História Harry Potter e a menina sacrificio - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Blásio Zabini, Cedrico Diggory, Harry Potter, Hermione Granger, Nymphadora Tonks, Padma Patil, Pansy Parkinson, Personagens Originais, Petunia Dursley, Pirraça, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Remo Lupin, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Sirius Black, Tiago Potter, Viktor Krum, Vincent Crabbe
Visualizações 31
Palavras 466
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Capitulo 6


Depois do jogo de quadribol o trio foi passear com Hagrid e eu fui à sala de Dumbledore pois ele mesmo havia me chamado mais cedo.

- Tio Sev , eu juro que eu não fiz nada de errado nos últimos dias. - Digo andando ao seu lado e ele me dá um sorrisinho. 

- Não é nada disso ! Temos que selecionar você para uma casa , não pode ficar por muito tempo na mesa dos professores.

O olhei confusa 

- Mas vocês não são selecionados aos 11 anos ? Assim que entram ?

- Somos , mas você é um caso especial. Logo quando demonstrar seus poderes mágicos seria selecionada para uma casa só que precisamos ter uma idéia de qual casa você ficaria. Entendeu ?

- Um pouco - Respondo sincera mas paro de andar - E se eu não for uma bruxa ? Se eu fosse outra coisa ?

- Do mesmo modo eu te amaria para sempre - Sorri sem mostrar os dentes para ele e continuamos andando.

Severo bateu na porta do diretor e ouvimos um "entre".

- Boa tarde , Alvo - Digo sorrindo para ele que estava acariciando uma fênix - Ela é linda. - Comento

- Obrigada Srta. Pode se sentar , por favor.

Me sento e começo a bater as pernas um pouco impaciente ouvindo Severo e Alvo conversarem e eu respondia algumas coisas.

Até que Alvo se levanta pegando o chapéu seletor e se aproximando de mim o colocando em minha cabeça , meus olhos foram vendados pelo chapéu ser um pouco grande.

Me trouxe uma sensação estranha no estômago como se eu ficasse em perigo ao estar no escuro.

- Você tem coragem e inteligência , se daria bem em qualquer casa dessa escola...Tem ambições , mas Sonserina não é a casa certa para você. Então que seja...Grifinória ! - Minha mente vagava em lembranças mas eu pude ouvir ele falando Grifinória.

Quando retiraram o chapéu de mim , me levantei feliz por um momento mas minhas pernas fraquejaram e eu cai de joelhos.

- Grifinória...- Sussurro antes de fechar os olhos.


----------------------------

- ME SOLTEM ! - Grito tentando fazer parar de me levarem para aquele quarto escuro.  - Papai ! 

Ele não podia fazer nada por mim mas eu ainda tinha esperanças que ele fosse me ajudar dessa vez.

Abriram a porta e me jogaram lá dentro , segundo eles eu não devia nem sequer pensar em ir para a Grifinória quando fosse à Hogwarts então usavam meus medos contra mim.

Me encostei na parede e comecei a chorar , de alguma forma eu não queria ajudar eles a vencerem a guerra contra o Potter.

Eu simplesmente sentia que eu não podia.

Que aquilo estava errado.

Naquele momento eu havia decidido à trair eles.







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...