História Heart Ice - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Colegial, Drama, Jelena, Romance
Visualizações 704
Palavras 1.016
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meus Amores como estão? Espero que bem, mais um cap para vocês. Antes de tudo queria me desculpar pela demora. Entrei em época de provas e acabei ficando sem tempo, mas finalmente acabaram. Então vamos lá:

Me desculpem qualquer erro.

Boa Leitura

Capítulo 5 - New friends


Fanfic / Fanfiction Heart Ice - Capítulo 5 - New friends

Scarlett Gomez Ponto de Vista

Cheguei a sala às pressas. Pensei que Justin me ignoraria, mas não, ele novamente perguntou meu nome.

Por que era tão importante assim ele saber meu nome? Ele não liga. Sentei-me em uma cadeira e pus meus óculos. Eu não precisava usar óculos, mas eu achava bonito quem usava, por isso tinha um, mas claro, não era de grau. Peguei meu livro de História e comecei a lê-lo por simples tédio. A porta foi aberta e eu mordi meu lábio inferior fortemente assim que vi seus Supras azuis. Continuei a olhar para o livro, mas a única coisa que eu conseguia pensar era as mãos de Justin deslizando por sobre meu corpo.

— Scarlett, então é esse seu nome? — perguntou com uma voz grossa enquanto apoiava suas mãos sobre minha mesa. Engoli em seco e o ignorei. — Por que não me contou que era você Scarlett? — socou a mesa fortemente num ato de fúria.

— Porque eu sabia que você surtaria. Fala sério Justin, todo mundo sabia que era eu, por que você foi o único que não soube? Eu fiquei tão diferente assim? — o loiro me encarava sem dizer uma palavra enquanto respirava ofegante. — Seus amigos chegaram. Se não quer zoado por falar comigo, é melhor ir embora. — sentei-me novamente e voltei a ler meu livro.

— Essa conversa ainda não acabou. — foi sentar-se em seu devido lugar e eu bufei. Ajeitei minha saia e, assim que os meninos entraram, olharam para mim e sorriram. Dessa vez não foi um sorriso debochado e sim um sorriso malicioso.

Disfarcei meu olhar para um papel colado a parede que dizia sobre os principais cuidados que devemos ter na escola. Não demorou muito para que todos os outros alunos chegassem e o professor também.

(…)

Assim que a aula acabou, arrumei minhas coisas e saí de sala de aula. Pela primeira vez fui uma das primeiras a sair de sala.

Corri até o banheiro e retirei as marias-chiquinhas de meu cabelo, os deixando soltos — os mesmos ainda estavam ondulados —. Ajeitei minha saia junto com minha bota e arregacei as mangas de minha camisa. Coloquei os óculos dentro de minha mochila e saí do banheiro.

— Ei, você é a Scarlett? — uma garota morena, amiga de Justin e Lola, perguntou.

— Sou sim. — respondi um pouco apreensiva. Nenhuma pessoa do “grupo social” de Justin já havia falado comigo na vida. Por que só agora uma delas estava falando comigo?

— Que bom, preciso falar com você. Está rolando um boato de que você e Justin ficaram juntos na festa da Lola. Isso é verdade?

— Bem, eu acho que sim… — dei de ombros.

— Meu amor, escute: fique longe do Justin. Ele é meu e nenhuma vadiazinha como você tirará ele de mim. — a morena disse apontando o dedo para mim.

— Eu não sabia que Justin tinha dona. Ah não ser você mude de aparência a cada dia. — disse olhando para baixo. Vi seus punhos se fecharem, mas logo se abrirem. Um sorriso perverso brincou em meus lábios.

— Aviso dado. — falou antes de se virar e seguir caminho reto, logo sumindo entre a multidão.

— Não liga para ela, é mais uma que acha que Justin tem dona. Pura ilusão. — ri e olhei para o lado, vendo Lola. — Prazer, Lola. — estendeu-me a mão com um sorriso.

— Na verdade, eu conheço você. Eu conheço todos vocês. — sorri amarelo. — Sou Scarlett.

— Scarlett? Aquela garota tímida que vive puxando saco dos professores? — perguntou perplexa. Assenti com a cabeça. — Desculpa, mas você está muito diferente.

— Minha irmã fez uma limpa no meu armário, eu não sabia que o preço da beleza doía tanto. Acordar cedo só para fazer maquiagem é um saco. — fiz uma careta, fazendo Lola rir.

— Ou você acorda cedo, ou você vem com olheiras horríveis. Pelo menos uma base tem que passar. — riu. — Você é legal sabe? Não fala de garotos o tempo inteiro muito menos quanto tempo passa fazendo uma unha. — sorri timidamente.

— Nunca curti muito essas coisas.

— Que tal sairmos hoje depois da escola? Adoraria que você conhecesse meus amigos. — perguntou animada

— Eu não sei… — torci o nariz assim que lembrei que Justin estava incluso em “meus amigos”.

— Vamos, por favor. Vai ser divertido! — implorou de mãos juntas.

— Você tem certeza que quer que eu vá? Eu não sou popular como você e seus amigos. — Lola revirou os olhos, como se estivesse entediada com aquela conversa.

— Ai Scarlett, pelo amor de Deus. Eu não ligo pra isso! Se ligasse não tinha convidado todos para minha festa.

— Vou pensar. — disse olhando para o teto.

— Me mande uma mensagem quando se decidir. Na aula de ciências te passo meu número. — se despediu de mim e correu para a quadra. Olhei para o lado e vi Justin encostado numa lixeira olhando fixamente para mim.

Mesmo percebendo que o olhava, o loiro não desviou o olhar por nenhum segundo. Desviei meu olhar e sorri, logo seguindo para a próxima aula, que seria de matemática.

(…)

Depois de horas, finalmente a hora da saída havia chegado. Por incrível que pareça, Justin não ficou com nenhuma garota, o que estranhei e Lola ficou o intervalo inteiro comigo perguntando se eu sairia com ela, o que me fez aceitar.

Assim que cheguei ao estacionamento, que ficava na frente da escola, vi o carro de Jessica estacionado e ela encostada ao capo fumando um cigarro.

— Jessica? O que faz aqui? — perguntei assim que me aproximou dela.

— Vim buscar minha maninha, ué. Admito que tenho saudades dessa escola, por mais que só tenha garotos babacas. — respondeu olhando para Ian, um ex-namorado seu que acabou repetindo o ano, novamente.

— Nossa mãe está em casa? — entrei no carro e joguei minha mochila no banco de trás.

— Não, ela foi à feira.

— E o que vamos comer? — Jessica e eu nunca aprendemos a cozinhar. Da última vez que tentamos, acabamos colocando fogo na casa o que resultou uma semana de castigo. Lembrar daquilo era engraçado — só agora, pois na época, não foi nada engraçado —.

— Starbucks! — Jessie deu um gritinho animado. Deu a partida e fomos a caminho do Starbucks mais próximo, comemorando.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até o próximo cap.

Trailer da fic: https://www.youtube.com/watch?v=V5eBAXy3Rw4&feature=youtu.be


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...