História Hanahaki - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias K.A.R.D
Personagens B.M, J.Seph, Jiwoo, Somin
Tags Bseph, Doença De Hanahaki, Drabble, Flores, Hanahaki, Hanahaki Byou, Jseph, Repost
Visualizações 59
Palavras 411
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Fantasia, Ficção, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


vcs já leram esse carai então ok

Capítulo 1 - One


Eu sempre fui uma pessoa silenciosa, tão silenciosa que nem mesmo você, Matthew, conseguiu perceber meu sufocamento de um sentimento puro, bonito e mortal.

O amor.

Jamais senti esse amor com ninguém além de você, um amor puro, um amor eterno, um amor não correspondido. Antes mesmo de eu perceber já estava bêbado com as milhares de sensações que você me causava e me fazia tão bem, assim como me fazia tão mal.

Talvez fosse por sua personalidade alegre que me encantei, talvez fosse por sua bondade que me encantei, talvez fosse por você ser você que me encantei.

Matthew, você era tão perfeito.

Pena que você era distraído demais para saber que eu estava doente.

Doente de amor.

Eu, Kim Taehyung, tinha a doença de Hanahaki.

Descobri a doença numa manhã fria, quando eu tossi a primeira pétala de margarida, sua flor favorita. A flor a qual tinha significado de “Você é tudo para mim”.

Um pouco contraditório, não é?

O medo foi tão grande, a possibilidade de morrer com um amor não correspondido foi o ápice para tudo, eu queria me operar dessa doença quando ainda era pequena, porém no fundo da minha mente e coração sabiam muito bem que eu não iria sobreviver na operação e que existia a consequência de perder nossas boas memórias.

Preferi sofrer calado do que lhe esquecer.

Eu sempre fui uma pessoa calada.

Mas quando os espinhos começaram a rasgar minha garganta e cutucar meu pulmão, dificultando a passagem do ar, e as pequenas pétalas inofensivas evoluírem lentamente para flores inteiras que preenchiam minha boca, minha voz antes calma e baixa se tornará nula.

E no dia em que você me perguntou o que eu tinha, que não éramos como antes, eu senti uma vontade enorme de soltar as palavras presas que imploravam sair para lhe contar tudo o que passava comigo, as minhas dores, a minha declaração. Mas não, eu somente neguei e ignorei a dor na garganta pra mentir que estava só um pouco doente.

Das pétalas foram para flores inteiras, das flores inteiras foram para buquês.

Se ver deitado em uma cama de hospital olhando as paredes brancas enquanto Jiwoo e Somin choravam para a minha morte marcada era torturante, ver você sem seu brilho característico nos olhos e com a esclera vermelha por causa de tanto choro contido era sufocante.

Me desculpe Matthew, mas preferi morrer do que te esquecer, preferi me jogar nos braços da morte do que perder o único sentimento verdadeiro que sentia à alguém.

Preferi morrer sem ter teu amor.

Preferi morrer de Hanahaki.


Notas Finais


nois


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...