História Guiado pelos anjos - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Anjos, Fairy Tail, Jerza, Magia, Novela, Shoujo Romântico
Visualizações 40
Palavras 4.424
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yoo, essa vai ser a fic principal mas vou estar criando uma secundária, falem oque vocês preferem tipo Gruvia, Galee, Nalu sla deixem aí nos comentários. Espero que gostem :3

Se tiver algum erro avisem aí embaixo pra eu arrumar, ou se alguma coisa estiver errada na história falem aí também... boa leitura a todos <3

Capítulo 1 - Você nunca estará sozinho


 

Simon - E então fracassado? Continua nessa escola?

Jellal - e porque não estaria?

Simon - esperava que já tivesse sido expulso  - ele passa por mim e no único momento que hesitou, voltou e pousou sua mão em meu rosto, o tapa foi igual a todos os outros que já me dera, insensível, com raiva e inveja.

 

“ mas do que ele poderia ter inveja? Porque ele teria inveja de alguém como eu? “ - o azulado parou um tempo para pensar - “ Não ficaria surpreso ao saber o porque.  Por conta de um único momento de felicidade nessa escola “

 

*flashback on*

“ Isso doí...”  - pensa o lindo garoto de cabelos azuis ao receber uma bola de papel em seu rosto.

 

 Simon - porque ainda está nessa escola? Não percebeu que só trás desgosto ao nome da fairy tail? - o grande garoto de cabelos pretos e curtos levantou-se de sua mesa e se dirigiu ao azulado - por que não fala nada garoto? - ele o puxa pela gola de sua camisa fazendo com que a cadeira do jovem caísse no chão 

 

Jellal - você não merece minhas palavras - ele revira seus olhos e se encontra com uma das coisas mais belas que já viu. A cor de seus cabelos vibrantes fez com que despertasse algo no coração do jovem, algo que já havia sentido apenas uma vez em sua vida, algo que ele não gostaria de sentir de novo. Mas mesmo tentando evitar esse sentimento, ele sorriu para a garota de cabelos scarlets, ela o devolveu o sorriso e seguiu para uma mesa ao lado da dele 

 

Simon - oque você pensa que está fazendo? Dando em cima da aluna nova... você está tão desesperado assim? - ele fala alto para que todos da sala possam ouvir, oque acaba envergonhando a garota.

 

Jellal - não é isso que está - ele é interrompido com um soco em seu rosto - A-ai - o azulado coloca sua mão na parte direita do rosto onde foi atingido e percebe que o mesmo esta sangrando 

 

Simon - isso é para aprender a respeitar as mulheres - todos que estavam presentes no momento o olharam com desprezo, algo que não era tão incomum para ele. Mas oque realmente fez ele se chatear foi ver a face da ruiva tomada por lágrimas que não sabia o motivo. Foi aí que jellal concluiu..... que ele só trazia desgraça para todos aqueles que tentava ser gentil, ou tentava algo a mais.

 

 

*Flashback off*

 

“ sim... deve ser isso que ele deve ter inveja... aquele sorriso, aquele maldito sorriso. O sorriso que mudou minha vida, mas a condenou também “ - pensa o azulado enquanto vê o Simon  se distanciar no profundo corredor 

 

Jellal - já fazem dois anos ... - ele abre seu armário guardando o material que usou mais cedo - dois anos que eles namoram... - ele olha para o fundo do corredor vendo Simon e Erza se abraçando 

 

Jellal - Mesmo nesses dois anos.... - ele fecha o armário com força e deixa cair uma lágrima de seus olhos - ela nunca deu um sorriso tão sincero ao simon igual ao que ela me deu! 

Em outro lugar da escola 

Lucy - Ooops - a garota de cabelos loiros tropeça em algo assim quase caindo no chão - ufa - diz aliviada mas logo após pode perceber que estava sendo segurada por um garoto de cabelos rosados -  N-natsu?

 

Natsu - Opa loira, toma cuidado por onde anda - ele a levanta por completo a aproximando de seu corpo - já é a terceira vez que isso acontece só essa semana, e olha que ainda é segunda feira  - ele dá um sorriso de canto  

 

Lucy - Me desculpe... - ela cora muito ao perceber a proximidade do corpo dos dois 

....

Natsu - Opa, eai jellal - ele se afasta de lucy e vai cumprimentar o amigo 

 

Jellal - desculpa atrapalhar o momento romântico dos dois rs - ele fala baixo para que apenas a lucy que tinha ficado em seu lado pudesse ouvir

 

Lucy - I-idiota - ela cora mais ainda 

Natsu - disse algo? - ele não entende 

Jellal - nada não cara  - tenta disfarçar 

 

“ eles estão escondendo algo de mim? “ - pensa o rosado enquanto vê jellal e lucy conversando normalmente 

 

Natsu - Bom, vamos logo. Já irão anunciar os pares dos dormitórios - ele começa a andar em direção a sala deixando os dois a sós 

 

Jellal - parece que vocês não avançaram muito - ele lança um sorriso malicioso para a loira 

 

Lucy - não fala besteira.... aliás você também não avançou nada - responde no mesmo tom que o amigo estreitando os olhos 

 

Jellal - isso que você faz comigo se chama maldade viu - ele responde com uma gota na cabeça - mas o rosado tá certo, ja vão começar a falar os pares  vamos logo - o mesmo dá um sorriso de canto e pega na mão da loira assim a levando para sala

 

Após caminharem um pouco os dois chegaram na sala de mãos dadas, conseguindo atrais alguns olhares em direção a eles 

 

- eles estão namorando? - pergunta em  um tom baixo, olhando os dois entrarem na sala 
           - Não sei,  mais parece que o natsu não está gostando rs   - a garota responde sua amiga, assim fazendo a outra dar risada 

 

Jellal - D-desculpa não tinha percebido - ele desentrelaça seus dedos dos da lucy assim fazendo os dois corarem 

 

Lucy - não tem nada.... - ela o responde em um tom envergonhado assim virando o rosto 

 

Jellal - Bom... pelo menos causou ciúmes no natsu - ele dá uma cutucada na lucy e logo depois cai na gargalhada

 

Lucy - Hahaha - sarcasmo - como você consegue ser tão convencido? - ela eleva o tom

 

Jellal - ??? - não entende - oque eu fiz agora? Você tá bem? - ele lhe olha de cima a baixo 

 

Loke - Bom galera, todos sentem-se por favor - o professor chega fechando a porta da sala e logo em seguida escrevendo na lousa - Pares dos dormitórios - todos que estavam em pé se sentaram surpresos com a chegada do professor, principalmente um aluno em especial

 

Jellal - L-loke? - ele é o único na sala que continua de pé encarando o professor - ...

 

Loke - Yo, jellal-Kun - ele chega perto do mesmo o cumprimentando 

 

Jellal - Loke...... quanto tempo - ele deixa cair uma lágrima mas consegue segurar evitando que caia outra

 

Loke - Sim, desde aquele dia - Loke olha para baixo com os olhos opacos e olha novamente para jellal - Me desculpe por não conseguir fazer nada.... - todos da sala ficam sem entender nada apenas observando a cena 

 

*flashback on*

 

Meredy - Nii-chan - a garota de cabelo Rosa escuro chamava por jellal, seu irmão mais velho

 

Jellal - oque foi, meredy? - após descer correndo do escorregador ele foi para perto de sua irmã, preocupado 

 

Meredy - minha boneca.... - lágrimas caem de seu rosto - ela quebrou - ela se ajoelha na areia e começa a chorar 

 

Jellal - não se preocupe, eu a conserto - lhe dá um sorriso e logo depois estende a mão para sua irmã pedindo que entregasse a boneca, conseguia ver o brilho que emanava dos olhos de sua irmã mais nova.

 

Meredy - vai demorar muito? - começa a ficar impaciente e acaba cutucando o irmão 

 

Jellal - assim não conseguirei terminar - ele continua concentrado então sem querer fala um pouco mais friamente. Após colocar o braço da boneca de volta no lugar ele estende o braço a entregando para a irmã - pronto, terminei - após entregar a boneca ele a levanta pegando-a no colo 

 

Meredy - E-ei porque isso? - mesmo irritada o seu tamanho fez com que a mesma ficasse fofa naquela situação 

 

Jellal - lembra quando estávamos tomando banho? - essas únicas palavras fez a garota de olhos castanhos corar muito - então.... eu te disse que sempre que estivesse chateada eu iria te pegar no colo e levá-la a felicidade - o garoto sorriu e olhou para o céu, como se estivesse viajando em outro mundo 

 

Meredy - mas eu não estou chateada - a mesma fala com uma gota na cabeça 

 

Jellal - verdade... - ele fica pensativo por um momento - então acho que isso tudo foi um pretexto para te pegar no colo - ele olha pra ela e dá uma risadinha 

 

Meredy! Jellal! - uma mulher de cabelo azul escuro chamou a atenção dos dois irmãos 

 

Jellal - mãe? - ele fala em um tom surpreso 

 

Ur - Eu mesmo seu cafajeste!! - ela fala enquanto anda na direção dos dois 

 

Jellal - ferrou - o mesmo solta a irmã ficando em posição de defesa - Anh? - sentiu algo quente envolver seu corpo, era um abraço, o abraço de Ur, sua mãe 

 

Ur - fiquei preocupada com vocês dois - ela aparenta estar calma mais no mesmo momento enquanto fala ela dá um cascudo no azulado 

 

Jellal - ai ai ai ai ai - reclamava de dor enquanto tentava tirar a mão de sua mãe de cima da sua cabeça 

 

Ur - e se vocês tivessem ficado resfriado? Ou se perderem? Ou alguém os levar pro mal caminho? Eu que iria sofrer né!! - Ela fala em um tom mais elevado 

 

Meredy - na verdade você só está pensando em si mesmo - meredy fala baixo com uma gota na cabeça

 

Ur - Bom, vamos voltar para casa - ela pega na mão dos dois indo em direção à rua onde o carro estava 

 

Meredy - mamãe - fazem os mesmos pararem no meio da rua - quando o papai vai voltar? - meredy pergunta em um tom mais frio, ao invés de chorar, ela olhava o chão com medo, medo de seu pai - não gostei do que ele fez com você na última vez.... ele te machucou mamãe - ela aperta o braço de sua mãe fazendo com que jellal desse um abraço na mesma 

 

Ur - não se preocupe meredy - ela dá um sorriso forçado - seu p-pai só estava nervoso. Ele não fará aquilo de novo, e se tentar, eu protegerei vocês dois.... tá? - ela dá um beijo na testa dos dois assim fazendo com que tudo voltasse ao normal 

 

Loke - Ei pessoal - o cara de cabelos alaranjados os cumprimenta enquanto atravessa a rua - melhor saírem do meio da rua, não gostaríamos que algo viesse a acontecer - ele dá um sorriso e logo segue seu caminho 

 

Ur - verdade... obrigada - a mesma começa a andar de mãos dadas com as crianças se dirigindo para o carro 

 

Jellal - mamãe - ele abraça o braço de Ur enquanto andam - quando poderei ter meu carro? - ele arregala os olhos enquanto fala quantos carros e modelos ele gostaria de ter 

 

Ur - Sim sim, tudo isso após  você crescer - ela abre a porta de trás do carro colocando um em cada canto com o cinto de segurança 

 

Jellal - Aff - ele diz irritado - queria um carro hoje!! - ele continua a falar enquanto Ur entra no banco da frente assim colocando o cinto e ligando o carro 

 

Ur - logo logo você poderá jellal - ela dá partida no carro  

 

Após alguns minutos se passarem desde que saíram do parque, o carro estava muito rápido, atravessando uma ponte com o rio embaixo. Quase que dava para a ponte encostar no rio de tão baixo que o mesmo era

 

Jellal - Oh - se depara com o rio embaixo da ponte - que lindo - seus olhos brilham e conforme o carro anda a luz do sol penetra cada vez mais com os olhos do garoto, fazendo com que os olhos ganhem um tom de mel 

 

Meredy - Oh jellal, seus olhos! - aponta para o mesmo dando uma risadinha sem jeito - ficam mais bonitos assim - ela volta a olhar para o banco de passageiro que está a sua frente 

 

Jellal - hihi eu sou bonito de qualquer jeito - ele joga uma mecha de seus cabelos para trás e da um sorriso convencido 

 

Meredy - sim sim - ignorado 

 

Depois de 1 hora mais ou menos os três chegaram na incrivelmente grande mansão dos Fernandes onde foram recebidos pelos seus outros 3 irmãos 

 

Romeo - nee-chan - um garoto de cabelos curtos se aproxima do carro, abrindo a porta de trás do mesmo, onde se encontrava sua irmã mais velha - bem vinda!! - ele pega na mão dela a ajudando a sair do carro 

 

Meredy - obrigado, romeo - a mesma dá um sorriso para ele assim fechando a porta do carro 

 

Gray - tsc, que besteira - outro garoto de cabelo azul escuro observa a cena de longe encostado na porta da mansão - porque demoraram tanto? - acena enquanto se aproxima do local onde todos estão 

 

Ur - porque seus irmão idiotas aqui - enquanto falava não parava de bagunçar o cabelo de meredy - resolveram sair do shopping e ir brinca em um parque sem me avisar!! Aliás fiquei 1 hora procurando vocês - nessas últimas palavras meredy já estava quase chorando de tão forte que Ur estava apertando seu cabelo 

 

Ultear - ora, eles ainda são pequenos, não se preocupe - ela chega atrás do carro sem que ninguém perceba e abre a porta onde está jellal - não saiu dai ainda? - ela o vê sentando no banco mexendo no celular 

 

Jellal - me deixa... - ele olha pra Ultear e depois volta a olhar a tela de seu celular novamente 

 

Ultear - ora, não trate assim sua irmã mais velha - ela o puxa do carro fazendo com que o celular dele caia no chão 

 

Jellal - ei!! - ele pega o celular e sai andando para dentro da mansão 

 

Ultear - esse aí não tem jeito mesmo...- ela olha pra o chão e depois olha novamente para porta da mansão, vendo o pequeno fechar a porta 

 

Depois de todos entrarem na mansão, todos foram para seus respectivos quartos, os mais velhos ficam com os quartos maiores enquanto os mais novos ficam com os normais

 

Jellal - que saco... não me deixam em paz - ele sai do computador e deita em sua cama, ficando um bom tempo encarando o teto de seu quarto - Aliás... aquela garota la do parque.. - sua pele ganha um certo rubor - era tão linda... - seus olhos parecem ir se fechando enquanto imaginava a linda garota de cabelos vermelhos esbarrando nele - Anh? - após seus olhos estarem quase fechados pode perceber um vulto azul escuro passar em sua frente - oque é isso? - quando abriu seus olhos viu que sua irmã estava apoiada com os dois braços na cama,  um em cada lado do corpo do garoto, assim ficando em cima do mesmo -              o-que?? - seu rosto virava de um lado para o outro enquanto tentava evitar aquela situação 

 

Ultear - oque foi? Jellal-sama - enquanto fala se aproxima da orelha de jellal fazendo com que seus corpos fiquem mais próximos e que o rosto dele core violentamente

 

Jellal - para!! - no mesmo momento ele a empurra para trás. Pois já estava acostumado com essas provocações da irmã - oque você quer? - ele se levanta e fica de frente para ela, conversando normalmente 

 

Ultear - só vim avisar que o papai voltou.. - ela se retira do local com um sorriso triste - e o jantar está na mesa... ele está nos esperando - ela fala um pouco mais baixo dando a impressão que não queria comparecer no jantar 

 

Jellal - entendo... - ele sai de seu quarto acompanhando a irmã até as escadas que dão ao piso de baixo - Aliás já faz um tempo que você não me provoca assim.. - ele dá um sorriso enquanto descem as escadas. Vendo o rosto de sua irmã deixar cair uma lágrima, apenas uma 

 

Ultear - foi ele que me pediu para fazer isso... - os passos dela ficaram mais lentos e suas lágrimas foram aumentando - ele me pediu pra que te chama-se assim... ele.... 

 

Jellal - oque?! - ele eleva o tom oque assusta até a própria irmã - aquele... - ele range os dentes enquanto fecha suas mãos com força para que possa se controlar

 

Ultear - aja normal jellal... você sabe que não podemos contra ele - no mesmo momento Ultear limpa suas lágrimas com a manga da blusa e jellal abre suas mãos assim se acalmando 

 

Jellal - eu sou tão fraco - murmura para si mesmo 

 

Depois de tudo que jellal tinha ouvido de ultear, enquanto se dirigiam a sala de jantar eles se deparam com todos seus irmãos um de frente para o outro sentados enquanto seu pai ficava em uma ponta da mesa e sua mãe em outra, sobrando apenas três lugares, dois lugares para eles e o outro foi provavelmente um engano da empregada 

 

Silver - porque demoraram tanto? - um homem de cabelo rosa claro se levanta e  bate o punho na mesa enquanto via seus filhos se sentarem 

 

Jellal - desculpe, tive um problema no banho - o azulado inventa uma desculpa ou melhor, uma emboscada para ver se tudo que Ultear tinha lhe dito era verdade 

 

Silver - e você Ultear? - ele a olha curiosamente, como se já soubesse oque acontecia ali 

 

Ultear - eu fui o problema dele - falava calmamente enquanto serviam sua comida, e via sua mãe lhe olhar 

 

Silver - Hum... interessante - ele se senta novamente com um sorriso de satisfação em seu rosto 

 

Jellal - então ele realmente fez isso - pensa o azulado com seus olhos já opacos 

 

Silver - Aliás - ele se levanta novamente conseguindo atrais todos os olhares da mesa para ele - eu contratei um professor particular para vocês, para que assim não tenham dificuldade na escola - ele fala enquanto sorri alegremente como se ele fizesse coisas boas para sua família todo dia 

 

Meredy - até parece que se preocupa com a gente - ela fala baixo fazendo com que só romeo que estava do seu lado ouça 

 

Silver - Ele se chama Loke - ele estende a mão apresentando o rapaz - pode vir aqui perto - o rapaz se aproxima e silver coloca um de seus braços envolta do ombro do garoto 

 

Loke - Prazer - o rapaz veste um terno preto com uma gravata na cor dourada e branca que combina com seu cabelo e suas calças são somente pretas 

 

Silver - sente-se com a gente jovem - ele puxa a cadeira para que o alaranjado se acomode 

 

Loke - obrigado sen - ele é interrompido quando vê o par de seus talheres voarem pela mesa e o seu chefe lhe expulsando da cadeira - o-oque?

 

Silver - você acha mesmo que um mero empregado pode se sentar com a gente?!- ele eleva o tom - saia já daí!! - enquanto acontece esse teatrinho o homem não pode esconder que havia percebido que jellal rangia os dentes sem parar - oque foi filho? Está incomodado? - ele fala em um to de deboche 

 

Jellal - V-você - ele murmura baixo mas no mesmo tempo se levanta e coloca suas mãos sobre a mesa - Porque faz isso? Porque gosta de ver os outros sofrer? Por-porque você mandou a Ultear... - em suas últimas palavras sua expressão mudou de desprezo para raiva 

 

Silver - Oh filho não precisa ficar assim - ele sai da cadeira e vai na direção de jellal - eu queria ver se você é homem.. - ele coloca a mão sobre a cabeça do mesmo - e pelo jeito... - ele dá um risadinha enquanto vê jellal o olhar com raiva - que decepção.... achei que meus 3 filhos fossem homens - no mesmo instante ele começa a rir alto fazendo com que todos o encarem 

 

Jellal - porque... - surpreende a todos - você é meu pai não? - ele fala alto enquanto bate suas mãos na mesa - então porque? Porque somos tão diferentes?! - uma lágrima cai de seu rosto - eu sou humano, como todos vocês - essa parte ele fala baixo 

 

Ur - já chega vocês dois!! - ela se levanta e vai ao lado de seu filho o abraçando 

 

Jellal - mamãe... - ele retribuiu o abraço 

 

Silver - que besteira - o homem revira os olhos  

 

Ur - ele só tem 7 anos!! - ela entra na frente de jellal como se o protegesse 

 

Silver - sai da frente mulher - ele desvia dela e pega o menino pelo pulso - vou dar uma lição nesse garoto pra ele ver quem manda aqui!! - o homem levanta seu braço e fecha suas mãos fazendo com que o menino não tivesse nem reação

 

O pai desceu seus punhos até o rosto do garoto, o mais forte que pode, todos da mesa correram pra tentar evitar a situação, inclusive loke, mas nenhum chegou a tempo e a única cena que puderam ver foi sua mãe ser jogada para longe enquanto dizia palavras que somente jellal que estava atrás dela pode ouvir 

 

Ur - Você nunca estará sozinho... - o sangue da mesma foi em direção ao azulado formando uma marca vermelha em seu rosto - te amo... - no mesmo instante todos puderam ver a mulher bater com tudo na parede 

 

Romeo - MÃE - todos correram em direção da mesma vendo se ainda havia sinais vitais, enquanto jellal apenas observava sua mão e se lembrava das palavras que sua mãe havia dito 

 

Ultear - jellal, seu rosto - ela se aproxima do garoto levantando a cabeça do mesmo e vê seus olhos opacos, sem nenhum sentimento e uma marca que havia se formado em seu rosto ficar cada vez mais avermelhada, como se fosse sangue - v-você está bem? - ela solta o azulado quando vê ele se aproximar de seu pai tentado dar varios socos mas nenhum fez algum efeito 

 

Jellal - VOCÊ - o choro se intensificava cada vez mais e conforme seus sentimentos sumiam a força de seus socos foi ficando cada vez maior - VOCÊ MATOU ELA 

 

Silver - errado - ele olha para o chão e olha novamente para o garoto - a culpa foi sua - um sorriso de canto surge em seu rosto fazendo com que o azulado se afaste e mude sua direção para as escadas

 

Jellal - e-eu, fiz isso? - ele continuava a olhar suas mãos e passou do lado de loke esbarrando no mesmo - desculpe - eles se encaram por um momento e logo após ele volta a ir em direção das escadas

 

Ultear - jellal... - ela o segue para seu quarto deixando todos os outros irmãos parados do lado de Ur, já morta 

 

Gray - porque? Porque fez isso jellal? Porque enfrentou o papai? Isso tudo é culpa sua.... - ele fecha uma de suas mãos enquanto a outra acaricia o rosto de Ur - sim... tudo é culpa sua - no mesmo momento romeo concordou com gray enquanto meredy apenas observava a cena, não ficando contra nem a favor de jellal 

 

Naquele instante os irmão se dividiram em dois grupos. Um que colocava a culpa da morte da mãe no jellal, e que faziam de tudo para que ele pagasse pelo que fez, formado por Gray e Romeo. E o outro que era formado por Ultear e o próprio Jellal. Meredy não participava de nenhum grupo, ela achava besteira demais aquilo e não queria ficar contra nenhum de seus irmãos. Gray e Romeo não conseguiram fazer nada já que Jellal e Ultear são os irmãos mais velhos entretanto são mais fortes.

 

*flashback off*

 

  “ Isso tudo a 8 anos atrás. Agora jellal tem 15 anos, Ultear 16, romeo 13, meredy 14 e gray tem 15 anos, mais continua sendo mais novo que jellal pois nasceu 5 meses depois dele “ - o professor de cabelo laranja se lembrava de tudo que aconteceu naquela noite na mansão dos Fernandes, onde foi demitido e ameaçado de morte caso contasse aquilo a alguém. Depois de um tempo Silver retirou a ameaça e se desculpou com loke fazendo com que tudo voltasse ao normal na vida do professor 

 

Jellal - não precisa se desculpar, loke - ele tenta disfarçar o incomodo que estava sentindo no momento voltando a andar até sua mesa - Aliás, não aconteceu nada de mais sabe? - ele tenta disfarçar já que ninguém da sala estava entendendo nada  - é normal ficar distraído e derramar raspadinha em um de seus alunos - um sorriso surge em seu rosto enquanto ele se senta 

 

Loke - Bom, me desculpe de qualquer jeito - o alaranjado se senta na mesa de professor começando a arrumar sua papelada - vamos ao assunto - todos voltam ao normal, acabando com o climão que estava no momento - os pares serão... - ele segura os papéis em sua mão e começa a citar os pares 

 

Após algum tempo depois de citar todos os pares, os mesmo ficaram assim: Gajeel e Simon, Lucy e Erza, Gray e Elfman, Jellal e Natsu, Levy e Bisca, Sting e Rogue e varios outros grupos que não vem ao caso agora 

 

Loke - Na saída da aula irei dar as chaves dos quartos - ele guarda todas suas coisas na mochila e espera a todos na porta da sala de aula - pronto, podem ir - no mesmo instante que falou sentiu ser pisado por elefantes, oque acaba sendo normal para todos os professores 

 

Depois de todos saírem da sala, todos foram ver como são seus quartos, inclusive o azulado 

 

Jellal - Bom... agora que estou no colegial eu preciso ficar em dormitórios, mas posso visitar minha casa quando eu quiser, isso é bom - pensa consigo mesmo

 

Natsu - Yo - o rosado chega por trás de jellal dando um susto nele - já visitando o quarto?

 

Jellal - Sim... - ele olha para Natsu e depois olha para as cama 

 

EU DURMO EM BAIXO - os dois falaram juntos oque acabou surpreendendo os dois e fez com que eles se encarassem por um tempo - .... - logo depois os dois caíram na gargalhada 


Notas Finais


U.u :3 o próximo capítulo deve sair daqui a 1 semana e meia por aí


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...