História Happy birthday, little brother - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Thor
Personagens Loki, Thor
Tags Gay, Loki, Marvel, Romance, Thor, Thorki, Thunderfrost, Yaoi
Visualizações 167
Palavras 3.579
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, LGBT, Romance e Novela, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


AVISO IMPORTANTE:
Essa fanfic é basicamente só sacanagem e putaria, não tem qualquer intenção de ser algo romântico, por isso não problematizem a história!!!!!
.
Espero que mesmo assim vocês gostem da fanfic. Boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único


Os dedos finos do feiticeiro passaram lentamente nas páginas do livro em suas mãos. Estava deitado em sua cama, onde também passou toda a tarde ali, e provavelmente logo sua mãe entraria no quarto para pedir que não se isolasse dessa forma.

Ele e Thor estão no auge da adolescência, mas diferente do irmão mais velho, Loki prefere ter hábitos de um idoso. Nunca fazia parte de festas, não gostava de ter um grupo de amigos para conversar e muito menos namorar alguém. Tudo que apreciava eram os seus livros de magia e o conforto de seu quarto.

Por mais que estivesse cansado, seus olhos continuavam lendo cada linha do livro próximo ao seu rosto. Foi nesse instante que Loki ouviu um murmúrio próximo a sua janela.

Ele olhou para as cortinas fechadas, pensando que provavelmente não deveria ser nada importante. Porém as vozes continuavam, sussurrando uma para a outra, algumas risadinhas vieram também.

Loki se levantou interessado, tratando de se esconder atrás do tecido, enquanto uma de suas mãos afastava cuidadosamente uma parte da cortina para o lado. Seu olhar verde rapidamente captou as duas pessoas que se esgueiravam entre as árvores altas e arbustos cheios.

Thor estava ali, trazendo consigo uma garota de sua idade. Embora ela fosse magra, o par de seios fartos quase saltava para fora de sua blusa decotada, enquanto os cabelos castanhos estavam presos.

Os fios dourados do longo cabelo de Thor chegavam a tocar em sua cintura. Mas isso não o deixava com uma aparência feminina, pois o seu rosto tinha contornos marcantes e os braços adquiriram músculos notáveis.

Eles estavam falando muito baixo e Loki não conseguia escutá-los, mas escolheu permanecer ali para observar mais daquela cena.

 As mãos de Thor rodeavam a cintura da garota, colado o seu corpo no dela. Sem perder tempo, começou a beijá-la. O coração do feiticeiro batia mais forte no peito, enraivecido por aquela mulher simples ter esse tipo de atenção.

Loki pode ver claramente que aquele era um beijo nada inocente, pois as línguas se encontravam durante o ato, os lábios de ambos se moviam com voracidade. Enquanto isso as mãos de Thor trilhavam pelo corpo de sua amante, acariciando suas costas, depois voltando para frente e subindo até os seios, onde tratou de encher a mão e apertar.

A garota encostou as costas no tronco atrás de si, levantando uma das pernas e causando mais contato entre o seu corpo e o de Thor, que por sua vez já estava com as duas mãos por baixo da blusa dela, porém tudo o que Loki pode ver foi o movimento do tecido que cobria a ação.

Presenciar toda essa cena envolvendo o seu irmão fazia o corpo do moreno se aquecer, ele ainda não entendia o motivo de achar Thor um homem tão atraente em todos os sentidos.

Então a menina cessou o beijo, sorrindo maliciosamente para ele. Thor imediatamente entendeu o recado e tratou de desabotoar a calça, deixando-a escorregar até os seus pés.

Ela levou as mãos até a sua última peça, abaixado em seguida. Loki estava com os olhos arregalados, suas mãos transpiravam, nem mesmo havia notado o quanto o ar de seu quarto se tornou incrivelmente abafado.

O membro endurecido de Thor saltou para fora, e ela já estava ajoelhada, acariciando todo o seu comprimento com as mãos, antes de finalmente usar a boca para continuar o trabalho.

Thor jogou a cabeça para trás, fechando os olhos azuis por um breve momento, até que voltasse a analisar a garota que fazia um vai e vem rápido.

Loki desejava ver mais, saber mais, almejava poder ouvi-lo suspirar. Talvez estivesse o encarando diretamente com muita intensidade, o que fez com que Thor olhasse exatamente na direção correta, encontrando o par de olhos esmeralda que o espionava de não muito longe.

Thor assumiu uma expressão surpresa e constrangida, mas a garota estava muito ocupada para ter percebido também. Imediatamente Loki fechou a pequena fresta da cortina, agora o seu coração batia muito mais forte, mas dessa vez era de medo e vergonha por ter sido descoberto.

Ele caminhou de volta para a cama e se sentou, respirando fundo, porém sua mente continuava a trabalhar em imagens que jamais seriam esquecidas. Foi quando notou que também estava levemente excitado, mas isso ele resolveria no banheiro, ignorando o fato de ter novamente sentido algo em relação a Thor.

Quando saiu do quarto para jantar com a família, Thor conversou normalmente com ele, como se nada tivesse acontecido mais cedo. Loki se sentiu aliviado por isso, e entendeu que seria algo que nenhum dos dois deveria tocar no assunto.

 Estava deitado em sua cama pronto para dormir, quando ouviu alguém batendo na porta. Loki levantou e caminhou até lá, e ao abrir, encontrou Thor sorrindo para ele.

—Está pronto? – O loiro perguntou animado.

—Pronto para...? – Loki arqueou uma sobrancelha, cruzando os braços.

—O seu aniversário é amanhã, então eu pensei que seria uma boa ideia adiantar o presente.

O moreno estava de pijama, visivelmente exausto, porém ainda se esforçava para tentar entender a linha de raciocínio do irmão.

—E onde está esse tal presente?

Thor exibiu um sorriso travesso, entrando no quarto de Loki e o puxando de volta para dentro.

—Primeiro você precisa trocar de roupa, nós vamos para um lugar muito melhor.

O feiticeiro decidiu não dizer mais nada, apenas fazer o que o irmão pedia. Thor se sentou na cama, estava com suas roupas simples, aguardando Loki se arrumar.

Não demorou muito para que ele estivesse pronto, e Thor rapidamente o agarrou pelo braço para levá-lo consigo até o lado de fora.

—Espero que isso não seja mais uma brincadeira idiota. – Loki comentou enquanto seguia o mais velho, ambos andando silenciosamente pelos corredores do palácio.

Thor parou de repente, enlaçando um braço ao redor do pescoço do irmão mais novo. Seu rosto estava tão próximo que Loki sentiu sua respiração, e ainda havia um sorriso depravado em seus lábios.

—Eu conversei com alguns amigos meus que freqüentam esse lugar – Ele comentou fazendo uma pausa para olhar ao redor e ter certeza que ninguém estava os seguindo. – Hoje a noite é só nossa, nossos pais não vão saber disso e o melhor de tudo é que como é um presente por seu aniversário, nós podemos entrar e ninguém vai perguntar a nossa idade.

Loki franziu o cenho, enquanto o loiro agarrava o seu braço para o guiar até a entrada do estranho lugar. Loki não conhecia esse caminho, nem mesmo imaginava que existia esse local no reino. A noite estava tão silenciosa que eles tinham que sussurrar baixinho um para o outro.

—Eu ainda não entendi. – Murmurou desconfiado. – Que lugar é esse?

Thor não respondeu dessa vez, e ambos permaneceram parados em frente a uma grande porta decorada por flores vermelhas.

—Você vai ver, irmãozinho. – Foi o que o loiro disse antes de entrar de uma vez por todas e puxar o moreno consigo.

Assim que entraram, Loki emudeceu e paralisou no mesmo lugar. Seus olhos verdes passavam assustados por cada canto, onde havia mulheres nuas por todos os lados. Algumas estavam sentadas em extensos bancos decorados, que ficavam próximos de uma fonte.

Quando Loki olhou para o seu lado, avistou três mulheres que se beijavam, revezando entre uma e outra. Todas sempre nuas, completamente desavergonhadas.

—Eu vou embora! – O feiticeiro exclamou dando meia volta, mas imediatamente alguém o segurou pela mão.

Ao se virar, encontrou uma garota ruiva que sorria convidativa para ele.

—Onde você pensa que vai, gracinha? – Ela perguntou passando as mãos pelo braço de Loki, até que tocasse o seu rosto.

Talvez o moreno não tivesse ciência disso, mas estava visivelmente corado. Suas mãos tremiam como as de uma criança assustada.

—E-Eu preciso ir embora. – Ele disse por fim, mas a mulher continuava o arrastando para dentro, indo de encontro a outras garotas que estavam sentadas onde ficava a fonte.

Ela empurrou Loki para que se sentasse ali, alguns pingos frios espirravam em seu braço. Todas as mulheres que estavam sentadas rapidamente levantaram e se colocaram ao seu redor, sorrindo em completo divertimento.

—Thor? – O moreno o chamou, não conseguindo ver onde estava o irmão.

—Ele está logo ali. – A mesma garota ruiva apontou na direção onde o loiro que já se encontrava com uma taça de Hidromel em uma mão, enquanto na outra ele mantinha uma mulher morena que o beijava na boca.

Loki sentiu algo encostar em seu braço, então percebeu que eram os seios grandes de uma outra meretriz que se esfregava contra o seu corpo, enquanto outra o beijava no pescoço.

O moreno nunca passou por algo do tipo, além de ser virgem, nunca havia beijado alguém. O único medo que rondava os seus pensamentos era o de ter o seu primeiro beijo roubado por uma dessas garotas que nem mesmo o conhecia.

Uma delas o trouxe uma taça com alguma bebida, do qual levou até a sua boca e Loki tratou de beber o máximo que conseguia. Talvez já estivesse acostumado com essa ideia insana, pois o seu corpo reagia a toques de mãos que desciam até a sua intimidade e afagavam o local.

A mesma garota ruiva pegou as mãos tímidas do moreno e as guiaram até os seus próprios seios, onde ele tocou com delicadeza, estranhando de início por ser a primeira vez que tocava em um corpo feminino.

—Ele é tão fofo! – Uma mulher comentou beijando o pescoço do feiticeiro. – E fica todo vermelho quando tocamos nele.

A ruiva se aproximou de seu rosto, dando a entender que o beijaria na boca, mas Loki imediatamente virou o rosto para o lado oposto.

—Você não quer me beijar, gracinha? – Ela perguntou fazendo bico.

Loki desviou o olhar, embora por todos os lados houvesse garotas o rodeando.

—Não é isso, é que... – Ele tentou dizer, mas estava visivelmente mentindo. Não desejava beijar essa mulher desconhecida.

Foi então que sentiu um contato próximo em suas costas, alguém sentou atrás de seu corpo. Alguém que era alto e tinha cabelos loiros que emolduravam o seu rosto.

—Fico feliz por ver que está se divertindo. – Thor comentou e Loki olhou por cima do ombro, encontrando o par de olhos azuis que o encarava com desejo.

Uma mulher surgiu ao lado de Thor e tomou os seus lábios, Loki voltou a olhar para frente, estava perdido em meio a garotas que se beijavam entre si, passando as mãos pelo corpo de suas companheiras, descendo as mãos por suas intimidades.

Loki também estava excitado e embriagado, timidamente sua mão passou pelo corpo magro da garota ruiva, parando em sua cintura. Mas ela não estava satisfeita com isso, e pegou a mão do feiticeiro, onde a guiou até onde desejava.

O moreno sentiu os seus dedos tacarem a vagina da mulher, onde tratou de acariciar o local. No mesmo instante sentiu alguém invadir a sua própria intimidade, adentrando uma mão dentro de sua calça e ignorando o outro tecido, encontrando o membro endurecido que precisava de atenção.

Loki olhou novamente por cima do ombro, Thor era quem o tocava desse jeito, e Loki teve certeza que essa com certeza era a melhor sensação que sentiu até agora. No entanto, Thor ainda beijava outra mulher, que fazia o trabalho de abrir sua calça e puxar o membro para fora e masturbá-lo.

Thor parou de dar atenção a essa mulher, seus olhos encontraram os do irmão mais novo, ambos se encaravam com luxúria. A mão do loiro trouxe o falo do moreno para fora de suas vestes, tratando de bombeá-lo com movimentos repetitivos.

Sem conseguir se conter, Loki gemeu em resposta. Sua mão ainda tocava a garota ruiva, e ele continuava o ato de a estimular.

Então Thor levou uma mão até o rosto do irmão, o fazendo olhar para trás novamente. Nesse exato momento os seus lábios foram de encontro aos dele, beijando-o com volúpia.

O coração de Loki batia aceleradamente no peito, estava sentindo tantas sensações novas ao mesmo tempo. O seu pensamento mesmo perdido nessa confusão, alertava que o seu primeiro beijo foi com Thor. Então isso era uma coisa boa?

Ainda perdido nesse simples ato, sem saber exatamente se estava beijando bem ou não, continuou a manter os lábios juntos aos de Thor. Suas línguas tocavam uma na outra, ocasionando um beijo molhado e indecente.

—Veja só isso – Uma garota disse cutucando a outra e apontando na direção dos irmãos que se beijavam. – Os dois filhos de Odin!

—Que lindinhos – Ela respondeu rindo.  – Isso ainda vai render muito, escute isso que eu digo.

Enquanto isso Loki sentia o corpo estremecer, estava explodindo de dentro para fora em sentimentos desconexos. Thor continuava a beijá-lo enquanto sua mão grossa descia e subia no falo do mais novo, movimentos rápidos que o fazia ficar com a respiração descompassada.

Não demorou muito para que Loki gozasse, gemendo próximo a boca de Thor. As mulheres que estavam ali trataram de lamber o liquido esbranquiçado.

Depois disso, tudo o que o moreno tinha certeza era de que estava de fato perdendo a cabeça. Thor se levantou e estava de frente para Loki, sua mão tocava a dele e o chamava para segui-lo novamente.

O feiticeiro obedeceu sentindo sua mente girar devido a bebida, acompanhando Thor até um dos cômodos sem portas, somente cortinas finas estavam na entrada.

Eles entraram e Thor se deitou na cama, sua mão conectada com a de Loki, fazendo o garoto magro deitar por cima do seu corpo.

Eles então voltaram a se beijar, acariciando uma língua com a outra, as vezes Loki só conseguia sugar os lábios de Thor. As mãos do loiro passavam por dentro da blusa do moreno, o ajudando a tirá-la. Loki fez o mesmo, tirando a blusa do homem abaixo de si.

Thor empurrou o irmão para baixo, rapidamente atacando o seu pescoço com chupões e mordidas por toda a pele alva. Loki apenas suspirava enterrando as mãos nos cabelos longos de Thor.

O loiro parou por um instante para tirar a sua própria calça, levando consigo a última peça de roupa. Loki tratou de fazer o mesmo, embora ainda estivesse tímido, decidiu deixar as coisas acontecerem como estavam.

Quando Thor voltou a ficar por cima do corpo pequeno de Loki, seus membros tocaram um no outro, ocasionando novas sensações a partir do contato direto de suas peles.

O mais velho continuou a tocar no corpo do moreno, separando suas pernas e descendo um dedo até a sua entrada. Foi como se Loki finalmente despertasse para o que estava por vir, e suas mãos empurraram o loiro para longe .

Thor acabou ficando sem ação, dando passagem para que Loki se erguesse e sentasse na cama.

—Eu fiz alguma coisa errada? – O loiro perguntou em entender. – Eu te machuquei?

Loki apenas negou com a cabeça, embora estivesse bêbado, ainda tinha os seus pensamentos em ordem.

—É que... – O moreno murmurou procurando as palavras certas, seus olhos verdes corriam de qualquer contato visual. – Eu nunca fiz sexo.

Thor sorriu aliviado, estava imaginando que o irmão simplesmente o rejeitaria. Ele escorregou para perto do moreno, beijando delicadamente o seu ombro e subindo por todo o pescoço, até que os seus lábios estivessem próximos ao ouvido do mais novo.

—Eu te amo. – Ele sussurrou para Loki, que no mesmo instante sentiu um arrepio percorrer o seu corpo. – Eu estou aqui para te fazer feliz.

—Eu também te amo, Thor. – Loki admitiu simplesmente. – Mas eu não sou bom nisso.

Imediatamente Thor o pegou pela mão, obrigando Loki a se virar para ele.

—Para mim você é ótimo. – Ele disse com um sorriso gentil nos lábios. – Eu sempre tive sentimentos por você, tudo o que desejo é que fiquemos cada vez mais próximos. – Dizendo isso, Thor o beijou na boca, um beijo simples que durou alguns segundos. – Mas se você não quiser, nós vamos parar.

Loki suspirou pesadamente, levando uma mão até o rosto do irmão mais velho e o beijando mais uma vez.

—Eu quero. – Disse por fim. – Eu quero muito, porque vai ser com você.

Sem perder mais tempo, Thor tomou os lábios do moreno novamente, o trazendo para o seu colo. Loki rodeava com as pernas a cintura do loiro, seu membro rijo roçava na barriga dele.

Thor levou dois dedos em sua própria boca, deixando-os umedecidos, enquanto Loki o beijava no pescoço.

Lentamente levou os dedos até a pequena entrada no moreno, onde começou a adentrar um dedo. Como Loki não se mostrou contra a invasão, Thor aproveitou para movimentá-lo.

Estavam entre beijos quando o loiro começou a por o segundo, dessa vez Loki soltou um gemido de dor, mas logo se acostumou com os movimentos lentos em seu interior.

Percebendo que o irmão mais novo já estava preparado, Thor o ajudou a se ajustar em seu falo endurecido que tocava sua entrada. Loki estava completamente entregue, cada parte de seu corpo desejava isso.

Thor começou a entrar com lentidão, sentindo o moreno cravar as unhas em suas costas, afundando o rosto na pele de seu pescoço. Quando finalmente entrou por completo, esperou alguns segundos para que Loki se acostumasse, tomando-lhe os lábios para distraí-lo da dor.

Não demorou muito para que a dor fosse substituída pelo prazer, e Loki tratou de subir e descer vagarosamente com as mãos de Thor em sua cintura para ajudá-lo.

O feiticeiro fechou os olhos em completo prazer, sentindo todo o membro de Thor sair e entrar por completo dentro dele. Quando já estava mais acostumado, o loiro começou a estocá-lo, enquanto Loki descia o quadril, Thor estava subindo e qualquer um poderia ouvir o som indecente da pele de seus corpos se chocando.

Loki havia perdido completamente a timidez, pois tratava de rebolar e sentar com voracidade, gemendo alto o nome de Thor, ignorando completamente o fato de ambos ainda estarem em um local cheio de mulheres que os aguardavam do lado de fora.

Mas isso não importava mais, pois o que acontece em um lugar como esse, também morre aqui.

Loki olhou fundo nos olhos azuis tão próximos, analisando a cor linda que cintilava em um ambiente pouco iluminado.

Thor agarrou a cintura do moreno com mais força, investindo rapidamente em seu interior, repetindo os movimentos que o permitiam sair por completo e entrar novamente.

—Thor...– Loki gemeu próximo ao ouvido do loiro – Eu estou quase... – Seus lábios roçavam nos dele.

Não demorou muito para que o moreno gozasse arfando pesadamente, enquanto tentava inutilmente morder o lábio inferior para que não fosse tão barulhento.

—Eu amo ouvir você gemer para mim. – Thor comentou enquanto o estocava mais algumas vezes.

Isso foi o bastante para que viesse em seguida, gozando no interior do mais novo, sua respiração igualmente irregular.

Loki tratou de sair de seu colo e deitou na cama, o seu corpo estava tão exausto que poderia dormir por um longo tempo. Thor o acompanhou e deitou ao seu lado, ambos os corpos transpiravam.

O moreno acabou adormecendo alguns segundos depois, nem mesmo se importando no que os seus pais pensariam se o encontrasse em um lugar como esse.

Quando acordou e abriu os olhos, percebeu que não estava mais onde acabou dormindo. Aquele era o quarto de Thor, reconheceria em qualquer lugar esse cômodo bagunçado. E pelo visto não se passou muito tempo, pois só agora o sol começava a iluminar o tecido da cortina fechada.

Estava com uma das roupas que Thor usava para dormir, e o loiro estava ao seu lado, imerso em um sono profundo. O rosto virado para o lado oposto, os cabelos dourados esparramados pelo travesseiro.

Loki se aproximou mais, enlaçando o corpo do maior com seus braços. No mesmo instante Thor se revirou e acabou acordando, olhando para Loki e sorrindo gentilmente.

—Você acordou rápido. – Ele comentou bocejando. – Tive que te trazer para o meu quarto, você acabou dormindo lá.

O feiticeiro permaneceu estático por alguns segundos, recebendo a confirmação de que tudo que aconteceu foi de fato real.

—Obrigado... – Ele agradeceu se afastando um pouco do corpo de Thor, os seus rostos estavam muito próximos.

—V-Você gostou? – Thor perguntou por fim, seus olhos azuis analisavam o moreno ao seu lado. – Quero dizer, gostou do presente?

Loki sorriu de canto.

—Não. – Disse simplesmente, observando o loiro ficar confuso e sem reação. – Você é um completo idiota por ter me levado em um lugar como aquele! – Embora sua voz fosse séria, estava sorrindo sem perceber. – Nunca mais vamos voltar lá.

—Tudo bem – Thor deu de ombros. – Eu volto sem você.

Imediatamente Loki o olhou enraivecido, o que fez com que Thor o abraçasse e juntasse os seus corpos novamente.

—Eu sabia que tudo isso era só mais uma das suas brincadeiras idiotas. – O moreno disse suspirando pesadamente.

—Mas você confessou que me ama. – Thor o atalhou sentindo o irmão tentar se libertar de seu abraço, mas sem sucesso.

—Eu jamais diria algo do tipo. – Loki respondeu, realmente não se lembrava de ter dito essas coisas embaraçosas.

Thor se aproximou do rosto do irmão, seus lábios estavam próximos de seu ouvido.

—E você até gemeu o meu nome. – Ele disse com a voz provocativa, mordendo levemente o lóbulo da orelha de Loki.

—Eu estava bêbado. – O moreno murmurou corando levemente, suas mãos ainda tentavam empurrar o maior para longe de si.

Então Thor o beijou nos lábios, um beijo simples e demorado, o que fez com que o mais novo parasse de se debater e finalmente relaxasse em seus braços.

—Feliz aniversário, irmãozinho.


Notas Finais


Novamente, não fiquem problematizando a história, não esqueçam que é só uma fanfic.
Enfim, aproveite que você já está aqui e deixe um comentário <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...