1. Spirit Fanfics >
  2. Head in the clouds - imagine Jungkook - BTS >
  3. Chapter thirteen

História Head in the clouds - imagine Jungkook - BTS - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Eai lindxs? Como vcs estão? Como vai a vida?

Sinceramente, pensei que eu iria demorar para conseguir postar um novo capítulo. Mas ultimamente aconteceram algumas coisas boas comigo, e me senti bem pra conseguir escrever alguma coisa que me agradace. E depois de uns dois dias, eu acho, algumas idéias vieram, e agora consegui trazer mais um capítulo.

Agora só falta as boas idéias virem, pra eu conseguir postar um novo capítulo na minha outra história.

Espero que vcs gostem do capítulo. Aproveitem, não sei se vou conseguir trazer outro logo.

Bjocas da tia Jubis😗✌💜

Capítulo 13 - Chapter thirteen


Eu poderia estar louca? Maluca ou paranoica?

Talvez sim, talvez não.

Sair correndo até ela, era uma opção. Mas o que eu poderia perguntar? "Oq você estava fazendo na casa do cara que eu namorar, e que eu acho um tremendo de um gostoso". Isso era ameaçador, pra mim, pra ela e pro próprio Taehyung. Ele me acharia uma garota maluca e paranoica!? Não quero isso. 

- O que houve, ______? - Taehyung perguntou me tirando do tremendo tranze que eu  estava tendo a poucos segundos atrás -.

- N-Na-Nada, eu só estavama admirando a sua bela casa - falei por fim olhando para a a casa, mas pelo o canto di olho eu via ele olhando atentamente para mim -.

- Esta falando dessa casa? - Ele se virou para mim, e apontou para a casa a nossa frente -.

- Sim, não é a sua casa? - perguntei óbvia olhando para ele atentamente e cruzando os braços, sempre faço isso, e as vezes não me entendo -.

Ele me olhou, olhou para a casa, abaixou a cabeça... e riu, simplesmente riu. Mas do que ele estava rindo? De mim? Ou passou algum ônibus escolar cheio de palhaços e macacos com a bunda rosa? Não estava entendendo nada daquilo.

- O que foi? Por que esta rindo agora? -Perguntei com a cara fechada, olhei atentamente pra ele, pra ver se por um acaso, eu conseguia entender o motivo de ele estar rindo, justamente agora -.

- É que... essa não é a minha casa. É casa do Jimin - Ele falou me olhando,  voltou a rir novamente -.

- Como assim? Então porque estamos aqui? Achei que iríamos para a SUA casa -Falei normalmente, mas um pouco indignada, por ter feito papel de boba achando que essa era a casa dele, sendo que é do Park gostoso Jimin. Eu estava envergonhada, até lembrar doque aconteceu hoje a poucos minutos -.

O que Larry fazia saindo da casa de Jimin? Eles estariam juntos, ou tendo algum tipo de caso?

Jimin era, e é a minha segunda opção. Tinham outros por ai, mas nem um era um Coreano lindo, gostoso entre outras muitas coisas, como o Jimin era...

- Vem, ______. Vamos entrar - Taehyung falou e pegou na minha mão, me puxando para entrar na casa de uma vez -.

- Você ainda não me disse oque viemos fazer aqui - falei pra ele e um tom meio alto, mas eu ainda era puxada por ele para a casa -.

- Preciso pegar meu notebook com ele -.

- E por que seu notebook esta com ele, na casa dele? - essa seria última pergunta que eu faria, ele poderia não gostar de uma pessoa que faz tantas perguntas -.

- Não gosto de quem pergunta muito, mas, quando é você que pergunta, eu gosto de responder normalmente - ele me disse, me olhando por um segundo, ele deu um sorriso sem mostras os dentes, e depois se virou para a grande porta da casa de Jimin, e tocou  a campainha da casa da casa do Jimin - e eu deixei o meu notebook aqui, quando eu dormi aqui, já que estavam fazendo uma reforma na minha casa. E agora eu preciso dele para trabalhar na minha casa -.

- Certo - eu estava meio envergonha pelas palavras de Taehyung, mas, não fiquei vermelha como um tomate, graças aos céus -.

Jimin logo veio abrir a porta, ele deu um sorriso que eu achei lindo, e fofo, o sorriso fez com que seus olhos fechassem, e virassem duas linhas. Ele era fofo, mas naquele dia no bar, ele estava um pedaço de mau caminho.

- Oi Tae, Oi ______. O que fazem aqui? - ele disse abrindo passagem para que passamos, mas mesmo que ele não desce espaço, dava para uma multidão passar, por aquela porta enorme e caríssima -.

- Oi Jimin - lhe comprimentei e deu um abraço, ele estava com um cheiro muito bom. Ele estava usando uma calça preta leve e folgada, e uma regata branca. Expondo seus músculos.

- Oi Jimin - Tae também o conprimentou, e logo depois tirou seu casaco o pendurando em alguns pregos que estavam no canto da parede, para que se possa por casacos. Ele estava tão perfeito com aquela roupa.

Taehyung pegou o notebook dele e nós fomos embora para a casa dele, foi bem rápido.

Nos despedimos do Jimin e fomos embora.

...

Depois de tanto conversamos e bebermos daquele vinho, que era muito bom por sinal. Eu vi que Taehyung wra uma pessoa ótima, além de lindo, e gostoso. Era um grande cavalheiro, era gentil, educado, entre tantas outras coisas. Ele era perfeito. 

Conversamos sobre a minha vida, a vida dele. Chorei com ele, ri com ele. Foi quase que um encontro.

Estava tudo perfeito, até o aquecedor pifar e ficar fervendo ali embaixo. Estava frio lá fora, e ela dentro estava pegando fogo. 

- Acho melhor nós subirmos para ver se lá esta mais frio do que aqui - Taehyung disse se levantando e indo até a escada, e eu fui atrás.

Subimos as escadas de madeira, e paramos em um corredor, cheios de obras de arte lindas. Entramos em um quarto que suponho ser do Tae. Era um quarto lindo e luxuoso, mas também era rústico. A cama era de madeirae era enorme, deveria ser super confortável dormir nela. Tinha uma porta que deveria ser de um banheiro.

- Quer dar uma olhada? - ele falou me olhando e eu fiz que sim com a cabeça, então comecei a a andar pelo o quarto enorme de Tae -.

Andei um pouco pelo quarto, e tinham alguns quadros. Fui um pouco mais para a frente e vi um lugar cheio de roupas, um closet. Tinham sapatos, roupas, chapéus, tinha tudo alí...

Tinham roupas casuais, chiques para varias ocasiões especiais, para todas as estações do ano. Roupas de grife, sapatos de grife. Eu não sabia que ser modelo dava tanto dinheiro assim.

- Tae como consegue ter tanto dinheiro para comprar tantas coisas? - perguntei tentando não ser muito invasiva na vida dele -.

- Eu ganho muito bem para um modelo, mas eu também sou empresário de carros, você ainda não viu toda a minha casa. Tenho uns 6 carros novos na minha garagem. Não quero me amostrar, mas foi você que perguntou - ele disse me fazendo soltar um sorriso e rir. Fui até a cama dele e me sentei, rla era super macia. Taehyung veio e se sentou ao meu lado, bem próximo de mim.

- ______, você namoraria um cara como eu? - ele perguntou me olhando, nos olhos.

- Como assim, um cara como você?

- Sempre tem garotas interesseiras perto de mim, atacam a primeira que esta do meu lado, acho aue algumas são meio doidas - ele falou dando um riso, e eu acabeu soltando um riso também -.

Sem perceber ele me deu um beijo, um beijo único, um dos melhores da minha vida. Os movimentos eram rápidos e quentes, nossas bocas se moviam em harmonia, a língua quente dele emplorava por mais espaço. Eu queria muita mais do que esse beijo. Coloquei a mão na nuca dele, de começo eu acariciei o local, e logo depois eu apertei aquela área, aprofundando ainda mais o nosso beijo único.

Ele estaria sentindo o mesmo que eu? 

Ele me deitou bem no centro da cama macia e gelada, mas não parava de me beijar nem por um segundo, não sei aonde eu arranjei tanto ar.

Em um ato rápido, eu arranquei a camisa dele, e a joguei em qualquer canto pelo quarto. 

Eu ainda não acreditava que estava mesmo fazendo isso. 

Eu iria perder minha virgindade com Kim Taehyung?

Era um sonho.



Notas Finais


Eai lindxs? Oq acharam? Ficou bom? Me falem o que acharam nos comentários.

NÃO FOI REVISADO!

Bjocas da tia Jubis😗✌💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...