História He and She - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Andrei Soares "Spok" Alves, Douglas "Rato Borrachudo", Malena "Malena0202" Nunes
Personagens Andrei Soares "Spok" Alves, Malena0202, Rato Borrachudo
Tags Malepok
Visualizações 88
Palavras 576
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei, mas cheguei!

Capítulo 7 - Novas sensações.


Fanfic / Fanfiction He and She - Capítulo 7 - Novas sensações.

 Seus lábios tocaram os meus. Assim realizando meu pedido parcialmente.

Corei e o encarei. Ele também estava corado. - Não era esse Beijo que estava falando.

Ele sorriu bem levemente. - Quer ter seu primeiro beijo comigo? - Concordei com a cabeça.

Seus dedos passaram a acariciar minha nuca. Ele foi aproximando nossos rostos. Podia sentir sua respiração.

Seus lábios tocaram os meus, segundos depois ele pediu passagem e eu cedi. Foi um momento mágico, seus lábios eram doces e macios. Fiz carinho em seu rosto com cuidado. Aquele Beijo estava sendo incrível. Nossas línguas dançavam em uma sintonia perfeita. Eu estava beijando o meu melhor amigo, que a algumas horas atrás namorava uma outra garota.

Finalmente pude entender o que eu sinto. Só de estar ao seu lado, posso sentir meu coração bater mais rápido, uma vontade incontrolável de abraça-lo para nunca mais soltar. Era como se houvesse algo vivo preso dentro de mim e toda vez que eu o vejo essa coisa queira sair. É como se fosse uma tortura e ao mesmo tempo algo bom de ser sentido. Seria o prazer?

Logo o ar acabou, fazendo com que nós parássemos. Ele me encarou sorrindo, um pouco corado. Ele me roubou mais alguns selinhos.

Ele me puxou para perto. Me colocando sentada em seu colo, me deixando mais corada que estava. - Seria um muita audácia minha se te beijasse de novo? - Neguei com a cabeça. - Ótimo.. - Juntou nossos lábios em um novo beijo. Dessa vez era bem lento. Explorei cada canto da sua boca. Assim como ele fez comigo da primeira vez. Suas mãos desceram das minhas costas para minha cintura. Me puxando para mais perto, como se tentasse nos transformar em apenas um. Apoiei minha mão em seu pescoço.

Um fogo se acendeu em mim, comecei a queimar por dentro. Era uma outra nova sensação. Muito estranha posso dizer. Estranha porém gostosa. Não era como a paixão, era diferente. Eu sentia calor, parecia estar com febre. Novamente o ar me nos faltou. Ficamos ofegantes. - Foi bom pra você? Por que pra mim foi..

Nos encaramos - incrível - falamos em coro.

- E eu acabei de descobrir que... Eu.. - Ele corou. - Isso não vem ao caso agora. Só quero poder curtir o momento.. - Ele Me deitou se colocando por cima. - Curte o momento comigo?

Corei um pouco e sorri. Ele me beijou novamente. O beijo foi como o outro, lento. Uma de suas mãos que antes se apoiavam na cama, passou para minha cintura. Acariciando levemente a mesmos. Comecei a fazer cafune em seus cabelos. Sua mão passou por dentro da minha blusa. O calor foi apenas aumentando. Sua mão subiu demais. Tocando uma área onde ele mesmo denominou proibida à acesso de outras pessoas além de mim. Retirei a mão dele de lá.

- Acho que já deu.. - Ele falou. - Desculpa pela invasão.

- Tudo bem..

Ele olhou para baixo e corou bastante. - Pequena, pode me dar licença?

- Claro.. - Falei. O mesmo se levantou e foi até o banheiro.

Aquele calor não passava. Fiquei inquieta durante um bom tempo.

- Tá tudo bem? - Ele perguntou enquanto saia do banheiro.

- Sei lá... Eu tô estranha.

Ele me olhou abaixando sua cabeça em seguida. - V-vamos deitar.. Você deve ter dado uma recaída. Descansar vai te ajudar.

 Deitamos, o abracei e dormi sentindo seu perfume e seu calor.


Notas Finais


Continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...