1. Spirit Fanfics >
  2. He Is a Devil - Jikook >
  3. Capítulo Doze

História He Is a Devil - Jikook - Capítulo 13


Escrita por:


Capítulo 13 - Capítulo Doze


Fanfic / Fanfiction He Is a Devil - Jikook - Capítulo 13 - Capítulo Doze

                     Jungkook pov's 
- de sexta-feira eu sempre prefiro ficar em casa ouvindo música - Jimin fala - porque no sábado eu posso acordar bem cedo para assistir desenhos animados.

- você ainda assiste desenhos animados? - sorrio.

- sim, é impossível parar de gostar do Pernalonga - Park imita meu gesto e seus olhinhos praticamente somem, se transformando em dois risquinhos.

Já faz um bom tempo que estamos conversando, no início eu comecei a falar com ele só para o distrair de sua fobia. Mas agora eu estou realmente interessado em cada palavra que ele fala. E posso dizer de forma convicta que aprendi mais sobre ele nessas poucas horas - e descobri que temos mais em comum - do que em todos esses anos de convivência.

Como por exemplo, quando ele era pequeno fez aula de canto mas parou por falta de tempo. Ele adora rock antigo e tem uma coleção de discos, também é muito bom em matemática e já ganhou alguns prêmios em competições de cálculo, seu animal preferido são águas-vivas porque ela parece uma bolinha de gelatina que dá vontade de apertar, e que seu doce preferido é milkshake de baunilha - mesmo que eu discorde dessa parte porque para mim isso é uma bebida e não uma sobremesa.

- eu ainda prefiro o Frajola - falo, e Jimin torce o nariz - você não gosta?

- não é que eu não goste dele é que... Só de pensar em um gato meu nariz já começa a coçar.

Automaticamente minhas lembranças vão até a sexta série e eu me lembro do dia que fiz a alergia de Park atacar com os pelos do Bigodes, o gato persa da minha avó. Sem querer começo a rir e Jimin fecha a cara. Pelo jeito, ele 'tá pensando o mesmo que eu. Mas a história não deve ser tão engraçada do seu ponto de vista.

- vai rindo Jungkook, mas só não se esquece que eu posso te dar o troco qualquer dia desses, assim cono eu fiz segunda no refeitório durante o almoço. Você tinha que ter visto sua reação - ele ri - foi hilária.

- na moral Jimin, aquilo foi maldade. Quem é que faz aquilo no meio da escola inteira? - questiono e o menor da de ombros.

- eu vi em um filme, e quis testar.

- ah claro, deve ter sido um pornô, daqueles bem clichê, só pode. Por que, quem em sã consciência ia ficar passando o pé no pau do coleguinha por debaixo da mesa?

Jimin explode em uma gargalhada cobrindo a boca com sua mão e praticamente se jogando em cima de mim.

Minha pele fica quente nos locais em que seu corpo se encontra com o meu, mesmo que por debaixo das camadas de roupa. E o som de sua risada mexe comigo de uma forma que até chego a sentir uma palpitação no peito. Eu já senti isso antes com algumas pessoas. E meu primeiro pensamento ao perceber esse sentimento é: você é um fodido mesmo, Jeon Jungkook.

                             Jimin pov's 
Jeon ficou quieto de um minuto para o outro. Não sei o que o fez mudar tão derrepente.

Por um mometo acho que é nossa aproximação exagerada então me afasto um pouco. Mas isso não funciona e ele continua calado. 

Começo a pensar que possa ter sido a minha brincadeira no refeitório. Mas ele não pareceu bravo de verdade quando estava falando disso, então descarto essa possibilidade.

- Jungkook, você está bem? - pergunto vendo que ele está encarando um ponto fixo na parede a nossa frente.

- estou - ele responde mas ainda não desvia o olhar - só estou pensando...

- no que? - eu fico interessado.

- nada demais.

E então o silêncio mortal volta ao ambiente. Mas acaba não durando muito porque batidas fortes na porta e vozes lá fora o quebram.

- mas que merda - alguém fala - quem fechou a porta?

- não fui eu, deve ter sido o Taehyung.

- seu pau, nem no treino passado eu vim - escutamos a voz do de cabelos azuis.

E e Jungkook nos levantamos e vamos correndo a até a porta batendo nela várias vezes.

- Taehyung! - Jeon chama - eu fiquei preso aqui, abre essa porra.

- Jungkook? - a voz do Kim parece desacreditada - como isso aconteceu?

- o Jimin bateu a porta por acidente e...

- puta que pariu - outro nadador xinga - Park Jimin tá ali dentro com o capitão?

- bom ele não tá falando nada então deve ter perdido a briga e morrido - outro responde.

- eu não perdi a briga e muito menos morri seus dois retardados - grito - mas vocês vão se não me tirarem daqui agora!

- vocês ouviram o Park, então vão e se mexam seus idiotas.

Todos eles respondem em um "Sim, Capitão!" E logo em seguida podemos ouvir o som da porta sendo forçada para o lado de fora.

Eu e Jeon começamos a empurrar pelo lado de dentro e a porta finalmente cede com um grande estrondo.

Nós dois olhamos para o bando de nadadores a nossa frente e eu recupero minha postura antes de dar um saquinho no braço de Jeon e falar baixo o suficiente apenas para que ele escute.

- não precisamos falar disso.

E então eu deixo a área das piscinas junto a tarefa de explicar para o time o do porque de estarmos juntos ali.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...