História Harry Potter Mudando o Passado - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alastor Moody, Alecto Carrow, Alice Longbottom, Alvo Dumbledore, Andromeda Tonks, Antonin Dolohov, Arabella Figg, Arthur Weasley, Augusta Longbottom, Augustus Rookwood, Barão Sangrento, Bellatrix Lestrange, Carlinhos Weasley, Cassandra Trelawney, Cedrico Diggory, Cho Chang, Colin Creevey, Córmaco Mclaggen, Cornélio Fudge, Dênis Creevey, Dino Thomas, Dobby, Dolores Umbridge, Draco Malfoy, Duda Dursley, Edgar Bones, Fabian Prewett, Fenrir Greyback, Fílio Flitwick, Fleur Delacour, Fred Weasley, Gellert Grindelwald, Gideon Prewett, Gilderoy Lockhart, Gina Weasley, Godric Gryffindor, Gregory Goyle, Grope, Gui Weasley, Harry Potter, Helena Ravenclaw, Helga Hufflepuff, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Jorge Weasley, Katie Bell, Kingsley Shacklebolt, Lilá Brown, Lílian Evans, Lino Jordan, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Marlene Mckinnon, Merope Gaunt, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Mundungo Fletcher, Murta Que Geme, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Nymphadora Tonks, Olívio Wood, Padma Patil, Pansy Parkinson, Parvati Patil, Pedro Pettigrew, Percy Weasley, Personagens Originais, Petunia Dursley, Pomona Sprout, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Quirinus Quirrell, Rabastan Lestrange, Regulus Black, Remo Lupin, Rita Skeeter, Rodolfo Lestrange, Rolanda Hooch, Ronald Weasley, Rowena Ravenclaw, Salazar Slytherin, Severo Snape, Sibila Trelawney, Simas Finnigan, Sirius Black, Tiago Potter, Valter Dursley, Viktor Krum, Vincent Crabbe, Zacharias Smith
Visualizações 260
Palavras 1.587
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção Adolescente, Luta, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse capitulo é especial para os fãs de Severus Snape, claro que também trará um pouco mais da derrocada de Dumbledore

Capítulo 8 - Severus Prince Snape


Alguns dias depois da conversa com Dumbledore, Harry Peverell estava no seu escritório conversando com Minerva sobre as necessidades da EDHM Lilian Potter, quando chegou uma carta de Lucius Malfoy perguntando se ele já havia conseguido um mestre de Poções, claro que ele já sabia de quem se tratava, mas também sabia que Dumbledore iria tentar usar o homem como espião e não podia deixar isso acontecer então falou com Lucius que ainda estava procurando e que estava analisando junto com Minerva os melhores candidatos possíveis, já que faltava professores para as disciplinas de Voo, Poções e História da Magia e falou para mandar essa pessoa aqui que iria conversar com ela e ver se era qualificada. No dia seguinte as 8 da manhã, Severus Prince Snape estava lá para conversar com Harry Peverell e Minerva McGonagall, só que a sua surpresa fora maior quando ao entrar na sala encontrou Sirius Black e Remus Lupin juntos conversando com ambos.

- Severus seja bem-vindo, entre que vamos começar a reunião com vocês. Disse Minerva que conhecia bem seu ex-aluno

- S.r. Snape, como está vendo estamos reunidos com Lord Black e Remus Lupin, representante dos Potter’s. Sei que vocês tiveram seus problemas, mais não queremos que isso afete o ensino para as crianças, principalmente para o pequeno Harry Potter que futuramente irá estudar aqui. Disse Peverell: Sei bem o que James e os outros presentes aqui fizeram com você e recrimino muito isso e como patriarca da família Potter eu peço perdão em nome de James e que não desconte tudo o que eles fizeram no meu filho. Finalizou Peverell

-  Snape. Disse Remus: Eu quero pedir perdão pelo que fizemos, eu sei que poderia ter feito algo para impedir e não fiz. Estou profundamente arrependido. Falou Remus

- Ranho... quero dizer Snape, sei que muito impliquei com você juntamente com James e na maioria das vezes você nunca tinha feito nada, agi covardemente e não é só porque estou aqui que estou falando isso, mais sim pois estou tendo uma chance de cuidar do meu afilhado e pela felicidade dele eu quero ser uma pessoa melhor, então eu peço que me perdoe. Falou Sirius Black

- Lord Peverell, Lupin e Black, referente aos seus pedidos de desculpas eu aceito e também gostaria de pedir desculpas por tudo que eu fiz e causei a vocês, pois foi graças a mim que o Lord das Trevas ficou sabendo da profecia e vocês não fazem ideia do quanto me arrependo e foi por isso que tentei matar Dumbledore e não consegui e o mesmo me pediu que ajudasse a proteger Harry, mais agora vejo que com vocês lado a lado ele estará bem protegido e pretendo cumprir o que prometi não por Dumbledore, sim por Lilian minha única e verdadeira amiga. Falou Snape com lagrimas nos olhos.

Sirius e Remus resolveram sair já que o assunto que seria tratado agora não era de extrema importância e no momento eles não teriam participação na história. Enquanto Peverell, Snape e Minerva conversavam sobre a matéria de Poções e Snape acabou ficando com a vaga, o que deixou Minerva mais tranquila, pois ela tinha ciência da inteligência de seu ex- aluno e sabia que ele seria um excelente professor.

- Senhores, irei deixá-los a sós, pois ainda tem alguns a tratar, Professor Snape nos encontraremos daqui a dois dias na reunião com todos os outros professores. Disse Minerva deixando ambos a sós.

- S.r Snape, antes de mais nada eu peço que me escute, pois sei que Dumbledore vai querer que informe o que está sendo feito aqui, claro que acho isso inadmissível mas não posso obrigar ninguém a jurar lealdade a mim, só peço que não conte nada sobre a vida do Harry, além do que se dependesse de Dumbledore o garoto estaria morando com os tios e sei que você conhece muito bem e sabe que naquele lugar ele não teria um pingo de amor, seria tratado pior que um elfo domestico e ele não tem culpa de sua tia não possuir magia. Então posso contar com o senhor? Perguntou Peverell

- Tenha certeza que sim, farei o possível para proteger o garoto, pois foi a promessa que fiz e não pretendo ser espião  de Dumbledore, pois entre os comensais da morte que não foram para Azkaban eu sou um traidor e só não me aconteceu nada ainda por andar sempre precavido, muito obrigado pela oportunidade Peverell. Disse Snape

- Como Herdeiro da família Prince, o senhor tem acento na Câmara dos Lordes e eu gostaria que o senhor tomasse posse, pois eu já possuo o apoio dos Black’s, dos Malfoy’s e dos Potter’s e sei que o senhor poderia ser de grande ajuda na melhora que pretendemos fazer no mundo bruxo. Disse Peverell

- Pode contar comigo. Disse Snape: Agora tenho que ir visitar meu afilhado. Falou o homem saindo logo em seguida.

POV SNAPE

Severus se culpava muito pela morte de Lilian e cometeu um erro tremendo ao prometer a Dumbledore que iria proteger o pequeno Potter, sendo que ele não queria ter contato com a criança mesmo ela sendo filho do seu grande amor, mas também era de seu maior inimigo, mais como havia prometido e Severus Prince Snape cumpria suas promessas, ele faria tudo o que pudesse até o fim mesmo que isso custasse a sua vida. Ele estava em casa, pensando, pois no dia anterior tivera uma conversa com Dumbledore.

Flashback

- Severo meu menino, fico feliz que tenha atendido ao meu chamado. Falou Dumbledore

- O que foi Alvo? Perguntou Severus

- Como sabe Horácio quer se aposentar e estamos buscando um novo professor de Poções. Disse o homem: E quero que essa pessoa seja você, tenho certeza de que é bastante qualificado para o cargo e Horácio ficou muito feliz quando sugeri seu nome. Finalizou o velho

- Acho que serei obrigado a recusar, pois pretendo dar aula no exterior por um tempo, eu preciso me afastar um pouco de tudo isso. Falou o homem

- Eu sei como se sente, mas lembre-se de que prometeu que iria me ajudar com a segurança de Harry. Falou Dumbledore

- Eu tenho ciência disso, e farei minha parte para proteger o garoto, mas isso não significa que vou trabalhar em Hogwarts, espero que entenda isso Dumbledore. Falou Snape

- Eu sei disso, mas a sua imagem perante o Ministério da Magia está manchada no momento, já que para todos você é um traidor, que traiu Voldemort. Falou Dumbledore

- Alvo, eu vou fazer o seguinte. Disse Snape: Eu vou pensar com calma e te dou uma resposta, pode ser. Disse o homem indo embora logo em seguida.

 Saindo de Hogwarts, ele foi pra casa, pois precisava relaxar um pouco, já que Dumbledore não iria deixá-lo em paz até que ele se tornasse o novo mestre de Poções em Hogwarts, onde sabia que o maldito do velho iria tentar controlá-lo, mais esse foi um preço que ele arriscou a pagar quando tentou matar o diretor. Chegando em casa, não ficou surpreso de encontrar Lucius no seu sofá tomando um copo de Whisky de Fogo, mas resolveu não perguntar nada já que sabia que o homem falaria logo.

- Severus eu tenho uma novidade para te contar. Falou o homem empolgado

- Que novidade seria essa Lucius? Perguntou Snape

- Eu consegui com Lord Peverell uma entrevista pra você, como sabe ele e sua esposa estão abrindo uma escola para ajudar as crianças assim que manifestarem sua magia acidental e claro que terão algumas atividades curriculares e Poções está na grade, só que não acharam um professor e então indiquei você e ele o espera amanha de manha. Disse Lucius entregando o papel com o endereço a ele.

No dia seguinte ele estava pontualmente no horário marcado em frente a Peverell Manor e fora atendido por um elfo bem arrumado chamado Luk que o encaminhou para a sala de reuniões onde seu patrão já esperava por ele, quando chegou lá ele ficou surpreso ao encontrar Sirius e Remus, e sabia que eles tinham ciência de que fora a informação que ele dera ao Lord das Trevas que custara a vida de Lilian e James, mais ao invés de o atacarem, eles pediram perdão por tudo o que tinham feito e o perdoaram pelo seus atos e ao sair dali tinha conseguido um emprego longe da manipulação de Dumbledore e também um grande e poderoso aliado, que o fez assumir seu legado como Lord Prince.

Fim do Flashback

Saindo da Peverell Manor, em vez de ir visitar seu afilhado Draco Malfoy, Severus fora diretamente ao Gringotes, pois tinha assuntos a resolver de extrema importância. Chegando se dirigiu a um dos duendes e disse:

- Bom dia, gostaria de fazer um teste de Herança. Falou Snape

- Favor queira me acompanhar senhor. Falou o duende. Minutos depois eles chegam a sala de outro duende, e em seguida o duende se retirou deixando Snape sozinho com o duende

- Prazer S.r. Snape, me chamo Grampo e vamos fazer um teste simples de Herança. Disse o duende indicando os procedimentos que seriam feitos e em seguida ele pode ler o seu testamento

Severus Prince Snape

Pais: Eillen Prince e Tobias Snape

Avós Maternos: Marcus Credence Prince e Sophie Lavender Prince

Avós Paternos: Alvaro Henrique Snape e Sarah Webber Snape

  Cofres 151(Fortuna Estimada em Aproximadamente 22 milhões de Galeões).

1 Casa na França

1 Casa na Inglaterra

3 acentos na Câmara dos Lordes


Notas Finais


O que acharam do fato dos Marotos pedirem perdão?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...