História Heart Of Stone (Emison) - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Emily Fields, Garrett Reynolds, Hanna Marin, Jason Dilaurentis, Jessica DiLaurentis, Melissa Hastings, Noel Kahn, Pam Fields, Spencer Hastings, Wayne Fields
Tags Emison, Sashapieterse, Shaymitchell
Visualizações 304
Palavras 1.444
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


É você, só você
Que sabe me fazer feliz
Que chega em meu ouvido e diz
Que o meu desejo é desejar você.

Capítulo 28 - Despedida


Fanfic / Fanfiction Heart Of Stone (Emison) - Capítulo 28 - Despedida

ALISON 

 

Eu sabia que esse dia seria difícil, mais nem tanto, estou desde ontem que cada minuto que eu penso que daqui algumas horas estarei embarcando para Inglaterra e meu amor vai ficar eu choro, o tanto que já chorei acho que já dá para acabar com uma região com falta de água. 

 

Eu passei esses últimos dias grudada na Em, dormi com ela todos os dias, tentando matar a saudade que já estou sentindo, ela está se mantendo forte mais eu sei que ela não está, e eu admiro muito isso nela, tentando não me fazer ficar pior. 

 

A Aria e a Hanna, já foram embora, o avião delas saiu ontem, o mais incrível uma coisa que eu não esperava foi a Hanna terminar com o Caleb depois que ele queria por defeito dela estar indo para Califórnia e pela primeira vez minha amiga tomou uma atitude, foi toda feliz e bela. A Aria também foi bem para NY, mesmo com o término com o Erza, mais eles foram civilizados e terminaram como amigos. 

 

A Em vai me levar no aeroporto. Minhas coisas já foram enviadas para meu apartamento de lá. Agora só tenho que levar umas malas pessoais. 

 

 

Terminei de arrumar minhas coisas, desci as escadas de casa, minha mãe e meu pai estavam sentados na sala.

 

-Já está tudo pronto, a Em deve estar chegando. -Falei me sentando perto deles

-Você tem certeza que prefere que ela te leve filha? -Pai

-Quando você vai colocar nessa sua cabeça dura pai, que ela é o amor da minha vida?

-Eu sei, mais se ela te amasse tanto assim ela teria aceitado ir com você, agora isso pode atrapalhar seu futuro.

-Ela só tem o jeito de ser, e ela não quer aceitar seu dinheiro e admiro em tomar essa escolha, mesmo querendo mais que tudo que ela tivesse indo comigo, e fique tranquilo nada vai atrapalhar meu futuro.

-Filha, eu irei logo te visita. -Mãe

-Estarei esperando mamãe, e você sabe do Jason?

-Ele está na China, me ligou mais cedo e mandou um abração para você.

 

Fiquei mais um tempinho conversando com eles até ouvir a buzina do carro da Em, chegou a hora de partir.

 

EMILY 

 

Acordei com o coração na mão hoje, não vai ser nada fácil levar a Ali no aeroporto, não sei quando vou ver ela de novo e isso é a parte mais difícil. 

 

Tomei um banho, me arrumei e desci para tomar café, minha mãe estava me esperando para comer comigo.

 

 

-Como você está filha? 

-Nada bem mãe, mais tenho que me manter forte, eu sei que se eu desabar a Ali não vai entrar naquele avião.

-Até eu fico mal com isso minha filha vocês se amam tanto e ter que ficar tão longe uma da outra.

-Mais infelizmente isso tem que acontecer, Oxford sempre foi o sonho da Ali, e ela será uma médica brilhante eu não tenho dúvidas e a senhora sabe que Princeton sempre foi o meu, então estamos indo para o caminho que escolhemos a um bom tempo e não agora.

-Sim e eu sei que vocês vão ficar juntas ainda, e vai ser para sempre.

-Por incrível que pareça eu também sinto isso mãe.

-E vai. Que horas é voo dela?

-Eu já vou buscar ela, tenho que levá-la até a Filadélfia.

-Cuidado com a estrada, e se não tiver em condições de voltar dirigindo você avisa pelo amor de Deus Emily.

-Fica calma mãe, eu estou bem.

-Então vai minha filha, e dá um abraço nela por mim. 

-Do sim mãe, pode deixar.

 

Peguei as chaves do carro e sai. Assim que parei na frente da casa dela, buzinei e logo ela apareceu, saindo com os pais dela, e algumas malas, os cumprimentei e dei um selinho nela, que não estava com uma cara muito alegre, mais eu já esperava isso, agora é hora de colocar meu alto controle em prática e me manter firme perto da minha loirinha e dar todo apoio do mundo mesmo ela levando meu coração junto. Colocamos a malas no porta mala, ela se despediu da Maria e dos pais dela. E entramos no carro para ir ao aeroporto.

 

-Pronta amor. -Perguntei ao ligar o carro.

-Sim, chegou a hora Em. -Ela disse cabisbaixa 

 

 

Fomos o caminho todo em silêncio, ela pousou a mão da minha coxa enquanto a música rolava, minha vontade é mudar a direção e levá-la para longe onde do viveria nos duas, num tipo de ilha deserta, não é proibido imaginar isso né. 

 

Parei o carro no estacionamento do aeroporto, ajudei ela com as malas, entramos.

 

-Já vai despachar as malas amor? -

-Sim Em, chegamos um pouco em cima da hora. 

 

 

Ela fez o check - in, depois ficamos um pouco juntas curtindo os últimos minutos.

 

-Em meu coração está doendo tanto.

-Ali vai dar tudo certo, vamos nos falar todos os dias.

-Não é a mesma coisa amor.

-Eu sei, mais vamos nos adaptar.

-Está difícil até respirar, parece que estou com falta de ar. 

 

Quando foi responder o voo dela foi anunciado.

 

-Ali, me promete uma coisa?

-O que Em?

-Que você vai ser feliz, e se tornará uma e excelente médica.

-Minha felicidade é você.

-Promete amor.

-Eu prometo tentar.

-Eu te amo para sempre.

-Eu também te amo. -Ela respondeu já chorando, eu jurei para mim mesma que não vou chorar na frente dela, mesmo estando em um estado de pânico por dentro. 

 

Abracei forte ela, e beijei. É muito triste isso, pois nós duas sabemos como vai ser impossível isso dar certo. 

 

-Vai amor, você não pode perder o voo, assim que chegar me liga.

-Em eu vou, mais deixo meu coração com você. 

 

Não respondi, apenas dei mais um beijo nela e afastei, ela tem que ir e eu não posso ficar atrasando isso. Ela passou pela porta e olhou mais uma vez, nessa hora eu permiti umas lágrimas sair, porque foi impossível segurar a dor está muito grande. 

 

-Seja feliz meu amor. -Falei e ela entendeu.

 

Ela desapareceu da minha visão, sai do aeroporto e entrei no carro, eu não sei como não alaguei aquele carro, nunca chorei tanto.

 

ALISON 

 

Meu coração definitivamente ficou naquele aeroporto, eu não sei como a Em conseguiu ser tão forte, mais eu percebi que ela está se controlando só pelo olhar dela. Eu não sei como vai ser agora, mais eu pretendo cumprir a promessa que fiz a ela. 

 

Próxima parada Inglaterra, uma nova etapa da minha vida, o play ao meu futuro. 

 

HANNA 

 

Eu nasci para viver na Califórnia, eu literalmente cheguei chegando aqui, que cidade, que clima. Faz menos de 24h que estou aqui e já sai da fossa que eu estava por ter terminado com o Caleb, eu não iria acabar com a minha única chance de acertar por vontade dele. À época dela acabou, fui bem idiota no tempo do colégio, mais agora acabou. 

 

Eu vou viver minha vida da melhor forma aqui, e aproveitar cada chance. E quem saiba eu ainda não volte a Rosewood, só para visitar lógico (risos) 

 

ARIA 

 

Estou encantada por NY, eu já conhecia mais saber que vou viver aqui agora é uma sensação tão boa, eu aluguei um flat perto da faculdade, mais desde ontem não parei em casa, estão fazendo festa de boas-vindas, eu nunca curti tanto. E essa é a parte boa de morar sozinha. Chega de dar explicações para onde vou ou quando volto. 

 

SPENCER 

 

Levantei hoje e fui encontrar a Em, para gente ir juntas para Princeton minha miga está numa fossa, ontem tive que ir buscar ela num bar, que me ligaram, eu espero mesmo que ela fique bem, porque elas fizeram essa escolha. 

 

Assim que cheguei na casa dela. Ajudei ela com as malas no carro. Ela vai no carro dela e eu vou no meu. Meus pais queriam que a gente arruma-se um lugar para morar só nós duas, mais eu e a Em sempre imaginamos a gente morando numa república perto da faculdade. Não para sair pegando todo mundo, primeiro que eu namoro e amo meu namorado, mais para curti as festa, aproveitar o máximo esse período da faculdade.

 

Ela se despediu da tia Pam, que estava em lágrimas, já era de se esperar. E minha miga estava numa ressaca. Ninguém mandou encher a cara.

 

Dirigimos o caminho todo, até chegamos na casa que vamos ficar, e pelo jeito vai ser só fará mesmo, a festa já estava rolando solta, eu e a Em descemos do carro e ela já olhou para minha cara rindo.

 

-Está preparada Fields?

-E você ainda pergunta, vamos abalar Princeton juntas. 

 

 

 

 

 

Continua...


Notas Finais


Próximo sai agora também


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...