História Happier: Dino (Lee Chan) SEVENTEEN - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpe por demorar tanto, perdi a criatividade e a pratica de escrever de novo mas cá estou eu.
Esse capítulo será bem básico então me desculpem as falhas e por ser meio pequeno

Capítulo 11 - 10


Lee Chan On

Estava andando pelo corredor, o quarto onde S/n estava era o penúltimo. Eu estava muito tenso minhas mãos soavam frio e milhares de pensamentos surgiram na minha cabeça, será que ela iria me perdoar por não ter dado tanta atenção? Será que ela vai aceitar que eu assuma esse filho ao invés do Wonwoo?

Ele está certo não fui capaz de nem ir passar dois dias das minhas férias com ela, eu sou um idiota.

Chego ao quarto dela e a vejo pelo vidro ela estava dormindo e parecia tão tranquila, ah como eu queria ter participado pelo menos do parto e ver nosso bebê. Entro devagar sem fazer muito barulho e sento na poltrona que havia do lado da cama dela, observo cada detalhe do seu rosto me lembrando de todos os momentos desde quando éramos crianças até a nossa última transa, foi tudo tão maravilhoso. As lágrimas já tomavam conta de mim, eu não sabia me controlar mas estava bem baixinho para não acordá-la.

-Me desculpa por tudo meu amor, eu não sabia que você precisava tanto de mim mas e não dei a mínima. Espero que você possa me perdoar e que ainda me ame mesmo com as merdas que eu fiz, eu nunca deixei de te amar ok? Agora eu vou ver nosso bebê, venho aqui depois. —Me levanto limpando as lágrimas que estavam nas minhas bochechas dou um beijo em sua testa e saio do quarto até a recepção.

-Oi? —A atendente que estava no telefone sorriu e disse para a outra pessoa no telefone para aguardar.

-Do que precisa senhor?

-Minha namorada teve um parto essa madrugada e eu queria saber onde meu bebê está.

-Ah sim, só um minuto. —Ela mexe no computador procurando informações. -Seu bebê está na neonatal, é no final do corredor a esquerda.

-Muito obrigado. —Sorrio e faço o caminho até a neonatal. Wonwoo estava lá, parecia estar chorando então entrei e fui diretamente até ele e o abracei de lado, ele retribuiu o abraço e suspirou.

-Eu estava muito nervoso, eu não estou preparado pra ser pai ou tio desse bebê... —Sorri e segurei em suas bochechas fazendo ele ficar com um bicão.

-Não precisa chorar, sei que o que você for dessa criança você vai ser ótimo do mesmo jeito que você é fazendo os seus raps. Não chora tá? A gente vai dar um jeito nisso, não se preocupe. —o abraço forte e ele retribui e ficamos ali olhando o bebê. Como ainda estava meio cedo para nascer não sabemos o sexo ainda, ainda tem que desenvolver bastante e espero que fique saudável.

S/n on

Acordo ouvindo uma voz familiar mas meio fanha tomando conta do quarto, eu estava virada para a janela então não vi quem era exatamente. Quando terminou dizendo "eu nunca deixei de te amar" senti uma paz, um alívio e vontade de chorar tudo misturado fechei meus olhos de novo e sinto um selar na minha testa e seguro a vontade de sorrir e espero sair para abrir os olhos.

Assim que ouço a porta se fechar a unica coisa que eu vejo é o cabelo loiro e me lembro do Chan, será que é ele que estava aqui?

Aperto o botão que havia perto da cama para chamar algum enfermeiro e rapidamente vem uma moça de cabelos cacheados e peço para ela uma cadeira de rodas e me levar para onde meu bebê estava e assim ela fez.

Chegando la vejo Wonu e Dino abraçados olhando o bebê e sorrio, eles estavam tão bonitinhos assim que nem da vontade de entrar pra nao estragar o momento. Assim que a porta se abre eles olham diretamente pra mim e aceno para eles e sorriram.

-Como vocês estão garotos? —A enfermeira me deixa no meio deles e o bebê.

-Estamos bem e você, como está? —Perguntou Dino sorrindo.

-Eu estou bem meu amor. Já conheceu nosso bebê?

-Nosso bebê é maravilhoso. —Ele se separa do Wonwoo e me da um selinho. -Você fez um ótimo trabalho, estou orgulhoso de você.

-Muito obrigada. —Olho para a encubadora e suspiro. -Não sei por que não consegui terminar a gestação, agora vamos ter que esperar mais quatro meses para levar ele pra casa.

-Relaxa Mochi, vamos esperar e vamos torcer para que ele seja saudável e lindo igual ao pai não é? —Wonwoo brinca e rimos.

-Fighting!

[…]

Já se passou dois dias e felizmente vou poder passar o natal em casa. Estava nevando, dia frio e nublado mas é bem gostoso assim .

Dino parecia ainda estar em choque por ser pai e ainda se desculpa por não ter dado tanta atenção enquanto eu estava com o bebê dentro de mim, Wonu achou que seria melhor ele ser o tio por que além de não estar preparado para ser pai ele ter certeza que Dino cuidaria melhor do que ele e parecia bem feliz sabendo que o nosso amor cresceu. A mãe do Dino está bem animada para que ele ou ela venha pra casa logo e ela encher de mimos, fico muito feliz.


Notas Finais


Obrigada pela atenção


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...