1. Spirit Fanfics >
  2. Headlights On The Highway >
  3. Acertos

História Headlights On The Highway - Capítulo 47


Escrita por: AngelCerdeira

Notas do Autor


Meus planos eram ter publicado esse capitulo antes de viajar, mas acabei me estressando no tumblr. Tenho me estressado muito por que um numero sem fim de leitores acham que autoras de fic tem obrigação de ficar atualizando as historias o tempo inteiro. Parece que esquecem que quem escreve tem uma vida, com estudos, trabalho e que como todo ser humano normal gosta de descansar e se divertir, sair com amigos, ver série ou sei lá, dormir.
O que vem acontecendo é que a galera só faz cobrar e cobrar e isso tem tirando não só o meu, mas o juízo de muito autora. Quem acompanha o 5hfanficbr sabe que 50 Tons de Camren não teve final ainda. A autora de Broken quase desistiu da fic e não revela o nome da segunda historia que está escrevendo por que não quer a pressão que tem com Broken.
Eu já cheguei a ler comentários falando que queria que autora de fic fosse uma profissão pra que pudessem chegar: Trabalha bitch, vai escrever que você é paga pra isso. E se isso é uma tentativa de piada, ela não teve graça, mesmo que eu fosse paga pra isso, ninguém tem o direito de me tratar assim. E quando eu reclamei no tumblr fui chamada de "Mais uma escritora dramática".
Fiquei tão fula da vida que pensei em abandonar a historia, terminar esse capitulo e adeus. Mas eu viajei, pude esfriar minha cabeça e resolvi continuar e terminar essa historia. Eu não escrevo pra ter reconhecimento ou ficar famosinha ou nada, meu twitter tem o mesmo numero de seguidores que sempre teve. Meu tumblr atual é praticamente igual ao anterior. Eu escrevia por que era divertido escrever, mas alguns muitos leitores tiraram a minha diversão. Quem acha que "Posta logo" "Continua" "Quando tem o próximo" é algum tipo de elogio, que demonstra interesse pelo que eu escrevo. Bem, vocês estão enganados, isso irrita e cria uma pressão que eu, pessoalmente, odeio. Tanto que eu não respondo esse tipo de comentário faz um bom tempo. Eu só não vou finalizar a historia agora, por que minha melhor amiga gosta dela. Então eu vou até iniciar Neon Light Tour e acabou.

Capítulo 47 - Acertos


POV Lauren

 

Não sabia exatamente o que Jennel tinha em mente, mas a segui, estava curiosa sobre seu plano. Atravessamos a sala, ela desligou o som que tava funcionando, o que chamou a atenção de todos, até mesmo de quem estava do lado de fora. Avistei Camila entrando com Drew para ver o que havia ocorrido.

Jennel subiu na mesa estendendo a mão para que eu a acompanhasse e assim o fim. Quando estava ao seu lado ela finalmente começou a cantar e estava certa, eu conhecia a letra.

 

Jennel: This was never the way I planned

Not my intention

I got so brave, drink in hand

Lost my discretion

 

Ela cantava fazendo seus clássicos movimentos e eu não vou mentir, aquela dança dela era algo realmente sexy de se ver. Ela se aproximava de mim.

 

It's not what I'm used to

Just wanna try you on

I'm curious for you

Call my attention

 

Jenne tocou em meu braço e pude sentir as ondas de odio vindo de Camila, ela estava com ciumes e aqui me empolgou a entrar no jogo.

 

Ambas: I kissed a girl and I liked it

The taste of her cherry chapstick

I kissed a girl just to try

I hope my boyfriend don't mind it

 

It felt so wrong, it felt so right

Don't mean I'm in love tonight

I kissed a girl and I liked it

I liked it

Tomei frente na segunda parte da música. Agora era minha vez de seduzir Jennel.

 

 Lauren: No, I don't even know your name

It doesn't matter

You're my experimental game

Just human nature

 

Estava feliz que todos os shows e apresentações que fizemos conseguiram me deixar bem mais desinibida. Eu tentava dançar da forma mais sexy que podia e Jennel não tirava as mãos de mim.

 

It's not what good girls do

Not how they should behave

My head gets so confused

Hard to obey

 

Ambas: I kissed a girl and I liked it

The taste of her cherry chapstick

I kissed a girl just to try

I hope my boyfriend don't mind it

 

Jennel se aproximou ainda mais de mim, estávamos praticamente colados. Seus olhos não saiam do meu rosto.

 

It felt so wrong, it felt so right

Don't mean I'm in love tonight

I kissed a girl and I liked it

I liked it

 

Estavamos no final do refrão quando Camila subiu na mesa com a cara transtornada empurrando Jennel.

 

- A única garota que a Lauren vai beijar e gostar aqui sou eu! – Camila disse em alto e bom tom pouco antes de me dar um daqueles beijos dignos de fim de filme. Eu estava vendo estrelas.

- Eu lhe disse que sua namorada também sentia ciúmes, Lauren. Todo mundo sente, não é apenas você. – Jennel falava com tom de vitória. Mas a expressão no rosto de Camila não era das melhores.

Da mesma forma repentina que ela subiu na mesa, Camila desceu correndo para fora da sala, me deixando sem saber o que fazer.

 

POV Camila

 

Tinha me afastado, não conseguia acreditar que tinha feito uma cena por causa de ciúmes. Reclamei e reclamei da Lauren e acabei fazendo pior, o que havia de errado comigo?

 

- Hey pequena... – Ouvi a voz do Drew me chamando. Ele parou encostando-se à árvore onde eu me escondia.

- Como me achou?

- Essa casa é minha, sabia que você queria se esconder, mas não iria longe demais.

- Você é mais esperto do que aparenta.

- É parte do meu charme... Mas, vamos falar sobre o que realmente interessa. Lauren heim.

- Não é novidade. Você me disse ainda pouco que sabia e tudo.

- Eu achei que fosse o Keaton.

- ECA! Credo, não, eu nunca teria nada com o Keaton. – Drew riu da minha reação.

- Posso ser sincero? Fico aliviado que não seja ele, Keaton não é alguém que mereça você. Sou muito mais a Lauren. Pra começar ela é bem mais gostosa!

- Epa! – Bati no braço dele – Respeito ao falar da minha namorada.

- Ai!

- Nem começa, que não machucou. Olha o seu tamanho e olha o meu.

- Tudo bem, mas eu posso fazer algumas perguntas?

- Pode.

- Como começou?

- O namoro ou o que?

- Tudo.

- Eu comecei a gostar dela no X Factor. O ciúmes que você via quando ela estava próxima do Keaton, não era dele, eu sentia ciúmes dela. Detestava a aproximação dos dois. Mas nada aconteceu até final de julho.

- Vocês estão namorando sério.

- Estamos namorando, nossos pais sabem, mas nesse exato momento estamos em hiato. Eu pedi um tempo depois que a Lauren deu um ataque de ciúmes por causa do Austin.

- Quem?

- O Mahone.

- Siim, eu soube dos boatos que você estava de casinho com ele. Qual é, quem iria se contentar com um Austin quando pode ter Lauren Jauregui na cama?

- De um jeito bem torto, foi basicamente isso que eu disse pra ela, por isso pedi tempo. – Terminei a frase mordendo o canto da boca.

- Mas está se arrependendo. Por quê? Por que acha que a Lauren vai te trocar pela Jennel ou por que você fez a maior cena de ciúmes e agora perdeu todos os argumentos.

- Mais a segunda... Certo que eu não estou muito feliz sobre a primeira.

- A Lauren seria uma idiota se lhe trocasse por quem quer que fosse.

- Mas a Jennel estava bem sexy dançando...

- Não tão sexy quanto o seu beijo na Lauren... Olha, vou nem dormir pensando nessa cena. – Bati de novo no braço dele. – Ai! Olha a violência menina.

- Olha como fala de mim e da minha namorada.

- Mila, deixa de levar tudo a sério. Começa que eu nunca fala sério nada e segundo que agora que eu sei que tu e a Lauren jogam no outro time, bem eu vejo vocês como caras. Então relaxa e me deixa fazer piadas. Voltando a você e senhora sua namorada. Ela não vai te trocar e sim, você perdeu os argumentos quando deu ataque de ciúmes, então, uma sugestão de amigo. Vai atrás dela e conversem. Sabe, esse lance de ser honesta uma com a outra. Isso é melhor que ficarem de tempo por causa de briguinha idiota e descabida.

- Quando foi que você ficou tão esperto, Drew?

- Eu engano todo mundo, eu sou um cara esperto. E só pra você saber, eu estou do seu lado sempre. Vou ser seu lesbro.

- Meu o que?

- Lesbro. Sabe o bro de uma lésbica. É tipo melhor amigo e tal. Então pode contar comigo pra tudo.

- Você é um doce, sabia? – O abracei em agradecimento e foi quando ouvi um pigarro. Lauren com a sua mais séria expressão nos olhava.

- Desculpa, estou interrompendo um momento de vocês? – Ela perguntou ironicamente.

- Nada, eu estava de saída mesmo... E só pra avisar que essa cara séria não me assusta e se magoar a pequena aqui, vai ter que se ver comigo viu. – Drew disse antes de sair.

 

Lauren esperou Drew se afastar e se aproximou de mim um pouco receosa. Eu não sabia como começar aquela conversa, no entanto sabia que Drew estava certo, precisávamos conversar e ser honestas.

 

- Então o Drew...

- Ele só estava sendo um lesbro protetor. Bobagem.

- Um o que?

- Nada, é uma das besteiras dele. Aquilo é um meninão.

- Camz... – Lauren começou sem ter certeza – Você sabe que nada aconteceu e nem iria acontecer com a Jennel.

- Eu sei, esse é o problema. Eu sei que nada iria acontecer, eu confio em você e ainda assim não consegui controlar meu ciúme.

- Eu mais do que ninguém deveria saber que como é isso...

- Isso só piora as coisas, eu tenho sido tão dura contigo sobre o Austin e olha o que eu fiz. Sou uma hipócrita e odeio isso. – Lauren se aproximou de mim, encostou gentilmente sua mão em meu braço.

- Não é bem assim. Eu fiz você ficar com ciúmes, eu não iria além do que você viu, mas tudo aquilo foi proposital. Jennel queria provar que você sentia ciúmes de mim e eu entrei na onda. Eu propositalmente fiz você ter ciúmes, eu quando tive o meu ataque foi irracional e você não teve culpa de inventarem rumores sobre você.

- Não fui eu quem causou aquilo intencionalmente, mas não foi irracional. Estive conversando com o Drew e ele deu um ponto certo. Não era ciúmes do Austin que você sentiu, foi da ideia de que eu poderia namorar ele publicamente, que com ele eu poderia ter um relacionamento fácil e não secreto como o nosso. Quando ele falava eu fui entendendo. Mas sabe Lauren eu não quero um relacionamento publico, eu não quero assumir nada se não for com você.

- O Drew fez você enxergar isso? Quando ele ficou tão esperto?

- Eu fiz a mesma pergunta... Eu fui injusta com você, me desculpa por isso?

- Depende, você me desculpa por ter perdido a cabeça? Eu não vou dizer que nunca mais vou ter um desses ataques, mas eu realmente quero tentar controlar isso e quero que você saiba que eu confio em você. Não quero perder o que temos por bobagens.

- Então estamos bem?

- Estamos melhores! – Lauren disse dando um beijo na ponta do nariz.

- Sabe, amor... Já que voltamos às boas e acabou o hiato... – Camila foi se aproximando com um olhar sugestivo.

- Meu deus, Camila... Você não está tentando entrar nas minhas calças, está?

- Se você preferir, pode ser você entrando nas minhas calças, eu não me importo com a ordem.

- Nós nos acertamos tem 5 segundos.

- O que eu acho que é tempo demais para estarmos sem roupa.

- Karla Camila Cabello!

- Eu sou uma garota com necessidades, Lauren Michelle Jauregui. Você prefere que eu procure o Drew?

- Por que ele faz exatamente o seu tipo...

- Tudo bem... Eu posso falar com a Jennel, ela estava realmente sexy cantando com você.

- Você é minha namorada e eu sou a única que vai cuidar das suas necessidades. – Lauren falou puxando Cabello para um beijo apaixonado. Imediatamente Camila cedeu passagem para língua da namorada que começava explorar sua boca. As mãos de Camila começavam a explorar o corpo da namorada e foi então que Lauren percebeu que a namorada estava tentando abrir os botões da calça dela.

- Você não pode estar sendo séria.

- O que foi?

- Você está querendo fazer sexo no quintal alheio? Ficou louca?

- O que tem demais?

- Chega de sexo em locais públicos.

- Tudo bem, a casa é cheia de cômodos que podemos usar, tenho certeza.

- Quando foi que você se tornou uma maníaca por sexo?

- Foi entre você entrar na minha vida e tirar minha virgindade... Agora aguenta.

 

POV Lauren

 

Resolvi tirar Camz dali antes que ela realmente arrancasse minha roupa ali mesmo. Estávamos saindo quando avistei Jennel puxando conversa com Normani.

 

- Camz, olha aquilo... – apontei para as duas garotas sentadas a beira da piscina.

- O que tem as meninas conversando?

- O que tem? Olha a Jennel devorando a Normani com os olhos... Se não for hoje que a Mani for provar o lado colorido da força, bem não vai ser nunca. Dá a volta, não vamos atrapalha.

 

Demos a volta passamos por Ally que estava distraída no celular, entramos pela porta da frente. E entramos pela porta da frente, esbarrando com Drew.

 

- Hey, pelo visto as meninas se acertaram... Vamos começar um jogo de verdade ou desafio. Topam?

- Estamos meio ocupadas, fica pra próxima. – Camz respondeu com um sorriso.

- Entendo... Nesse caso, subindo as escadas, segunda porta a esquerda. Me quarto e chave fica na porta. – Ele disse piscando o olho e saindo.

 

Camila puxou minha mão e seguiu as instruções que Drew havia dado. Antes que eu pudesse me dar conta, estávamos em um quarto com Camz me pressionando contra a porta. Por mais que eu brincasse sobre a libido da minha namorada, a verdade é que sentia tanta falta dos toques dela quanto ela dos meus.

As duas garotas se beijavam apaixonadamente, Lauren mantinha as mãos seguras na cintura de Camila, puxando contra seu corpo. Já a garota mais nova explorava o corpo da namorada, seus dedos arranhavam desenhos aleatórios por todo abdômen de Lauren.

 

- Eu lhe disse que andei lendo algumas fanfics sobre nós duas.

- Camz, eu realmente acho que esse não é o melhor momento para você contar sobre que andam escrevendo sobre a gente. – Lauren comentava enquanto tinha pescoço atacado.

- Na verdade o momento é muito propicio. Você ficaria surpresa com a criatividade que algumas autoras têm sobre o que fazemos quando estamos sozinhas assim... – Camila falou pressionando o joelho no centro de Lauren, lhe arrancando um gemido leve.

- Oh... Então você tem algo que queira compartilhar agora?

- Tantas ideias, boo... A única coisa que me deixa chateada nessas fanfics é como a maioria tende a achar que eu apenas fico deitada gemendo enquanto você faz todo o trabalho.

- Eu não me importaria de sermos assim... – Finalmente as mãos de Lauren ganharam vida e começaram a acariciar os seios de Camila fazendo com que a menor se arrepiasse.

- Lauren Jauregui, que feio mentir para sua namorada desse jeito. Você não aguentaria ficar sem meus toques, por que a verdade é que você adora que eu seja mandona na cama. – Camila começou a sussurra em meu ouvido. – Quando eu lhe digo exatamente o que fazer e assumo o controle da situação. Sabe como eu sei disso?

- Como? – Precisei de toda minha concentração para responder uma simples palavra, Camila já tinha uma mão dentro de minhas calças e brincava com os dedos em minha intimidade. A outra mão livre apertava meu seio e para completar ela ainda oscilava em mordiscar minha orelha e deixar chupões em meu pescoço.

- Sua pele fica completamente arrepiada com o menor toque meu, você seria capaz de ter orgasmos só com a forma como eu chupo seus seios, mas a verdade é que eles não se comparariam com o que eu lhe causo com meus dedos, você adoro estar em minhas mãos e eu adoro isso também.

- Amor, acho que estamos falando demais... E também estamos usando mais roupa do que deveríamos... – Falei puxando a blusa de Camila enquanto ela se apressava em desabotoar o próprio short. – Quando você se tornou tão gostosa assim, Cabello? – Lauren apertou a bunda da namorada com as duas mãos e impulsionou para que ela prendesse as pernas em sua cintura, assim as duas caminharam até a cama.

- Eu precisava estar a sua altura amor... Agora que tal você ser uma garota gentil e não me deixar ser a única seminua aqui. – Camila falou ao atingir a cama.

 

Lauren atendeu ao pedido da namorada igualando o numero de roupas. Camila podia ver os olhos da namorada escurecendo de desejo enquanto ela trilhava seu caminho sobre o seu corpo. Ela sentia saudade de sentir o calor do corpo de Lauren assim, sobre o dela, as mãos da mais velha lhe massageavam os seios gentilmente enquanto sua boca dava atenção necessária aos lábios da mais nova. Camila mão aguentava sua excitação precisava aliviar a tensão que se formara em seu centro.

 

- Amor, por favor...

- Alguém aqui está ansiosa.

- Lauren, sem joguinhos hoje... Por favor, já faz um tempo... Ei preciso sentir você.

- Sem joguinhos? – Lauren perguntou dando rápidos beijos na boca de Camila.

- Sem joguinhos. – Camila confirmou antes de morder o lábio inferior de Lauren e iniciar um beijo mais profundo.

 

Lauren em caminhou a mão para a entrada da namorada e atendendo ao pedido de “sem joguinhos” introduziu dois dedos fazendo Camila arquear as costas de prazer, a mais velha lhe beijava e mordia o pescoço enquanto aproveitada os gemidos que a namorada soltava. Lauren considerava aquele seu som favorito. Estava empenhada no prazer da namorada quando sentiu a mão de Camila em sua intimidade.

 

- O que você...

- Shhh... Sabe, não precisamos fazer isso por turnos, primeiro uma depois a outra. Vamos juntas hoje. – Camila falou introduzindo dois dedos enquanto o polegar fazia movimentos circulares. – Sabe, eu senti falta de estar assim com você.

- Ooooh... É por que a senhorita se tornou uma safada. – Lauren falou mordendo o pescoço de Camila.

- Eu quis dizer, ter você assim perto de mim, tão minha e eu sendo tão sua. Somos só eu e você e podemos nos perder uma na outra sem medo. Eu senti falta disso.

- Certo, você não é safada, é romântica.

 

O orgasmo de ambas não tardou a chegar e a se repetir antes que as duas dormissem agarradas em meio a cama de Drew.

POV Camila

 

Já era dia quando comecei a despertar e percebi que uma nua Lauren ainda se encontrava agarrada a mim. Beijei sua testa e fiquei observando ela enrolar para abrir os olhos.

 

- Bom dia! – Lauren disse com sua voz de sono.

- Dormiu bem?

- O melhor em um mês ou mais.

- Eu também... –Dei um rápido selinho em seus lábios – Acho que precisamos nos vestir e encontrar as outras pra ir embora.

- Pra gente ganhar tempo, eu procuro aqui por cima e você olha no andar de baixo.

 

Desci as escadas vendo a bagunça que sobrara da noite anterior, metade do pessoal estava deitada pelos cantos da casa. Drew pendia a cabeça em uma ponta do sofá, Cece fazia Wesley de cama do outro lado da sala. Só fui encontrar Ali e Dinah na cozinha preparando algo de café da manhã.

 

- Chega acordou contente. – Dinah falou assim que me recebeu. – Eu vi você a Lauren ontem subindo para um dos quartos.

- E eu achando que havíamos sido discretas.

- Vocês duas discretas? Nem em mil vidas – Ali comentou dando uma garfada nos ovos mexidos que estava comendo.

 

Ia começar a perguntar o que aconteceu na festa enquanto eu estava fora, mas Lauren chegou correndo com uma cara de surpresa que quase me assustou.

 

- Amor, viu um fantasma?

- Não exatamente.

- Pelo menos encontrou a Normani?

- Sim, definitivamente eu encontrei com ela.

- Ela estava nua agarrada a Jennel? – Dinah falou rindo enquanto Lauren a olhava ainda mais espantada. – Espera, ela estava nua agarrada a Jennel?

- Bem... Sim!

- Não acredito, achei que ontem tivesse sido só uma cena pra calar a boca do Arin.

- O que aconteceu ontem enquanto eu estava no telefone? – Ali perguntou

- Tanta coisa, mas é melhor a bonitona ali contar, essa historia não é minha.

 

Normani vinha se arrastando pela cozinha com vergonha escrito na testa.

 

- Você já contou o que viu, Lauren?

- Tecnicamente eu adivinhei. – Dinah justificou.

- Podemos ir embora? – Normani pediu.

- Estou comendo – Ali falou apontando para o prato – E a senhorita deve algumas explicações.

- Não devo nada.

- Então você simplesmente sai agarrando a Jennel e acha que tudo bem.

- Lauren e Camila se agarram o tempo todo Alisson.

- Elas namoram, estão apaixonadas. Por acaso você a Jennel estão namorando escondido.

- Não.

- Então o que aconteceu ontem?

- Eu não sei. Está bem. Ela deu em cima de mim, eu gostei, nós ficamos juntas e eu gostei. Mas foi isso.

- Você vai tentar algo sério com ela? – Perguntei inocentemente.

- Não sei, Mila. Não acho que eu queira namorar com a Jennel e tão pouco acho que ela queira namorar comigo.

- Isso foi um caso de uma noite. Nada mais que sexo casual. – Todo mundo conseguia sentir o tom de julgamento que Ali fazia.

- Quer saber, termine esses ovos e quando for para ir embora eu estarei lá fora. – Normani saiu batendo o pé.

- Okay, os ânimos parecem meio agitados aqui. Vocês fiquem comendo aqui e eu vou conversa com a Mani. – Falei me retirando.

 

Normani estava na varanda da casa sentada no chão com as costas apoiada na parede. Sentei-me ao lado dela em silencio e ficamos assim por alguns instantes até ser ela quem iniciou a conversa.

 

- Desculpa, fiz uma cena.

- Acontece...

- Ali me tirou do sério. Não entendo como ela pode me julgar tanto, ela não criou caso com vocês.

- Não, realmente ela não criou. Posso fazer as perguntas óbvias?

- Perguntas óbvias?

- Sempre que você declara que fica com pessoas do mesmo sexo alguém faz essas perguntas.

- Okay, faça.

- Desde quando você gosta de meninas?

- Eu não sei, eu nunca tinha parado pra pensar nisso. Não é como se eu tivesse nutrido uma paixão secreta pela Jennel, eu sempre achei ela sexy, afinal ela é sexy, mas eu nunca dei bola pra isso... Não até ela dar em cima de mim.

- Tudo bem.

- Tudo bem mesmo? Eu fico achando que eu deferia me sentir diferente hoje ou sei lá, que eu preciso de uma definição do que foi.

- Você é a mesma Normani de sempre, não tem por que se sentir diferente. Você fez algo que queria fazer e pronto.

- Isso significa que eu sou lésbica?

- Não! A Lauren namora comigo e não é lésbica.

- Eu sou bissexual?

- Provavelmente, mas não é obrigatório. Você pode ter tido um interesse momentâneo. Pode ser que você nunca mais na vida queira ficar com outra garota ou mesmo com a Jennel outra vez. Pode ser que agora você só queira ficar com garotas, tanto faz e isso é irrelevante sobre quem você é. Não se preocupe com isso.

- Eu não me importaria de ficar com a Jennel de novo.

- Ela te pegou de jeito foi?

- Bem, ela tem senhoras pernas...

- Isso é um fato! – Normani bateu em meu braço – Hei, isso doeu. Já tá ciumenta com a Jennel?

- Não! Mas a senhorita namora minha amiga e não pode ficar elogiando pernas alheias. – Nos duas rimos.

- Tudo bem, não está mais aqui quem falou.

 


Notas Finais


Quem ainda tiver alguma paciência pra ler, nesse One Shot tem o que aconteceu com Normani e Jennel http://socialspirit.com.br/fanfics/historia/fanfiction-fifth-harmony-just-one-night-1440026


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...