História Half A Heart(SEGUNDA TEMPORADA - FINAL) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Arianagrande, Bissexual, Elounor, Gay, Harrystyles, Joshdevine, Justinbieber, Larrystylinson, Liampayne, Louistomlinson, Mistério, Niallhoran, Romance, Romancegay, Romanceziall, Suspense, Zaynmalik, Ziall, Ziallhorlik
Visualizações 150
Palavras 2.536
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui está o capitulo 2 prontinho pra vocês. Quero avisar que Zayn e Niall terão sua primeira noite de amor no capitulo 5 ok? Estão esperando isso há um bom tempo, não é?

Capítulo 2 - Um antigo amigo


Fanfic / Fanfiction Half A Heart(SEGUNDA TEMPORADA - FINAL) - Capítulo 2 - Um antigo amigo

BRADFORD, 8:27 A. M.

ZAYN MALIK

Chegamos em Bradford por volta das 7hrs da manhã. O nosso vôo fora bem tranquilo.

Quando nos acomodamos no hotel era quase 8:30 da manhã, havia poucos raios de sol, o céu estava cheio de nuvens.

- Obrigado! - Falei ao homem que nos ajudou com as malas. Assentiu e voltou para a recepção.

- Adorei o modo como nos receberam. - Niall me abraçou.

- O pessoal daqui costuma ser bastante educado. - Selei nossos lábios.

- Vamos desfazer nossas malas? – Me tinha preso aos seus braços.

- Sim, e depois vamos ao parque que fica há duas quadras daqui. Você vai adorar e podemos tirar algumas fotos.

- Claro! Louis e Justin vão amar as fotos.

- Vão sim! - O beijei de leve.

Não demorou muito para organizar nossas roupas e calçados. Tomamos um delicioso banho juntos e fomos para o parque.

O parque estava como antes, a grama verdinha, árvores vivas e grandes, arbustos e flores espalhados por toda a extensão do local.

O vento soprava nossos cabelos fazendo com que nossos olhos ficassem entreabertos. Aquele cheirinho gostoso de flores e verde, muito verde.

Ficamos sentados em um banquinho que ficava próximo a uma árvore.

- Estou quase com fome. Aquele lanchinho do avião já era.

- Eu estou numa boa. - Disse.

- Será que consigo te mostrar toda a cidade em três semanas? - Fiz um carinho em seu rosto rosado.

- Claro que sim. Não vamos ficar trancados no hotel o dia todo, não é? Então temos tempo suficiente pra conhecer um lugar a cada dia.

- Uhum! - Avistei um homem vendendo pipoca. - Quer pipoca? - Apontei para o homem.

- Não estou com fome.

- Vou comprar, se quiser, divido com você.

- Ok. - Assentiu.

Caminhei até aquele homem e comprei um saquinho de pipoca.

- Obrigado! - Paguei o vendedor.

Olhei para meu namorado lindo e ele levantou para vir até mim, de repente um rapaz que fazia atividade física esbarrou em Niall, sem querer.

- Niall? - Chamei. - Tudo bem? - Dei a mão para ajuda-lo a levantar-se do chão.

- Estou. - Respondeu.

- Você não olha por onde anda? - Falei ao rapaz.

- Foi seu amigo que entrou na minha frente. - Disse ele.

Espera! Acho que conheço esse rapaz.

- Zayn? - Me olhou com mais nitidez.

- Calum? - Não acreditei que era ele.

- Zayn, sou eu. Nossa, há anos não te vejo. - Me abraçou!

- Você está diferente, ficou mais forte.

- Sim, eu era bem magro.

- Meu Deus! Não esperava te encontrar aqui. Na última vez que te vi, você estava embarcando para Paris, ganhou uma bolsa para cursar culinária.

- Acabei desistindo da minha bolsa.

- Por quê?

- Senti saudades de todos. Paris não era meu lugar. Mas quando retornei fazia um ano que você tinha mudado pra Londres.

- Pois é. Ah, esse aqui é o Niall.

- Oi, Niall. Tudo bem? - Apertou a mão dele.

- Ótimo e você?

- Muito bem.

- Estamos passando as férias aqui. - Falei.

- Sério? Que legal! Lembra dos meninos?

- Claro! Como poderia me esquecer dos meus melhores amigos?

- Agora somos uma banda.

- Uma banda? - Perguntei.

- Muito legal! - Niall sentou-se no banco.

- Sim. Precisamos marcar um encontro, todos nós.

- Vou ficar aqui por três semanas.

Não acredito que encontrei Calum Hood, um dos meus antigos amigos de colégio aqui de Bradford. Mal posso esperar para rever todos novamente.

 

NIALL HORAN

Zayn ficou bem contente quando encontrou esse tal de Calum Hood. Até me contou que quando tinham 13 anos se beijaram, nada demais.

A tarde ficamos descansando um pouco, deitados naquela cama macia. Assistimos filmes a tarde toda, Zayn alugou alguns do outro lado da rua.

Quase 16hrs da tarde e ouço meu celular tocando em cima do criado mudo.

- Número bloqueado. - Falei.

LIGAÇÃO ON

Niall: Alô?

Louis: Niall, sou eu.

Niall: Louis? Nossa, seu número está bloqueado.

Louis: Sério? Devo ter ativado esse negócio sem querer.

Niall: Como estão as coisas por aí?

Louis: Não sei. Acabei de chegar no apartamento dos meus pais.

Niall: Que bom que já chegou. Está melhor?

Louis: Sim, estou. Eles ficaram super preocupados com essa facada. Apesar de não ter sinto fundo vai ficar uma cicatriz. A camisa que eu estava usando ajudou bastante.

Niall: Fiquei com muito medo de acontecer algo pior.

Louis: Vamos deixar essas coisas ruins de lado. Me conta como está por aí.

Niall: Estou adorando Bradford. Louis, aqui é maravilhoso. Você tem que conhecer.

Louis: Eu imagino! Niall, eu queria te dizer que estou feliz por ser seu amigo.

Niall: Ownt, Louis!

Louis: Estou bastante feliz por você estar feliz. Zayn é seu amor e eu não gostava dele, achava que ele era algo ruim pra você.

Niall: Sei disso. Mas vocês já se acertaram, não é? E agora todos nós merecemos paz e muita felicidade.

Louis: Pra você sim.

Niall: Que voz é essa? O que aconteceu?

Louis: Harry não responde minhas mensagens e nem retorna minhas ligações. Acho que acabou pra valer.

Niall: Não, não diga isso. Ele está magoado. Ele viajou mesmo assim?

Louis: Eleanor disse que ele viajou com a irmã para o Brasil.

Niall: Ah. Espera! Eleanor te disse?

Louis: Sim.

Niall: Achei que não fossem um com a cara do outro.

Louis: Deixamos isso de lado. Ficou no passado.

Niall: Nossa!

Louis: Estamos até trocando mensagens.

Niall: Jura? Não brinca!

Louis: Dá pra acreditar?

Niall: Nunca pensei que vocês fossem ficar próximos.

Louis: Nem eu.

Niall: Estamos assistindo um filme aqui.

Louis: Qual o nome?

Niall: Wrong Turn.

Louis: Odeio esses filmes.

Niall: Zayn adora e estou curtindo também.

Louis: Odeio! Muito sangue, muitas mortes. Aff!

Niall: É nojento!

Louis: Então vou deixa-los vendo o filme em paz. Tenho que sair.

Niall: Tudo bem. Me liga depois.

Louis: Claro.

LIGAÇÃO OF

- Louis? - Perguntou Zayn, deitado.

- Sim. Acredita que ele e Eleanor estão super próximos?

- Louis e Eleanor?

- Pois é. Quase não acreditei.

- Bom pra eles. Esse negócio de inimizade não é legal.

- Com certeza não. - Coloquei o celular novamente em cima do criado mudo.

- Vem, chega mais pra cá.

Zayn me aproximou mais dele e ficou acariciando meus cabelos. Ah, aquilo me relaxava, me deixava super preguiçoso. Tão gostoso!

Ao cair da noite fomos até o restaurante do hotel jantar. Pedi apenas um prato vegetariano e Zayn não dispensou o frango frito.

- Se importa se eu acender um cigarro enquanto esperamos a comida? - Perguntou, já tirava o cigarro e o isqueiro do bolso.

- Pode fumar. Isso faz mal, já te disse isso.

- Só fumo de vez enquanto, você sabe.

- Mesmo assim.

- Não vai querer uma taça de vinho?

Zayn pediu vinho, já que a comida ia demorar um pouco.

- Não. - Balancei a cabeça negando.

- Que horas são? Esqueci meu celular no quarto.

- O meu ficou carregando. Aqui deve ter relógio. - Procurei olhando as paredes.

- Acho que não. - Tragou o cigarro com os olhos cerrados.

Ele ficava extremamente sexy fumando, ainda mais com aquela jaqueta preta, seu cabelo penteado para cima, seu jeans rasurado e um tênis como ele costumava usar.

Minutos depois nosso jantar chegou. Zayn até me convenceu a tomar uma taça de vinho, acabei aceitando de bom grado.

Quando retornamos para o quarto era quase 22hrs. Sugeri um filme para assistirmos antes de dormir e Zayn queria namorar.

Zayn tinha acabado de sair do banho e estava de cueca. Secou seu cabelo com a toalha. Eu já estava de pijama na cama, usava apenas o calção do pijama, a camisa resolvi tirar.

- Está com sono? - Se jogou na cama.

- Um pouco. Por quê?

- Vem aqui.

Começou a me beijar passando sua língua por toda a extensão da minha boca, respondi suas expectativas sugando seu lábio inferior. Zayn acariciou todo o meu corpo me causando arrepios.

Desceu com sua língua para o meu pescoço suavemente, e foi descendo até meus mamilos e se pôs a chupa-los freneticamente.

- Aarr! - Gemi.

Reparei que meus mamilos estavam ficando vermelhos, Zayn alternava os chupões entre o direito e o esquerdo.

Zayn passou a apalpar meu pênis por cima do meu calção. Eu estava bastante excitado naquela situação. Intensificou os chupões e cada vez mais pressionava meu membro.

- Posso tirar isso? - Me olhou, ele queria tirar meu calção.

- Quer que eu fique de cueca?

- Quero que fique pelado! - Seu olhar era de extremo desejo.

Zayn me quer pelado?

Ainda muito tímido, permiti que Zayn tirasse meu calção e em seguida minha cueca da Calvin Klein. Fiquei com um certo receio por estar naquela situação com ele.

- Vou tirar a minha também. - Ficou de pé na cama e tirou sua cueca com cuidado.

Liberou seu membro pulsando em minha frente. Respirei fundo diante daquilo. Me olhou atentamente por alguns segundos e depois ficou em cima de mim. Senti seu pênis roçando próximo ao meu. Zayn me beijava eufórico e mordia meu lábio inferior.

- Você quer? - Cheirava meu pescoço.

- Ainda não sei se esse é o momento. - O olhei fixamente.

- Eu quero você. - Zayn levou suas mãos até meu membro e o apalpou.

- Acho melhor esperarmos.

- Esperar o quê?

- Não sei, ainda não me sinto seguro pra isso.

Zayn bufou. Deitou do meu lado olhando para o teto.

- Tudo bem. Acho que podemos esperar. - Beijou minha testa e passou a mão direita em meus cabelos.

Me aproximei dele e me aconcheguei em seus braços e dormimos assim, sem roupas e juntinhos.

 

AUTOR

IRLANDA, MULLINGAR. 7:44 A. M.

Taylor Swifte nasceu na Irlanda, com seus 18 anos ela acabou de fechar seu curso de direito em uma faculdade local. A garota de olhos verdes e cabelos loiros sempre fora muito dedicada aos estudos e a família. Há mais ou menos um ano atrás seus pais morreram em um incêndio. Taylor estava na casa de uma amiga e por sorte não estava na casa que pegou fogo. Agora ela mora em um apartamento no sul da Irlanda, Taylor herdou um bom dinheiro das finanças de seus pais.

FLASHBACK ON

Taylor estava ajudando sua mãe Courtney a preparar o jantar e seu pai Jim, estava trabalhando.

- Bolo de carne para o jantar? Prefiro uma coisa mais leve. - Taylor cortava algumas cenouras na tabua.

- Você sabe que seu pai adora.

- Adora mesmo. - Bufou.

- Taylor, aproveitando que seu pai ainda não chegou, preciso falar com você.

- Sobre o quê? - Taylor parou o que estava fazendo.

- Vamos até o quarto.

- Está bem. Vou só lavar minhas mãos.

Alguns segundos depois as duas já estavam no quarto sentadas na cama. Courtney pegou uma caixa que guardava em cima do seu guarda roupas e a colocou sobre a cama.

- O que é isso?

- Quero que isso fique apenas entre eu e você, ok?

- Claro. - Assentiu Taylor.

- Segure essa foto. - Courtney entregou uma foto a Taylor.

- Quem é esse garoto?

- Taylor, se por um acaso me acontecer algo de ruim, quero que procure ele.

- Por quê?

- Quero que o encontre e lhe entregue essa carta. - Courtney entregou a carta a Taylor.

- Que carta é essa?

- Entregue-a ao garoto da foto quando encontra-lo.

- Mas como vou encontra-lo? Mãe, não estou entendendo isso.

- Reino Unido, Londres.

- Ele mora lá?

- Sim.

- Mãe, como vou fazer isso? Me explique! Não entendo.

- Taylor, eu preciso que faça isso. Preciso que faça o que eu nunca tive coragem de fazer.

- Quem é esse garoto?

Courtney encarou sua filha por alguns segundos antes de responder.

- Quando encontra-lo ele vai abrir a carta e vocês saberão de toda verdade. Até lá, não abra.

- Por quê o pai não pode saber disso?

- Jurei que não voltaria a mencionar Niall nessa casa.

- Que segredo é esse?

- Me prometa que não vai abrir a carta antes dele.

- Prometo! Mas não sei porque está me dando isso, não vai acontecer nada. Estamos bem!

Mesmo sem entender o pedido de sua mãe, Taylor o acatou sem questionar.

FLASHBACK OF

A garota tinha apenas uma foto e um nome que não lhe dava nenhuma pista.

- Quem é você, Niall? - Se perguntou ela.

Ela sabia que Niall ligou para ela dias atrás. Não sabia nem como Niall conseguiu o número dela. Só descobriu que era ele quando o mesmo disse seu nome. Mas Niall ligou de um número bloqueado e por isso ela não conseguia retornar a chamada.

Taylor estava no aeroporto internacional da Irlanda. Ela esperava um vôo para Londres nesta manhã.

Taylor tinha apenas 2 anos quando foi adotada por Courtney e Jim, a garota foi deixada pela mãe em um orfanato da cidade.

Desde muito pequena ela sempre soube que era adotada. Taylor foi muito amada pelos pais adotivos enquanto estavam vivos, ela era muito grata por tudo.

- Vôo para Londres sai em 10 minutos. - Disse a voz do autofalante.

A loira entrou no avião. Não sabia como seriam as coisas dali pra frente, mas sabia que jamais voltariam a ser como antes.

FLASHBACK ON

No dia em que a casa dos pais de Taylor pegou fogo, eles receberam uma visita de uma pessoa.

- Foram 53 mil reais que você levou quatro meses atrás. Não temos mais dinheiro. - Courtney reclamou, sentada no sofá.

- Minha esposa está certa. Entenda que não vamos mais te dar dinheiro. - Completou Jim.

- Acho que não me entenderam bem. Eu preciso de mais dinheiro.

- Por favor, entenda que...

- Acham que vou sair daqui sem esse dinheiro? - Interrompeu o Jim. - Deu um trabalho danado encontrar vocês e se quiserem manter o segredo da família bem escondido vão ter que pagar.

- Isso já foi longe demais. Não temos mais dinheiro. - Jim ficou de pé.

- Como acham que seus sócios e vizinhos vão reagir ao saberem que a família alegre e feliz de vocês tem um passado escondido?

- Vamos fazer o cheque! De quanto precisa? - Perguntou Courtney, temendo que o tal segredo seja exposto.

- Pouco, bem pouco. Apenas 45 mil reais.

- Pegue! - Jim entregou o cheque.

- Obrigado! Prometo que nunca mais venho procurar vocês novamente. - Aquela pessoa ficou de pé.

- Assim espero! - Disse o dono da casa.

- Vá logo antes que Taylor chegue. - Courtney acompanhou aquela pessoa até a porta.

- Até nunca mais! - Disse e se foi.

E mais tarde, naquele mesmo dia, Taylor ainda não havia chegado. De repente o casal foi surpreendido pelas chamas que já dominavam boa parte da casa. Tentaram sair, mas a porta estava trancada e sem chaves. Acabaram morrendo!

Que segredo aquela família estava escondendo?

Quem era aquela pessoa que estava fazendo chantagem?

FLASHBACK OF


Notas Finais


Aposto que querem saber a ligação da Taylor e do Niall. Acertei?
Mas o que será que tudo isso tem a ver com ele?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...