História Hábitos - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Haikyuu!!
Personagens Hajime Iwaizumi, Tooru Oikawa
Tags 15 Days Challenge, Fluffy, Iwaoi, Oiiwa
Visualizações 115
Palavras 811
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Droubble, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


AAAAAA OK, ISSO TA UMA MERDA QUADRADA, MAS FALTAVA 40 MINUTOS PRA MEIA NOITE E EU LÁ ESCREVEND HAUAHAUA CORRI IGUAL O NARUTO AGRR
MAS CONSEGUIIIIIIIII
YAAAAAAAAAYYYYYYYYY
\o/

Capítulo 2 - H02: Mercado


Fanfic / Fanfiction Hábitos - Capítulo 2 - H02: Mercado

Iwaizumi abriu o armário, apenas confirmando o que de fato já esperava e uma decepção misturada com uma pitadinha de tristeza tomou conta de seu peito. Seu precioso chá havia acabado. Seu amigo, companheiro em horas difíceis, seu consolo e seu motivo por correr para chegar logo em casa. O que era melhor num clima frio como aquele do que um chá de camomila bem quentinho? Além de aquecer o peito, relaxar os nervos, a erva ainda possuía propriedades calmantes, e era exatamente disso que Hajime precisava para lidar com Oikawa. Calma.

 Amaldiçoou-se internamente, pois não estava com a mínima vontade de sair. Estava de pijama, um do Godzilla, estava quentinho, de boa, tranquilo. A ideia de ter que trocar de roupa e enfrentar o frio escaldante lá fora lhe parecia incrivelmente desagradável.

 Mas ao abrir os outros armários para tentar falhamente achar a caixinha de camomila, constatou que precisaria ir ao mercado uma hora ou outra. O arroz estava acabando, bem como o leite e os ovos, fora que as bolachinhas salgadas de Tooru estavam quase no fim e Iwaizumi não estava com a mínima vontade de ouvir o companheiro buzinando em seu ouvido, pedindo para que ele fosse buscar mais.

 Por fim, derrotado, saiu da cozinha e foi para a sala onde encontrou o outro jogando jogos de extraterrestres no console, trajando o mesmo pijama quentinho e azul escuro de sempre, com a estampa cheia de estrelas e mini aliens.

 -Toma issoo, seu monstrengoo!! - Oikawa disse com um sorriso, dando o golpe final numa espécie de ameba/monstro com o rosto deformado. O bicho era mais do que feio. - Nada pode parar o Tooru, o caçador das estrelas!

 Hajime ao vê-lo tão animado com aquele jogo não conseguiu evitar rir, principalmente por conta do nome brega que o branquelo dera a si mesmo. “Tooru, o caçador das estrelas”. Isso o trazia lembranças. De quando eram pequenos e costumavam brincar de guerra nas estrelas, onde o maior era o comandante da tropa alien e o menor era comandante da tropa de godzillas fortões e medonhos.

 -Oiii Iwa-chan! - Tooru disse com um sorriso, pausando o jogo para se levantar e abraçar o outro. - Você viu o créu que eu dei naquele bicho? - Era impressionante o quão ele parecia radiante naquele momento, como se tivesse ganho na loteria. Com braços em volta de seu pescoço, Iwa se permitiu envolver a cintura curvilínea do outro, puxando-o mais para perto.

 -O comandante da tropa alien nunca decepciona. - Respondeu não conseguindo evitar o sorriso mínimo que surgiu no canto de seus lábios.

 -Se o comandante da tropa de godzillas estivesse comigo, eu teria acabado com aquele bicho muuuuito mais rápido. - Oikawa respondeu balançando a cabeça de um lado para o outro com um sorriso de orelha a orelha, francamente, ele parecia uma criança.

 -O comandante dos godzillas aqui vai sair em uma missão ultra especial. - Hajime disse dando um selinho leve no outro. Encostaram as testas e sem perceber, começaram a se balançar suavemente de um lado para o outro, abraçadinhos.

 -E posso saber que missão ultra especial é essa, Sir Iwa-chan? - O maior perguntou, retribuindo selinho, terminando com uma mordida ousada no lábio alheio.

 -Vou ao mercado em busca da caixa de chá perdida, Sir Kusokawa. - Iwaizumi disse com um pouco de receio, afinal, ir ao mercado com aquele ser humano sempre tendia a ser um saco. Normalmente estaria mais bravo que o normal com a situação, mas as carícias e a visão do parceiro todo animado daquele jeito pareciam ter dissolvido sua irritação.

 -Mercado? Eu vou junto! - E ele reagiu exatamente do jeito que o mais baixo esperava, desvencilhando-se do abraço e correndo para o quarto trocar de roupa.

 -Tu promete que não vai comprar nada mais que o necessário? Tu sabe que eu não gosto de gastar dinheiro á toa, Oikawa! - Hajime gritou ao seguí-lo, já sentindo as típicas rugas da carranca que se formava em seu rosto.

 -Prometo Iwa-chan! Prometooo! - Ouviu o outro dizer e revirou os olhos.

 Sabia mais do que ninguém que era mentira.

 Por fim, trocaram de roupa, trancaram a casa, desceram as escadas e entraram no carro, que começou a andar em direção ao seu destino, que não era muito longe.

 O que era para ser apenas uma visita rápida ao mercado para comprar chá e encher novamente o estoque essencial, tornou-se em um Tooru totalmente empolgado olhando os produtos novos, enchendo o carrinho com coisas desnecessárias e tirando Iwaizumi do sério.

 -Francamente, eu preciso de muito chá de camomila. - Disse ele completamente irritado ao ver o outro passando vergonha correndo nos corredores do mercado. Jogou um “foda-se” para sua política de “compre apenas o necessário” e encheu o carrinho das caixinhas amarelas. - ESPERA SEU MERDA! - gritou correndo para alcançar o outro.

 


Notas Finais


TA AE ESSA MERDA KAKAKKA ATÉ AMANHÃ XD
se tiver algum erro, me fala na humildade? :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...