1. Spirit Fanfics >
  2. Harry Potter Hogwarts novamente >
  3. A prova

História Harry Potter Hogwarts novamente - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Este capítulo é bem legal!
AVISO:
Só vou poder postar um capítulo por semana, porque eu tenho aulas online e outras coisas para fazer. Assim vou poder planejar melhor os capítulos e trazer um melhor conteudo para vocês.

Capítulo 12 - A prova


Fanfic / Fanfiction Harry Potter Hogwarts novamente - Capítulo 12 - A prova

 

 

 

                - Bom, já que estão todos aqui, Madame  Clavin vai explicar para os escolhidos sobre a prova – MCGonagall disse.

                - Sim. Os alunos escolhidos vão entrar na floresta Taiga na Russia. Lá eles vão ter que achar a fonte de ouro. Quem chegar primeiro nela será o vencedor. Se um aluno se sentir em perigo, é só lançar um feitiço de localização que iremos buscar o aluno. Durante o caminho haverão alguns obstáculos, então usem tudo que aprenderam para dete-los. Agora os oito alunos, para frente. Agora quando eu disser três, vocês vão segurar  essa bola de futebol para  serem transportados até a floresta. Um, dois, três! -  Alvo segurou a bola de futebol e sentiu um anzol se prender em seu umbigo. De repente eles começaram a rodar e rodar. Alvo só via borrões. Então ele percebeu  que eles tinham parado de rodar. Quando eles iam bater a cara no chão seco, eles desaceleraram e caíram de leve no chão.  

                - Bem, deixo vocês aqui – disse Madame Clavin – eles olharam ao redor. Estavam em uma floresta com várias árvores imensas. O chão estava coberto de folhas secas e pinhas. Nem dava para ver o céu direito, mas pela fresta da copa das árvores, dava pra ver que o tempo estava bastante nublado. 

                Os estudantes começaram a se dividir. Cada um foi para uma entrada entre as árvores. Alvo pegou a última entrada, onde tinha as árvores mais grossas e antigas. Ele se embrenhou mais e mais entre as árvores, até que nem conseguia ouvir o barulho do vento.  Alvo andava e andava, mas não chegava em lugar nenhum. Até que ele ouviu o farfalhar das folhas e se virou imediatamente. Mas quando viu, era só uma lebre.  Ele chegou em uma árvore grande, onde tinha trepadeiras que ele podia escalar. Ele pensou: se eu escalar essa árvore até o topo, talvez eu consiga ver onde a fonte de ouro está. Então ele começou a escalar e quando chegou no topo, se endireitou em um galho grande. Mas para seu desespero, o que ele viu não foi nada convidativo. Entre as árvores ele conseguiu enxergar uma espécie de criatura muito estranha. Ela tinha um chifre de carneiro, presas enormes, corpo de tigre branco, um bico muito fino e pontiagudo. O pior de tudo, a criatura tinha um cheiro insuportável, um cheiro de esgoto  misturado com cachorro molhado. Esse bicho horrendo estava ameaçando a atacar Naomi, a aluna do Japão.  Alvo ficou desesperado. Tinha que pensar em uma ideia, e rápido. Talvez se ele arrancasse um galho de sua árvore e fizesse ele levitar até cair na cabeça do monstro. Ele arrancou o galho, mas quando ia executar o feitiço, a árvore começou a ganhar vida.   

                A árvore começou a se mover e quando Alvo tentou pular dela, não obteve sucesso. Os galhos começaram a prender seus pés e de um minuto para o outro, ele estava completamente amarrado. Alvo olhou para a japonesa e viu que aquela criatura horrenda estava a 1 centímetro de devorar seu rosto.  Por sorte, o garoto estava com sua varinha no bolso, então, com um tremendo esforço, ele conseguiu pegar a varinha. Lançou o feitiço Bombarda para explodir os galhos da árvore e com um enorme impulso, a árvore foi para os ares.  Isso mesmo! A árvore começou a voar e Alvo estava em cima dela. Ele a domou e estava montado como se estivesse em uma vassoura.  Ele saiu voando, mas quando estava perto de um riacho, lembrou de Naomi e a ferra enorme, então deu meia volta. Quando chegou lá disse:

                - Accio pedra – uma pedra do tamanho de um pufoso  saiu voando até chegar em sua mão. Alvo assobiou chamando a atenção da criatura e ela olhou para ele. Ele arremeçou a pedra e o bicho saiu correndo atrás dela.  Foi até a japonesa e ela, que estava desesperada, subiu na árvore com ele. Os dois estudantes voaram até uma clareira entre as árvores e pousaram.  A Naomi disse:

                - Muito obrigada! Você me salvou daquele tigre horrendo. Mas você podia ter continuado a rota e achado a fonte. Por que voltou para me salvar?

                - Porque não queria deixar você morrer. Eu vi que sua varinha estava caída do outro lado do tigre.

                - Você é mesmo um Potter. Honrou sua família. O que posso fazer por você?

                - Bem, você poderia me ensinar a voar em uma vassoura.

                - Mas você conseguiu domar uma árvore e voar nela perfeitamente. Não precisa de aulas de voo.

                - Árvores não são a mesma coisa que vassouras.

                - Está bem. Qual seria o melhor horário? – Então eles combinaram tudo e cada um continuou seu caminho para achar a fonte.  Alvo ia subir em cima da árvore, mas quando subiu, ela o jogou para o lado.  Então teve que continuar andando.

                O céu já estava escuro e a barriga de Alvo estava roncando de fome. De repente ele começou a sentir um cheiro delicioso de faizão. Ele começou a seguir o cheiro e em pouco tempo, ele havia chegado em uma casa que estava em cima de pernas de galinha. Alvo achou estranho, mas como estava morrendo de fome, não hesitou.  Ele bateu na porta e uma velhinha com uma cara bondosa a abriu.  Ela disse:

                - O que um garotinho está fazendo no meio de uma floresta? Deve estar morrendo de fome. Entre, estava mesmo preparando um faizão. – Alvo entrou na casa. Era um espaço bem apertado. Tinha uma mesa, um fogão imenso e uma cama. A velha continuou:

                - O que você está fazendo nesta floresta, meu querido?

                - Minha escola está fazendo uma prova por aqui. Vai demorar muito para a comida ficar pronta?

                - Não minha criança. Sente nessa mesa. Já vou trazer para você. – Alvo se sentou, mas havia algo errado. Quando ele se sentou, a mesa virou uma jaula.  Então a velha apareceu na cozinha com uma faca na mão, e ela não estava muito amigável. Seu rosto estava todo enrugado, seus olhos estavam vermelhos, seus dentes viraram prezas e suas unhas estavam enormes. Alvo gritou:

                - Baba Yaga!

                - Isso mesmo meu querido!  Só tenho que aquecer o fogo. Daqui a pouco você vai estar morto! – Alvo entrou em pânico. Sua varinha estava caída no chão.  Enquanto Baba Yaga estava mexendo no forno, Alvo teve uma ideia.  Uma vez seu pai tinha falado que alguns bruxos conseguiam fazer magia sem varinha, mas apenas bruxos extremamente poderosos, mas Alvo não tinha nada a perder, então resolveu tentar. Em sua mente, ele pensou com muita força: accio varinha, mas nada aconteceu. Ele tentou mais quatro vezes, mas não obteve sucesso. Quando a velha coroca disse que faltava menos de um minuto para o forno esquentar, Alvo pensou: Eu tenho que sair daqui. Eu tenho que viver. Meus amigos e minha família precisam de mim! Então ele disse: Accio varinha!

                Alvo não acreditou no que viu. Sua varinha foi voando até a sua mão. Mas não havia muito tempo para pensar. Ele conjurou o alohomora e quando a megera o viu, ele disse:

                - Estupefaça!  - Baba Yaga caiu estuporada no chão e Alvo começou a correr, e correr e Capuft!!!!!  Ele tinha batido a cabeça em uma coisa muito dura, mas ainda estava acordado.  Quando ele viu a causa de sua batida, não acreditou no que viu. Na sua frente jazia a fonte de ouro.  Ele sabia que aquela fonte o levaria direto para Hogwarts, então Alvo pulou.


Notas Finais


Gostaram da experiencia na floresta Taiga?
Acham que algum outro aluno chegou antes de Alvo em Hogwarts?
Será que Alvo é mesmo um grande bruxo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...