História Harry Potter e o Cristal de Diamante - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Capítulo 7


Fanfic / Fanfiction Harry Potter e o Cristal de Diamante - Capítulo 8 - Capítulo 7

Hermione voltou a chorar e eu tornei a abraça-la 

- Ei, Não chore. Vamos passar por isso juntos. Eu vou estar com você. 

- Harry... estou com medo. Como vamos cuidar de uma criança sozinhos? Não temos estruturas pra isso. Não temos quem nos ajudar... estamos sozinhos nisso Harry. Com um baita problemão pra resolver 

Hermione encaixou seu rosto no pescoço de Harry e voltou a chorar 

- Calma Mione. Se desesperar não vai mudar nada. Sr. E Sra Weasley vão nos ajudar, eles gostam de nós e não vão nos abandonar. Eu tenho muito dinheiro no banco e uma casa em Godryc's Hollow que precisa de uma reforminha. Sirius me deixou a sede da Ordem e mais dinheiro. Faltam alguns meses pro fim do ano e nos formaremos. Vai dar certo meu amor. 

Eu a beijo e ela corresponde. Depois nos abraçamos e então nos juntamos ao restante do pessoal, faltavam dez minutos para irmos a Hogsmead e tínhamos algumas coisas para comprar. 

- Tem certeza de que quer ir Mione? 

- Tenho sim... Vou aproveitar e comer alguma coisa por lá. E depois temos que conversar. 

Assenti e então ficamos em silêncio

Era difícil ficar quieto, eu queria conversar, e consola-lá, sei que ela estava com medo e precisava disso. Então encaixei a cabeça dela em meu peito e abracei sua cintura ficando com a ponta dos dedos em sua barriga, acariciando de leve. Era estranho a sensação, eu vou ser pai! Tipo, a partir de hoje existe alguém por quem vou dedicar toda minha vida, meu tempo e amor, é uma sensação mágica.

Sou retirado de meus pensamentos com Hermione me chamando

- Harry? - ela estala os dedos - tá aí? 

- Ah, desculpe Mione. Estava longe... O que foi? 

- Está na hora de irmos - ela riu - vamos?

Assenti e seguimos caminhando junto com os demais. 

Em dez minutos estávamos no povoado, de frente para dedosdemel 

- Vamos aonde? - Pergunto e Hermione sorri - Você sabe...

Assenti e entramos no nosso famoso bar, pedi duas cervejas amanteigadas e dois sanduíches de carne 

Eu e Hermione nos sentamos e começamos a comer. Hermione parou na terceira mordida e empurrou o sanduíche pra frente. 

- Não consigo Harry...

- Por favor Mione, você não come a dias. Pelo menos metade do sanduíche. Por favor...

Ela assentiu e voltou a comer, estávamos em silêncio mas logo Draco, Gina, Rony e Luna se juntaram a nós. 

- Brigaram? - Draco sussurrou, neguei e logo Rony voltou com duas cervejas amanteigadas e sanduíche de pasta de amendoim e geleia de uva. - Vai querer o que Gina? 

- Sanduíche de fígado 

- Beleza, vou trazer junto com as cervejas. 

Malfoy se levantou e ficamos conversando todos juntos. Hermione acabou comendo o sanduíche inteiro e não pude deixar de sorrir com isso. 

Draco e Gina foram cumprimentar um amigo de Draco e aproveitamos o momento para falar sobre Dobby e o Cristal

- Depois daqui vamos comprar um travesseiro novo, almofadas e dois cobertores. - Luna sorriu. 

- Ele me deixou uma carta, é para irmos para biblioteca logo após voltarmos. Ele quer falar conosco.

Todos assentiram e então voltamos a conversar normalmente. Depois que todos terminaram de comer fomos pra uma loja de mobília e utensílios para casa. Compramos duas almofadas verdes, um travesseiro, uma fronha preta e uma laranja, dois cobertores cinzas e uma lanterna. 

Depois de pagarmos fomos para dedosdemel e compramos alguns doces e alguns sapos de chocolate para Dobby

Passamos por algumas outras lojas, compramos outras coisas e finalmente fomos embora. Assim que chegamos em Hogwarts vamos direito para biblioteca onde Dobby nos leva direto para salinha em que ele está morando. 

- Olá senhor. Desculpem traze-los agora. Devem estar cansados, mas precisamos conversar. 

- Dobby, antes de começarmos gostaríamos de te entregar algumas coisas. - ele me olha intrigado e eu entrego uma parte das coisas que comprei. - Eu comprei travesseiro, duas fronhas e um cobertor. 

Dobby sorriu e vi lágrimas em seus olhos. 

- Eu te comprei outro cobertor, um reserva. E um lençol de elástico pro seu colchão. - Hermione sorriu largo

- Eu te comprei sapos de chocolate, duas almofadas e esses chicletes de pimenta com damasco. - Luna sorriu e Dobby pegou a terceira sacola. 

- Eu te comprei estes sanduíches naturais enfeitiçados, eles se mantém gelados e não estragam. Comprei suco de abóbora enfeitiçado também. - Rony entregou a sacola. 

Dobby nos abraçou e começou a chorar

- Dobby nunca esteve tão feliz senhores. Muito obrigado. Eu nunca ganhei presentes. 

Ele se ajeitou e se sentou em uma poltrona e então começou a falar.

- Estive no Castelo noite passada senhores, e não encontrei nada, é como se estivesse em segredo. Mas tem alguém rondando o castelo, morando na floresta. O Cristal corre perigo e vocês precisam encontra-lo e destrui-lo. Vou levar vocês de volta.

Hermione lançou um olhar a Dobby sem que ninguém percebesse, como se dissesse "preciso falar com você" Dobby assentiu e levou apenas Luna e Ron.

- Dobby... eu estou grávida! 

- Ah senhor, senhora. Podiam ter esperado o fim do ano letivo. Tem noção do perigo que correm? Que essa criança vem a correr? Vocês não vão poder esconder isso por muito tempo, sabem disso. Precisam procurar professora Mcgonagall, ela vai lhes dar bronca, castigo, mas não negará ajuda. 

- Dobby... podemos contar para Gina e Draco Malfoy? Precisamos de mais ajuda, eles podem ajudar. - pergunto e ele me olha pensativo.

- Eu lhe deixo um bilhete amanhã a noite senhor. Aviso se for seguro. Tomem cuidado, e não esperem para falar com a diretora de vossas casas. 

Nós aparatamos na biblioteca e Hermione parecia pálida. 

- Mi? O que foi? - pergunto envolvendo ela em meus braços para lhe dar apoio. 

- Enjoo... a partir de hoje odeio aparatar. 

- Vamos jantar, é melhor você comer. - ela torceu o nariz e eu sorri. - vocês precisam. 

Hermione jantou apenas um pratinho de sopa de cenoura e suco de abóbora abóbora e depois saiu correndo. Ela com certeza vomitou, ou está vomitando. Peguei três pasteis de vento e um copo de água e sai andando. Entrei no banheiro do segundo andar, onde com certeza Hermione estaria. 

- Ah, olá Harry. Hermione está muito mal... melhor ver o que é! 

Murta mergulhou no box do banheiro e então Harry bateu na porta trancada. 

- Mione, tá tudo bem? Abre a porta por favor. 

Escutei o trinco ser aberto mas Hermione não apareceu. Consegui escutar ela voltar a vomitar e então abri a porta, segurei seus cabelos e ficamos lá por um minuto mais ou menos. Ela parou e deu descarga e depois se apoiou na pia. 

- Melhor irmos pra enfermaria, você está mais branca que papel. Vai acabar desmaiando. 

- Madame Ponfrey iria descobrir a gravidez, iria contar para Minerva, ela iria surtar, não quero que ela descubra, não agora. 

Pela primeira vez desde esta notícia bombástica, vi Hermione colocar as mãos na barriga. 

Aquela cena mexeu comigo. Era óbvio que não esperava ter filhos agora, queria treinar muito com Teddy Lupin ainda, mas eu já amo o bebê que Hermione carrega. 

Me aproximei deixando nossos lábios a poucos centímetros de distância e passei a acariciar seu rosto.

- Fica calma Hermione. Tente se manter calma, isso não vai fazer bem para vocês.

Lhe dei um selinho e logo em seguida ela tomou a poção para enjoo que lhe dei. 


Notas Finais


Volto em breve amores, amo vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...