História Haters ;; Interativa - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Bulletproof Boyscouts, Hater, Interativa, Vagas Abertas
Visualizações 44
Palavras 1.629
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


chegueiii
desculpem-me a demorinha e não desistam de mim!! :c
gentee, a florence eh a suran pra quem tava em dúvidakkkj deem view na minha utt obg dnd
deem amor pra esse capítulo também, eu amei ele <33
espero que tenha explicado bem as coisas a
espero que gostemmm e eh isto szz

Capítulo 3 - Capítulo Três ;; Pacify Her


Fanfic / Fanfiction Haters ;; Interativa - Capítulo 3 - Capítulo Três ;; Pacify Her


A sala estava em um silêncio mortal desde que Bang Sihyuk havia proposto um contrato com as sete garotas daquela sala. Era o seguinte; teriam de fingir serem as supostas namoradas dos membros do grupo a qual Sihyuk gerenciava, BTS. Isso provavelmente é o sonho de qualquer garota de treze anos que goste de k-pop, mas para aquelas seis garotas era o pior pesadelo. 


As seis se encaravam sem ter alguma reação pra mostrar, cada uma sentindo coisas diferentes no interior. Florence era a única que se mantinha impassível, o olhar preso na mesa enquanto dedilhava os dedos sobre suas coxas. Já sabia da proposta e tinha sua resposta na ponta da língua, sendo incapaz de negar isso, tendo até seus próprios e bons motivos.


— Isso é sério? — Victoria foi a primeira a se pronunciar, assim que notou que nenhuma das outras pretendia realizar nenhuma ação perante aquilo. Seu olhar era o típico olhar assassino, lançando-o na direção do CEO. 


— Tory... — Katherine segurou a mão da mais nova como em uma tentativa de a manter calma, mesmo que estivesse tão irritada quanto a irmã.


— Eu nunca iria aceitar uma coisa dessas, pelo amor! — Mia disse logo em seguida, levando os olhares da sala para si, enquanto cruzava os braços e arqueava a sobrancelha desenhada.


Logo todo o silêncio fora suprido pelas seis garotas falando ao mesmo tempo. Todas mostravam seus motivos para aquilo e pareciam realmente irritadas com a proposta, como se o homem tivesse falado algo absurdo. Falavam em tons altos e que traziam até uma atmosfera ruim e briguenta na sala. Sihyuk apenas suspirou e olhou para Florence, que deu de ombros observando a cena. Foram interrompidas pela entrada de um garoto na sala.


— PD-nim, você já... — a fala do acastanhado morreu assim que entrou na sala e viu todas as garotas, tendo o olhar de todos para si. — Hã, eu acho que eu vou...


 — Fique, Taehyung-ssi. — o mais velho pediu, olhando para o garoto que parecia envergonhado por sua entrada repentina. Ele caminhou lentamente e se sentou sobre uma das cadeiras vagas em um espaço mais isolado na sala, observando três garotas cruzando os braços por sua presença, sendo estas Victoria, Mia e Chohee, as três recostando-se na cadeira em que estavam sentadas.


— Olha PD-nim, não podemos aceitar essa proposta, temos todas nossos motivos e seria impossível trabalhar junto desses garotos devido á tudo o que aconteceu com cada uma de nós. — Katherine tomou a frente, falando com uma calma e leveza invejável, olhando com ternura para o homem.


— Meninas, — Florence finalmente se pronunciou, olhando para todas com suplicância. — eu sei que deve ser uma coisa difícil para cada uma de vocês, mas seria pedir muito? A empresa realmente precisa disso, e embora pareça algo extremamente perigoso, teremos segurança reforçada para cada uma de vocês, e caso aconteça realmente algo grave ou os meninos ultrapassem os limites, vocês podem rasgar esse contrato se quiserem, e a empresa deixará vocês irem. Apenas precisamos acalmar as fãs por um tempo, saber como elas irão reagir caso algo assim aconteça no futuro, que de fato irá acontecer, será como um preparo para elas, para os meninos e para as futuras namoradas ou esposas deles. Não estamos obrigando vocês nem tornando esse relacionamento real, apenas queremos um pouco de atuação. Vocês podem fazer só isso pela empresa?


Um silêncio reinou por um tempo depois da fala de Florence. Todas pareciam começar a pensar na futura ação comprometedora que tomariam, sem tomar nenhuma conclusão precipitada. Taehyung as encarava com um tanto de pena e querendo ajudar ainda assim, além de também não querer prejudicar nenhuma em suas vidas atuais. Ele olhou para Florence, que estava olhando para os lados e rapidamente conectou seu olhar com o dele, enquanto ele fazia um movimento leve de cabeça para a porta, insinuando para que conversassem lá fora.


Assim que Florence e Taehyung saíram sobre olhares de todos, o mais velho se pronunciou, isso após beber um pouco do café que servia em um copo pequeno.


— Vocês podem terminar o relacionamento quando quiserem, inventaremos uma mentira qualquer para os fãs se isso acontecer. Cada relacionamento será revelado em um intervalo de tempo para não ficar algo tão óbvio e vocês serão treinadas para cada ato, precisarão realmente entender e entrar em uma estória de amor que obviamente não aconteceu. Já temos tudo planejado e vocês precisaram até ensaiar um pouco com os garotos sobre seus futuros atos, mas para compensar tudo isso vocês irão receber uma boa quantia de dinheiro, afinal iremos dever isso á cada uma de vocês. Não queremos obrigar nenhuma á nada, então digo que podem pensar com calma em casa, junto da família de cada uma, e chegar á uma conclusão até segunda-feira, quando solicitarei outra reunião. Agradeceriamos muito se fizessem isso por nós. — e com essa última palavra e um sorriso curto, o CEO se levantou lentamente e deixou a sala, fechando a porta com um som fraco que pareceu um grande baque para cada uma.


— Por que nós? — Mincha indagou após a saída do CEO, cruzando os braços e começando a bater o pé contra o chão, enquanto o rosto possuía uma feição irritada.


— Né! Podiam ter chamado qualquer outra fã desesperada que ela aceitaria sem mais nem menos. — Chohee disse se levantado, já nos preparos para sair da sala e ir para sua casa, já sentia falta da companhia de seu cobertor e seus livros.


— Acho que é difícil encontrar fãs com mais de dezoito anos. — Yura deu uma risada nasal depois de sua fala, como se zombasse de alguma coisa. As outras garotas riram rapidamente de suas palavras.

 
— Porque a maior parte das mulheres com mais de dezoito anos não tem uma mente alienada como a de garotas que gostam disso. — Victoria disse, recebendo outras risadas. Estavam tendo finalmente um tempo bom naquela sala, mesmo que estivessem "falando mal" de outras pessoas, era a coisa que mais tinham em comum mesmo.


— Hey, me passem o número de vocês, precisamos criar um grupo anti-BTS. — Yura disse rapidamente para as novas conhecidas, fazendo com que elas rissem rapidamente, recolhendo o celular que a garota de cabelos curtos mostrava para anotarem seus números.


As seis começaram a caminhar em direção á saída da sala, uma de cada vez enquanto riam abertamente das piadas que faziam, mesmo que todas elas contessem um pingo de ódio em cada palavra. Assim que saíram, deram de cara com um corredor vazio, isso se não fosse pela presença de Florence, que parecia um pouco impaciente com os braços cruzados e batendo os pés.


— Ah finalmente! — ela esbravejou, vendo todas as seis figuras fora da sala. — Meninas, espero mesmo que pensem bem nessa proposta, é muito importante para nós. Aguardaremos ansiosos a resposta de vocês. — ela sorriu de forma amistosa e amigável, mostrando suas feições fofas. — O Bang PD-nim pediu que eu levasse vocês até a saída então...


Todas as seis concordaram com sorrisos. Florence era simpática demais para conversar ou ficar no mesmo cômodo que ela sem sorrir. Caminharam todas até a saída da grande empresa, passando pelas portas com calma e de forma lenta.


— Obrigada pela presença garotas, foi um prazer conhecer vocês. — Florence fez um fraco aceno com a cabeça enquanto as garotas acenaram com as mãos, antes de virar para trás ao que uma voz masculina a chamou com surpresa, vindo com rapidez abraçar ela, porém as garotas não conseguiram enxergar quem era exatamente, apenas reconheceram fios negros.


Assim que se viraram, Mincha rapidamente pronunciou.


— Ela tá ficando com algum deles. — o que fez todas rirem, ato que até fez algumas pessoas da rua olharem para o grupo que andava lentamente pelas ruas agora.


— Será que é com o Taehyung? — Chohee indagou, olhando para as outras que riram levemente, Victoria e Mia ambas com uma risada um pouco nervosa.


— Espero que não, ele não merece uma garota como a Florence. — Mia argumentou, arqueando uma das sobrancelhas e fechando os olhos, como se contasse um fato. 


— Ah, e ele merece uma garota como quem? — Victoria olhou de volta para ela, como se fossem discutir mesmo que não passasse de uma brincadeira boba.


— Como você, fútil igual ele. — Mia respondeu rapidamente, fazendo as outras garotas realizarem um som como se Mia tivesse dado uma grande resposta, para rirem em seguida. 


— Que horror, não me compara com ele! — Victoria deu um tapa no braço da outra rindo, mesmo que no fundo estivesse um tanto nervosa pela comparação.


— Hey, já pararam de brigar pelo coração do Taehyung ou vão continuar? — Katherine indagou olhando para as duas com um sorriso zombeteiro.


— Ah Kath, vá dar uns beijo em Jimin que tu ganha mais! — Mia respondeu de volta, atraindo mais risadas ao grupo de amigas. Katherine a lançou um olhar indignado, isso antes de voltar á rir.


— Ok gente, mas é sério, a Florence é da Big Hit? Pensei que eles não aceitassem garotas. — Yura raciocinou rapidamente, parando um pouco das risadas por um tempo.


— Ela não é da Big Hit, se não me engano ela é da Million Market. — Chohee respondeu rapidamente, tentando entender o que a outra estava querendo dizer.


— Então por que ela falava como se fizesse parte da empresa? — Mincha indagou também, olhando para as outras garotas que pareciam confusas.


— Pois é, e ela não parecia odiar nenhum dos meninos. — Yura disse novamente, tentando raciocinar e chegar á alguma conclusão sobre a cantora desconhecida.


— Então ela provavelmente tem alguma dívida pra pagar com a empresa. — Victoria chegou rapidamente á uma conclusão, fazendo com que todas as outras olhassem para ela de forma repentina.


— Ou ela tá realmente namorando um deles. — a fala persistente de Mincha trouxe risos novamente ao grupo, que prosseguiam sua caminhada até a residência de cada uma naquele fim de tarde.
 


Notas Finais


quem será que dona florence abraçou hein? rsrs
admito que adorei bancar uma de hater aquikkkkj me senti ofendida com minhas próprias palavras
inclusive tivemos a aparição do primeiro nenezinho aaa <33
gentee, mudei o design dos banners, cês gostarammm?
teoriasdepareseuaceitopqaquitevedicasrs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...