História Heart Ice - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Colegial, Drama, Jelena, Romance
Visualizações 746
Palavras 1.293
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


-Hey como estão? Espero que bem, mais um cap novo para vocês sz

-Me desculpem qualquer erro.

Boa Leitura

Capítulo 4 - I slept with the Scarlett?


Fanfic / Fanfiction Heart Ice - Capítulo 4 - I slept with the Scarlett?

Justin me levou até o andar de cima e me guiou até um dos quartos que havia. Me jogou na cama bagunçada e logo me senti desconfortável.

Sim, eu ainda era virgem e não queria que minha primeira vez fosse daquele jeito. Não que eu fosse o tipo de garota que espera o príncipe encantado num cavalo-branco, mas eu queria que minha primeira vez fosse romântica. Claro que eu queria que fosse com Justin, mas não desse jeito.

— Pare! — disse assim que o loiro colocou as mãos já no zíper de meu vestido.

— O que houve? Não me diga que você é… — assenti com a cabeça, antes que o garoto completasse sua frase. — Eu não acredito que uma garota tão linda como você ainda é virgem! — exclamou perplexo, tampando sua boca com as mãos.

— Eu não sou tão linda como diz… — coloquei uma parte de meu cabelo atrás da orelha.

— Tem razão, eu nunca conheci alguém como você. Você só pode ser um anjo. — acariciou meu rosto, o que me fez corar. Nossos olhares se encontraram e eu senti algo tão intenso dentro de mim. Seu olhar transmitia um puro desejo e seus lábios eram mordidos por si de uma forma que me deixava cada vez mais em êxtase.

Levei minhas mãos até sua nuca e o puxei para mais perto de mim, logo tomando seus lábios em um beijo. Justin foi aos poucos deitando em cima de mim enquanto meus dedos remexiam em seu cabelo. Retirei sua camisa e ele não pensou duas vezes para retirar a peça que cobria meu corpo, logo me deixando apenas de lingerie. Seus beijos foram ficando cada vez mais intensos enquanto retirava sua roupa.

— Tem certeza de quer isso? Se não estiver pronta eu não irei lhe obrigar.

— Sim, eu tenho certeza. — se era para ter minha primeira vez agora, que fosse com Justin.

Justin sorriu e cuidadosamente retirou meu sutiã, logo, começou a sugar e a mordiscar meus seios como se estivesse faminto, fazendo-me dar pequenos gemidos.

Retirou sua calça junto com sua cueca e me puxou para cima de si, para que eu ficasse em seu colo, o loiro me beijava com tanta intensidade que me fazia arfar. Encostou seu membro em minha intimidade, o que me fez estremecer.

— Prometo não machucar. — sussurrou. Assenti com a cabeça e não demorou muito para que o garoto penetrasse em mim, fazendo-me dar um gemido de dor e ao mesmo tempo de prazer.

Começou a fazer movimentos de vai e vem lentamente, aos poucos aumentando a velocidade, me fazendo gemer cada vez mais alto. Segurou em minha cintura me levantando para cima e para baixo enquanto dava estocadas.

— Oh, Justin. — disse em meios aos gemidos. Justin deu estocadas cada vez mais bruscas fazendo meu corpo ir para cima e para baixo enquanto tomava meus lábios em um beijo, explorando cada canto de minha boca.

Deslizei minha mão por suas costas e não demorou muito para que seu ápice chegasse junto com o meu. Cai ao seu lado e o garoto sorriu assim que viu que eu estava cansada.

— Essa foi a melhor transa da minha vida! — exclamou ofegante.

— Sim. — disse monossilábica. Eu queria dizer que eu havia amado a noite, mas simplesmente não consegui. Foi o melhor momento de minha vida, sem dúvidas, o garoto que amava me deu atenção pela primeira vez e eu ainda perdi com a virgindade com ele.

Mas do que adiantava achar tudo mágico e perfeito se ele pouco se importava? Na certa ele agia assim com qualquer uma. Sentei-me na cama e meus olhos se encheram de lágrimas. Por algum motivo eu me sentia constrangida por ser apenas mais uma e, agora, o que eu menos queria era que isso tivesse acontecido.

Me vesti rapidamente e saí do quarto sem dizer mais nenhuma palavra.

Enquanto descia as escadas, tentava ligar para Jessica, porém só dava ocupado. O jeito seria ir para casa andando já que não tinha dinheiro.

Consegui passar pela multidão em minha frente e logo sai da casa de Lola. Ninguém sentiria minha falta, afinal, eu não tenho amigos, quem sentiria minha falta?

— Ei, por que você saiu sem dizer nada? — me permiti chorar assim que escutei a voz de Justin atrás de mim.

— Você não entenderia se eu contasse. Desculpe ter feito você pensar que sou maluca. — senti suas mãos retirarem meu cabelo de minha nuca e o garoto aproximou seus lábios de meu ouvido.

— Eu fiz algo de errado? — neguei com a cabeça.

— Você não fez nada. Eu só preciso ir. — em nenhum momento ousei olhar para o garoto atrás de mim.

Andei em passos rápidos enquanto pude escutar Justin gritando perguntando meu nome e pedindo para que eu ficasse. Apenas o ignorei e segui meu caminho, afinal, sei que ele não sentiria minha falta. Ele poderia ficar com qualquer uma naquele exato momento como fez comigo.

Justin Bieber – Ponto de Vista

Sono. Era a única coisa que podia sentir a cada passo que dava pelo longo corredor daquela escola. Além de ter ficado até tarde na festa de Lola, eu passei a noite pensando naquela garota com que fiquei.

Pode soar idiota, mas, quando eu fiquei com ela, não foi como pegar qualquer uma. Ela era a garota e não a garota. Eu gostei de estar ao seu lado, eu gostei de transar com ela. Então, por que ela foi embora tão repentinamente?

Andei em direção ao meu armário para pegar meu caderno de filosofia e quando abri meus olhos, uma garota apressada esbarrou em meu ombro.

— Desculpe. — desculpou-se pegando seus cadernos que haviam caído.

— Você? — perguntei surpreso ao vê-la parada em minha frente.

A garota usava uma saia plissada que batia acima de seus joelhos, uma camisa social branca com os dois primeiros botões abertos dando visão para seu sutiã preto e uma bota de salto alto que batia em seu joelho. Seu cabelo estava preso em uma maria-chiquinha e a maquiagem que usava a tornava mais doce.

Eu já vi garotas vestidas assim desse jeito, mas nada me deixou tão excitado como vê-la daquele jeito. Ver ela daquele jeito, fazia-me lembrar de uma ninfeta. Mordi meu lábio inferior assim que me lembrei da morena nua em meus braços ontem a noite.

— Eu não queria fazer isso. Desculpa.

— Tudo bem, sem problemas. — sorri.

— Hã… Eu tenho que ir para a sala. — a garota corou. Segurei em sua delicada mão a impedindo de andar.

— Eu ainda quero saber seu nome. — disse num tom tentador.

— Pergunte para os seus amigos. Garanto que eles saberão. — a morena deu um tranco em seu braço e correu pelo corredor.

— E aí Justin, quem era aquela garota? — Ryan perguntou rindo, assim que se aproximou de mim.

— Eu não faço a menor ideia, ela não me disse seu nome desde ontem.

— Justin Bieber insistindo numa garota por dois dias seguidos? O que ela tem de especial? — Chaz perguntou surpreso. Não, eu não gostava dela. Apenas queria saber seu nome, nada mais. Eu acho.

— Ontem, vê-la dançar, foi como se alguém houvesse me hipnotizado. Suas curvas, seu jeito, seu sorriso, seu olhar, tudo nela é perfeito. Quando eu transei com ela foi como se estivesse experimentado uma droga pela primeira vez, seu corpo foi como um vício para mim. disse em êxtase, fazendo com que os caras me olhassem perplexos. Se eu fosse eles também estranharia. Eu nunca fui de perseguir uma garota, nem de dizer palavras como aquelas.

— Eu não sei se fico surpreso por você dizer isso ou por você estar fissurado na Scarlett.— Ryan disse boquiaberto.

— Que Scarlett? — perguntei confuso.

— Scarlett Gomez. Aquela garota estranha que você sempre zoa. — Chaz respondeu. Arregalei os olhos e passei as mãos sobre meu rosto incrédulo.

Puta que pariu! Eu dormi com a Scarlett?


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até o próximo cap.

Trailer da fic: https://www.youtube.com/watch?v=V5eBAXy3Rw4&feature=youtu.be


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...