História Summer Dursley e as crianças de Cokeworth - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Draco Malfoy, Duda Dursley, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Lílian L. Potter, Lorcan Scamander, Luna Lovegood, Lysander Scamander, Minerva Mcgonagall, Neville Longbottom, Personagens Originais, Petunia Dursley, Rolf Scamander, Ronald Weasley, Rose Weasley, Rúbeo Hagrid, Scorpius Malfoy, Severo Snape, Tiago S. Potter
Tags Harry Potter, Hogwarts, Magia, Scorbus, Severus Snape, Yaoi
Visualizações 33
Palavras 1.492
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - A vida com os Potter's


Fanfic / Fanfiction Summer Dursley e as crianças de Cokeworth - Capítulo 2 - A vida com os Potter's

No dia seguinte Summer voltou ao parque, aqueles adolescentes estavam lá rindo, mas quando viram a garota pararam e foram em sua direção, um deles segurou seus braços a garota olhava para ela com desprezo, mas quando o punho serrado do garoto ia atingir seu rosto Summer fechou os olhos com força e esperou o impacto, mas não aconteceu, quando abriu os olhos ele estava caído encima da garota magrela, o garoto que segurava seus braços estava sentado com as mãos para trás como se estivesse amarradas, mas não havia nada que às prendia.

Ela viu os outros saírem correndo e os três que estavam ali fizeram o mesmo quando conseguiram se levantar.

- Por que não disse que era uma bruxa? - A menina ruiva apareceu junto à sua irmã. As duas traziam sacolas de papelão com vários potes de vidro e plantas.

- E-eu não sou uma... Uma bruxa... - Summer olhou para as duas meninas que lhe lançaram um olhar como quem falasse "Tá! e nós somos idiotas!". 

- Claro que é! Ou você acha que o Caleb se jogou encima da Missy de propósito? - Sophia falou com entusiasmo. - Viu a cara daqueles idiotas.

- Acho que não esperavam que ela também fosse uma bruxa. - Marjorie falou pela primeira vez, mas não pulava de alegria como sua irmã, apenas tinha um sorriso gentil.

- E-eu já disse! Não sou uma bruxa. - Falou Samantha sem muita convicção dela mesma. - Quer dizer...Meus padrinhos são, mas eu não sou filha deles, na verdade me deixaram bem claro que eu não era uma bruxa.

-  Como seus padrinhos são bruxos e você não? - Perguntou Marjorie como se fosse óbvio.

- Meu pai não era bruxo! Ele era primo do meu padrinho, então não tem como eu ser uma bruxa. - Diz a garota triste ao se lembrar as várias vezes que tentou fazer feitiços como Tiago, Albus e Lily, mas nunca conseguiu, algumas vezes tentou fazer na frente de seus padrinhos e os amigos bruxos, Rosie Weasley riu dela e depois zombou da garota por pensar que podia fazer algo acontecer.

- Entendo, mas o que fez aqui foi magia, claro que é uma bruxa! - Marjorie falou calma. - mas você saber do mundo bruxo com seus padrinhos achando que não pertencia a ele é contra as leis do mundo bruxo.

- Eu moro com eles, acho que seria difícil esconder... 

    ★★★

Era madrugada. Harry e Gina dormiam tranquilamente.Tinha sido um dia agitado, eles tinham comemorado o dia do aniversário de Harry, tinham feito bastante coisas naquele dia, Harry só sumiço de Duda que não faltava nas festas das família e Lily também sentiu falta da amiguinha Samantha que agora tinha cinco anos e Lily oito, as duas eram muito próximos e a filha insistia que a afilhada era uma bruxa. Enquanto os dois estavam em seu sono tranquilo a campainha tocou, acordando Harry e Gina.

- Gina... Que horas são? - Harry perguntou.

- São... - Ela olhou para o relógio. - quatro da manhã! 

- O que é tão urgente que tem que ser as quatro? - Gina levantou e foi até a porta de entrada, tropeçando  nos brinquedos de todas as crianças que tinham ido a casa aquele dia, a vassoura de brinquedo do Tiago, o kit de poções de brinquedo de Al, ursinhos de pelúcia de animais mágicos de Locran e Lysandre, livros infantis de Rosie, varinhas de brinquedo de Hugo, plantinhas de brinquedo da Alice.

Com muito sacrifício, Gina consegue chegar na porta, aonde havia um homem que usava um uniforme azul, tinha uma estrela no peito com o nome Delegado Albert.

- Desculpe acordar a senhora. - Disse o homem com uma voz em um tom sério. - Aqui é a residência da família Potter?

- Sim - Respondeu Gina.

- a senhora tem alguma relação com o senhor Dudley Dursley? - Perguntou mais uma vez.

- Sim! Ele... - Gina foi interrompida por um barulho na sala. Era Harry, ele tinha caído em cima de um unicórnio de pelúcia. - Harry? Está bem?

- Sim! Só muitos brinquedos. - Ele se levanta e vai até a porta. 

- Aonde estávamos? - Perguntou Gina.

- Na relação de vocês com o senhor Dursley. - Disse o homem.

- Ele é meu primo. - Harry falou, se perguntando o porquê de um policial está perguntando sobre Duda.

- Infelizmente eu não trago boas notícias. - Ele deu uma pausa antes de prosseguir. - Senhor e Senhora Potter, o senhor Dursley veio á óbito à Meia noite e vinte e cinco de ontem, ele foi encontrado morto em seu apartamento por uma colega de faculdade Sonia Peency que foi levar sua filha para casa após a criança passar mal durante a noite. Perdoem a demora para informar o que ocorreu, é que a moça que nos falou sobre os senhores não sabia muito, tivemos que fazer uma longa busca de documentos para encontrar os senhores e a mãe dele, a senhora Dursley não parecia querer colaborar muito, achamos que ela não tem capacidade de cuidar da neta, já que parece bem... Não parece muito apta para tal responsabilidade. - Harry estava tentando assimilar a informação, Gina convidou os policiais para entrarem.

No Dia seguinte foi o velório. Summer passou a morar com os padrinhos, aonde foi muito bem recebida. A única pessoa que parecia não estar muito feliz com chegada da garota era Rosie Weasley.

Já Luna fez questão de ajudar a decorar o novo quarto, e deu muitos presentes. Summer gostava muito da companhia de dos amigos de Harry.

Diferente de como os tios trataram Harry, o garoto tratou Summer como se fosse uma de suas filhas. 

A casa dos Potter's vivia com muitas pessoas que entravam e saíam o tempo inteiro, Locran e Lysandre tinham a mesma idade de Summer, os três se davam muito bem, Al era um pouco mais reservado, mas também era muito legal e gostava de dar atenção para Samantha, para Lily, Samantha era sua bonequinha de verdade, já Tiago era engraçado, adorava fazer brincadeiras e de contar histórias engraçadas. Rosie era implicante e gostava de desmerecer Summer, completamente diferente de Hugo que era engraçado e meigo, já Alice era a filha mais velha de Neville e era muito carinhosa e fofa, ela gostava de conversar e se aproximava de todos.

Logo ela viu cada um dos filhos dos Potter's irem para Hogwarts, enquanto sua escola se localizava perto da residência da família, era uma das melhores da região, mas Summer não fez amizades em  na sua escola, mas não queria encher a cabeça de Harry e Gina com bobagens, porém os professores falavam para os padrinhos que Summer não socializava com os alunos.

 

- Não tem nada que queira nos dizer? -  Harry e Gina estavam sentados ao seu lado e ela estava no meio dos dois.

- Eles me acham estranha, fazem piada com meu peso e com minha personalidade... - Ela fungava em meio às lágrimas.

Gina e Harry lhe abraçaram e lhe confortaram. Os dois decidiram tirar Summer da escola e colocar em outra um pouco mais longe, mas não mudou muito. Mas em compensação ela tinha notas excelentes e se destacava por sua inteligência. Mas nada tirava a vontade de Samantha de ir para Hogwarts.

A casa começou a ser frequentada por pessoas novas, como Scorpius Malfoy e seu pai Draco Malfoy. Luke Bryan, Leon Kennedy e outros jovens que eram de Hogwarts.

Samantha tinha a leve sensação de que Al era apaixonado por Scorp, mas por algum motivo sentia medo disso.

Mas a sua vida com a família Potter foi assim, hora ela se sentia a vontade, hora se sentia uma intrusa, apesar das fotos com os filhos de seus padrinhos.

Uma vez, no verão passado, um jornalista do Profeta Diário, foi tirar uma foto da família Potter para uma matéria sobre a família grandiosa e poderosa que eram eles, mas quando Harry colocou Samantha o jornalista lhe lançou um olhar de desdém.

- Pode tirar sua... Sua... Criança adotada, só queremos quem é importante.- Isso irritou Harry.

- Ela é importante. - Disse Gina brava. - Mais do que você se quer saber. - O homem revirou os olhos.

- É uma matéria sobre o menino-que-sobreviveu, sua esposa, a grande jogadora de Quadribol e seus filhos poderosos e com futuros promissores no mundo bruxo. E não uma matéria sobre filantropia sobre a bondade da família Potter em pegar uma renegada do lixo e trata-la como uma de vocês. - Samantha saiu chorando e Harry e Gina expulsaram o jornalista. 

Harry também mandou uma grande carta ao jornal e depois chamou Luna para ajudar com uma matéria para O Pasquim, aonde a garota tratada como a Potter que era, palavras do Harry e da Luna.

Apesar de tudo, Summer amava eles, eram sua única família, e ela não desejava outra.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...