1. Spirit Fanfics >
  2. Harry Potter - Into The Darknees >
  3. Capítulo - 1

História Harry Potter - Into The Darknees - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá!! Então essa fic ficou martelando na minha cabeça por um tempão então resolvi escrever e postar.

É a minha primeira fic, então comentem o que acharam e o que pode melhorar.
Obrigado!!

Capítulo 1 - Capítulo - 1


    Harry Potter estava deitado na cama em seu quarto na casa dos Potter, crescera sua infância toda naquele local, cada canto da casa remetia lembranças de brincadeiras com seu irmão mais novo James.

Apesar de ser mais velho 1 ano a semelhança física dos dois era impressionante, seus parentes brincavam que eles eram os primeiros gêmeos nascidos em gestações diferentes. Harry era a copia do pai assim como James, ambos usavam os óculos redondos, a única coisa que os diferenciava eram seus olhos e as cicatrizes na testa, Harry tinha os olhos verdes da mãe e sua “cicatriz” era uma marca de nascença na testa, James tinha os olhos castanhos do pai, o que influenciou na escolha do nome do garoto e sua cicatriz na testa provinha de uma brincadeira de quando era mais novo, quando caiu da vassoura em uma mini partida de quadribol no quintal de casa.

Em menos de um mês atrás Harry tinha feito seu aniversário de 11 anos de idade, todos estavam muito felizes pois em poucas semanas ele estaria ingressando na Escola de Bruxaria de Hogwarts. Estava morrendo de ansiedade para que setembro chegasse logo, mal podia esperar para finalmente aprender tudo que era possível sobre magia.

Apesar das igualdades fisionomias Harry e James eram bastante diferentes em questão de personalidades.

Harry era calmo, calculista, de poucas palavras e maldoso sabia tirar vantagem quando era necessário ou para sua própria vontade, mas quando estava na companhia de seu irmão mudava da água para o vinho, mesmo assim ainda tinha a personalidade forte era do tipo que pensava antes de agir, assim como a mãe. Amava aprender e antes mesmo de atingir a idade mínima para Hogwarts já tinha lido e relido todos os livros de sua mãe a respeito da escola e as matérias que estudaria.

James por sua vez era o oposto de Harry, era agitado, impulsivo o que lhe colocava em enrascadas sempre, odiava as regras, puxara todas as características marotas do pai, mas assim como Harry quando estava perto de seu irmão mudava da agua para o vinho, eles se completavam. James não gostava de estudos mas isso não o fazia menos inteligente que Harry, apenas tinha preguiça de estudar só fazia quando necessário.

Ambos sempre sonhavam e se imaginavam indo para Hogwarts, no caso de James, sempre imaginara ganhando a taça do torneio de quadribol e a taça das casas, fazendo seu pai orgulhoso, já Harry, imaginara sempre tirando as melhores notas e sendo o aluno destaque de todos os anos em que passaria e sempre ganhando a taça de quadribol jogando ao lado de seu irmão, James jogaria de artilheiro e Harry de apanhador seria o time dos sonhos, ninguém ganharia deles.

Todos esses pensamentos passavam na cabeça de Harry nesse momento, sabia que seu irmão estava sentido que ele iria primeiro para Hogwarts e que o deixaria sozinho um ano, isso apertava o coração dele apesar de estar realizando um sonho, Harry, mesmo não gostando de admitir, amava James e ficar longe dele por um ano inteiro seria difícil para ambos, sempre foram muito ligados e tinha medo que essa distância mudasse isso.

A única coisa que Harry tinha medo de Hogwarts era a seleção de casas, tinha medo de ir para Sonserina, seu pai fazia questão de demonstrar seu ódio por sonserinos sempre que tinha oportunidade, tinha medo de ir para a casa e seu pai tivesse ódio dele. So existiam duas casas que Harry tinha a possibilidade de ir, Grifinória ou Sonserina, a primeira pelo lados de seus pais que foram para a casa, a segunda por parte de sua avó que tinha sido da casa das cobras na época de escola, já havia cogitado a possibilidade de ir para Cornival pelo fato de amar o conhecimento, mas suas características sempre puxavam para as outras casas.

Não chegara a conversar com seus pais sobre o assunto, tinha medo de que seu pai se zangasse com ele antes mesmo de ir para a escola. Mas afastou esses pensamentos, hoje era um dia importante e feliz, iria com seus pais e irmão para o Beco Diagonal comprar seus materiais e sua varinha, tinha esperado esse momento por toda sua vida especialmente pela compra da varinha.

-- Harry, James, venham tomar seu café, vamos sair cedo hoje. – A voz de Lily se fez presente no andar de baixo.

Harry animado, saiu de seu quarto correndo encontrando seu irmão no corredor tão animado quanto ele.

-- Finalmente chegou o dia!- Exclamou James animado- Como será que vai ser sua varinha, mal posso esperar!- Disse abraçando o irmão pelos ombros e dando pulinhos de animação.

-- Se acalme cara, impressionante como você consegue ficar mais animado que eu, e ainda nem é a sua própria varinha, ano que vem eu não vou te aguentar.- Disse Harry rindo da animação do irmão.

Chegando a cozinha Harry viu seu pai sentado a mesa lendo o jornal bruxo Profeta Diário e sua mãe atrás dele, pareciam estar lendo a mesma reportagem.

-- O que estão lendo?- Perguntou curioso, teria o Profeta feito mais uma reportagem sensacionalista sobre seu pai?

Seu pai parecia não saber como lhe responder, olhava para ele e o jornal, procurava uma resposta mas sua mãe foi mais rápida.

-- Parece que você ganhou sua primeira reportagem no Profeta Diário! – Disse sarcasticamente

-- Estava demorando, sabia que isso ia acontecer.- Disse James sentando em frente ao seu pai.

-- Minha felicidade está transbordando, não cabe em mim.- Disse Harry cansado arrancando sorrisos dos presentes.

-- Está animado campeão?- Seu pai mudou de assunto.- Hoje vamos finalmente comprar seus materiais e sua varinha. Agora só vou ter que aguentar seu irmão.- Harry riu com o comentário do pai, enquanto seu irmão fazia careta.

-- Não é bem assim, Harry consegue ser bem mais chato que eu.- Disse cruzando os braços e fazendo bico.

Harry riu com a atitude do irmão, seu humor estava ótimo naquele dia, era um dos dias mais felizes de sua vida sem dúvida alguma.

-- Mal posso esperar para comprar minha varinha. Como é a sensação papai? Quando a varinha te escolhe.- Harry sempre fora curioso, agora sua curiosidade estava além dos limites.

-- Lembro-me como se fosse ontem, é uma sensação de calor em sua mão até o corpo. Você vai entender na hora que ela te escolher, é magico.- James disse com os olhos castanhos brilhando.

-- Seu pai esta certo, é realmente mágico. Mas não vai nada mágico se você estiver com fome, então comam vocês dois que depois do café nos vamos sair.- Falou sua mãe entregando os pratos com ovos, bacon e tortas de abóbora.

Devorou tudo seu café, estava ansioso para sair, quanto mais rápido acabasse seus afazeres mais rápido sairia de casa.

Subiu correndo para o quarto para trocar de roupa, ainda estava de pijama e precisava vestir uma roupa confortável para sair. Misturou os estilos de roupas entre trouxas e bruxas, colocou uma blusa simples branca e calça jeans, um tênis preto e uma capa de pele de dragão preta. Travava uma batalha para tentar arrumar seu cabelo em uma única direção, mas como sempre fora perdida.

Foi o primeiro a descer para a sala, logo seu irmão apareceu junto dos seus pais, iriam por via de pó de Flu para o Beco Diagonal, pois aparatar depois de um café da manhã não era aconselhável. Passaram pelas chamas esverdeadas e saindo em outra lareira do Caldeirão Furado, sem perder muito tempo e evitando os olhares das pessoas do bar,  a família Potter passou rapidamente pela parede de tijolos saindo no emaranhado de lojas que era o Beco Diagonal, esse que nesse dia estava lotado, varias pessoas indo e vindo das lojas, como estava perto de começar as aulas todas as famílias estavam comprando os materiais dos filhos de todos os anos de Hogwarts.

-- Vamos? Quanto mais cedo terminarmos melhor, seu padrinho quer te ver hoje Harry, Remus deve aparecer junto com ele lá em casa.- Comentou James dando uma piscadela para Harry

Ao saber que seu padrinho iria vê-lo seu sorriso aumentou, sentia saudades de Sirius, o via pouco, seu trabalho de auror no Ministério junto com seu pai dificultava a interação deles, apenas conseguia vê-lo regulamente durante os verões, quando ele tirava férias do trabalho. Já Remus era mais reservado principalmente por causa de seu problema peludo, sempre estava cansado mas vivia atolado no trabalho, era professor de DCAT em Dumbstrang, assim como Sirius só o via regularmente durante os verões.

A família Potter sobre os olhares de varias pessoas começara a fazer as compras dos materiais de seu filho mais velho, muitas pessoas olhavam e comentavam quando passavam, toda aquela atenção parecia não incomodar seus pais mas Harry não goatava nunca se acustumaria, parecia estar em uma vitrine de uma loja, onde as pessoas o olhavam e examinavam.

Mas isso não o impediu de desfrutar da experiência de comprar seus materiais, ficou maravilhado quando seu pai comprara uma coruja linda para ele, ela era branca e seus olhos amarelos cor de mel, Harry a nomeou de Edwiges. Assim que saiu da loja com sua coruja, foi para a livraria para comprar os livros que precisaria naquele ano.

Depois de alguns minutos na loja o vendedor tinha pegado todos os livros necessários, mas após muita insistência de Harry, sua mãe comprou alguns livros extras que o ajudariam em DCAT, Feitiços, Transfiguração e Poções.

-- Não sei como você aguenta todos esses livros, parece um rato de biblioteca.- Disse James Jr olhando todos aqueles livros que Harry comprara.

-- A culpa não é minha se você não usa sua inteligência, talvez se seguisse meu exemplo seria menos cabeça oca.- Zombou Harry.

-- Parem de discutir, agora vamos comer algo, já estou faminto, depois de comermos vamos para nossa última parada.- Disse James colocando a mão nos ombros dos meninos e os direcionando a uma lanchonete.

Ao verem a família Potter sentando em uma mesa os atendentes disputaram quem atenderia a família, não era toda hora que os Potter entravam na sua lanchonete ,uma jovem tomou a atitude de ir sem se importar com os colegas.

-- Boa tarde, em o que posso ajuda-los?- Falou com um sorriso doce.

-- Boa tarde, eu quero um sanduíche de pernil e suco de abóbora.- Disse James

-- Quero mesmo, mas dois sanduíches.- Falou Harry, estava faminto

-- Eu quero um sanduíche de frango com o mesmo suco.- Pediu James Jr.

-- Eu quero uma salada e o mesmo suco.- Completou Lily, assim que a atendente anotou todos os pedido e saiu completou.- Não sei como conseguem comer algo tão pesado e gorduroso.

-- Na fome que estou agora sou capaz de comer um dragão sozinho.- Harry respondeu divertido, fazendo sua mãe rir pelo nariz e balançar a cabaça negativamente.

Depois de alguns minutos de espera os pedidos chegaram, Harry agradeceu por ter pedido 2 sanduiches, pois quando acabou o primeiro ainda estava com fome, só após terminar o segundo que se sentiu totalmente satisfeito.

Após varias conversas e risadas todos da família estavam satisfeitos e devidamente alimentados, James pagara a conta e eles de dirigiram para a loja de varinhas do Sr.Olivaras. A cada metro mais próximo da loja a ansiedade de Harry aumentava, queria acabar logo com aquele mistério mas parecia que estavam longe pois a loja nunca chegava. Após alguns minutos que pereceram uma eternidade, Harry avistou ao longe a vitrine da loja, parecia muito antiga, tinha o nome em um letreiro mas ele estava velho e parecia que iria cair a qualquer momento.

Entrando na loja, não tinha nenhum atendente no balcão, Harry ficou esperando alguém aparecer.

-- Esse é seu momento, vamos sentar naquele sofá no canto, vá ao balcão e toque a campainha, o Sr.Olivaras ira aparecer para te atender.- Disse James colocando a mão no ombro de Harry, vendo o medo nos olhos do filho acrescentou.- Vamos estar logo ali, estou ouvindo e vendo tudo não precisa ter medo.

Harry assentiu com a cabeça e foi em direção ao balcão, fez exatamente o que seu pai lhe disse, não demorou muito para que um homem já de idade aparecesse, seus cabelos estavam grisalhos demonstrando sua velhice mas seus olhos brilhavam como se fosse um garoto.

--- Sr.Potter que prazer tê-lo em minha humilde loja. Presumo que esteja aqui para comprar sua varinha.- Harry assentiu e ele continuou- Já estava a sua espera, só não sabia o exato dia de sua vinda.

-- Prazer em te conhecer Sr.Olivras, sempre sonhei com esse momento, estou muito animado.- Falou Harry sorrindo para o homem.

-- Sou suspeito em dizer o mesmo Sr.Potter, esperei com bastante ansiedade o dia em que o viria a minha loja. Vamos começar?

Harry confirmou com a cabeça e o homem buscou uma fita métrica.

-- Estique seu braço predominante por gentileza, com licença.- Disse tirando as medidas do braço de Harry, primeiro mediu do seu ombro a ponta do dedo médio, depois o ante braço ate o ombro, depois do ombro ate o chão e por fim do ante braço ate a ponta do mesmo dedo.

Depois de tirar suas medidas Olivaras foi ate suas estantes e voltou com 5 caixinhas com diferentes varinhas. Pediu para que segurasse cada uma delas, mas não o deixava ficar muito tempo com elas na mão e logo já entregava outra. Harry perdeu a noção do tempo e da quantidade de varinhas que o vendedor colocou em sua mão, a cada nova varinha Harry se entediava mais, mas Olivaras parecia ficar animado a cada nova varinha.

-- Impressionante, cliente difícil hein. Para clientes difíceis, varinhas difíceis.- Assim que terminou sua fala, desapareceu no fundo da loja.

 Por um momento Harry achou que o vendedor havia desistido e simplesmente fora embora, mas depois de alguns minutos ele voltara com uma caixinha empoeirada nas mãos.

-- Poucos bruxos me fizeram buscar essa varinha Sr.Potter, mesmo se ela não lhe aceitar deve se sentir honrado.

Os olhos de Harry brilharam com a fala do homem, o que tinha de tão especial naquela varinha que poucos bruxos a pegaram? Olivaras pareceu ler os pensamentos do garoto e o respondeu.

-- O núcleo dessa varinha é extremamente raro, me arrisco a dizer que é a última no mundo a venda, a produção delas foram proibidas após a criatura que fornece o núcleo entrar em período de extinção.- Disse Olivaras abrindo a caixinha.

-- Que criatura é essa?- Perguntou Harry curioso.

-- Manticoras Sr.Potter, usavam seus pelos para produzir núcleos de varinhas, mas esse uso se tornou excessivo, matavam-se várias dessas criaturas, pois as varinhas com o núcleo de seus pelos eram mais eficientes e poderosas. Então a CIB proibiu suas produções.

-- E essa varinha é a última a venda no mundo todo? - Olivaras fez que sim com a cabeça. - Quais bruxos já testaram ela?

-- Bela pergunta Sr.Potter, os três maiores bruxos já existentes até hoje, deixando de lado, é claro, seu pai.

Sua família ao lado, sentados no sofá, ouviam com atenção.

-- Quem seriam esses bruxos?

-- Grindewald, Dumbledore e o Lord das Trevas.- Disse Olivaras como se fosse algo banal.

Harry estava atônito, se nenhum desses três bruxos tinham conseguido a lealdade dessa varinha, quem seria ele para conseguir?

-- 33 centímetros, feita de madeira de Azevinho, flexível, núcleo feito de pelos de Manticora.- Disse Olivaras entregando a varinha a Harry.

-- Tem certeza senhor? - Harry hesitou.

-- Pegue-a. - Olivaras afirmou.

Devagar Harry levou sua mão ao encontro da varinha, quando fechou a mão envolta do seu cabo sentiu um calor muito forte passar pelo seu corpo, desde sua mão até as pontas dos pés, era como se estivesse exposto ao sol de verão de 35°C em segundos.

Faíscas saíram da ponta da varinha e Harry olhou fascinado para a mesma, Olivaras o encarava como se analisasse cada centímetro do garoto a sua frente, sua mãe tinha uma mão na boca e os olhos arregalados, seu pai tinha um sorriso orgulhos mostrando todos os dentes e seu irmão batia palmas pulando no sofá que estava sentado.

-- Realmente bastante fascinante.- Olivaras quebrou o silêncio.- Você será um bruxo poderoso Harry Potter disso eu tenho certeza.

    Harry não soube responder o vendedor apensas murmurou um obrigado, estava sem palavras, durante todo o trajeto até a sua casa ficou calado fitando sua nova varinha. Chegando em casa foi e direto para seu quarto, precisava colocar suas ideias em ordem.




Notas Finais


Esse foi o primeiro capítulo, já já eu posto o próximo.

Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...