História Happy Birthday Kiyoko-san - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Haikyuu!!
Personagens Akaashi Keiji, Asahi Azumane, Bokuto Koutarou, Chikara Ennoshita, Daichi Sawamura, Hajime Iwaizumi, Haruki Komi, Hisashi Kinoshita, Issei Matsukawa, Ittetsu Takeda, Kazuhito Narita, Kei Tsukishima, Keishin Ukai, Kenma Kozume, Koushi Sugawara, Lev Haiba, Personagens Originais, Ryuunosuke Tanaka, Shouyou Hinata, Tadashi Yamaguchi, Tetsurou Kuroo, Tobio Kageyama, Tooru Oikawa, Yaku Morisuke, Yuu Nishinoya
Visualizações 8
Palavras 1.167
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Esporte, Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yooo mina tudo bom?


Fiquei feliz em ter alguém que gostou da fanfic mesmo não sendo Yaoi... É meio novo para mim esse tipo de escrita então preferi não arriscar... Quem sabe no futuro eu não arrisque.

Enfim como diz o capítulo, eles estão indo para Tókio e calma que a confusão e comédia estão apenas começando...

Eu achei essa imagem na internet e achei tão fofinha que tive que colocá-la como capa.

Enfim era só isso...

Boa leitura.

Capítulo 2 - A viagem


Fanfic / Fanfiction Happy Birthday Kiyoko-san - Capítulo 2 - A viagem

Instituto Karasuno


Finalmente o grande dia havia chegado e com ele o nervosismo também, mesmo sendo apenas um amistoso sem maldade alguma e com o intuito de relaxar um pouco, era de se esperar uma pitada de rivalidade nos garotos. Hinata não parava quieto, ora tremia, ora corria, ora ficava emburrado,  ora tinha um piriri, suas atitudes estava deixando Kageyama bem irritado, mas era bom que ele ficasse com ansiedade agora do que depois dentro do ônibus. Os acontecimentos passados ainda o faziam ficar enjoado, mas para tudo tinha uma primeira vez e parece que Tanaka aprendeu a lição e agora carregava uma quantidade absurda de saquinhos para vômito. 


Tsukishima notou que os mais velhos estavam meio aéreos naquele dia, estavam constantemente quietos e perdidos em seus pensamentos. Nem Azumane, conhecido pelo seu nervosismo crescente e jeito abobalhado fora das quadras, estava tentando acalmar os ânimos. Mas ele sabia já o motivo, viu seu nii-sama passar por isso, os últimos jogos, as últimas vitórias, a separaração dos amigos, as escolhas para o caminho... Conhecia aqueles olhares distantes e tristes, mesmo sorrindo constantemente, eles eram os mais afetados e sentimentais ali. Suspirando ele apenas caminhou na direção dos senpais, chamando a atenção de todos e se curvou em agradecimento. 


-Tsuki... - disse os amigos. 


-Tsukishima-san... 


-Tsukishima-san.


-Ano tudo bem Tsukishima?


-Arigatou. 


-Nani?! 


-Arigatou por ter nos aceitado no clube... Arigatou por nos... Por me incentivar... Por me fazer gostar do esporte e por confiarem em mim... Arigatou por nunca ter desistido de nós.  


Isso não foi esperado ainda mais vindo de quem veio, mas em seguida todos os calouros, inclusive Tanaka e Nishinoya, se curvaram em agradecimento e em alto bom som gritaram "Arigatou Senpais". Não tinha como conter as lágrimas agora, eles já esperavam por aquilo, esperavam que eles soubessem o que iria acontecer muito em breve, mas não estavam prontos para isso ainda. Nishinoya, conhecido por ser sempre o mais cabeça quente, sentia uma dor insuportável com a perda dos seus amigos, ou melhor com a perda do seu melhor amigo e companheiro de quadra. Ele nunca disse, mas Azumane era um jovem para se espelhar, tinha bondade de sobra, uma paciência sem igual e nunca mais pensou em desistir. Então ele fez algo inesperado, ele se jogou em cima do grandão e o abraçou, não queria que ele fosse embora, não queria se afastar do melhor amigo e só jogaria se eles estivessem na quadra com eles. Asahi recuperado do susto, apenas abraçou o menor enquanto tentava não chorar, mas foi uma tentativa em vão, pois logo Hinata pulou em cima de Daichi e todos se abraçaram com lágrimas e sorrisos. 


-Noya... Me prometa uma coisa. 


-Hai...


-Me prometa que será o guardião deles. Eu sei o que está pensando, mas não os abandone... 


-Asahi... Eu... 


-Não se preocupe, estaremos sempre torcendo por vocês e estaremos com vocês... Somos o Karasuno... 


-Eu prometo. 


-Hinata, Kageyama, Yamaguchi e Tsukishima estamos orgulhosos de vocês... De todos vocês... Agora vamos. .. Tenho uma pendência a acertar com o Kuroo. 


-Haaai... 


Ao longe Kiyoko avistou toda a cena e até fotografou para imprimir mais tarde, aquela foto tinha destinos especiais mais tarde. Ela secou rapidamente as lágrimas e na maior pose de Rainha do Gelo, se aproximou dos rapazes, fanzendo-os se separarem  e dando um trabalho para Ennoshita segurar seus admiradores devotos. 


-Ohayō mina... 


-Ohayō Kiyoko-san... 


-Shimizu o ônibus já chegou? 


-Hai... Demo preciso recolher as autorizações... 


-Okay... 


Eles entregaram os papéis e foram adentrando o ônibus, estava um dia meio gélido e torciam para não chover, mas se chovesse não tinha problema, iriam voar do mesmo jeito. Hitoka chegou um pouco depois acompanhada do treinador e do velho Ukai-dono para surpresa e desespero geral. Cada um se sentou em seus lugares e assim a viagem se deu início, com risadas e silêncio, os jovens se recordavam de algumas experiências que tiveram no passado com o velho treinador. Hinata olhava para o Ukai e não continha o sorriso, afinal aquele homem com quem treinou duro, foi treinador do Pequeno Gigante, seu ídolo,  como queria conhecê-lo, mas honestamente ninguém nunca mais o viu, ele era o mistério que deixou marcas por onde passou. 



********************************


Instituto Nekoma


Kenma estava um tanto agitado enquanto jogava no seu PSP um novo jogo do momento, para muitos jogadores isso era algo normal, afinal ele era o melhor exemplo de que não deve se julgar um livro pela capa. Mas para Kuroo aquele desempenho e ansiedade tinham nome e sobrenome, Hinata Shōyō. Tinha que agradecer ao garoto mais tarde por deixar o amigo animado, coisa que é muito rara, diga-se de passagem. Era o melhor amigo de Kenma e por isso o conhecia melhor do que ninguém, sabia dizer até com precisão o que ele estava sentindo em dados momentos, o que espantava os adversários, mas era esse entrosamento que garantia o poder e a vitória dos Nekomas. 


-KUROOOOOOOOOOO-CHAAAN!!!


E lá se vai metade de sua paciência para o espaço... Era osso ter que lidar com a bipolaridade do time Fukurōdani, ainda mais quando o maior bipolar parecia uma maritaca. Ele respirou fundo e sem deixar o sorriso de lado, se virou para encarar os convidados. Notou que dois times da província estavam faltando, então concluiu que deviam estar no torneio ainda. Mesmo ambos capitães sorrindo, chegava a ser visível a rivalidade e palavras não ditas entre ambos os times, era apenas um amistoso, mas que poderia mudar o curso do torneio de primavera por completo. Iriam esconder suas novas estratégias e os novos resultados para pegá-los de surpresa, algo comum já que depois disso seriam rivais. Finalmente o calor da batalha em quadra estava aflorando e agora com um velho adversário de volta, mais glorioso que nunca. 


-Yoo Bokuto, já se instalaram? 


-Hey hey heeey... Sim nos instalamos... Er cadê os demais times? 


-Bem provável que estejam no torneio... 


-Então eles realmente conseguiram... Derrotaram Shiratorizawa... Interessante... 



-Você parece empolgado. 



-E você não? 


-Estou com a probabilidade da batalha do lixão ocorrer... 



-Eles estão ficando perigosos.



-Uma vida sem perigo não é uma vida... Agora vamos ao jogo e dessa vez  sem penitência. 



O treino era intenso e rigoroso, mas o amistoso estava em pé de igualdade. Ninguém queria perder, todos queriam ganhar e mostrar que eram melhores, tinham que admitir que os corvos estavam se superando a medida que cresciam em seus próprios erros e acertos. Eles não eram mais aqueles corvos bebês abandonados à própria sorte, agora eles eram um time com grande potência e reconhecido pelo maior feito da história, derrotaram os deuses do país. Aaah mas dessa vez não seria assim tão fácil, iriam levá-los ao extremo, fazê-los experimentar um novo tipo de medo, para então só assim eles conseguirem chegar ao topo do mundo. Não iriam desistir do título e tão pouco do primeiro lugar, mas apesar de tudo, eles tinham uma estranha e boa amizade. No fundo queriam vê-los em algum lugar no futuro, rindo dos acontecimentos passados e aproveitando a amizade conquistada através de Kenma. 


Continua?! 


Notas Finais


Ufaaa consegui postar mais um capítulo!!!

É eu sou daquelas escritoras que possuí um monte de histórias dos mais variados tipos e que maioria ou esta parada ou pela metade. Mas essa vai ser curtinha... Então irei acabar rapidinho... E quem sabe eu não volte com mais...

Espero que estejam gostando e prometo que os capítulos vão ficar maiores com o decorrer da história.

Beijoos ♡♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...