lo até esquecer do assunto, mas eu estava começando a me sentir mal por cada um dos garotos que eu enganei. 


— Eu sou horrível. Eu menti para tantas pessoas, eu queria escrever um romance, mas acho que isso se tornou um livro de sacanagens, céus eu me sinto tão suja.. — Choraminguei. Eu não queria mais saber daquela maldita lista, eu queria ser a garota virgem, tímida que odiava Jung Hoseok, eu não queria estar tão ferrada. 


— Minha nossa, sua transição de bebada safada para depressiva foi muito rápida. — Ele gargalhou. — Olha aqui pra mim. 


Encarei seu rosto e analisei cada traço de seu rosto. Ele é tão perfeito, bonito, e gentil..


— Você não tem que se sentir suja por se deitar com ninguém. Você não prometeu um futuro para nenhum desses garotos, você viveu, sentiu prazer, que mau tem nisso meu anjo? — Ele segurou meu rosto e sorriu. 


— A única pessoa que eu quero agora, não teve nada disso, e eu aposto que ele me acha uma vadia. Eu só queria ser a garota certa para ele, não a melhor amiga. — Senti meu rosto molhar e me martirizei por estar chorando. 


— Você realmente está apaixonada? — Ele arregalou os olhos e me perguntou. O que me fez negar com a cabeça. 


— Não ‘tô não. — Balancei a cabeça em negação e me levantei. — Eu quero fazer alguma coisa, e eu não vou pedir para que venha comigo, mas eu gostei de conversar com você. 


Sorri envergonhada, por todo surto e palavras jogadas. Olhei ao redor, e numa rapidez descomunal meu pescoço se virou para a figura da Moonbyul e Solar juntas, se beijando. Sorri por ver minha amiga tão feliz, mas me lembrei de Hoseok. 


Caminhei, completamente sem um ponto para chegar, a procura do Jung. A essa altura ele já deveria tê-lo as visto. Esbarrei em algumas pessoas, dentre elas até mesmo os garotos mais recentes que fiquei, e estes queriam prolongar uma conversa, mas eu a desenrolava para ir à procura do ruivo chorão que era Hoseok. Corri até o quarto de Seokjin, e achei meu amigo lá sentado na cama, com o Kim o consolando. Droga. 


— Eu não sei como fazer ele parar com toda essa depreciação ____! — Seokjin o abraçava de lado e comentou me olhando preocupado. 


— Hyung isso não é depreciação, o quão idiota eu fui em achar que ela se incomodaria em não mostrar que está bem!  — Ele falou de forma histérica. 


— Seok isso não justifica você fazer isso, você também deveria estar bem. Porra você realmente sente tudo isso por ela? — O moreno o encarou irritado e puxou seus próprios cabelos. 


— Mas eu não estou. Eu não estou bem, eu fui burro demais em achar que ficaria bem de uma hora pra outra, nada nem ninguém vai fazer eu me sentir melhor agora. Eu queria pelo menos conseguir mentir e dizer que eu a esqueci. — A essa altura ele estava com o rosto inchado do quanto suas lágrimas rolaram. Eu estava irritada com toda essa conversa, mas odiei ver ele chorando outra vez. 


— Hoseok, você foi traído, pare de achar que isso seria menos doloroso. Pare de se doer tanto, você só enxerga o que não está na sua frente, já viu quantas pessoas legais tem aqui para você conversar e se distrair? — Me sentei na cama e coloquei minha mão em sua perna como uma forma de apoio para o mais velho. 


— As pessoas legais para você são as que você já transou, ou quer transar ____! — Ele falou de forma grosseira. O peso daquelas palavras me atingiu, mas não o suficiente para ficar brava. 


— Eu vou ver o que o pessoal está fazendo lá embaixo. — Seokjin correu para fora do quarto, sem ao menos terminar a sua fala. 


— Hoseok. Vai descontar a sua frustração em mim ou podemos conversar? — Falei de forma tranquila. Eu não queria jogar ainda mais sentimentos ruins em cima do ruivo. 


— Eu sou um idiota. — Retornou a falar, me fazendo revirar os olhos. 


— Para com isso. Você não é nenhum idiota Hoseok. — Esbravejei e o encarei. 


— Como não?. Eu me apaixonei por ela, perdi a noção de tudo, fui enganado quando ela mesma deixava tudo bem claro. Isso é pura idiotice! 


— Hoseok, vocês não deram certo, você tem que aceitar isso e seguir em frente. Esse sentimento de vazio vai ser preenchido por outra pessoa, você só tem que permitir isso, não se prenda a esse relacionamento que não existe mais. — A cada segundo eu aumentava meu tom de voz, mas não por estar brava com ele. sim com a situação. 


— O que você sabe sobre o que eu estou sentindo? Você não teve nada além de idiotas para te comer! — Aquilo para mim soou de uma forma tão maldosa. Eu levantei minha mão para desferir um tapa em seu rosto, mas eu reconhecia que ele agia da forma mais babaca quando triste. 


— Hoseok. Você não merece esse sofrimento. Entenda uma coisa. Você é uma das pessoas, se não a pessoa mais incrível que conheço. É o garoto mais dedicado que já vi. Tem o sorriso mais contagiante e lindo, é dono da risada mais gostosa do mundo. Você se importa mais com os outros que com você mesmo, e isso te faz parecer bobo, mas acho que é isso que mais me encanta. — Me aproximei dele e falei de forma calma. Ele me encarou de lado, meio sem jeito, e sorriu fraco. 


— Eu queria acreditar nisso, mas eu não consigo me ver sendo algo para você, além do idiota do seu amigo. — Ele deu de ombros e sorriu forçado. 


— Você acha que é só isso para mim? — O questionei, me virando para ficar em sua frente. 


— Como não. Você vive enaltecendo os caras da sua lista idiota, eu não passo do amigo virgem que escuta os relatos das suas pegações. — Ele tombou a cabeça para o lado e um bico se formou em seus lábios. 


— Você fala como se essa lista realmente fosse algo importante para mim. Você não faz ideia das minhas preferências. Além disso, essa lista só me fez me sentir mal pelos garotos que eu enganei. Eu realmente não te colocaria em uma lista dessas. — Sorri envergonhada e ele fez o mesmo. 


— Ás vezes eu só quero me sentir.. eu não sei. A Moonbyul foi a única pessoa que se interessou por mim em anos, talvez isso que me faça ainda estar apaixonado por ela. — Admitiu sem jeito. Hoseok realmente nunca foi do tipo namorador, mas não imaginei que fosse por não ser opção de alguém. 


— E o que você acha que alguém deveria fazer para que essa paixão acabasse? — Suspirei fundo e falei tranquila.


— Eu queria que alguém tivesse a coragem de me mostrar o que faria por mim. Como você disse eu faço muito pelas pessoas, já elas por mim.. Sou extremamente cafona, talvez seja por isso que não tenham pes-..


Com o álcool ainda correndo em meu corpo. Tomei coragem de acabar com o espaço que tinha entre nós. Fiquei com medo de não ser retribuída, mas Hoseok não deu sinal de quem quebraria aquele ósculo. Invadi sua boca com minha língua, e senti a sua automaticamente entrar em atrito com a minha. Nossas bocas se encaixaram de uma forma, que nunca imaginei encaixar. Suas mãos foram para meu rosto, segurando-o delicadamente. Minhas mãos agarravam a gola da blusa do ruivo, talvez no receio dele querer se afastar. Eu me sentia zonza, nossos lábios juntos, com sabor da bebida e da nossa saliva, não poderia ser melhor. Infelizmente, precisávamos respirar, e aquele beijo se findou. Da parte do mais alto, ele deixou alguns selares em minha boca antes de se separar. 


Eu não sabia o que falar, e não queria encarar ele. Mas ele estava tão perto. Eu sabia que ele estava me observando, e isso piorava tudo. Eu beijei mesmo ele. 


(...)


O fim da festa chegou. Eu já estava sóbria o suficiente para fugir dos cômodos em que meu amigo estava. Eu realmente o beijei. Agradeço infinitamente aos céus por me lembrar de cada detalhe, e cada toque. 


— Agradeço imensamente quem criou estes copos descartáveis. — Seokjin se jogou ao meu lado no sofá, me assustando por uns segundos. 


Havíamos pegado todos os copos e garrafas que estavam jogados pela casa, claro que eu corria dos cômodos que o Jung pisava, mas me perguntei se ele não tivesse esquecido do ocorrido, ele parecia não se importar em ficar perto de mim.


— Você e Seok.. ficaram estranhos de repente. — Assim que o apelido Seok saiu de seus lábios, eu já me senti em pânico, Seokjin era observador demais, isso me apavora. 


— Acho que porque estamos bêbados. — Tentei manter a calma, e respondi como quem não quer nada. 


— Yah! Não minta para mim. Desde mais cedo eu notei uma estranheza entre vocês, vamos conversar, Hoseok está no banho. — Incentivou-me a continuar a conversa.


— Eu vou responder apenas o que me perguntar. — Cruzei meus braços na altura do peito, e senti meu rosto esquentar. 


— Eu sou amigo do Jung a anos, e eu nunca vi ele cuidar tanto de alguém. O que você é para ele? — A essa pergunta, até mesmo eu gostaria de saber a resposta. 


— Para ele, eu sou a melhor amiga dele. — Dei de ombros de forma simplista. Era sempre isso que eu ouvia dele. 


Sei. E para você, o que o Hosek é? — Com esse balde de água fria, eu me perguntei o porquê de ser tão azarada ao ponto de encontrar alguém tão esperto. 


Talvez bastasse olhar para mim, para ver que eu estava apaixonada por Jung Hoseok, mas minhas tentativas de negar a situação junto do meu orgulho. Deveriam ter servido de algo. 


— E-Eu não sei como responder a essa pergunta; O que você acha que ele é para mim? — Devolvi a pergunta para ele. Eu gostaria de ter certeza da imagem que eu estava expondo. 


— Se você não sabe como responder. Eu não posso influenciar nesse resposta. Pense sobre isso melhor, e me conte quando perceber. — Ele se levantou e saiu. 


O que ele queria dizer? 







Notas Finais


Gostaram do capítulo? Divulguem a fic e deixem suas opiniões, adoro ler seus comentários e respondê-los.

Outra plataforma:
https://my.w.tt/v1sP7jYtV3

Grupo no wpp:
https://chat.whatsapp.com/IJUEOo7ZTjeEnpWqvVQZun


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...