História Guns in the heart ( Armas no coração ) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Ação, Bebibas, Comedia, Comedia Romantica, Drama, Drogas, Revelaçoes, Romance
Visualizações 6
Palavras 1.894
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Mistério, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Lembrando de tempos passados


Fanfic / Fanfiction Guns in the heart ( Armas no coração ) - Capítulo 3 - Lembrando de tempos passados

- Helena –

Nana – Entendi, seu pai me ligou perguntando se você tinha chegado, eu falei que não sabia por que estava dormindo, então mande uma mensagem pra ele por favor!

Helena – Está bem! – Pego meu celular e vejo 5 notificações de mensagens do Thomaz

Nana – Vou comprar algumas coisas no mercado, João já lavou os banheiros e as roupas?

João – Os banheiros sim – Diz ele guardando os produtos de limpezas que se encontravam no chão – As roupas vou lavar depois de almoçar!

Helena – Você vai almoçar aqui?

João – É... – diz com dúvida mas Nana interrompe

Nana – Claro, tem comida de sobra!  Enfim já vou indo, veio dever de casa Helena?

Helena – Talvez a Amy venha mais tarde pra começarmos o trabalho

Nana – Ok, não saia sem permissão do seu pai! Lembre-se disso! – Ela abre a porta e saí, logo o micro-ondas apita

João – Agora sou obrigado a colocar o prato em cima da mesa também? – Ele diz irônico, mas odeio suas ironias. Ignoro e pego meu prato que se encontra quente e coloco em cima da mesa – Pode dividir? – Diz ele carente, ERA SÓ O QUE ME FALTAVA!

Helena – Tenho opção?

João – Não – Ele sorrir sinico e pega uma colher

Helena – Não sabe comer de garfo não?

João – Não sabe parar de reclamar não? – Nos encaramos

Helena – So fiz uma pergunta! – Pego um garfo e uma faca, me sento na cadeira e começo a comer junto com ele, ele come de boca aberta! – Que nojoooo!!!!! Você não tem modos não? – Ele continua comendo assim, para me irritar – Idiota! – Saio do local e me dirijo ao meu quarto

João – Vai comer não?

Helena – Fica pra você! – Bato a porta de meu quarto – Aí que ódio – Solto uma lagrima, pego meu celular e visualizo as mensagens de Thomaz

Wpp[on]

Amor – Amor desculpa

Amor – Eu não fiz aquilo por mal, é que você me deixa louco

Amor – Me perdoa

Amor – Prometo que não vou mais fazer isso!

Amor – Me respondee

Wpp[off]

Helena – Ótario! – Visualizei mas não respondi, mas ele me manda uma mensagem que me chama atenção

Wpp[on]

Amor – Cuidado com o João! Fique longe dele! Ele não é boa peça

Helena – Você o conhece?

Amor – Não, mas vi nos olhos dele!

Helena – Ridiculo!

Amor – Helena não vai embora, fala comigo

Amor – desculpaaa

Wpp[off]

Helena[on] Lembro de mandar a mensagem pro meu pai dizendo que estou bem, e desligo meu celular. Me deito na cama, relaxada, logo lembro de uma cena pequena que se passou em minha cabeça

FlashBack[on] ( 8 anos atrás )

Sr. Gilberth – Você não pode fazer isso Gabriela! Não tem noção do perigo que sua filha pode correr?

Helena – Mamãe o que está acontecendo? – chego com uma boneca na mão, olhando com medo pra mamãe

Gabriela – Vá para o quarto e não saia de la filha!

FlashBack[off]

Helena – Mãe... – começo a chorar, mil pensamentos invadem minha cabeça, duvidas, medos, mas logo sou tirada deles quando João bate na porta – Entra

João – Eu tenho que... ooh gatinha, pq ta chorando? – ele chega perto de mim mas reviro a cara

Helena – já vai? – enxugo as lagrimas, mudando de assunto

João – Já, e cuidado com o Thomaz, ele não é boa peça pra você!

Helena – Impressão minha ou vocês dois combinaram de dizer isso a mim?

João – O que? – o celular dele toca, parece ser urgente – Tenho que ir, cuidado, Nana ja deve está chegando – ele saí rapidamente de meu quarto

- João –

Ligação[off]

Mike – Entreguei tudo

João – Quanto deu? Aonde você tá?

Mike – Apenas 50,00

João – 50,00? Você vendeu tudo que eu pedi mlk?

Mike – Olha João, agora não é hora de falar sobre isso, temos um problema

João – qual?

Mike – Ele veio atrás de você, e mandou avisar que se não pagasse logo, sua mãe iria morrer

João – Ele quem?

Mike – O Gui, porra!

João – MERDA! Minha mãe disse que tinha pagado tudo – digo ao mesmo tempo saindo da casa de Helena – Quanto ainda deve?

Mike – valor caro vey, tu não vai conseguir

João – É mais de mil?

Mike – 3mil João, é pouco mas a gente não tem dinheiro! Tu ainda ta desempregado ainda mano?

João – Não, mas olha, to indo pra ai, onde tu tá?

Mike – Na frente de tua casa

João – não saí daí!

Ligação[off]

Sr. Gilberth – Apressado?

João – Oi Sr. Gilberth, eu já terminei os meus afazeres

Sr; Gilberth – Certo, tenha uma boa noite! – ele vai saindo, mas puxo o seu braço

João – Sr. Gilberth, eu queria meu salário adiantado...

Sr. Gilberth – Ah, tudo bem – Ele abre a carteira

João – 3 meses...

Sr. Gilberth – Adiantado 3 meses? Como tenho a certeza que você irá fazer tudo certo daqui pra lá?

João – É questão e vida ou morte senhor! Por favor!

Sr. Gilberth – Se você faltar algum dia sem ser o domingo, eu quero o dinheiro todo!

João – Certo – Como ele anda com mais de três mil reais na carteira? Pego o dinheiro – Obrigado, de verdade!

Sr. Gilberth – Porque precisa desse dinheiro?

João – Amanhã nos vemos, obrigado mais uma vez – saio correndo

Sr; Gilberth – ta certo – entra em casa

João[on] chego correndo em casa, vejo o Mike conversando com minha mãe no sofá

João – porque você se meteu nisso, porra?

Renata – Filho... é uma grande história!

João – Porque não pagou tudo?

Renata – Seu pai já tinha morrido – ela se levanta do sofá irritada – Eu estava sozinha com você! Tive que gastar pra sair da cidade, pra vim pra cá e olha onde estamos, numa casa que estava abandonada, com tudo velho, mas eu sempre quis tua segurança, e necessitava fazer tudo que eu fiz.

João – me meter nessas confusões? A senhora nunca deixou eu ter uma namorada porque dizia que ela iria se fuder comigo

Renata – Porque isso agora? Está apaixonado?

João – Não mude de assunto! Eu pedi meu salário adiantado 3 meses, estou com 3.200 aqui – jogo os 3 mil na mão de mãe e os 200 deixo pra mim – Se vire com esse dinheiro, entregue a ele amanhã! Porque eu, to fora disso! E sabe quem é o namorado da minha Patroa? O Thomaz! Thomaz! Tem noção do perigo que eu posso correr com ele mais perto da gente? Viu o que ele fez com nossa casa, nosso pai, ele e aquele filho da puta do Gui.

Renata – Filho me escuta – ela chega perto de mim mas eu viro a cara

João – Mike, vamos sair – Ele olha para mim confuso – Agora! – Imediato ele se levanta do sofá e vai ao meu lado – Me dar o dinheiro que recebeu hoje! –

João[on] Ele me entrega os 50,00 e saio de casa junto com ele, escutando minha mãe falar e falar, mas não ligo, ignoro. Prestando atenção, todo mundo saiu de suas casas pra ver o que era, mas todos estão acostumados em escutar eu brigando com minha mãe. Vou para a boate Luzzi, aonde existe as maiores prostitutas que preferem um orgasmo ótimo, do que dinheiro. Mas se falhar, você paga o dobro! Vou pra lá com Mike, ele já estava com 500,00 reais no bolso, mesmo sabendo que só dará pra comer apenas uma. Vale aproveitar o momento! Chegando lá pego uma dose do whisky mais forte, e pego meu celular, e visualizo a mensagem da pessoa desconhecida que me mandou mensagem hoje cedo.

Wpp[onj

Xx = Olá (6:40 da manhã)

João – Oi, quem é? (10:48 da manhã)

-agora- (19;03)

Xx – Sou eu a menina que você conheceu ontem! Laís, não lembra?

Wpp[off]

João[on] Eu dei pt ontem e não lembro de nadaaa, mas lembro que levei uma menina pro motel, mas sempre levo várias que acabo me confundindo as vezes

Wpp[on]

Laís – Onde você tá?

João – Na Luzzi, aproveitando aquelas felicidades momentâneas kkkk

Laís – E a felicidade de estar comigo ontem? Até que você faz bem ein!

João – Haha, tenho que ir gatinha, xero

Wpp[off]

João[on] Eu não ia perder meu tempo pra pegar de novo uma pessoa que eu já peguei, e logo hoje que quero experiências novas... logo vejo uma menina de costas, parecia com a Helena, cheguei mas perto e virei ela

João – Helena? – Não era ela, era outra garota

Xx – Não, quem é você?

João – Desculpe! Achava que era uma colega minha! – Quando volto aonde eu estava sentado, me deparo com uma mulher super gata...

- Helena –

Helena – Oii amigaaa – digo abraçando Amy, minha amiga de infância que vai dormir na minha casa hoje

Amy ´Ooi, seu pai está em casa?

Helena – Ta não, e a Nana está dormindo mulher! Casa só nossa

Amy ´hoje é o dia de você sair desse infernooo, uhuuu

Helena – Ai amiga, sei não, você sabe como é papai!

Amy - ele não precisa sabeer – diz ela subindo pro meu quarto, e chegando nele abre logo o guarda roupa – Oh fia, cê não tem roupa boa não? Olha essas calças, credo! Que estampa são essas amiga? A sua sorte é que eu trouxe um vestido que caí bem em você!

Helena[on] O que sempre eu admirei em Amy, é que ela sempre quis deixar os problemas de lado e curtir a vida. O que eu amo nela, além disso é porque sempre teve paciência comigo, pois eu não sou feito ela, sou mais caseira por conta de meu pai. Nunca entendi o motivo mais tudo bem! A gente se arrumou, eu estava quase acabando de colocar o vestido, apesar de eu nunca ter ido a uma festa a essa hora da noite, ainda escondido de meu pai, eu só queria viver, conhecer mais coisas. Aproveitar em um dia a minha vida toda! Logo, umas pedras começam a bater em minha janela, fui ver quem era, e me arrependi de ter aberto a janela, a Amy estava no banheiro, eu não tinha contado a ela sobre o que aconteceu hoje.

Helena – O que você quer Thomaz? – falo irritada

Thomaz – Deixa eu subir pra conversarmos, meu amor! – eu balanço a cabeça que Não – Espera, porque está tão arrumada? Aonde você vai? Sabe que não pode sair!

Helena – Não te interessa, e se quiser me ver depois, não volte mais hoje – Fecho a janela, e Amy aparece

Amy – Quem era?

Helena – gatos – rio sinica, e volto a me arrumar, minutos depois eu escuto as mesmas pedras vindo da janela, mas não podia ser o Thomaz de novo!

- João –

João[on] Chego perto da gatinha e mexo em seu cabelo, virando ela, tenho uma surpresa!

João – Ga...ga.. gab – ela tampa minha boca para eu não dizer seu nome – O que você está fazendo aqui? Você não mo... – ela tampa minha boca de novo, me arrastando daquele lugar, para um local mais reservado

Xx – Cala boca! Nunca sabe se tem alguns espiões aqui atrás de nós!

João – Aonde você estava esse tempo todo? Faz 5 anos que você sumiu!

Xx – eu soube que você está tomando conta da garota de 17 anos, cuide dela como se fosse sua vida! Você não tem noção do perigo que faz ela andar purai, é perigoso demais! Entendeu?

João – Mas, porque? Eu nem conheço a menina direito

Xx – Cuidado, não diga a ninguém sobre nossa conversa; ela é a chave de tudo!

João – de tudo?

Xx – depois você irá entender, tome cuidado por favor. Não diga a ninguém que eu apareci aqui!

João – ok, confie

Xx –  vou confiar mesmo! – ela saí apressada, colocando o cabelo no rosto para que ninguém a conheça, mas ainda não entendi essa Chave Para Tudo!


Notas Finais


tédio


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...