História Harry Potter - second chance - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Harry Potter, Personagens Originais
Visualizações 115
Palavras 1.010
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Capítulo 11


 Menos de um dia se passou desde que aceitei ser o namorado de Anna e praticamente todos já sabiam da novidade, fui obrigado a ouvir comentários maldosos e desnecessários vindos de outras casas. Estranhamente a elite da sonserina recebeu essa notícia melhor do que poderia imaginar, nem mesmo Draco Malfoy parecia se importar.


 Na verdade tenho minhas suspeitas se ele não esta interessado em Luna.


- Olá, Harry - Revirei os olhos ao ouvir uma voz extremamente forçada e enjoativa.


- Nos conhecemos? - Perguntei ao me virar e me deparar com uma garota loira, bonita mas nem de longe se compara a Anna.


- Não, mas podemos mudar isso rapidinho - Respondeu se aproximando, perto de mais a propósito.


- De-Desculpe - Recuei no mesmo instante.


 Ótimo momento para gaguejar, harry.


 A maluca me ignorou completamente e continuou avançando para cima de mim, seus olhos brilhavam em pura malícia e ambição, senti meu estômago se embrulhar, aquilo era deplorável e desesperado. Mesmo sendo mais forte e rápido acabei sendo encurralado contra a parede, pela primeira vez observei que ela usava o uniforme da sonserina.


- E-Eu tenho na-namorada - Afirmei me esforçando ao máximo para demonstrar confiança.


- Ouvi falar disso, mas você merece alguém melhor - Deslizou a mão por meu tórax - Anna não é a garota ideal para você, ela é apenas uma princesinha mimada e superficial -No mesmo iinstante segurei seu pulso com um pouco mais de força.


- Não fale dela como se a conhecesse, se tentar se aproximar de mim novamente não serei tão bonzinho como agora - Olhei dentro de seus olhos e lhe dei as costas.


 Continuei andando enquanto a garota continuava parada no mesmo lugar, mesmo distante fui capaz de ouvir seu grito de frustação e raiva, pelo jeito minha namorada tem colecionado desavenças e inimigas. Avistei Anna caminhando mais a frente, ela estava distraída pelo corredor, diminui o ritmo de meus passos e a admirei de longe.

 Ela usava uma calça jeans preta, blusa cinza de mangas longas, coturnos pretos, jaqueta de couro e o cachecol nas cores verde e prata. Garotos de todas as casas acompanhavam cada passo seu, alguns suspiravam e pareciam hipnotizados com tamanha beleza, admito que não estou muito diferente deles.


 Quem estaria?


- Harry? O que faz aqui? - Perguntou me olhando com curiosidade, somente agora me dei conta de que estava ao seu lado.


 Quando foi que isso aconteceu?


- Estava caminhando e te vi mais a frente - Respondi enquanto passava os braços por seus ombros.


 Surpreendentemente ela não recuou, muito pelo contrário, senti seus braços rodeando minha cintura e foi impossível não sorrir. Lancei um olhar vitorioso para o grupo de garotos que agora me olhavam com descrença e irritação, ficamos alguns minutos em silêncio e aquilo estava começando a ficar desconfortável.


- Somos o assunto de Hogwarts - Comentei tentando diminuir o nervosismo que sentia.


- Se estiver desconfortável você ainda pode desistir, não quero que se sinta obrigado a nada - Respondeu calmamente.


- Não se preocupe, está sendo bem divertido na verdade - Confessei rindo.


- Tenho que concordar, as garotas tem me olhado como se fossem me matar a qualquer instante - Deduzi que ela sorria, o tom de sua voz era leve e acolhedor - Hey, está animado com o jogo de hoje? - Essa era a primeira vez que a via tão descontraída e agindo abertamente.


 Ela é tão lind... Espera Jogo?


- Jogo? Que jogo? - Questionei parando à sua frente e torcendo para que meus pensamentos estivessem errados.


- Você se esqueceu não é? - Ela riu chamando atenção de quem estava ao nosso redor - Hoje é o primeiro jogo oficial do campeonato de quadribol, grifinoria vs lufa-lufa - Esclareceu e juro ter ouvido meu coração perder uma batida.


 Como pude ser tão relapso e esquecer disso?


- Pelas barbas de Merlim - Exclamei andando de um lado para o outro.


 A sensação de desespero começava a me afetar de forma perturbadora, minhas mãos transpiravam e ao mesmo tempo tremiam, se perdermos logo no início iram jogar toda a culpa em cima de mim. Levei as mãos ao cabelo e puxei os fios em busca de alívio, somente um milagre poderia me salvar.


- Potter, se acalme - Mãos delicadas seguraram meu rosto - Respire fundo e depois solte o ar pela boca - Instriui Anna olhando diretamente em meus olhos.


 Fiz o que me foi pedido e repeti o processo diversas vezes, aos poucos senti meu ritmo cardíaco voltando ao normal, quando pressenti que suas mãos iram se afastar de meu rosto as segurei e mantive no mesmo lugar, não queria que ela se afastasse.


- Obrigada - Sussurrei incapaz de desviar meus olhos dos seus.


- De nada, não se preocupe, vai dar tudo certo - Acariciou minha bochecha - Vou estar torcendo para que vocês ganhem - Afirmou com um sorriso divertido moldando seus lábios.


 Desde quando ela se tornou tão carinhosa e divertida.


- Espera, um minuto - Me afastei contendo a risada - Uma sonserina acabou de dizer que vai torcer pela grifinoria? - Perguntei ouvindo-a suspirar.


- Se alguém perguntar, vou negar até a morte - Respondeu levantando uma sobrancelha.


 Revirei os olhos diante de sua resposta, era de se esperar por algo assim, Anna se aproximou e me beijou, passei o braço ao redor de sua cintura e a puxei para mais perto. Ouvimos passos se aproximando de onde estávamos e rapidamente nos afastamos.


- Bom jogo, espero que vençam - Depositou um selinho em minha boca e piscou um olho - Olá Hermione e Rony - Acenou para meus amigos que retribuiram o gesto.


- Atrapalhamos alguma coisa? - Questionou minha amiga lançando olhares sugestivos para mim.


- Não, eu já estava de saída, foi um prazer vê-los novamente - Ela sorriu docemente - Nos vemos no jogo, Potter - Me beijou e simplesmente saiu andando.


- O que acabou de acontecer aqui? - Rony estava boquiaberto.


- Nem eu sei - Respondi ainda aéreo, levei a mão até os labios e os toquei, ainda era possível sentir o gosto de sua boca na minha.


 Onde eu fui me meter? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...