História He is my Daddy-Imagine Exo-Xiumin - Capítulo 96


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Tags Beakhyun, Chanyeol, Chen, Imagine Exo, Imagine Hot Exo, Kai, Kris, Lay, Luhan, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Visualizações 77
Palavras 3.442
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 96 - 96


21:30- Apartamento do SuHo

O local estava bem movimentado. Todos estavam andando apressados para cima e para baixo se preparando para resgatar Tao e Yangi-mi daqueles dois filhos da puta. A raiva que não sabiam da onde que vinha deles sobre os Zhang Wu deixava Yixing pensativo a todo momento.

Perguntas como "Então foram eles que mataram meus pais?", "O que fizemos para eles?", rodeavam a cabeça do chinês que preparava alguns revólveres no quarto de Junmyeon, que também era seu.

SuHo- Está pronto?- o noivo apareceu na porta.

Lay- Quase.- sua voz saiu curta e raivosa enquanto caminhava de um lado pro outro pegando munição e outras coisas.

SuHo- Amor...- fechou a porta atrás de si- estou preocupado com você.- se aproximava enquanto o chinês terminava apressadamente de organizar o que precisariam.

Lay- Não é hora de se preocupar comigo Junmyeon.- respondeu sem olhar para o homem atrás de si.-  Temos pouco tempo até a polícia bater aqui e isso vai  nos atrasar a salvar com vida membros da minha família que logo também serão da sua e...- se cortou levemente com a ponta de uma faca.- Droga!

SuHo- Deixa que eu faço isso.- pegou o objeto de sua mão a colocando na capa de proteção.- Levanta a calça.- o chinês fez como pedido e o coreano prendeu em seu tornozelo.- Vai dar tudo certo.- se levantou pegando suas mãos.

Lay- Eu estou com medo...- abaixou a cabeça- É a primeira vez que sinto isso depois do sequestro da minha irmã.

SuHo- Eu não vou deixar nada acontecer com você.- segurou seu rosto.

Lay- Estou preocupado com que algo aconteça a você ou aos outros...- o abraçou.

.....

S/n- Não podemos deixá-los aqui Min...- disse com Dishi no colo.

Xiumin- E não podemos levá-los.- falou enquanto acariciava a cabeça da Sook.- O que vamos fazer? 

S/n- Nessas horas a Yangi-mi que ficava com eles.- sorriu lembrando da cunhada.- Eu estou com tanto medo de que algo aconteça Minseok...- suspirou pesado- Kris está totalmente alterado, essa mudança de humor pode ser um problema.

Xiumin- É melhor ele ir com um de nós, ou pode acabar fazendo uma besteira.- a garota assentiu.

S/n- Me desculpe por envolver você nisso...

Xiumin- Não tem que se desculpar. Ninguém disse que se apaixonar por sua aluna seria tão fácil.- ambos riram.- Vamos ficar bem,- pegou sua mão- todos nós vamos voltar pra casa e ver esses rostinhos maravilhosos que temos como filhos.- se beijaram.

.....

Arredores de Seul, 21:50

A situação da insônia era mais do que evidente naquele lugar, tanto para os homens que faziam a segurança do local, Kira e Hiroshi, quanto para Yangi-mi e Tao que ainda se encontravam amarrados.

Yangi-mi- Eu juro que eu vou me soltar a matar cada um!

Tao- Quanto mais ficar se mexendo, mais vai se cansar.- disse calmo.

Yangi-mi- Como poder se mantar assim tão sereno na situação em que nos encontramos?!

Tao- Primeiro porque estou neste ramo a mais tempo que você futura prima,- encarou a garota do seu lado- segundo que eu sei que eles vão vir nos resgatar. Paciência.

Yangi-mi- Aquele filho da puta matou meus pais!

Tao- E aquele filho da puta matou meus tios que a propósito são seus sogros. Essa vida que levamos é questão de sorte em todos os segundos e lugares, mesmo quem não tem nada haver.- encostou a cabeça na pilastra suspirando.- Só espero que não demorem tanto.

Yangi-mi- Por que acha que nos pegaram?- Tao mantinha seu semblante calmo.

Tao- É a forma mais fácil de enfraquecer eles.- por dentro o garoto realmente desejava que toda aquela merda não tivesse acontecido.

.....

Estrada de Seul,22:00

Os carros se moviam rapidamente com as ruas vazias. Na frente iam Yixing e Junmyeon, atrás estavam Minseok, S/n e Kris junto deles, era melhor que Kris fosse com um deles para não correrem um risco maior do mesmo fazer algo impulsivo. Os bebês ficaram com os pais do Minseok que foram até o apartamento do médico, apesar da situação de vida ou morte, literalmente, foi engraçado a reação dos pais dele verem todos sindo as pressas sem explicar direito.

Xiumin- Alguma ligação?- a voz do cunhado foi ouvida pelo viva-voz do carro da frente. 

SuHo- Nenhuma.- disse sem tirar o olho da estrada. O coreano achou melhor ele dirigir, a cabeça de Yixing já estava cheia o suficiente para se preocupar com segurança no trânsito.

Lay- S/n, Kris encontraram algo?- o chinês falou sem tirar os olhos do celular.

S/n- Nada ainda, e você Kris?

Kris- Mesma merda. Temos que conseguir algo que facilite nossa entrada!

Lay- Cinco minutos e eu prometo que encontro.- abriu outras localizações no aparelho.

.....

Tao tinha alguns cortes espalhados pelo rosto, feitos pelo anel que Hiroshi usava. Yangi-mi apesar de não ter ferimentos desse tipo, tinha seus pulsos extremamente apertador pelas cordas que pareciam que explodiriam com qualquer movimento que ela fizesse.

Kira- Estão demorando para chegarem. Quero me divertir logo maninho.- disse entediada.

Hiroshi- Paciência, eles já estão a caminho.- disse sem tirar os olhos do jogo de baralho online.

Kira- Como pode ter tanta certeza?

Hiroshi- Veja você,- entregou o ipad- olha quem chegou a alguns minutos na casa do Junmyeon.

Kira- Esta na hora?- perguntou com um sorriso doentio.

Hiroshi- Quase querida irmã, quase.

......

SuHo freou a SUV bruscamente quando uma moto surgiu em na frente de seu veículo, fazendo com que Minseok quase batesse em sua traseira.

Xiumin- Junmyeon?! Está louco cara?! Por que parou assim?!

Lay- Um motoqueiro simplesmente parou em nossa frente...- o motoqueiro tirou o capacete, revelando quem faltava para a missão de resgate.- Desçam do carro. Todos.- desligou o celular do noivo e saiu do carro.- Por que não avisou que estava vindo?!- estava ventando muito.

Akemi- Com pessoas me espionando acha que era seguro?- cruzou os braços encostando na moto- E que história é essa de sequestro? Meu namorado vem visitar a família e é sequestrado?!

Kris- A minha namorada também senhorita preocupada com todos.- apareceu. A garota revirou os olhos.

S/n- Não é hora pra isso! Que bom que veio prima.- sorriu.

Akemi- Que bom que alguém me considera da família.- ironizou encarando Kris- Onde eles estão?

Lay- Aqui.- entregou o celular- Estou quase achando uma entrada mais discreta.

Akemi- Acho que conheço esse lugar. Faltam dez quilômetros certo?- entregou o aparelho e Xiumin assentiu.- Beleza. Acho que sei como podemos entrar sem sermos pegos.

SuHo- Então vamos!- todos voltaram para seus carros. Akemi subiu em sua moto conduzindo agora o grupo.

.....

S/n- Lugar grande... ao mesmo parece uma casa mas também um depósito abandonado... esquisito.

Lay- Por onde entramos Akemi?

Akemi- Pelos fundos é claro.- a garota correu sendo seguida pelo restante do pessoal até chegarem nos muros.

Lay- Preparados para invadir?

Kris- Já estou faz tempo.- com um grande impulso se pendurou no muro.- Não tem cães, podem vir.- pulou de vez.Um por um foram pulando para dentro do local.

Xiumin- Como sabemos que não tem uns vinte homens esperando para dispararem quando entrarmos?

Akemi- Não sabemos.Só fazendo para descobrir.- a garota tirou uma pistola 9mm de trás do casaco.

S/n- Qual o plano? Não podemos simplesmente bater na porta e esperarmos alguém atender e oferecer uma xícara de chá pra gente.

.....

-Anata wa on'nanoko o kizutsukete imasu ka?- um homem de altura média chegou perto de Yangi-mi e ela encarou sem entender nada.

Yangi-mi- Eu falo japonês.-respondeu confusa.

-Nanite itta?

Yangi-mi- O que ?!

Tao apenas ria dos dois ali do lado.

Yangi-mi- Qual a graça caralho?- os dois olharam para o garoto que não parava de rir.

Tao- Você não entender japonês e ele não entender coreano é divertido.- riu mais um pouco.

Yangi-mi- Haha engraçadinho, e você por acaso fala japonês?- levantou a sobrancelha.

Tao-Emi tte gomen'nasai, watashinotomodachi wa nani no shitsumondesu ka?(Desculpe por rir senhor, qual a pergunta a minha amiga?)- a garota ficou sem palavras.

-Baka.(Idiota).- saiu de lá.

Tao- Que grosso. Surpresa?

Yangi-mi- Quieto.- jogou a cabeça pra trás.

.....

Um dos homens abriu a porta.  O cara não teve muito tempo para dizer nada pois no instante em que abriu a porta, sentiu o cano gelado de uma arma tocar bem o meio de sua testa.

Xiumin- Se gritar ou tentar qualquer coisa, considere-se morto.

O cara foi treinado para dar sua vida caso fosse necessário então de fato um alerta foi dado, mas o homem foi segurado com força por Xiumin que o virou dando passagem para os outros entrarem. A arma ainda era mantida sobre a cabeça dele e destravada, Minseok estava preparado para disparar a qualquer momento.

Kris- Onde estão Tao e Yangi-mi desgraçado?!- segurou com força a gola do refém.

Lay- Se acalma irmão, ou vai estragar tudo!

-Kōdo 5! Kōdo 5!- o homem gritou e Akemi chutou o estômago do cara que caiu de joelhos.

Akemi- Temos um problema agora.

.....

O que tentaram evitar infelizmente começou.

O local começou a ficar movimentado, disparos aconteciam a todo momento entre eles e os homens que trabalhavam para Kira e Hiroshi.

Kris- Aquele filho da puta deveria ter sido morto assim que abriu a merda da porta!- disse siando do esconderijo e disparando.

S/n- Falar é fácil! Foco nisso aqui!- gritou do outro lado da sala.

Lay- São quantos?!- disparou.

SuHo- Talvez uns vinte?!

Akemi- Com certeza tem mais!- os disparos não pararam por uns dez minutos até que finalmente a sorte ficou do lado dos Zhang Wu e aqueles homens, por hora, acabaram.

Lay-Ima, anata wa rokudenashi, hitojichi wa dokodesu ka?(Agora diz desgraçado, onde estão os reféns?)

.....

Hiroshi- Ora ora, olha quem finalmente apareceu. Os famosos Zhang Wu e alguns agregados.- riu.

O porão era extremamente gigante, como se fosse todo o primeiro andar da casa projeto para o subterrâneo. Ao fundo nas duas pilastras de concreto estavam Tao, muito mais machucado, e Yangi-mi que se encontrava desacordada.

Hiroshi- Não deem um passo ou eu disparo nos dois na frente de todos assim como mandei fazer com seus pais.

Lay- Solte eles, seu assunto é com nós três não é?- apontou para os irmãos.

Hiroshi- Aí que você se engana querido Yixing... meu assunto é que com todos que estão envolvidos com sua família.

S/n- O que tanto quer com a gente? E por que tentou matar meus filhos?!

Hiroshi- A questão dos filhos querida S/n é particular da minha irmã. Agora com vocês é vingança. 

Kris- Vingança?

Hiroshi- Exatamente. Vingança pelo o que a SUA família fez com a minha! Vingança pelo o que meus avós lutaram para conseguir e veio vocês lá do fundo da terra e tomaram tudo!

Lay- Isso se chama máfia. Uns caem outros assumem, deveria aceitar.- disse grosso.

Hiroshi- Está certo. A máfia é assim, e é por isso que vou vingar o que seus avós começaram!- mais homens apareceram cercando eles.- Eu eliminei seus pais e agora vou eliminar vocês e todos que tem relação com a desgraça do seu nome!

Disparos. Novamente começaram. 

Yixing fincou sua faca no pescoço de um dos homens que tentou disparar em Junmyeon pelas costas. S/n e Xiumin disparavam sem parar contra todos ali no local. Aproveitando essa distração Akemi e Kris correram até os namorados para livrá-los finalmente daquela merda.

Tao- Eu sabia que viriam.- sorriu com os lábios inchados e cortados.

Akemi- Eles não vão sair vivos.- sorriu para o garoto enquanto cortava as cordas.

Kris- Yangi-mi... meu amor acorda...

Yangi-mi- K-kris? É você?

Kris- Sim. Eu vim te buscar.- sorriu beijando a testa da garota.

Akemi- Aqui.- entregou a faca para ele e no mesmo instante começou a cortar as cordas.

.....

Hiroshi estava do lado de fora sorrindo com um controle em mãos.

Hiroshi- Já chegou irmãzinha?- perguntou ao telefone.

Kira- É claro que já. E olha eles deram um trabalhinho mas nada que não pudesse ser resolvido. CALEM A BOCA!

Hiroshi- Sua paciência aumenta cada dia mais.- ironizou.- Preciso desligar.- guardou o aparelho e virou para trás.- Demorou menos dessa vez Yixing.- se virou para o chinê.

Lay- Isso acaba aqui e agora.

Hiroshi- Você tem razão.- levantou o controle.- Isso acaba aqui.- sorriu doentio mas felizmente Yixing foi mais rápido disparando no ombro do homem.- Desgraçado!- o chinês correu até o controle o chutando mas Hiroshi se levantou subindo em cima do garoto.- Eu vou te matar Zhang Wu Yixing! Você e todos lá dentro!- Lay inverteu as posições ficando por cima do cara.

Lay- Quem vai morrer essa noite será você e vadia da sua irmã!- Hiroshi novamente trocou as posições e retirou uma faca da jaqueta.

Hiroshi- Será?- Yixing segurou a mão dele com força mas a ponta afiada se aproximava do seu pescoço.- Você não vai sair daqui vivo! Talvez eu deixe um deles para ver a desgraça que aconteceu!- Com esforço ele conseguiu levantar a mãos de Hiroshi mas a ponta passou em sua bochecha esquerda fazendo o sangue pingar no mesmo segundo.

Hiroshi viu o controle a alguns centímetros e distância e correu para pegá-lo mas o chinês foi mais rápido disparando em sua panturrilha o fazendo cair no chão. Com dificuldade, Yixing se levantou e correu ficando por cima de novo de Hiroshi disparando vários e vários socos até seu rosto começar a sangrar.

Yixing- Cada soco é pelo que fez para todos nós. E isso aqui,- colocou o cano de sua própria arma na testa de Hiroshi- isso aqui é pelo meus pais.- puxou o gatilho. O sangue voou na cara do chinês que continha seu semblante sério.

- Yixing!- ouviu seu nome ser gritado e viu todos correndo em sua direção.

SuHo- Graças a Deus está bem.- o envolveu em seus braços como se não fosse mais largá-lo.

Lay- E-estou bem.- abraçou um por um. Yangi-mi estava no colo de Kris pois havia sido sedada fortemente.

S/n- Espera! Eu não vi a vadia da Kira lá.

Akemi- Essa não...- todos se olharam já sabendo do que poderia ter acontecido. O silêncio foi quebrado com o telefone da S/n tocando.

Xiumin- Viva-voz.- ela assentiu.

Kira- Bom pelo visto está viva. Meu irmão sempre foi tão frouxo... devem estar se perguntando o motivo de não terem me encontrado não é? Antes de me interromperem vou enviar uma foto a vocês. Vão amar.- ela desligou.

Kris- O que ela mandaria?- a notificação chegou. Mesmo tremendo, S/n desbloqueou o aparelho abrindo a conversa onde continha a foto. Ela deixou o celular cair. Junymeon pegou o aparelho agora com boa parte da tela trincada.

SuHo- Vão logo. Usem meu carro é  mais rápido.- jogou a chave para Xiumin.

Xiumin- Vamos.- disse sem reação apenas correndo junto de sua esposa até o carro de SuHo.

S/n- Está na hora deu matar aquela vadia!- a raiva era incontrolável no rosto dos dois.

Xiumin- Ela não vai sair viva desta. Pode ter certeza!- apertou o botão do carro e disparou em alta velocidade.

.....

Apartamento de Junymeon,02:26

Os poucos minutos que ficaram no elevador para chegaram até a cobertura do SuHo pareciam uma eternidade. S/n e Minseok tinham o semblante raivoso, sério, assustado, tudo que possam imaginar estava se passando neles. O casal tinham suas mãos juntas, o clássico juntos até o fim não é? O painel mostrou o vigésimo andar e as portas metálicas se abriram. Caminharam em passos duros mais ao mesmo tempo trêmulos até chegarem a porta do médico. Eles se entreolharam e S/n assentiu pegando sua arma e seu marido fez o mesmo e arrombou a porta destravando a arma junto de S/n.

S/n- Se você tiver feito qualquer coisa eu juro que eu vou estourar cada parte da sua cabeça!

Xiumin- Fique longe dos nossos filhos vadia!

Kira- Vocês fazem muito barulho sabiam?- a garota estava de costas com os bebês no meio da sala onde ficava a mesa de centro.- Vão acordá-los.- se levantou os encarando.

Sua aparência fez o casal de assustar. Ela estava mais do que péssima. Estava pálida, lábios rachados, alguns cortes em seu braço como se tivesse entrado numa briga a alguns momentos atrás, uma verdadeira maluca talvez? 

Xiumin- Onde estão meus pais?!

Kira- Ah sim seus pais... segundo andar queridinho.- sorriu doentio.- Por que não vai lá? Meu assunto é com essa aí.- apontou para S/n.

S/n- Vai ver se estão bem.- tentou tranquilizar o marido.

Kira- Eles podem não tem muito tempo, se apresse.- Xiumin correu em direção as escadas subindo as pressas.

S/n- Vamos resolver isso!

.....

Xiumin- Mãe?! Pai?!- apressado abria todas as portas do segundo andar até que entrou no quarto de Junmyeon e Yixing que era o último. O quarto estava completamente revirado. Sua mãe estava amarrada e jogada na parte do armário de Yixing no closet.- Mãe!- correu até a mulher tirando a fita de sua boca.

Sra. Kim- Me-meu filho...- a mulher chorava- O-o que está havendo?

Xiumin- Eu estou aqui agora.- encostou sua testa na dela.

Sra. Kim- Se-seu pai e se-seu irmão es-estão no banheiro...

Xiumin- JongDae está aqui?!- ela assentiu. Rapidamente Minseok retirou a corda se seus braços e pernas livrando a mulher.

Sra. Kim- E-eles precisam de ajuda...- o homem assentiu indo até o banheiro que ficava no quarto. Ao abrir a porta um vapor extremamente quente saiu de dentro.

Chen- Quem é?!- perguntou assustado.

Xiumin- Irmão sou eu!- era tanto vapor que estava difícil de enxergar.

Sr. Kim- Filho! 

Xiumin- Pai!- viu o homem na banheira.

Chen- Espera! Tem um fio aí, pode dar um choque. A banheira tá cheia.

Tudo sempre pode piorar, não é?

.....

S/n-Fica longe dos meus filhos agora!

Kira- Cuidado ou vai acordá-los! Essa garota puxou tudo seu não é? É irritante como a mãe e não para quieta!- as duas garotas se encaravam andando andando em círculos na sala.

S/n- Eu já cansei de você e da sua existência. Isso é entre mim e você não é? Então vamos resolver isso.- S/n partiu para cima de Kira a derrubando no chão. 

Kira chutou a barriga de S/n com a ponta de sua bota causando bastante dor. S/n deu um soco em seu rosto e a jogou contra uma mesa de vidro que tinha ali com alguns porta-retratos fazendo a garota se cortar ainda mais.

S/n- Você morre hoje!

Kira- Não se você ir primeiro!- a garota jogou um algumas coisas quebradas na direção de S/n que mas por sorte ela se abaixou a tempo, porém neste instante Kira já estava agarrada sem seu pescoço novamente. S/n foi rápida e acertou seu joelho na virilha de Kira e deu outro soco em seu rosto.- Eu cansei de você!

S/n- Eu também!- ambas pegaram suas armas e disparam contra a outra, S/n foi acertada na coxa direita e Kira no braço esquerdo. As duas caíram pelo choque da bala em seus corpos e pela dor, os bebês começaram a chorar por conta de todo esse barulho. A dor de S/n era maior então Kira foi mais rápida ao se levantar e pular em sua direção novamente.

Ambas brigavam determinadas a matarem de vez uma a outra para dar um fim nisso tudo. Kira empurrou S/n em direção a sacadae enforcando, por sorte ela conseguiu segurar a garota.

Kira- Eu vou te jogar daqui vadia! Não vai sobrar nada de você!- dizia enquanto apertava fortemente seu pescoço a deixando sem ar.- Quem sabe eu não pegue seus filhos e seu marido e forme uma nova família não é? Eu tenho certeza de que faço sexo bem melhor do que você...- mesmo com a dor enorme na perna, S/n conseguiu se soltar e agarrar Kira pelo pescoço.

S/n- A única coisa que terá de mim vai ser eu jogando você daqui!- disse sem ar e empurrou Kira para fora do apartamento que caiu sobre o capô de um carro qualquer, morta.

S/n estava sem fôlego, com dor e totalmente acabada mas correu até seus filhos.

S/n- Dishi... Sook...- as lágrimas escorriam pelo seu rosto.

Xiumin- S/n!- Minseok apareceu junto de seus pais e seu irmão e correu em direção aos filhos e a esposa.

S/n- A-acabou...- Minseok segurou S/n nos braços no instante em que a mesma desmaiou em seus braços.

 


Notas Finais


MEU DEUS
VOLTEI!!!!!!! DEPOIS DE ANOS MAS VOLTEI KKKKKKKK
O QUE ACHARAM? ESPERO QUE TENHAM GOSTADO AMORES
Comentários? amooooo kkkkkk
Desculpem os erros e até o próximo^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...