História He And She - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Restart
Personagens Personagens Originais
Tags Koba, Pe Lanza, Pelu, Restart, Thomas
Visualizações 18
Palavras 2.124
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores !!!
Desculpem a demora pra postar, prometo que vou tentar ser mais rápida, mas estou tão sem ideias :(
Vocês podiam me ajudar ne? Podiam falar o que vocês querem que aconteça, e dar ideias pra mim.
Espero que gostem do capítulo, beijinhos e Boa leitura ;*

Capítulo 16 - O que aconteceu ontem... não pode mais se repetir


Fanfic / Fanfiction He And She - Capítulo 16 - O que aconteceu ontem... não pode mais se repetir

~~ 10 de Fevereiro - Quinta - Feira ~~ 

 Acordei, Talita nao estava no quarto, peguei o celular pra olhar a hora 11:48, levantei fiz minhas higienes, botei um short por baixo da minha camisola que era curta e fui pra cozinha, parecia que não tinha ninguém em casa. 

Voltei para o quarto e decidi mandar uma mensagem pra Talita.

Wpp on

Eu: Miga cade tu ?

Tali: Sai com meus pais, não quis te acordar, chegamos depois da metade da tarde. Faz alguma coisa pra comer aí, ou se quiser sair... tu que sabe

Eu: Okay beijos

Tali: Beijos

Wpp of

Ja que eu estava sozinha e ia ficar por um bom tempo, tirei o short. Gosto de andar o mais livre possível.

Fui para a cozinha fazer algo para comer e como estava sem ideia nenhuma, resolvi lavar a louça que estava na pia enquanto pensava, não gosto muito de fazer a comida com louça na pia.

Estava lavando a louça bem de Boa quando de repente sinto um tapa na minha bunda. 

Eu: Ta louco ? - falei braba me virando imediatamente.

Math: Ue - Fez uma cara de desentendido

Eu: Pensei que estivesse sozinha em casa - disse puxando minha camisola para baixo

Math: Não precisa se esconder, ja vi tudo de baixo dessa camisola - deu um sorriso safado e eu senti minhas bochechas queimarem imediatamente e lembrei da noite que tivemos ontem. 

Flashback on

Talita: Eu to dormindo aqui

Math: Então vai deitar no quarto

Apenas nos estavamos acordados vendo filme na sala

Talita: Mas eu quero saber o final do filme

Math: Depois eu conto pra ti - suspirou

Eu: Será que da pra vcs falarem mais baixo? Tô querendo escutar - disse um pouco estressada

Talita: Nossa, que grosseria - Math apenas riu e eu fiquei quieta - Boa noite pra vocês - deu um beijo na bochecha de Math e um na minha, cochichando pra mim logo em seguida - usa camisinha

Eu: Cala a boca retardada, para de viajar

Math: Que foi ? - disse com cara de quem não tava entendendo nada

Tali: Coisa minha e dela - mandou beijinhos no ar e saiu

Deu uns 5 minutos e Math pausou o filme

Eu: Eiii - reclamei - eu to olhando

Math: Desculpa, mas não consigo ver filme só nos dois

Eu: Ue porque? - falei sem entender o que ele quis dizer 

Math: Por que não consigo parar de pensar em fazer uma coisa

Eu: O que? - não podia ser o que eu estava pensando

Math: Isso - me beijou, um beijo intenso e cheio de vontade, sem parar de me beijar me puxou para o seu colo me colocando de frente pra ele, ja conseguia sentir seu membro endurecido roçando em minha intimidade.

Ele apertava a minha bunda e eu comecei a rebolar em seu colo, não demorou muito e ele colocou uma de suas mãos por dentro da minha blusa e do meu sutiã, massageando meu seio.

Paramos o beijo e ele começou a beijar e dar leves mordidas em meu pescoço

Eu: M-Math - disse com esforço

Math: Fala - disse me olhando

Eu: Vamos pro quarto, alguém pode acordar

Math: Verdade, vamos 

Math levantou ainda comigo em seu colo e me pressionou mais contra seu membro, me beijou novamente e logo em seguida entramos no quarto, eu fechei a porta e ele trancou...

Flashback off

Eu: Isso não significa que tu pode ficar olhando e me batendo por aí

Math: Ninguém mandou tu ficar com esse bagulho curtinho aí comigo em casa

Eu: Eu não sabia que tu tava em casa

Math: E se soubesse também não teria problema, não me importo nem um pouco

Eu: Cala a boca - disse me virando pra pia e voltando a lavar a louça

Math: Cadê o resto do pessoal?

Eu: Não sei, acordei agora pouco, Talita só avisou que tinham saído e voltam mais tarde

Math: Hum - soltou um riso - tava cansada ?

Eu: Sim e tu ? - disse sorrindo lembrando novamente do que aconteceu ontem

Math: Também - deu uma pausa - Então quer dizer que a casa é só nossa ? - disse em um tom safado

Eu: Sim, porque? - me fiz de desentendida

Math: Nada não - suspirou - o que tem pra comer ?

Eu: Nada, não consegui pensar em nada ainda - Math deu uma risada leve provavelmente pensando em besteiras - o que foi ? - perguntei

Math: Nada não

Eu: Tudo bem - suspirei - sabe de algo que poderiamos comer ? - Terminei a louça e me virei pra ele secando as mãos

Math: Sei

Eu: O que ?

Math: Podíamos sair pra comer

Eu: E ir aonde mocinho ?

Math: No Mcdonalds

Eu: No Mc? - fiz cara de interrogação

Math: Sim porque ?

Eu: Achei que tu estivesse enjoado de Mc

Math: Eu tava, mas deu vontade agora

Eu: Hum, então vamos

Math: Vou trocar de roupa - disse virando em direção a porta da cozinha 

Eu: Eu vou tomar um banho 

Math: Banho? - virou pra mim de volta 

Eu: É, banho, não posso ? - disse saindo da cozinha

Math: Pode, só não acho necessário 

Eu: Eu acho - ia subindo para o quarto e o Math logo atras indo pro quarto dele - Nos vamos a pé ou de carro ?

Math: Isso faz alguma diferença? - Fez cara de dúvida

Eu: Faz

Math: Porque?

Eu: Porque faz ue, se não fizesse não perguntava - respondi como se aquilo fosse óbvio

Math: Como tu prefere?

Eu: Por mim tanto faz - dei de ombros 

Math: De carro então - suspirou

Eu: Okay

Fui pro quarto da Talita, peguei uma roupa qualquer (mentira, demorei uns 7 minutos só pra escolher a roupa) e fui pro banheiro, tomei um banho nem demorado mas também não muito rápido, me sequei, me vesti (NF) e como estava afim fiz uma maquiagem levinha (delineador, rímel e gloss)

Math: Anda Rafaela - disse entrando impaciente no quarto

Eu: Desculpa, tava me arrumando - me virei ficando de frente pra ele 

Math: Pra que tudo isso só pra ir almoçar? - apontou a mão em direção ao meu rosto 

Eu: Porque me deu vontade ue - peguei meu celular - ei - chamei ele que ja estava saindo do quarto

Math: Fala

Eu: O que tu acha da gente ir pra pista depois do almoço?

Math: Mas a gente vai ter arrecem almoçado, vai fazer mal

Eu: A gente da um tempo na Praça ou fazendo alguma outra coisa

Math: Ta ta anda logo - saiu do quarto e foi pro dele 

Peguei o skate da Talita que estava em baixo da cama e fui pra sala, quando cheguei la ele estava com o dele na mao

Math: Vamos?

Eu: Vamos

Math: Finalmente - ergueu a mão pra cima

Eu ri e fomos pro carro depois de fechar a porta da casa

Estávamos no carro, escutando alguma música qualquer e o trânsito estava trancado, menos que o de São Paulo, mas estava. Fiquei pensando em algumas coisas mas principalmente na noite de ontem, aquilo não saia da minha cabeça.

Soltei um suspiro pesado

Math: Tudo bem? - Olhou pra mim

Rafa: Sim - respondi seca

Math: Tem certeza? - é claro que ele não acreditou

Rafa: Tenho. - óbvio que não 

Virei pro lado da janela e fiquei olhando os carros parados e as pessoas passando a pé. 

Aqueles pensamentos não saiam da minha cabeça e eu ja estava começando a me sentir culpada.

Rafa: Podemos conversar? - disse olhando para ele e me ajeitando no banco

Math: Claro - disse em um tom simpático

Rafa: Posso desligar? - falei apontando para o rádio

Math: Se tu prefere, pode sim.

Desliguei o rádio

Rafa: Sobre o que aconteceu ontem... - dei uma pequena pausa e ele me olhou - não pode mais se repetir

Math: Tu disse a mesma coisa da outra vez

Rafa: Eu sei, mas não tinha chegado a esse ponto e agora é sério - suspirei

Math: Porque? Não gostou, é isso ?

Rafa: Não, eu gostei, não é esse o problema

Math: Então qual o problema? - disse em um tom levemente grosso

Rafa: Que tu namora e eu me sinto culpada

Math: Mas se nem eu me sinto culpado, tu também não deveria

Rafa: Eu sei, mas não gostaria de estar no lugar dela

Math: Não se preocupa ta ? Nos entendemos assim, tu acha que ela não me trai?

Rafa: Acho, essa menina é louca por ti, ela não seria capaz de fazer isso contigo

Math: Eu tenho certeza que trai, as coisas não são tão bonitas quanto aparentam - estacionou o carro

Rafa: Como assim? 

Math: Esquece, é besteira, vamos ? - disse abrindo a porta

Rafa: Ok - Abri a porta do carro e desci, fomos em direção a porta do restaurante e ele me abraçou

Math: Não se preocupa com isso ok ? - beijou minha cabeça - Não tem porque. 

Rafa: Tudo bem - suspirei - vou tentar

Fizemos os nossos pedidos que não demoraram a ficar prontos, comemos e conversamos um pouco.

Math: Qual pista quer ir ?

Rafa: Ah vamos na do Marinha?

Math: Vamos - disse pegando o celular e a carteira

Botamos nosso lixo no lixo e fomos em direção ao carro.

Math: Tava com saudade de ti Rafinha - disse sorrindo - e dessas nossas tardes assim

Rafa: Pena que tudo ficou mais complicado depois que tu começou a namorar a Gisele - suspirei

Math: E depois que tu foi embora mais complicado ainda 

Rafa: Ué, eu vou vir visitar vocês, e quero que me visitem la também.

Math: Sempre que eu puder eu vou ta ?

Rafa: Assim espero, mas vou avisando já que jararacas não entram na minha casa - Math começou a rir

Math: Tudo bem, não se preocupa

Rafa: Acho bom - fiquei quieta por um tempo - Porque vocês não terminam? - Math me olhou assustado - Digo, vocês se traem e os dois sabem, porque continuam juntos? Eu não conseguiria levar um relacionamento sabendo que sou traída, mesmo traindo - pensei um pouquinho - acho que nem conseguiria trair.

Math: Ah, a gente se gosta e é o jeito que encontramos, por mais que um nao assuma pro outro que a gente trai os dois sabem, e eu não me importo de ela estar fazendo isso comigo porque eu também estou fazendo com ela, se eu não fizesse nada, eu não gostaria.

Rafa: Ah mesmo assim eu acho mó complicado isso daí - Math riu

Fomos o resto do caminho em silêncio, Math estacionou o carro, pegamos nossas coisas e descemos, fomos até a pista

Math: Vai andar ja ? - me olhou

Rafa: Vou dar um tempinho pra comida baixar, e tu ?

Math: Também

Caminhamos até uma árvore e ele se sentou no skate encostado no tronco e eu deitei em suas pernas, ele começou a fazer cafuné no meu cabelo, fechei os olhos e fiquei pensando na vida.

Passou um tempinho e eu levantei

Rafa: Vou andar, tu vai também?

Math: Vai lá, daqui a pouco eu vou

Levantei peguei meu skate e fui pra pista, não demorou muito e Math veio também, tinha alguns outros meninos andando também e uns 2 de bicicleta

Passamos a tarde inteira andando até que decidimos ir pra casa.

Rafa: Credo, ta muito quente - disse me abanando com a mão 

Math: Verdade, nem vou botar a camisa se nao vou encharcar ela de suor

Rafa: Eca, que nojo - disse rindo e Math riu também.

Entramos no carro e Math ligou o som então fomos o caminho todo em silêncio, quando chegamos em casa era umas 18:00h e o show começaria as 21h.

Fui direto pro quarto e Malu ja estava la

Rafa: Hi girls - falei animada

Tali: Hmmmm que felicidade toda é essa? - disse com uma cara de safada - deu de novo é?

Malu: De novo? Como assim? - fez cara de quem não tava entendendo

Rafa: Não dei nada

Tali: Hoje de tarde né, porque hoje de madrugada voltou bem tarde pro quarto

Malu: Como assim? Não estou entendendo nada gente

Tali: Essa safadona deu pro meu irmão ontem

Malu: Mas ele não namorava com a Gisele?

Tali: Namora - disse rindo - aquela corna ridícula - eu só observava 

Malu: Ai meu Deus, quero detalhes

Rafa: Ai gente eu preciso ir pro banho - disse separando uma roupa pro show

Malu: Ue mas conta rapidinho - disse animada

Rafa: Ai gente, transamos como todo mundo transa ue, nada de mais - disse um pouco sem paciencia - não quero falar sobre isso.

Deixei a roupa em cima da cama

Malu: Ai credo - revirei os olhos

Rafa: Vou pro banho - peguei uma toalha e sai suspirando


Notas Finais


Roupa da Rafa: https://www.polyvore.com/sem_ttulo_45/set?id=213358284

Comentem o que acharam ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...