História Harry and Hermione - True Love - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Argo Filch, Bellatrix Lestrange, Dino Thomas, Draco Malfoy, Duda Dursley, Ernesto Macmillan, Fílio Flitwick, Fred Weasley, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Lilá Brown, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Pansy Parkinson, Personagens Originais, Petunia Dursley, Pomona Sprout, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Simas Finnigan, Valter Dursley
Tags Harmonie harryxhermione
Visualizações 95
Palavras 765
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Magia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi!

Avancei um pouco na história porque não estava com muita inspiração, e tinha também umas ideias que eu adorei, mas que só se passam no sétimo ano.

I solenly swear that I'm up to no good.

Capítulo 9 - A Viagem


Passaram alguns meses, tinha acabado o sexto ano. Nada de muito importante tinha acontecido, só que Draco e Ron agora também sabiam do namoro, e Ron andava ciumento ( óbvio, né? ) e Draco, por incrível que pareça, não estava muito chateado com a ideia, pois andava a namorar com Ginny ( eu explico depois ). Luna também sabia dos namoros.

***

Era dia 1 de setembro, dia em que começava o sétimo ano em Hogwarts. Todos estavam na estação de King's Cross. Hermione estava com Ginny, e Ron estava lá perto, mas não lhes falava. Desde que soubera dos namoros da amiga e da irmã, que se começara a afastar. As raparigas estavam à procura de Harry e Draco, que chegariam a qualquer momento. Quando os viu, Hermione correu para abraçar Harry, coisa que se transformou num beijo. Não se importaram, uma vez que já todos os seus amigos sabiam, o resto da escola também podia saber. Entraram, escolheram um compartimento e partiram. Iam Harry, Hermione, Ginny e Draco lá dentro.

- Então, Granger, ainda não te fartaste aqui do Potter? - Draco metia conversa com os novos amigos. - Sabes que, se ele te chatear, aqui o Malfoy já não vai estar disponível! - Hermione deu uma gargalhada, e Ginny deu-lhe um soco no braço.

- Ainda não estou farta, ele ainda consegue pôr um sorriso na minha cara. - Hermione sorriu e corou.

- Ah, ainda bem que pensas isso! - Harry exclamou. Depois, tirou os sapatos e deitou a cabeça no colo da namorada. - Essas coisas que tu dizes deixam-me um bocado excitado, sabes? - Hermione bateu-me, com a boca aberta e um olhar de " o que raio foste dizer? ".

- Hey, Potter, eu sei que somos amigos, mas olha, não fales disso na nossa frente! - Malfoy exclama, fingindo de ofendido. - Se queres que nós juntemos às vossas sessões, é só pedir!

- Draco! - Ginny abrira a boca, espantada. - A Hermione e eu temos conversa de miúdas para pôr em dia, adeus, rapazes! - ela pegou na mão da amiga e foi-se embora.

***

Escolheram outro compartimento, entraram e sentaram-se.

- Para o Potter dizer aquilo, deve querer fazer. Aqui entre nós, já fizeram? - Ginny pergunta.

- Sim... - Hermione responde, envergonhada. - algumas vezes... - Ginny sorriu.

- Não tens nada com que te envergonhar! Somos adolescentes, é normal. Eu, por exemplo, também já fiz com o Draco.

- A sério, tinhas mesmo de dizer isso? Agora não consigo tirar a imagem da cabeça E por falar em ti e no Malfoy, ainda não me contaste como tudo aconteceu!

- Está bem, eu conto. Foi assim:

Ginny fora jantar com uns amigos seus do 5° ano, e foi à casa de banho. Quando ia a sair, ouviu alguém a chamar por ela.

- Hey, Weasley, podemos falar? - ela viriu-se e viu Draco Malfoy. Revirou os olhos. - Por favor? - Ela espantou-se, nunca tinha ouvido Draco Malfoy dizer por favor, obrigado, ou alguma coisa ligada à boa educação.

- O que é que tu queres?

- Conversar contigo, como já te tinha dito. 

- E posso saber o que me queres dizer? - Ginny dera dois passos para mais perto dele.

- Aqui não. Vem comigo. - Ela seguiu-o até um beco escuro. - Ouve, vou dizer uma coisa, mas não te podes rir.

- Não faço promessas. Mas eu vou tentar.

- Isso chega para mim. Eu... olha... eu... tenho sentimentos por ti. - Ginny sorriu. Um sorriso daqueles que diz " o que é que te deu?".

- E o que é que te deu a ti, Draco Malfoy, para gostar de uma ruiva, pobre, que só tem coisas que herdou dos irmãos, ou em segunda mão? Estás arrependido de tudo o que fizeste, Malfoysinho querido? Afinal, tinhas tantas outras opções, Susan Bones, Lavender Brown, olha que ela é perfeita para ti, a Brown! - ela ria. Mas, para seu espanto, Malfoy também riu. - De que te estás a rir? 

- Ouve, eu gosto mesmo de ti. Não me perguntes o porquê. Eu não sei. Achas que se pudesse escolher por quem sentia amor, te teria escolhido a ti? Eu nem... - Não conseguiu acabar a frase, Ginny aproximara-se dele, e, de surpresa, dera-lhe um beijo. Ele beijou de volta, e quando se separaram, estavam ofegantes. Sorriram, deram as mãos e foram embora.

- Espera, isto foi assim? Um beijo num beco e ficam juntos? - Hermione questionou.

- É melhor que a tua história! Ao menos nós não nos tornámos namorados depois de uma noite juntos na cama! - Ginny disse.

- Ok, ganhaste. A tua história é melhor que a minha.





Notas Finais


Oi!
Não sei se gostaram que mudasse para o 7° ano, mas neste ano acho que a história vai ficar melhor.
Obrigada!

Mischief managed.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...