História Harry Potter e a Poção do Desejo - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alastor Moody, Alvo Dumbledore, Argo Filch, Arthur Weasley, Barão Sangrento, Bellatrix Lestrange, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Cedrico Diggory, Cho Chang, Colin Creevey, Dama Cinzenta, Dino Thomas, Dobby, Draco Malfoy, Duda Dursley, Fílio Flitwick, Fleur Delacour, Fred Weasley, Frei Gorducho, Gina Weasley, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Katie Bell, Lilá Brown, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Marcus Flint, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Murta Que Geme, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Nick Quase Sem-Cabeça, Nymphadora Tonks, Olívio Wood, Padma Patil, Pansy Parkinson, Parvati Patil, Pedro Pettigrew, Penélope Clearwater, Percy Weasley, Personagens Originais, Pirraça, Pomona Sprout, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Rabastan Lestrange, Remo Lupin, Rodolfo Lestrange, Ronald Weasley, Rowena Ravenclaw, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Sibila Trelawney, Sirius Black, Viktor Krum
Visualizações 23
Palavras 1.628
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá,Potterheads e pessoas passando aqui por motivo nenhum!
Tava aqui a toa,assistindo o HP e a Pedra Filosofal,quando resolvi criar essa fanfic,com alguns capítulos de 200 a 300 palavras,já que minha criatividade não me deixa dormir mais.
Vou postar ela quando vier a vontade de escrever (então não tem data exata para ser atualizada).
Enfim,espero que gostem.

Capítulo 1 - O Diário de um grifinório chamado Ronald Bilius Weasley


Fanfic / Fanfiction Harry Potter e a Poção do Desejo - Capítulo 1 - O Diário de um grifinório chamado Ronald Bilius Weasley

"Meu nome é Ronald Weasley e...

Meu querido diário...

Ah...

Bom,o que eu deveria escrever aqui? Nem sei porque raios eu aceitei ter um diário.

Na verdade,acho essa coisa de diário é coisa de menina,mas minha irmã,Ginny,me disse que seria bom para aliviar o estresse.Então eu comprei esse num armazém antigo.Eu até conversaria com Harry ou desabafaria com Hermione,se eles não fossem o motivo desse problemão.Vou explicar direito.

Depois que acordei ,descobri que,felizmente,Sirius havia sido salvo por Harry e Mione,junto de Bicuço. Fiquei feliz pelo Harry,de verdade.Ter o padrinho por perto ajudaria ele.

Mas depois,quando fui falar com eles,me deparei com algo que não estava preparado.Eles não queriam comemorar ou ficaram com sorrisos no rosto,mesmo estando aparentemente felizes,eles apenas se recolheram aos dormitórios.Eu não falei nada,vai ver eles só queriam conversar um pouco consigo mesmos,sei que eu tinha descansado mais do que os dois e que eles estavam mortos depois daquela aventura com dementadores e tudo mais.

Mas,no dia seguinte,Harry não estava na cama quando acordei.O achei na sala comunal,dividindo suco de abóbora e torradas com geléia com Mione.Ambos estavam sujos de geléia e ficavam jogando farelos de torrada um no outro...E nem vou descrever a cena dele dando uma delas na boca dela.Eles estavam sorridentes e risonhos,mudando para uma expressão séria ao me verem.E,só para completar a suspeita,mal falaram alguma coisa quando dei bom-dia.

Mas reparei que Hermione tinha fundas olheiras sob seus olhos castanhos,assim como a expressão rígida no rosto de Harry parecia não querer sair dali."

=<>=

Aproximei-me de ambos ao chegar no salão comunal.Harry ajeitou as próprias vestes e Mione limpou o canto da boca com o dorso da mão,enfiando a cara num livro qualquer.Eles até estavam com roupas parecidas,ele usava um suéter - que tenho quase certeza que foi o que minha mãe fez - com uma calça jeans,e Hermione usava um outro suéter de lã rosa.

Iríamos voltar para casa hoje,então eu queria aproveitar o tempo que ainda restava.Com certeza temos muito assunto para pôr em dia,falar sobre os N.I.E.M's e qualquer outra coisa.

- Bom-dia,Harry.Bom-dia,Mione.- cumprimentei ambos,me sentando ao lado esquerdo de Harry.

- 'Dia.- disseram juntos.

O garoto de óculos estava debruçado na direção de Hermione.Eu bati a cabeça ou o Harry está lendo um livro por vontade própria? Suponho que tenha um dedo dela nisso.Sei como minha doce amiga Granger pode ser persuasiva em certos casos.

- E vocês,descansaram muito ontem?- perguntei.

Como se tivesse levado um choque,Hermione teve um tique e me encarou sob o livro,Harry fez o mesmo.Parecia até que eu tinha gritado o nome de Você-Sabe-Quem para a Grifinória inteira,por que aquelas caras?Juro que nunca vi Harry tão vermelho.

Eles se entreolharam e Hermione fechou o livro.Tinha um pouco de incômodo na expressão da castanha, como se um assunto muito delicado houvesse sido mencionado.

- Que foi? Tem um dementador atrás de mim e eu não vi?

- Nada,Ron.- Harry murmurou, ríspido.- É que a Mione está com...com...

- Dor de cabeça.- a garota completou.- É,uma enxaqueca dos diabos.Parece que tem milhares de Fogos Dr.Filibusteiro dentro do meu crânio.- disse,esfregando as têmporas.

- Ah...

- Acho que eu vou voltar ao dormitório,me acorde na hora de ir.Ok,Harry? - ela falou após bocejar.

- Claro,pode deixar,Mione.- Harry retornou,calmamente.

Depois que Hermione saiu,sem falar nem um "tchau" para mim,tanto eu quanto Harry ficamos encarando a direção onde ela havia desaparecido.

Notei que tinha algo realmente estranho.Harry estava sendo muito bonzinho com ela,não que ele não fosse,mas estava realmente exagerado.

- Ela 'tá com raiva de mim?- indaguei ao Potter.

- Não,acho que não.- respondeu o garoto,limpando um resto de torrada que se grudara na roupa.- Ela está cansada,sabe? Eu não conseguia dormir ontem e vim aqui para passar tempo.Mione estava aqui,lendo um livro.Disse que estava tendo pesadelos muito ruins,então eu fiquei aqui com ela.Jogamos alguns jogos e acabamos dormindo no chão...

- Espera aí...Você e a Hermione dormiram aqui,no Salão Comunal? Juntos?- comecei a rir,mas me senti queimando por dentro.- Você e a Granger? Impossível! Só acredito vendo!

Ele pareceu estranhar minha reação,e eu também.A verdade é que as cenas que vieram na minha cabeça não eram as melhores.Senti um inferno todo em chamas me lamber ao imaginar os dois deitados no chão,dormindo feito anjos.

- E se eu tiver dormido com a Mione,o que você tem com isso?- Harry retorquiu,muitíssimo bravo e ríspido.- Ela precisava de apoio,Ron.Quando cheguei aqui,Hermione estava chorando,disse que tinha sonhado com Vol...Você-Sabe-Quem...Me matando, matando você e os pais dela,destruindo Hogwarts.E,diferente de você,eu ligo para os sentimentos dos outros! Por que eu sei,Ron,eu sei como é não ter ninguém que se importe...Ninguém que goste de você como queria que gostasse.

Naquele momento,imaginei que Harry tivesse levado um fora de uma garota para poder falar desse jeito.

- Como assim...E-Eu ligo para os sentimentos dela...Mione é minha amiga,Harry.Relaxa.

- Ah é? E nesses últimos dias? Você sabia que ela ficou todos esses dias,desde que salvamos Sirius e Bicuço,sem conseguir dormir uma única noite? - ele perguntava,ávido.Já estava com medo,aquele Harry me assustava de um jeito que nem eu posso descrever.- Tendo pesadelos, chorando.Ela grita enquanto dorme, Ron.Você sabe como é não ter paz nem na própria mente? Você se diz amigo da Hermione,mas briga com ela por qualquer coisa.Até pela porcaria de um rato imbecil...Que era o desgraçado do Pettigrew.Enquanto ela sofria em silêncio,com as visões que os dementadores causaram,você ficava aí todo alegrinho, parecendo que viu um passarinho verde.

- Cara,o que deu em você?! Eu sou amigo dela,sim! Mas me perdoe se eu não sou o Todo-Poderoso Sir Potter,escudeiro particular da Rainha do Drama Granger.- rosnei,já irritado.Se Harry quer brigar,é isso que nós vamos fazer.- Eu estou feliz porque tudo correu bem.Sirius e Bicuço estão vivos e bem escondidos.Se você prefere se preocupar com a melancolia da Mione,não obrigue os outros a serem assim.

- Não se trata disso,o que eu quero dizer é que você nunca se importou com a Mione.Só é amigo dela porque eu também sou!- esbravejou,me encarando com os olhos verdes faíscantes.

- Rá! Essa é boa!- ri,nervoso.- E agora vai falar mais o quê? Que eu sou o Peter Petttigrew,ou um servo de Você-Sabe-Quem?! Se liga,Harry,a Hermione é mais adulta e madura que nós dois juntos em seis gerações,deixa ela cuidar da própria vida e lidar com os próprios problemas.

Depois disso,tudo ficou em silêncio,a tensão pairou no ar por alguns minutos.Até que eu decidi quebrar a quietude.Não queria ter sido tão grosso,mas odeio quando me criticam ou me acusam de algo que não fiz.

- Como você descobriu sobre os pesadelos dela?

Com um fraco suspiro,o menino cruzou os braços e desviou o olhar, evitando me olhar nos olhos.

- Foi por acaso,ela não queria me contar...Então eu perguntei a Ginny.Fiz uma investigação digna de FBI,até que a encontrei aos prantos aqui,nessa mesma sala.- explicou,sucinto.- Quer dizer,eu praticamente obriguei ela a contar o que estava acontecendo.Não é querendo te culpar de ser negligente,longe disso.Mas eu juro que me senti meio traído por ela não me contar,sabe?  Depois me senti culpado,pois foi por minha causa que ela se meteu nisso.Fiquei pensando,se eu não percebi,que dirá você.

- Agora que você falou,estou me sentindo jogado 'pra debaixo do NoiteBus.- brinquei,sorrindo sem-jeito.- Mas,sinceramente,se eu não te conhecesse,diria que você está apaixonado pela Mione.Nunca vi você tão preocupado com uma garota assim.

Harry arregalou os olhos,como se eu tivesse falado um baita absurdo.Mas seu rosto se avermelhou um pouco.

- Qual feitiço você usou para ficar tão louco assim?- questionou-me ele.- Ok,a Hermione é bonitinha,inteligente, legal...Mas é minha amiga,acho que essa coisa de namoro acabaria com a nossa amizade...Eu gosto de ser amigo dela.

- Mas você ficaria com ela se ela quisesse?- arrisquei um sorriso de malícia,que deixou o garoto ainda mais vermelho.

- Humm...T-Talvez.Mas eu gosto da amizade dela e seria muito perigoso 'pra ela,por eu ser inimigo do Voldemort e etc.- disse Harry.- Além do mais,para que ficar supondo coisas que nunca vão acontecer? A Mione não é tão desesperada assim ao ponto de ficar comigo.

Ficamos rindo e conversando por um tempo.Jogamos Xadrez de Bruxo e Snap Explosivo,comemos e depois fizemos um curto passeio pela escola,interrompido pela notícia de que o professor Lupin havia se demitido.Fiquei até abismado de termos feito as pazes tão rápido.

Entretanto,Harry abriu meus olhos.Que tipo de amigo sou eu? Que nem percebeu que minha melhor amiga estava se destruindo por dentro,se ardendo em chamas no seu próprio inferno sem gritar.Assim que nos encontrarmos no Expresso de Hogwarts,vou conversar seriamente com ela sobre isso.

Se prepare,Hermione,o novo Rony Weasley vai ser bem melhor.

=<>=

"E no final eu não sabia mais o que fazer.

Se me senti um burro? Com certeza.

Mas me senti muito disposto a mudar por Hermione e nossa amizade.Ela merecia muito mais do que eu podia ser.E,para todos os efeitos,o Rony babaca não existiu.

Naquele mesmo dia,eu saí do castelo para dar uma volta no lado de fora e visitar o Campo de Quadribol. Passei as últimas duas horas que tinha em Hogwarts pensando no que dizer ou fazer para ser um bom amigo,bom filho e bom irmão.Eu sabia que não estava pisando na bola só com a Mione.

E meu plano seria posto em ação no Expresso de Hogwarts.Resolvi chamar Hermione e Harry para assistir a Copa Mundial de Quadribol comigo e minha família.É isso.

Bom,acho que posso parar por aqui.Espero,realmente,que Mione me perdoe (se bem se nem sei se ela está brava comigo) por ser eu mesmo.

Me deseje sorte,amigo diário."

Sinto um leve comichão á medida em que a pena desliza pelas páginas.Quase a mesma que senti quando as palavras "R.B. Weasley" foram escritas em sua capa.E,tenho que dizer...

Esses tais Weasley são uns idiotas.

Principalmente quando resolvem escrever em diários que nem sequer sabem de onde vem.Mas,tenho que fazer meu trabalho...

Boa sorte,amigo Ron.- escrevo na folha de papel amarelado.

"Obrigado",o garoto escreve na mesma página,"Não conte isso a ninguém,sim? Seria meio constrangedor par minha reputação."

Pode contar comigo,Rony,minhas páginas são túmulos lacrados :).(Assim como Hogwarts futuramente será - acrescento para mim mesmo).

Tudo escurece quando a capa é fechada.

Ele está confiando em mim,como eu sabia que faria.




Notas Finais


Ashashahshs :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...