História Harry Potter e a Revolta dos Sangue Ruins - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Visualizações 14
Palavras 1.942
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Capítulo 17 pronto

Espero que gostem.

Capítulo 18 - Campeonatos


Harry e Hermione coraram e se afastaram tentando passar por despercebidos, mas como pensaram que Rony fosse ter uma atitude nada legal, ele começou a bater palmas, logo eles pensaram que Rony fosse vomitar palavras horríveis, mas então para o espanto dos dois ele sorriu envergonhado e abraçou cada um.

- Se você prefere o Harry, que assim seja- respondeu tristemente escondendo uma lágrima.

- Parabéns, o famoso Harry Potter consegue tudo.

Harry sorriu sem graça mas não deixou de apertar a sua mão.

- Será que agora podíamos namorar, Harry?- perguntou ela encarando nos olhos dele.

"Ela sabia como distraí-lo" pensou Harry antes de beijar ela na frente de Rony que saiu correndo dali, fingindo estar tudo bem.

- Vamos atrás dele- disse Hermione indo até ele mas Harry foi mais rápido e puxou ela pelo braço.

- Não, deixa ele, sabe, ele precisa esfriar a cabeça.

Hermione concordou e beijou novamente o namorado, agora não precisavam manter mais nada em segredo, com as mãos grudadas de suor, eles desceram para o Salão Principal, se depararam com Draco e Pansy, sorrindo e atrás, seus dois capangas, Crabbe e Goyle.

- Vejam só, a sangue-ruim e a cicatriz namorando.

- Não fale assim da minha namorada- respondeu Harry entre os dentes.

- Não liga, ele só quer te provocar- cochichou Hermione.

Harry sorriu, ela tinha razão, mais uma vez, acenou para Draco e entrou no Salão Principal, muita gente fixava os olhos naquelas mãos entrelaçadas.

Gina e Luna que conversavam animadamente num canto do Salão, pararam e olharam para as duas mãos, Gina não gostou nada, contudo sorriu e acenou como Luna.

Harry e Hermione se sentaram recebendo algumas palmadinhas nas costas, logo Gina e Luna vieram correndo.

- Cadê o Rony? Ele já sabe?

Hermione confirmou com a cabeça, Gina sentiu um formigamento pelo corpo e pareceu assustar.

- Aonde ele foi?

- Passear- respondeu Harry enchendo a boca de torrada.

Gina e Luna abandonaram o Salão depois disso, procurando o irmão.

~~~~~~~~*~~~~~~~~*~~~~~~~~*~~~~~~~~*~~~~~~~~*~~~~~~~~*~~~~~~~~*~~~~~~~~*~~~~~~~~*

Gina e Luna desceram aflitas as pedras que davam no jardim e não se enganaram ao verem Rony em frente ao lago, contemplando sua própria imagem, se sentindo um monstro.

Gina deu duas palmadinhas nas costas de Luna e disse.

- É a sua chance.

Luna corou e não soube o que responder.

- Como?- perguntou corando.

- É a sua chance.

- Como assim, a minha "chance"?- perguntou dando um passo para trás.

- Luna, não se faça de burra, eu sei muito bem o que você sente pelo meu irmão.

- Sabe? Como assim? Eu dei muito na cara?- perguntou ela totalmente vermelha.

- Nem tanto, acho que eu fui a única pessoa que percebeu, Ah! Hermione também, sem dúvida.

Luna corou e tampou as bochechas com o cabelo louro, tentando se esconder de vergonha.

- Não tenha vergonha, Luna, todos nós temos um coração, todos nós nos apaixonamos um dia, não podemos evitar que isso aconteça, ela chega na hora que você está mais distraída e te dá o bote.

Luna ficou mais vermelha.

- E então, o que eu falo?

- O que o seu coração mandar- explicou Gina antes de dar um abraço bem forte na amiga e voltar para o castelo.

Luna olhou para Gina, corando levemente e foi até o Rony.

- Olá, podemos conversar?
- O que você quer?

- Calma, não precisa descontar sua raiva em mim, eu só estava querendo ajudar.

- Desculpa- se desculpou mesmo não olhando para ela, assim, evitando perceber que ela estava vermelha.

- Olha, você quer se abrir comigo?

Algumas lágrimas escorreram do rosto de Rony, mas logo sumiram nas golas de sua camisa, Luna não soube o que fazer, só falava mesmo, não tinha atitude.

- Quer voltar para Hogwarts?- disse ela fazendo outra pergunta, porque a pergunta que ele fizera antes dessa, sabia muito bem que ele não ia responder.

- Ah, Luna, posso te pedir um favor?

- Claro- disse empolgada.

- Volta você para Hogwarts.

Luna sentiu o coração despencar, a sua boca abriu, buscou palavras olhando nos cabelos dele, mas não encontrou para dizer nada, exceto "Então tchau, seu grosso" e dizendo isso voltou para Hogwarts, chorando.

~~~~~~~~*~~~~~~~~*~~~~~~~~*~~~~~~~~*~~~~~~~~*~~~~~~~~*~~~~~~~~*~~~~~~~~*~~~~~~~~*

Harry e Hermione continuaram um bom tempo brincando de beijinhos, ficaram surpresos quando descobriram que na próxima semana teriam uma visita a Hogsmeade.

Depois de jantarem, Harry e Hermione buscaram informações sobre Rony, mas ele parecia estar rondando o castelo, sem idéia do que iriam fazer, resolveram se sentarem na mesa do Salão Principal, as únicas pessoas que pareciam comer, era um grupinho isolado na mesa da Lufa-Lufa, então Minerva subiu no seu pequeno tablado, brincando com os dedos acima da cintura, disse.

- Pelo visto alguns alunos parecem estar cansados mesmo com o ínicio das aulas, bom, eu e os professores de Hogwarts resolvemos fazer alguns campeonatos entre os alunos, cada matéria vai ter um jogo ou uma brincadeira para se fazer, cada aluno poderá se inscrever em três competições, em primeiro lugar o aluno ou a aluna ganhará 100 pontos, vejamos um exemplo, o professor Snape irá fazer competições de Poções, quem estiver com vontade de se inscrever deverá procurá-lo durante as aulas, as inscrições vão até o dia 31 de Outubro, ou seja o Dia das Bruxas, e as competições começaram apartir do dia 3 de Novembro, portanto inscrevam-se enquanto é tempo- Minerva bateu palmas, agradeceu e o Salão entrou em aplausos.

Harry e Hermione sorriram e trocaram alguns selinhos, Draco se aproximou da mesa e disse.

- Uai Potter, você não estava saindo com o Weasley?

Hermione olhou espantada para Draco e disse.

- O Gay aqui é você.

Alguns alunos caíram na gargalhada, outros permaneceram em silêncio para escutar a continuação da discussão.

Harry puxou a mão de Hermione para fora do Salão Principal antes que desse um soco na cara de Draco.



A segunda-feira não tardou a chegar, Rony parecia mais aborrecido do que o normal com os amigos, mas fingia estar bem, Gina em um certo sábado tinha vindo falar com o Harry sobre Rony e não conseguiram a chegar conclusão alguma.

Harry, Hermione, Rony e Gina foram conversando até a Sala de Defesa Contra as artes das Trevas, Gina prosseguiu para a Aula de Adivinhação, enqunato isso Harry e Hermione disputavam uma das primeiras carteiras, Rony sentou no fundo com Simas e Dino, deprimido.

Harry estava confiante de que sairia daquela aula sorrindo, por se inscrever no Campeonato, Hermione também parecia radiante, trocaram mais um beijinho antes da aula começar e então o Professor McClagan apareceu por trás das cortinas.

- Bom dia alunos e alunas.

Os poucos que responderam o "bom-dia" eram os que estavam atentos, o resto pareciam interessados em falar sobre o Campeonato.

- Eu sei que todos estão super empolgados com os Campeonatos que teremos aqui em Hogwarts, certo?

Todos responderam em coro um "certo".

- E eu gostaria de dizer que as minhas tarefas não serão fáceis, afinal, vocês precisaram se defender bem- ele pegou a varinha e apontou para Hermione- por exemplo, você, vem aqui, Srta. Granger.

Hermione se levantou sorrindo, puxou a varinha e ficou de frente ao professor.

- Vou soltar um Bicho-Papão, será que você poderia acabar com ele?

Hermione concordou sorridente e puxou a varinha.

- Ok- o Professor puxou a gaveta da escrivaninha e de lá saiu algo prateado flutuando, era o Harry, mas era um fantasma do Harry, obviamente, morto.

Riddikulus- o fantasma rodopiou virando no ar e foi diminuindo, então Rony encaixou a cabeça na mochila e fingiu dormir, enquanto o professor entrou na frente de Hermione para continuar a briga, e apontou a varinha para o fantasma, para a surpresa de todos, principalmente Draco, Lúcio Malfoy apareceu.

Draco pareceu se gabar e começou a rir.

- O sr. tem medo do meu pai?
- e ria mais alto, junto com os Sonserinos, Hermione pareceu não gostar e voltou para sua carteira.

- Ah, Srta. Granger, 10 pontos para a Grifinória e o grupinho da Sonserina que está rindo de mim, 10 pontos a menos de cada um, ou seja 60 pontos a menos para a Sonserina.

A classe entrou em silêncio no mesmo momento, todos pareciam assustados, Hermione olhou para Harry e pediu desculpas, ele disse que não era nada.

- Bom, o campeonato terá provas como essa, alguém quer se inscrever?

Todos grifinórios levantaram a mão, mas nenhum sonserino levantou, o professor começou a olhar os alunos e anotar os nomes, mas parou em Harry e olhou por cima da prancheta de madeira.

- Você não é o professor do primeiro ano, Harry?

- Sim, sou, mas eu quero...

- Você também irá fazer as provas para os alunos e vai me ajudar como todos professores fazem, portanto eu lamento não poder inscrever você na vaga de Defesa Contra as artes das Trevas.

Harry sorriu sem graça e afundou na carteira, alguns riram, outros como a Hermione pareciam tristes.

Harry se levantou assim que a sineta tocou e saiu triste, olhando para o chão, Hermione corria atrás dele.

- Fica calmo.

- Droga de emprego- murmurou ele pelo canto da boca.

- Acalme-se, Harry, é só um campeonato, não fica nervoso.

Harry sorriu e beijou-a novamente.

- Você sabe o por que o Lúcio apareceu na aula dele?

Draco apareceu no meio dos dois e disse.

- Talvez porque ele seja medroso- Draco deu as costas para eles, mas logo se virou e ainda andando de costas em direção a escadaria do primeiro andar- vocês não estão sabendo? Meu pai saiu de Azkaban e está armando para cima dos Sangues Ruins- respondeu olhando para Hermione.

Harry vôou na direção de Draco, mas Hermione segurou ele pela alça da mochila e murmurou no seu ouvido.

- Não liga, não, Harry, ele só quer te provocar.

Harry assentiu e deu os ombros para Draco e beijou a namorada, mas ela se afastou um pouco.

- Harry, eu andei pensando, sua Tia Petúnia disse alguma coisa a mais sobre sua mãe e sobre Snape?

- Ela só disse que eles se beijaram, mas peraí, eles não são irmãos?

Hermione coçou o queixo pensativa.

- Irmãos? Se beijando?

Harry concordou.

- Talvez, ela não soubesse que eram irmãos- sugeriu Hermione.

- Ou talvez, Petúnia mentiu.

- Eu ainda acho que eles não sabiam de nada- disse Hermione- Posso, dar outra sugestão?

- Claro- respondeu Harry.

- Não se sinta ofendido, certo?

Harry sorriu como resposta.

- Talvez a sua avó materna tenha abandonado Snape, ele recebeu a carta de Hogwarts, e veio para cá, certo?

- Sim, mas olha, Snape deveria ser chamado de Perseus Evans no quinto ano e quando eu entrei na penseira do Dumbledore, eles já chamavam o Perseus de Snape.

- Então, sua Tia mentiu sobre o beijo.

- Quem se importa? Vamos namorar- disse Harry largando a mochila em um banco e beijando Hermione.

Os pombinhos acabaram não tendo horário para almoçarem e passaram a aula de Feitiços com as barrigas roncando, Harry e Hermione passaram mais uma aula escutando sobre os Campeonatos, então decidiram se inscreverem, junto com Rony.

A aula não podia ter sido melhor, Harry e Hermione conseguiram um tempinho para se beijarem e fizeram muitos treinos de feitiços, enquanto Rony não parava de olhar para os dois, tristemente.

Assim que a aula acabou Harry e Hermione desceram para a cozinha e aproveitaram para agradecer aos elfos, do dia em que eles ajudaram Hagrid com o Grope.

- Sr. Potter, a Winky, ela fugiu de Hogwarts.

Harry e Hermione se entreolharam.

- Como assim?

- Avisamos Minerva e ela disse puxou um Mapa lá que diz aonde os elfos de Hogwarts andam, e me parece que a Winky está escondida na Floresta Proibida.

Hermione olhou para o Harry.

- Não se preocupe Dobby, vamos trazer a Winky de volta, hoje à noite, vamos para a Floresta, certo, Harry?

- Certo- respondeu cerrando os punhos.

Harry e Hermione sairam da cozinha, um pouco assustados.

- Você pega a capa, Harry, e prepare-se, acho que vamos enfrentar uma guerra nada legal contra os Centauros.

Como se tivesse engolido uma cobra, engasgou, mas depois Harry tentou sorrir, mas não conseguiu fazendo ficar com uma cara bizarra.

Hermione deu um selinho e disse.

- Oito horas em ponto, aqui, precisamos ajudar eles.

Harry corou e sorriu.

- Ótimo, oito horas.


Notas Finais


Próximo: Luta Contra Centauros


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...