1. Spirit Fanfics >
  2. Hazbin Hotel...o que poderia acontecer >
  3. Quando tudo da errado, uma luz pode brilhar

História Hazbin Hotel...o que poderia acontecer - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


ola meus queridinhos demônios infernais , como estão,??
este ep esta romântico e triste, alem de estar curtinho, para uma leiturunha rápida ... espero que gostem

Capítulo 4 - Quando tudo da errado, uma luz pode brilhar


Fanfic / Fanfiction Hazbin Hotel...o que poderia acontecer - Capítulo 4 - Quando tudo da errado, uma luz pode brilhar

o dia amanheceu frio...eu desci as escadarias do hotel em direção ao lobby, e esbarrei em angel, ele estava se admirando no espelho com seu porquinho na mão ( sempre esqueço o nome dele rrsrsrrs)

-eu sou gostoso perfeito, e vc tambem meu bebê

-an...angel?

-charlie!

-o que está fazendo

-me admirando, cara se eu me visse na rua ...eu me catava 

-ksksksk...nem um pouco humilde você né

-se eu tivesse humildade, eu simplesmente não teria vindo para o inferno - ele ri e limpa a berada da boca, como se estivesse escorrendo, mas estava seca 

-rrsrs...boa - ri e continuei meu caminho

cheguei perto da porta havia uma carta, endereçada a mim! e era de mamãe ..corri para o sofá, a abri 

 

Charli!...como esta filha?, seu pai e seu tio satan, se reuniram com a elite e decidirão a data do próximo expurgo… eu lamento muito por isso, parece que seu tio não consegue ver seu progresso ...como eu vejo.

durante a reunião, dois demônios negaram o expurgo, mas o resto concordou, eu tentei fazê-los ver que era desnecessário, e o máximo que eu consegui foi adia-lo

e aqui vim te dar a data  5 semanas .

eu te amo minha princesa infernal

bjs com amor lilith

 

eu estava em choque, o expurgo…,5 semanas, eu… eu nao sei o que falar tudo parece tão...tão pequeno, minha visão está embaçada por causa das minhas lágrimas. 

Corro em direção ao meu quarto, bati a porta e grito ajoelhada no chão

-AAAAAAAAA- soco o chao e continuo a gritar - EU ODEIO, ODEIO TODOS ELES.

Meus chifres, e meus olhos de demônio estão aparentes.  deito na minha cama segurando a carta.

 escuto minha porta abrir , e a última pessoa que eu pensaria que iri entrar está lá,...Nift

-senhorita Charlie?...está tudo bem -ela fala em um tom calmo, nunca ouvi ela falar assim

eu me sento na cama e seco meus olhos- está tudo…

-não minta -ela me cortou antes que consiga terminar

-leia! -digo e entrego a carta - e vai entender

ela se senta na cama ao meu lado e começa a ler. Quando termina, me olha poe a mao na minha perna e me olha com afeto

-estúpidos - ela diz - e  me abraça

eu respiro fundo e retribuo o abraço

-o que você vai fazer senhorita charlie?

-nada…, nao tem nada que eu possa fazer

-como nao, voce e a princesa do inferno…, faça alguma coisa, mostre para seu povo,...pelo que li você ainda tem 5 semanas

-Nifth!

-Nifth nada, me escute princesa…, avise os outros sobre essa carta, e não se esqueça que Alastor e um dos membros da elite

-verdade! - eu olho intrigada -... posso tentar pedir para ele falar com meu pai e meu tio

-e podemos invadir e matar todos - nifth olha maleficamente-

- que isso nifth,..estou tentando impedir um massacre, então não vamos matar ninguém

-srsrs...desculpa , acho que me empolguei

-desci as escadarias correndo para falar com veggie, mas parei e pensei melhor em tudo. uma invasão, eu fui expulsa do castelo, com uma invasão iria só virar mais motivos de riso, e claro que o tio satan iria rir e destruir tudo o que eu construí até agora.

 então respiro fundo me olho no espelho ajeitei meu rosto...e desço as escadas 

-husk!....preciso de um vinho 60 anos 

-Charlie?...você nunca pede bebidas alcoólicas

-pois veja bem, hoje eu pedi, preciso de um plano ou alguma coisa

-nem vou perguntar a merda que você fez, vou te dar algo mais forte, e voce nao me fala nada, nao estou afim de escutar 

 Husk me dá uma mistureba de álcool...e eu posso afirmar que depois de uma taça já estou bêbada o suficiente para não conseguir subir as escada.

( merda como vou subir essa porra, quero ir para meu quarto e nao ver ninguem)

tento subir um degrau e , ele parece estar girando, ( as escadas estão se movendo?...girando?), de repente sinto uma mão em meu ombro

-Charlie, você está bem

-ohu!...Alastor - digo com a voz arrastada, enquanto tento subir mais um degrau agarrada a parede, para nao cair  -...eu estou ótima 

  ele segura meu braço e me carrega ao meu quarto

-você está bêbada charli,...nunca fica bêbada, que tipo de exemplo vai dar?

eu reviro meu olhos e digo - exemplo?...que se dane, o maldito exemplo, todos vão morrer, ninguém acredita no que quero fazer , ninguém acredita no que eu acredito  

-realmente...tudo isso e estupidez, mas

-VIU...até você,...me diga a verdade alastor...o foda demônio do rádio -digo e quase caio-...você ajudou a organizar o próximo expurgo?

-eu..

-NÃO MINTA- aponto o dedo em seu rosto-...eu sei que você e membro da elite, e tem contato direto com as reuniões infernais, e aos líderes, no caso meus pais 

 ele se senta em minha cama, me colocando do seu lado,(nao consigo me parar de pé )

-vou ser franco com você, eu estava lá...mas meu voto foi não, em relação ao expurgo

eu respiro e choro, alastor me abraça e diz - odeio toque , mas acho que vc está precisando disso-...eu suspiro e pergunto

-voce acredita que algum dos demônios pode entrar no céu com a minha ajuda ?

-francamente?....sim, acredito, mas o demônio tem que querer muito para isso acontecer 

eu suspiro, levantou de seu abraço arrumo meu cabelo e deu um sorriso falso e digo

-você nunca está totalmente vestido até por um sorriso 

- exato

-obrigada pela sinceridade Al, acho que sei o que fazer

- e o que vai fazer ?

-proteger vocês, e deixar acontecer , e que posso fazer?, rsrsr nifty disse para invadir o palácio

-burrice 

-concordo, fui expulsa de lá que força eu tenho, contra a meu pai, meu tio..e toda a elite ?, o único jeito, e ir devagar um demônio de cada vez

-um demônio de cada vez…, gostei da frase 

eu rio e faço carinho em seu cabelo

-e macio! - ele ri me encara por alguns segundos...segura meu rosto e beija-

um beijo inesperado...ele tem lábios gelado mas macios o beijo se aprofunda ele segura em minha cintura com uma mão e acaricia meu cabelo com a outra, eu o paro assustada .

ainda sem ar tento falar, mas nada sai da minha boca

-desculpe - ele diz e sai do meu quarto-

 eu fico paralisada sem entender, será que e a bebida, ou isso aconteceu mesmo, eu acabei de beijar o demônio do radio, uns dos mais temidos do inferno.

aliso meus lábios com as pontas dos dois dedo , e rio , depois me jogo na cama ( o mundo pode estar caindo, mas sempre tem algo que o faz ser melhor )

 








 



 

 


Notas Finais


oioioioioioi....demoninhossss.... essa foi uma leituranha rapida, para voce que precisas desviar a cabeça, e se divertir um puco..bjosssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...