1. Spirit Fanfics >
  2. Hazbin Hotel (interativa) >
  3. Santo Berço.

História Hazbin Hotel (interativa) - Capítulo 5



Notas do Autor


[Aqui é a co autora, @PessoaSu, o desenho na capa é de minha autoria e espero que gostem do capítulo!]

Capítulo 5 - Santo Berço.


Fanfic / Fanfiction Hazbin Hotel (interativa) - Capítulo 5 - Santo Berço.

Bebida, taças e música alta, 

Corpos dançando em roupas curtas e apenas um parecia um pouco entediado em tudo isso,

essa não era a praia dele, porém a dança era. 

Little Cat era o nome do misterioso ser, que era um gato com uma máscara de gato,

parecida com as de Kitsune que encontrariamos por aí. 

 

Pov on Dark-hoo – 18:20 – Noite. 

 

Chegar no inferno... Nunca fora uma surpresa para mim, eu já sabia que eu chegaria aqui desde que resolvi tomar um novo rumo para a minha vida... Minha vida na terra, sou um dos casos que foi tomado pela escuridão de uma forma tão brusca e rápida que nem sei como tudo isso começou... 

Não é tempo de lamentar o que passou, estando no inferno ou não, ainda preciso trabalhar... E é como um dançarino ou stripper, você decide como quiser chamar e atendente do Strip Bar chamado “Santo Berço”, tem bastante gente por aqui hoje – mais do que o comum. Acredito que é por que seja “fim de semana” e a maioria queria uma diversão maior. 

- Com licença, Little Cat – Chamou uma das strippers, Lohn, me tirando dos pensamentos – P-Poderia cobrir meu horário? Minha roupa... Meio que rasgou... 

Keurom*! eu irei cobri-lo por você, pode cuidar das bebidas por enquanto? - Tenho uma das piores paciências para esperá-la falar, ela fala tão lento que às vezes sinto vontade de esmagar essa bebida na cabeça dela, mas às vezes precisamos ser gentis. 

- Obrigado! - Agradeceu Lohn indo atrás do balcão apenas para cuidar das bebidas enquanto isso, eu ia diretamente para os vestiários e me vestir para o trabalho. 

- Ei, não é teu horário... - Falou um dos meus melhores amigos, Fire como chamam aqui – Migo, pegou o horário de alguém? 

- Lohn... Tinha que retribuir, lembra de quando ela cobriu o meu? - Pergunto e Fire acena com a cabeça e logo me encara – Fala. 

- Nada... Só vamos logo para o palco – Falou Fire de forma simples e logo, nós dois mais alguns strippers, subimos para o palco e começamos a preparar a se preparar para dançar, quando me viram começaram a vibrar os aplausos e assobios... Talvez eu seja conhecido por aqui...? De uma forma ou de outra, comecei a cantar... A conhecida música, Toxic. 

Baby, can't you see  

I'm calling  

A guy like you  

Should wear a warning  

It's dangerous  

I'm fallin'  

There's no escape  

I can't wait  

I need a hit Baby, give me it  

You're dangerous I'm lovin' it  

Too high Can't come down  

Losing my head  

Spinning 'round and 'round  

Do you feel me now  

With a taste of your lips  

I'm on a ride 

 You're toxic 

I'm slipping under  

With a taste of a poison paradise  

I'm addicted to you  

Don't you know that you're toxic  

And I love what you do  

Don't you know that you're toxic 

Os aplausos não pararam por um minuto, os assobios ficando presos em minha mente enquanto todos dançavam ao ritmo da música de maneira sensual, Fire sorriu com isso debaixo da máscara e enquanto eles se moviam para os convidados, eu continuava no palco. 

Eu consigo ver o olhar de Valentino – alguém que me assusta – cruzando com o meu por microssegundos, ainda bem que ele não notou e foi para observar os outros. Me livrem desse cara por favor... Quero trabalhar para ele não. 

Até a música cessar, ele continuou na volta e eu vi o mesmo me seguindo, porém resolvi ignorar por hora... E eu cheguei ao meu vestiário particular. Quando eu ia fechar a porta, ele a parou com uma mão. 

- Então, podemos conversar, Little Cat? - Perguntou Valentino com um sorriso enorme – Pois acho que podemos... - Aha, ele acha que vai conseguir. 

- Sinto muito Senhor Valentino, tenho coisas a fazer – Ele me encarou um pouco surpreso, mas não parou. 

- Então... Já pensou em ganhar mais dinheiro? 

- Estou bem feliz e satisfeito com a quantia que recebo e senhor Valentino, não sou uma pessoa que queira se meter com – E então, aponto para Fire que observou a conversa com um olhar maldoso cruzando os olhos – E acredito que o senhor não queira se meter com Fire de novo, não é mesmo? Não importa o que tente, Val~ - Rio com a expressão um pouco assustada, porém não desistente dele – Você não consegue nem ao menos me tocar e se puder, vá logo embora, só sua presença me deixa nos nervos! Arg! 

- Está tudo bem por aqui, Little cat? - Perguntou Fire com um olhar afiado, uma nota, quando não dançava, ele era o segurança local e uma pessoa bem poderosa, porém não era um overlord, mesmo que tenha vencido um – Preciso contar a todos de seu fracasso ou deixara meu amigo em paz? 

- Hmmm... Você é sortudo, Little cat - Porém, eu apenas rio com as suas palavras. 

- Amore, pode ser o que quiser, eu te dou um pau! - Falo com confiança e Fire acena afirmativamente com a cabeça - De qualquer forma, não precisa mais “vigiar” a mim, você pode ir... E Fire, vem comigo. 

Fire rapidamente se aproximou e Valentino foi embora, quando Fire passou pela porta, eu comecei a rir. 

- Você viu a cara dele? Algo como “Nossa... Ele parece bem forte!” ou “Não quero apanhar de novo” - Começo a rir enquanto vou para a minha sala privada - ENTÃO, fala Elias, o que te incomodas? 

- Viu as notícias? - Perguntou Fire de forma um pouco chateada com a minha imediata negação - A Princesa Charlie abriu um hotel para ajudar os demônios a redenção. 

Chamkkanmanyo*, a Princesa Charlie abriu isso? - Pergunto enquanto começo o meu banho – Nossa, Assa*! Mas por que está falando isso do nada? 

- Você não é uma pessoa ruim, Dark-Hoo – Falou Fire de forma simples me fazendo suspirar – Eu sei o que aconteceu, mas... Por favor, pense em se juntar e se render, seria muito bom ver você indo aos céus. 

Molla*... - Digo de forma pensativa – Talvez... Eu vou dar uma passadinha e conferir o hotel... - Afirmo e então, após alguns minutos, saio do banho totalmente vestido para sair daqui. Apenas um casaco rosa com uma saia rosa também, eu gosto dessa cor e adoro ver o olhar de Fire, adorando essa roupa tanto quanto eu. 

- Você está lindo como sempre – Falou Fire e logo ele me encarou seriamente – Promete que vai pensar em ir no lugar? 

Yaksok* – Sorrio e dou um leve soco no ombro dele – Agora vai se arrumar, temos que ir para casa, você disse que tinha encontrado uma raposa né? 

- Raposa branca, ela era linda... - Falou Fire se separando de mim e indo se arrumar em sua sala privada, eu suspiro e começo a brincar no celular, tinha algumas mensagens do meu chefe, então resolvi lê-las... 

Chefe: 

Little cat, iremos receber duas novas strippers, como atendente do bar e meu preferido - não diga isso aos outros - peço que as apresente tudo e as ensine como tudo funciona por aqui, okay? 

Eu: 

Claro, Chefe! Pode contar comigo. 

Chefe: 

Que bom que respondeu, sua roupa estava diferente dos outros e eu gostei desse detalhe. De qualquer forma, Little cat, preciso que você também me diga: 

Você está pensando em ir para o Hazbin hotel? Pois se sim, estará tudo bem, também penso em ir para lá. 

Eu: 

Sério? Ah, então... Acho que vou pensar mais ainda sobre o assunto... 

Chefe: 

Não se pressione a fazer essas coisas, Little cat, agradeço seu retorno e pense com carinho em relação ao Hazbin Hotel. 

As garotas irão chegar em alguns dias, então fique tranquilo. 

Bom parece que terei mais trabalho ainda amanhã ou depois de amanhã... Ah, eu estou tão cansado, quero ver logo a raposa, fazer um carinho nela e depois ir para casa e hibernar por 4 gerações. 

Mas, eu me sinto tão exausto... Nossa, não sabia que eu estava tão cansado até ficar parado por alguns segundos, bom, eu trabalhei o dia inteiro hoje... Não me surpreendo nada por isso. 

- Dark? - Nem percebi que o outro se aproximou de mim, Elias estava em minha frente com sua roupa natural, uma camisa preta com um casaco cinza por cima que combinava com suas calças, também cinzas e seu sapato branco - Você está bem? 

- Um pouquinho cansado, eu vou para sua casa ver a raposa amanhã... Eu acho que vou para casa – Falo e Elias me encara preocupado, mas me compreende e acena com a cabeça. 

- Quer que eu te leve para casa? - Perguntou Elias de forma simples e ele fica um pouco chateado com isso, porém não liga muito para isso – Okay, passe bem, tome cuidado, viu? 

- Sim, eu vou, obrigado pela preocupação - Lentamente, me afasto do mesmo, indo para a porta de saída do Strip bar, Santo Berço e começo a caminhar pelas ruas, tinha um caminho mais curto que quase nenhum demônio está por alí... Às vezes tem o Valentino e outros, porém nunca me percebem... Eu acho. 

Começando a caminhada pelo caminho mais curto para minha casa, quase não percebo que o Alastor estava indo na mesma direção que eu. 

- Olá! - Seu tom de rádio entrou em meus ouvidos, fazendo minhas orelhas se retraírem – Oh, parece que essa coisa está muito alta. 

- Mais ou menos, eu diria, Senhor Alastor – Digo de forma respeitosa e antes que eu pudesse falar algo, noto que o mesmo está diminuindo o som de seu rádio. 

- Assim está melhor, querido? - Apenas aceno afirmativamente e ele percebe meu casaco – Rosa? Não achava que gostava dessa cor... Está indo para a sua casa? 

- Ah, sim, até que gosto... Porém, meio que só tinha rosa no meu armário no Santo Berço e sim, estou! - Falo com um sorriso e logo, Alastor dá um estalar de dedos e meu casaco está vermelho – Bom, melhor assim! - Começo a andar para casa, apenas para ser seguido por Alastor. 

- Que bom que está gostando tanto dele, lembro de quando a gente se conheceu, você estava com um terno lindo! - Falou Alastor com um sorriso enorme. 

- O terno era parecido com o seu e esse é o único motivo que você gosta dele! - Acuso colocando a mão na testa, fingindo um drama. 

- Oho? Sabia que os últimos demônios que me acusaram de algo não existem mais? - Falou Alastor com um sorriso assustador... 

- Como se você fosse me machucar, Alastor... Eu confio em você, sei que fara nada – E então sorrio – Vamos, irei te fazer seu preferido. 

- Você pegou outro cervo?! Oh! Querido, você é uma das minhas pessoas favoritas do inferno!~ - Rapidamente Alastor voltou totalmente ao animo e continuamos a nossa caminhada até a minha casa, minha casa era o que você não esperava no inferno, era dentro de uma pequena floresta e era um pouco colorida demais – Ah, o cheiro de cervo morto é delicioso! 

- Ararara! - Zombo fazendo Alastor revirar os olhos. 

- Nunca faça esse som, as succubus adoram – Zombou Alastor abrindo a porta da minha casa – Você primeiro. 

- Ah, que gentileza – Rio fazendo Alastor revirar os olhos de novo – Vem, deve estar totalmente cozido até agora. 

- Deixa eu adivinhar, você o preparou como um profissional para tentar impressionar alguém... Porém essa pessoa não veio? - Zombou Alastor, referenciando minha lista de fazer isso. 

- Na realidade... Fiz especialmente para você - Falo com um sorriso, tirando o cervo cozido do forno e colocando na frente de Alastor – Eu vou descansar a mente, você sabe o que fazer. 

- Desfrute esse cervo comigo – Falou Alastor sem pensar duas vezes me fazendo o encarar - Você comeu algo nesse dia? 

- Ah... Eu acho que esqueci... - Falo pensativo e Alastor apontou para a cadeira do seu lado, apenas consegui sorrir e revirar os olhos, me aproximando da mesa novamente e me sentando na cadeira – Jagiya*, bom apetite. 


Notas Finais


Cover - Toxic:
https://www.youtube.com/watch?v=G9M66zwqS8c

Dicionário coreano: (Sim, Dark-Hoo é coreano)

Keurom*: Claro!

Chamkkanmanyo*: Espera/Espera um pouco (Informal.)

Assa*: Legal, maneiro ou bacana.

Molla*: Não sei.

Yaksok*: Promessa.

Jagiya*: Querido/querida (Utilizado por casais ou não.)

---Roupas:

A primeira roupa foi a que ele usou antes do show, a segunda foi aquela que ele usou no palco e a terceira para sair dalí.

https://br.pinterest.com/pin/631629916482629986/

Fire usava apenas um terno de stripper na primeira cena, após um tempo, quando eles saíram ele utilizou essa roupa:

https://br.pinterest.com/pin/591308626069201412/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...