1. Spirit Fanfics >
  2. Halloween Case >
  3. Especial de 1 ano (atrasado)

História Halloween Case - Capítulo 27


Escrita por:


Notas do Autor


Então galera, como já podem ver, fiz esse capítulozinho como um especial de aniversário de 1 aninho da nossa bebê. Sim, já faz 1 ano desde o lançamento da fanfic e eu estou cheia de orgulho.

E também não é só um especial de 1 ano da fanfic não galera, é também um capítulo especial de aniversário da minha bebê que tá completando 18 aninhos (tá velha já).

Capítulo 27 - Especial de 1 ano (atrasado)


- Mingyu, vamos logo, se não vamos nos atrasar, sabe que o Cheol odeia esperar! ─ Jeonghan disse enquanto se olhava no espelho pela quinta vez, conferindo seu visual.

- Amor, ainda são 19:30. Só temos que estar no restaurante às 20h.

- Mas e o trânsito? É sexta-feira e sabe que nesse horário muitas pessoas estão saindo.

- Amor, o restaurante fica a 10 minutinhos daqui, relaxa. Não vamos nos atrasar. ─ Mingyu disse, ficando por trás do mais velho e levou as mãos até os fios loiros do mesmo, jogando-o para o outro lado de seu ombro, deixando seu pescoço a mostra. ─ Nós ainda podemos namorar um pouquinho. ─ Sussurrou, depositando alguns beijos pela pele alva do mais velho, que fechou os olhos para que pudesse desfrutar da deliciosa sensação que eram os beijos de seu namorado naquela região tão sensível.

- Mi-Mingyu, amor... Nós temos que sair daqui a pouco e se ficar fazendo isso, nós vamos acabar ficando aqui mesmo.

- Eu não vejo problemas, se for pra ficar assim.

- Amor, o Cheol não estava bem esses dias, se não formos ele vai ficar chateado com a gente. E também, disse que tem algo importante para nos contar.

O loiro disse, afastando-se do mais alto e se virou, ficando de frente para ele e definitivamente não foi a melhor de suas ideias, já que seu namorado nem mesmo havia vestido sua camisa, e exibia aquela pele perfeitamente bronzeada, era realmente uma grande tentação estar com ele daquela forma, e nem mesmo poder fazer algo a mais.

Pousou suas mãos no ombro largo do mais alto, fazendo um leve carinho ali e as deixou em sua nuca, selando seus lábios com ternura e se afastou com alguns selinhos pouco tempo depois.

- Por mais que seja uma verdadeira tentação, nós precisamos ir. Vista sua camisa e vamos.

- Amor!

- Gyu, nem vem tentando fazer manha, não vai funcionar agora. ─ O loiro disse, ajeitando o blazer do moreno. ─ Mais tarde, eu prometo que irei compensa-lo.

- Mesmo?

- Mesmo. Agora vamos!

O restaurante não ficava muito longe da casa de Mingyu e o trânsito estava tranquilo naquela parte da cidade, por isso não demorou muito para que chegassem ao restaurante, já tendo Seungcheol e Wonwoo esperando do lado de fora.

Foram muito bem recebidos pelo gerente do local, que os levou até a mesa em que havia sido reservada para eles naquela noite. Se sentaram, já fazendo seus pedidos, com direito a melhor garrafa de vinho que havia no local.

- Hyung, é muito bom te ver feliz assim, sabia? ─ Mingyu disse, bebendo um gole do vinho em sua taça. ─ Nós podemos saber o motivo de você estar assim?

- Foi justamente por isso que chamei vocês aqui. ─ O mais velho disse, revezando o olhar entre os outros três ali. ─ Vocês se lembram que eu disse que começaria a trabalhar no estúdio com meu irmão depois da formatura, não lembram?

- Sim. ─ Disseram em uníssono, fitando o mais velho.

- Bem, no último fim de semana, ele me chamou até a sala dele para conversarmos melhor sobre meus planos verdadeiros agora que me formei. Bem, eu disse a ele que meu sonho desde sempre foi ter meu próprio estúdio de gravação, coisa que ele já sabia. Resumindo, ele disse que tentaria me ajudar de alguma forma com o que eu quero. ─ Começou, já mostrando sua animação pela notícia. ─ Agora adivinhem só? Ele vai me ajudar a montar meu próprio estúdio e até mesmo já conseguiu alguns patrocinadores para quando eu começar.

- É sério, amor? ─ Wonwoo foi o primeiro a se manifestar, já parabenizando o pela conquista do mesmo.

- Parabéns hyung, você merece!

- Cheol, eu estou tão feliz por você. ─ Jeonghan disse, ele realmente estava feliz por seu melhor amigo. Conhecia Seungcheol desde criança e sabia que esse era seu maior sonho, e ver que agora estava se tornando realidade, era motivo o suficiente para ficar feliz por ele.

- Não estou contando isso a vocês, só porque meu irmão vai me ajudar. Já conseguimos um lugar para montar o estúdio, e só falta dar uma geral lá e comprar os equipamentos. Mas o que eu quero dizer é que... ─ O mais velho olhou para Wonwoo, que estava ao seu lado e Mingyu. ─ Vocês passaram os 5 melhores anos da minha vida ao meu lado, todos os dias, sofreram tanto quanto eu sofri com as provas e trabalhos, sofreram com apresentações e nunca me deixaram de lado, vocês foram a minha família dentro e fora da sala de aula e da faculdade.

- As aulas sempre eram mais divertidas quando estávamos juntos. ─ Wonwoo disse, enquanto acariciava o dorso da mão do mais velho.

- O que eu quero dizer, é que... Wonwoo, Mingyu... Eu quero que vocês dois venham trabalhar comigo quando o estúdio estiver pronto.

- Cheol, isso é... É sério?

- Você quer o Wonwoo e eu trabalhando com você? Tipo... Nós três? Fazendo rap juntos?

- Exatamente. E então, o que vocês me dizem?

- Por mim já somos o trio de maior sucesso nesse mundo, eu aceito.

- Wonwoo tem razão, nós já somos. Porque eu também aceito.

Aquela noite era realmente para ser comemorada, todos estavam felizes pela novidade de Seungcheol e tinham certeza de que ele se daria muito bem nesse novo caminho. Todos haviam se divertido durante o jantar, foram cheios de risadas e conversas bobas, assim como também houveram conversas sérias. Aquela noite estava sendo simplesmente magnífica para os 4 que decidiram caminhar pela praia após terem saído do restaurante.

Já era bem tarde quando decidiram dar aquela noite por encerrada. Cada um dos casais seguiram até seus respectivos carros e então voltaram para suas casas.

Os pais de Mingyu haviam viajado para a Europa, eles precisavam de um tempo sozinhos e por isso, Mingyu ficaria sozinho em casa. Mas por sorte tinha Jeonghan para lhe fazer companhia.

Adentraram a casa esbarrando em quase todos os móveis que haviam próximos de si na sala e a passos cegos, subiram as escadas para chegarem ao quarto do moreno.

O loiro não demorou muito para tirar o blazer que seu namorado usava, abusando dos arranhões pelo peitoral e abdômen do mesmo. Se havia uma coisa que Jeonghan adorava fazer, era testar a paciência de Mingyu, para saber o quanto ele era capaz de resistir a si.

Como já era esperado, o Kim não demorou muito para se livrar da camisa que o mais velho ainda vestia e o empurrou lentamente até a cama, e passou suas pernas de cada lado do corpo do mais velho, enquanto segurava suas mãos acima de sua cabeça.

- Acho que você me prometeu uma coisa, antes de sairmos para irmos jantar.

Aquele sorriso fora o suficiente para que o loiro perdesse todo o resto de sua sanidade mental. Soltou suas mãos das de Mingyu e então segurou em seus ombros, invertendo suas posições e se colocou sobre ele, apoiando as mãos sobre o peitoral do mais alto.

- Eu sou um hyung bonzinho, Gyu. Não quero minhas promessas.

Se curvou, selando seus lábios com calma e aproveitou para passar suas mãos sobre o peitoral do mais novo, descendo-as até o cós da calça que ele usava, não demorando muito em tirar seu cinto e abrir o botões da mesma. Logo seus lábios deslizavam até o pescoço do mesmo, onde distribuiu vários beijos, dando algumas mordidas também.

Mingyu sentia todos os movimentos de Jeonghan em seu colo, suspirando levemente a cada nova sensação que sentia e assim que sentiu os lábios alheios tocando seu pescoço, levou uma das mãos até seus fios longos, entrelaçando seus dedos ali e pendeu a cabeça para trás, deixando que ele fizesse tudo o que quisesse consigo.

O loiro por sua vez, tratou de se livrar do restante das roupas do mais novo, jogando-a em um canto qualquer do quarto e tornou a ficar sobre ele, movendo lentamente sua cintura contra seu membro ─ que já estava um tanto rígido ─ rebolando intensamente, enquanto já ouvia os gemidos roucos que escapavam de seus lábios.

- Acho que estou em uma grande desvantagem, você não acha hyung? ─ Sussurrou rente ao seu ouvido e então levou suas mãos até o cós da calça que ele usava, não demorando para se livrar da mesma, junto se sua cueca.

Foi a vez de Jeonghan soltar um gemido baixo, assim que sentiu o membro rígido do namorado em suas nadegas e desejou mais do que nunca tê-lo dentro de si. Mas conhecia o mais novo perfeitamente bem e sabia que ele não iria facilitar as coisas para si, ainda mais com tantas provocações.

Mingyu não estava tão diferente de Jeonghan em se tratando dos desejos que tinham, mas obviamente não perderia a chance de ter o mais velho pedindo para que fosse penetrado, com a voz manhosa que sempre fazia nesses momentos. Com a destra, segurou o falo rígido do mais velho e iniciou movimentos lentos de vai e vem, enquanto abusava de seu pescoço e clavícula deixando vários chupões ali.

Os gemidos do loiro deixavam Mingyu completamente excitado, por isso continuava torturando-o com aqueles movimentos lentos em seu membro, ao mesmo tempo que queria estar dentro dele,  mas não o faria naquele momento, ao menos, não antes de penetrar dois de seus dedos no interior do mais velho movendo-os lentamente em seu interior, o que fez com que o mais velho resmungasse de forma manhosa, querendo mais contato com o moreno.

- Gyu... Não me deixe aqui sofrendo dessa forma, hm? Seja bonzinho com seu hyung também.

O moreno então abriu um grande sorriso assim que ouviu o mais velho falar e então tirou seus dedos do interior do mesmo, ouvindo seus gemidos manhosos depois de te-lo feito e então selou seus lábios novamente.

- Eu ia fazer algo muito melhor com você agora, mas já que eu já estou fazendo você sofrer assim, podemos pular essa parte.

Jeonghan não pensou duas vezes antes de tomar os lábios do mais novo para si, e entrelaçou seus dedos aos fios acastanhados do mesmo enquanto tornava a rebolar em seu colo.

Se havia uma coisa que Mingyu amava durante o sexo, era o fato de ter o mais velho assumindo o controle da situação. Jeonghan não era nenhum santo e não fingia ser assim, por isso não tinha vergonha nenhuma das coisas que fazia ou falava ao namorado nesses momentos.

Não demorou muito para o loiro se endireitar sobre o mais novo, mantendo seu quadril erguido enquanto sentia seu namorado torturando-o enquanto penetrava somente sua glande em si. Sabia que isso era um teste para ver até onde aguentava naquilo, mas sua paciência para continuar daquela forma já era inexistente e sem aviso algum, tornou a se sentar sobre o mais novo, soltando um gemido alto ao ser penetrado.

Era exatamente aquilo que Mingyu queria que ele fizesse. Acena mais sexy do mundo para si, era ter o mais velho sobre si como tinha naquele momento: com os olhos fechados, a cabeça levemente pendendo para trás, e os lábios sendo maltratados por conter os gemidos que queria soltar, tudo isso enquanto o tinha se movendo lentamente em seu colo. O moreno então levou suas mãos até a bunda do mais velho, onde fez questão de desferir vários tapas, que enfim fizeram com que o mais velho deixasse de conter os gemidos.

Suas costas já estavam maltratadas pelos arranhões que o mais velho deixava ali, seu pescoço que antes estava intacto, tinha marcas de mordidas e chupões que o mais velho havia deixado. Quando percebeu que ele já estava ficando cansado, inverteu as posições, ficando por cima e então retomou os movimentos, movendo o quadril mais rápido em seu interior e levou uma das mãos até as coxas fartas do mais velho, apertando-a com uma certa força.

Com seus corpos suados e a respiração ofegante, ambos desejavam prolongar tudo aquilo, o prazer que sentiam só aumentava ainda mais o desejo que sentiam um pelo outro. Mas era inevitável que tivessem o orgasmo, e foi o que aconteceu, chegaram ao seu ápice juntos e seus gemidos foram ainda mais altos.

O mais alto então se deitou na cama novamente, puxando o corpo do mais velho para mais perto de si e o abraçou, selando seus lábios em seguida. Jeonghan estava muito bem aconchegado nos braços do namorado, e mesmo com o silêncio entre eles no momento não se sentia incomodado.

- Mingyu? ─ O chamou, com a voz tão baixa que mal foi ouvida.

- Oi, hyung!

- Eu te amo!

Ouvir aquela simples frase, fez com que o coração do moreno disparasse de uma forma que não pensava que fosse acontecer. Não esperava que fosse ouvi-la tão cedo, desde o episódio da mensagem e tiveram aquele término de uma forma tão desagradável. Sabia que Jeonghan se sentia inseguro desde então, mas agora, ouvindo aquelas palavras sendo ditas, só o fez sorrir ainda mais. Não havia como aquela noite ser mais perfeita.

- Eu também te amo, Han.

Deu um beijo na testa do mais velho e o aconchegou mais perto de si, acariciando suas costas. Mas pela exaustão da noite, não demorou para que ambos adormecessem, agarrados um ao outro e com um sorriso que não sumiria tão cedo.


Notas Finais


Então, por meio das notas finais, venho aqui desejar um feliz aniversário para minha princesa @PoeticBeauty ! Mais um ano estou aqui te mimando no seu aniversário, porque você merece. Obrigada por sempre me incentivar a continuar com HC, mesmo quando estou a um fio de desistir dela. Não se esqueça que eu te amo muitão! ♡

Espero que tenham gostado, porque foi bem gostosinho de se escrever o capítulo. Beijinhos pra todo mundo.

XoXo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...