História Happily ever after - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Bullying, End, Friendship, Happy, Realhappily, Sadness, Teenfiction, Unhappiness, Universe
Visualizações 2
Palavras 1.317
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Happily ever after - Capítulo 1 - Prólogo

 

Mais uma semana estava começando e eu estou mais cansado do que nunca, a minha rotina de acordar, ir pra escola, voltar, mexer no PC o resto do dia, dormir, e começar tudo denovo... essa rotina  não me diverte mais, eu preciso de algo novo, algo diferente, tudo oque eu queria é que tudo mudasse... tudo!

Entao...

Seg. 11/10/2019

Marcus

          Estou dormindo, sonhando com coisas banais, quando escuto uma musica tocando no fundo, mas ela está bem longe. Eu sinto um frio enorme percorrendo todo o meu copo e eu não consigo me mover, e essa fica cada vez mais alta, sem parar, até que se torna tudo oque eu consigo ouvir. Mas então eu acordo, e percebo que era só o assustador som do meu despertador, estava na hora de ir pra escola .

          Eu bem sonolento levanto pego as minhas coisas e vou me arrumar, faço tudo bem devagar como se ainda estivesse dormindo. Termino meu banho e vou em direção ao computador e vejo mensagens da Vicky, minha melhor amiga, que é praticamente o meu sorriso :D, sem ela, eu acho que eu não sorriria nunca, e ela faz umas fanfics muito boas, sério. Na mensagem dela diz:

           – MARCUS, ONDE VOCÊ TA?!?! Estou na escola a 30 minutos e nada de você chegar – Diz ela por mensagem, Acho q essa foi a primeira mensagem de texto que eu consegui ouvir – Vem logo que a primeira aula já vai começar – Concluiu.

           – A CAMINHO!! <3 – respondi animado. Em seguida eu vou tomar o meu café da manha o mais rápido possível pra não me atrasar mais do que já estava, quase me engasguei mas passo bem.

          – OK, ESTOU PRONTO! – exclamo pra mim mesmo enquanto pego minha mochila e quase caio de tão pesada – Vamos ver oque esse dia reservou pra mim – digo enquanto vou em direção a porta.

            Com a porta já aberta eu escuto a voz da minha mãe me chamando, muito calma e sonolenta:

          – Quer que eu te leve, meu filho? – diz ela com os olhos cerrados

          – Não precisa mãe, eu vou passar numa lojinha pra comprar material então vou demorar, pode voltar a dormir – eu vou direto pra escola, mas respondi rápido antes que ela acordasse e não conseguisse voltar a dormir

            – Tudo bem, só toma cuidado e não anda por ai ouvindo música, se um carro buzina e você não ouve... já era – Ela resmunga enquanto volta pro seu quarto

           – Ok, BEIJOS, TAMBÉM TE AMO! – grito em tom de ironia por ela não ter dado tchau.

           – Também tem amo, bobão – escuto bem baixinho vindo do quarto. Depois disso coloquei um sorriso no rosto e mais animado do que nunca fui andando até o ponto e peguei meu ônibus direto pra escola, onde estava a Vicky me esperando bem no portão com a cara amarrada, com muito medo, cheguei mais perto:

           – O-OIE VI-VICKY, TUDO B-BOM?!?! – digo gaguejando e batendo os dentes morrendo de medo de morrer

          – SE TA TUDO BOM?!? É CLARO QUE ESTÁ, TIRANDO O FATO DE QUE MEU "MELHOR" E ÚNICO AMIGO ME DEIXOU AQUI SOZINHA PORQUE FICOU DORMINDO ATÉ DEPOIS DA HORA! – Vicky gritou com MUITA raiva.

           Ela estava prestes a explodir, não entendi muito bem, porque a Vicky não era muito estressada e não costuma se estressar com esse tipo de coisa, pelo menos ela dizia que não.

           – Tem razão, eu fui um idiota, desculpa, eu prometo que não vai acontecer de novo – digo enquanto abaixo a cabeça envergonhado

            – ( bufou ) Tudo bem, sei que você não é nem louco de fazer isso mais uma vez – responde ela rapidamente enquanto parece se acalmar – Agora vamos, porque graças a ALGUÉM nós perdemos o primeiro tempo – É, ela ainda tava brava comigo.

***************

           Mal entramos na sala e já ouvimos os comentários idiotas do povo do fundo. Um em específico, Sam,Ele é meio que o causador dos piores dias que eu tenho nessa escola.

          Sam é o cara mais chato que essa escola já viu. Ele acha que o mundo gira em volta dele e que ele pode fazer o quiser porque ele tem "poder", eu chamo só de puxa-saco mesmo, ele e o seu "povin".

          Ele é do tipo popular que acha que pode fazer bullying com quem ele quiser, e sim, eu e a Vicky somos o alvo dele.

          Isso já não me afeta muito, eu sinceramente não ligo mais, não tenho tempo pra essas idiotices, mas os apelidos chateiam muito a Vicky, e isso me incomoda bastante. Queria poder ajudar, mas realmente não tem nada que eu pudesse fazer, porque eu sempre me encontro na mesma situação que ela

            Mas, mesmo ouvindo comentários idiotas sobre nós vindos do Sam, eu e a vicky continuamos conversando sobre uma fanfic que ela estava fazendo de fnaf, quando uma amiga do Sam decidiu se aproximar:

           – Ei Quatros-olhos! – Exclamou Julia de forma arrogante do outro lado da sala

          – Você sabe que esse não é o meu no.. – Tentei retrucar mas ela me interrompeu

            – Tanto faz, preciso do meu trabalho de ciências pra ontem, baby – Reclamou Julia com a sua cara de nojenta de sempre

           – Eu me lembro de deixar bem claro que não ia fazer esse seu trabalho idiota – Exclamei baixo, com muita raiva e com a voz bem grave

            – EIEIEI, que isso baby, porque não fez o meu trabalho meu amor? – Disse Julia com MUITA indignação – Você não quer... que saibam do seu... segredinho sujo... quer? – sussurrou Julia no meu ouvindo, bem baixinho mas o suficiente pra Vicky ouvir

           – Some daqui sua nojen.. – Vicky diz alto e em bom som tentando me defender mas Julia a interrompe – Cala a sua boca ORCA ASSASSINA, não tem ninguém falando contigo aqui – Gritou Julia que por alguns segundos manteve toda a sala em silêncio

           – COMO É?!? – Vicky tenta retrucar mas, Marcus estende o seu dedo indicador próximo ao rosto de Vicky indicando que não era pra se preocupar, e então ele diz – O QUE FOI QUE VOCÊ DISSE SOBRE A MINHA AMIGA SUA VADIA?!?!?...

***************

           – SUSPENSÃO?!!? – gritou minha mãe quando soube oque aconteceu – Diretora, eu sei oque ele fez mas uma suspensão não vai arrumar as coisas, né? Afinal, meu filho é um bom aluno! – Diz a minha mãe tentando evitar a minha suspensão mesmo sendo tarde demais

          – Sinto muito, mas o seu filho cortou o cabelo de uma aluna com um apontador de lápis, sinceramente a senhora tem sorte de que a família da garota não abriu queixa – Disse a diretora enfurecida mas segurando sua raiva

           – Espera ai, mas essa garota estava fazendo bullying com meu filho e a amiga dele, essa garota não vai sofrer as devidas consequências? – Diz minha mãe muito decepcionada

          – Nós sabemos, e essa aluna já levou uma devida advertência por isso – SÓ UMA ADI VERTÊNCIA!? ISSO É UM ABSURDO – Senhora, nós sentimos muito, mas aqui em nossa escola nós temos zero tolerância a violência, agora se me dão licença eu tenho uma reunião agora, passar bem – Diz a diretora calmamente enquanto se retira da sala.

          Depois disso eu e minha mãe fomos para o carro pra ela me levar de volta pra casa, quando estávamos chegando em casa eu tentei me desculpar pelo oque aconteceu, mas ela me interrompeu e...

         – Filho... tá tudo bem, eu não estou brava. Sei o porque fez oque fez e que faria de novo pra proteger a sua amiga, sei que você fez o que achou certo porque você a ama, e não tem nada de errado nisso, então não se preocupa, você não está de castigo – disse minha mãe com uma voz tao calma que me lembrou de suas histórias que ela contava pra mim dormir

         – Obrigado mãe, eu te amo – Eu também te amo meu filho. – E então... ela recebe uma ligação de um estranho, quando ela para pra ver o número... Ela sem querer muda de faixa para a contramão, seguindo de frente com um caminhão.

– MAAAAAAAAAAAEEEEEEEEEE

Continua...

**********************************************

 


Notas Finais


Oiee, gente essa é a minha primeira fanfic e eu espero que vocês estejam gostando, e que esteja tudo certo. Obg, volte sempre <3



;3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...