1. Spirit Fanfics >
  2. Guilty (BTS) >
  3. Capítulo 5 Batalhas

História Guilty (BTS) - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Aproveite C:

Capítulo 5 - Capítulo 5 Batalhas


Fanfic / Fanfiction Guilty (BTS) - Capítulo 5 - Capítulo 5 Batalhas

Seus braços me envolveram rapidamente, como se de um jeito esse beijo fosse tão necessário para ele e para mim. Ele caminhou em minha direção e eu, ao mesmo tempo, recuei sem me virar, até sentir o muro de concreto frio bater contra minhas costas e separar nossos lábios da impressão, mas nossas bocas eram urgentemente chamadas uma pela outra porque não estavam mais. Dois segundos depois, ficamos sem contato quando o desespero nos trouxe de volta àquele beijo, que, embora inesperado fosse algo que já sabíamos, era visto.

"Leve-me com você Taehyung" murmuro contra meus lábios e ele levou as mãos às minhas bochechas, abrindo sua boca para pegar a minha e continuar com aquele beijo mais profundo e necessitado.

Abaixei meus braços para os lados dele e puxei-o para o meu corpo querendo sentir mais dele, eu precisava senti-lo o mais próximo possível, como se libertá-lo significasse nunca mais vê-lo novamente e que, apesar de tudo, me assustou mais do que qualquer outra coisa nele. mundo ... naquele tempo.

-N..no .. eu posso ... posso tentar pronunciar, mas a mímica dele era tão exigente que dificultou para mim -Pa..para-

Mas mesmo eu não pude fazê-lo, foi aquela batalha racional inútil que falou por si mesma quando meu corpo reagiu ativamente naquele jogo que estava me deixando cada vez mais fraca.

"Hoseok", eu sussurrei quando seus lábios desceram ao meu queixo.

E seu nome escapou tão aprisionado entre meus dentes que até senti dor pelo quão cruel eu era comigo mesma quando deixei de aceitar o toque de sua pele macia quando a separei levemente enquanto tive a oportunidade de escapar.

-Eu não quero- Ele disse alto e claramente se juntando às nossas testas -Eu não quero parar de beijar você ... eu quero te tocar ...- em resposta, estreitei meus olhos, ele suspirou cansado -Eu tenho medo Taehyung- ele declarou.

-Eu também ... Hoseok-

"O que vou fazer se precisar tanto de você agora?"

Abri os olhos para a pergunta inesperada e encontrei a deles transmitindo toda a incerteza de nossa situação e não sabia o que responder; Qual deveria ser a resposta ..? Eu estava na mesma situação e não entender nada do que estava acontecendo me incomodou de novo.

- Você entende o que estamos fazendo? - Ignore a pergunta dele fazendo minhas próprias incógnitas. - Você entende o que está acontecendo? -

Eu não estava bravo, não com ele, mas não pude evitar meu tom de voz quase caótico da enorme guerra em minha cabeça.
Eu queria saber se havia mesmo uma pessoa que já havia passado por isso antes, isso que para mim não era normal ... Beijar e desejar tanto por uma pessoa que você só viu algumas vezes, querendo tê-las perto e senti-lo, aquele desejo silencioso que nasceu após uma conversa simples e vaga; Não, isso definitivamente não era lógico, era irresponsável e louco que só poderia acontecer com aqueles que se permitissem fazer isso. E isso foi o pior, eu estava concordando.

-Pode parar de pensar? - A linha tênue que me mostrou seus lábios um pouco inchados me intimidou um pouco -Eu estou com medo, sim; Isso é estranho, é claro que é, mas eu não me importo ...- Ele deixou um beijinho no meu nariz -Taehyung ...- Meu nome em sua maldita boca .. -Eu não sei o que é isso e, embora eu juro que eu Eu adoraria saber, não estou interessado porque me sinto aqui - aponto para o peito dele - Ele confiou em você e em Deus! Eu só quero ter você

Uma pontada de excitação causada por seus rosnados baixos percorreu minha espinha da mesma maneira que senti quando senti seu toque pela primeira vez na noite passada, no entanto Hoseok não esperou que a sensação terminasse de me atacar porque eu não era capaz de dizer ou mesmo fazer qualquer coisa, já que seus lábios atacaram avidamente os meus e novamente caí nos meus desejos e os recebi com entusiasmo.
Uma dança começou dentro de nossas bocas e os dançarinos principais estavam envolvidos em uma batalha apaixonada que nunca parava de lutar alegremente, mas o ar estava ausente e eu não sabia quanto tempo durou esse beijo, porque quando nos distanciamos o suficiente para respirar, observe meu respirando mais do que agitado e assustado.

“E .. posso tocar em você?” Hoseok deixou escapar enquanto passava o nariz amoroso pela minha bochecha.

Deus, foi tão provocativo que sinceramente eu não tinha vontade de recusar, no entanto, não podíamos continuar fazendo o que estávamos fazendo na rua, então, em vez de responder à sua pergunta, eu apenas o separei de mim e segurando sua mão com força, comecei a andar.
Eu sabia que levá-lo para minha casa era perigoso, mas não queria mais continuar lutando comigo mesmo ... Se algo tivesse que acontecer, porque eu não estava mais disposto a me opor ao que aconteceria, e sabia que Hoseok pensava a mesma coisa; Isso me deu ainda mais confiança para continuar com o que estávamos prestes a fazer.

-Espero- uma voz grossa nos parou.

A mão de Hoseok que eu estava segurando com a minha, imediatamente apertou e me forçou a parar, embora eu tivesse certeza de que esse cara não estava nos abordando, já que eu não conhecia nenhuma 'esperança'.

-Estamos esperando por você, só você está perdendo-

Nós dois nos viramos, mais por curiosidade do que qualquer outra coisa. Ao fazê-lo, vi um homem alto a alguns metros de nós, com as mãos nos bolsos e trajes pretos, embora, na verdade, isso não fosse claramente visto por causa da escuridão do lugar.

-Estou indo Nam .. Estou ocupado agora- apesar de parecer calmo, o aviso em sua voz que eu não gosto e a maneira como ele tentou se esconder atrás das minhas costas ainda menos.

Continuei examinando meu companheiro que não tirava os olhos do assunto e a situação parecia um pouco perigosa, porque, para começar, quem era Hope? E quem e o que esse cara queria?

- Você pode terminar o que fez com o garoto mais tarde, isso é importante - a voz do estranho era grossa e gentil, mas não confiável - Você está na esperança vermelha, você sabe-

Eu queria deixar de lado o aperto que tive com Hoseok por causa da situação desconfortável em que estava, no entanto, ele se opôs e, pelo contrário, me segurou mais apertado e virou-se para mim, olhando-me severamente, me alertando com os olhos as consequências de qualquer desprezo. .

-Eu vou deixá-lo em sua casa- Ele virou a cabeça para ir agora para o estranho -Não demorarei-

"Espero que sim" e quando ele chegou, o homem alto saiu.

Ficamos no mesmo lugar em que, alguns momentos atrás, estávamos nos beijando como se não houvesse amanhã, mas a atmosfera havia mudado, agora era ainda desagradável a sensação de inquietação que flutuava no ar após a visita inesperada. desse assunto. Além de ter mais dúvidas do que poderia haver no mundo, Hoseok não se mexeu e não aguentou mais.

-Eu vou sozinho ... Você não precisa ir- Tentei fugir de novo, não consegui.

-Eu disse que iria com você e eu vou Taehyung- a tensão em sua voz ainda não se acalmou, mas seu olhar estava mais calmo.

"Quem é Hope?", Não resisti a perguntar.

Ele fechou os olhos e me deu a impressão de que estava tentando pensar em alguma coisa, porque seu desconforto ao abri-los era palpável.

"Sou eu ... eu sou Hope", ele esclareceu breve e enfaticamente ... Como sempre.

-E por que ...- mas fui interrompido.

Os lábios de Hoseok mal tocaram os meus, mas foi o suficiente para me distrair.

-Não pergunte mais, sim? - a facilidade com que eu mudei de humor tão rapidamente me intrigou -Vamos para casa, vou te deixar lá, te beijar com força e depois vou, ok?

Não sei que rosto ele está usando, mas seu sorriso deslumbrante apareceu novamente e eu fiquei envergonhada sem poder evitar.
Caminhamos pacificamente e silenciosamente, sem fazer nenhum tipo de contato.Nesse momento, não era necessário, além disso, eu estava perdido em meus pensamentos, enquanto o via andando e sorrindo de vez em quando até chegarmos a minha casa.

-É aqui- eu o parei na entrada -Obrigado- novamente ficamos como dois tolos sem fazer nada -Você tem que ir ... E, aparentemente ... é melhor você-

Ele franziu a testa, mas não durou muito e se aproximou.

-Posso esperar você amanhã? - Uma faísca de emoção brilhou em seus olhos e sorri novamente, mas desta vez não queria me cobrir.

-Se você quiser, pode me esperar no parque que fica a duas quadras daqui - fale com certeza, como ele costumava fazer quando não estava comigo.

Eu sorrio -Amanhã no parque, ok-

Nos olhamos por longos segundos, processando tudo e nada ao mesmo tempo.

"Adeus", eu disse sorrindo.

"Adeus", mas nenhum se moveu.

"Eu vou entrar agora", cheguei perto o suficiente e plantei um beijo perto de seus lábios.

Não olhe para trás, apenas entre em minha casa me sentindo estranha, muito confusa, em êxtase, mas acima de tudo estranhamente feliz ...


•••


Notas Finais


Muito obrigado pela leitura 💕

Lembre-se de que suas opiniões são meu pagamento! 🤗

Saludines


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...