História Hábitos - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Haikyuu!!
Personagens Hajime Iwaizumi, Tooru Oikawa
Tags 15 Days Challenge, Fluffy, Iwaoi, Oiiwa
Visualizações 53
Palavras 429
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Droubble, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


ITI MALIAAA VE SE IWAOI N É MT FOFO <33

Capítulo 10 - H10: Carinho


Fanfic / Fanfiction Hábitos - Capítulo 10 - H10: Carinho

Oikawa não sabia descrever o quanto amava o carinho de Iwaizumi.

 Ele era bruto, rude, mal humorado e adorava provocá-lo, porém, ele cuidava de si tão bem que o fazia duvidar de todo o resto. Sentia-se amado com cada pequeno toque e principalmente nas horas de dormir, quando o parceiro insistia em lhe fazer cafunés e carinhos até que pegasse no sono, e Tooru, um rapaz agitado que geralmente demorava horas para dormir, pegava no sono em minutos.

 Amava o jeito que Hajime o abraçava por trás, pegando-o sempre de surpresa, não importa quanto tempo passasse. Amava o jeito que ele pegava em suas mãos, fazendo movimentos circulares com a ponta do dedão. Os abraços, os beijos, amava absolutamente tudo.

 O amava tanto que sequer conseguia expor em palavras. Um simples “eu te amo” ainda não parecia deixar claro todo o sentimento que ele possuía por aquela pessoa.

 Encarou os orbes esverdeados do outro, as pupilas tão concentradas no livro á frente. Estava com a cabeça apoiada no colo dele, e como o mesmo estava distraído com outra coisa, conseguia ficar o olhando com aquele sorriso bobo e apaixonado sem levar um socao nas costas.

 Ou era o que esperava.

 -Eu consigo sentir você me olhando, Oikawa. - Iwaizumi riu, fechando o livro, mas Tooru estava tão concentrado em admirá-lo que sequer prestou atenção. O mais velho suspirou e deixou o objeto que segurava no braço do sofá, as mãos indo até os cabelos alheios logo depois. - O que foi, hm? - perguntou com um tom de voz delicado, totalmente diferente do Iwa-chan bruto de normalmente. O sorriso bobo também apareceu nos lábios do menor.

 Oikawa ergueu as mãos e passou a acariciar o rosto do outro.

 -Eu só estava pensando que eu tenho muita sorte de ter você.

 Hajime sorriu mais ainda.

 -Eu agradeço todos os dias por ter você na minha vida, sabia? - disse fazendo cafuné no amante, aquele carinho que só ele sabia como fazer. - E o que tá acontecendo? Você tá carente ou algo assim? Não que normalmente você não seja grudento, mas ultimamente você tá quebrando o recorde.

 A boca de Tooru curvou-se no tipico biquinho e ele cruzou os braços contra o peito.

 -Rude Iwa-chan. Muito rude. - resmungou.

 -Sim sim, eu também te amo. - Iwaizumi respondeu retornando ao seu livro.

 -Besta. - O branquelo sorriu ao perceber que a mão do outro ainda continuava sem seus cabelos, continuava naquele carinho que o acalmava e lhe transmitia tanta paz e conforto.

 Fechou os olhos e continuou aproveitando a calmaria.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...