História Heart Scars - Clace - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Simon Lewis
Tags Clace, Clary, Jace, Sizzy
Visualizações 220
Palavras 519
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Volteeei
Gente muito obrigada pelos 80 favoritos, de coração fico muito feliz que estejam gostando <3.
Boa Leitura.

Capítulo 15 - Papai?


Ele ouviu a voz trêmula e rezou para que não estivesse com medo.

 

- Sim, princesa?

 

- Está zangado?

 

- Não, querida. Por que achou que estaria?

 

- Nunca vem me ver.

 

- Estou aqui agora, não estou?

 

Houve uma pausa, e então ela respondeu:

 

- Sim, acho que sim.

 

Jace fez o que não deveria. Inclinando-se, tomou-a nos braços. A gatinha protestou, e ele colocou-a sobre o travesseiro. Os braços de Izzy rodearam-lhe o pescoço, e ela aninhou-se. A garganta de Jace apertou-se, e ele sussurrou, junto ao ouvido da filha:

 

- Eu te amo, Isabele. Te amo demais. Estou tão feliz por estar comigo agora...

 

- De verdade?

 

- É claro, meu bem. Eu te amo muito. Gostaria de poder ir lá fora, brincar com você, mas é impossível.

 

- Por quê?

 

- Porque... não poso ficar no sol.

 

- Seus cortes ainda doem, papai? Mamãe disse que foram fundos.

 

Jace fechou os olhos. Fundos? Eles tinham atingido até a sua alma.

 

- Sim, querida. Ás vezes doem muito.

 

De um modo que ele esperava que ela jamais sentisse.

 

- Oh! – Isabele suspirou, aninhando o corpo quente e macio contra o peito dele. – Uma vez eu caí e machuquei o joelho. Doeu muito tempo.

 

Jace sentiu a garganta seca. Ele tentava demonstrar que compreendia, e o coração dele aperou-se.

 

- Eu estava tão sozinho até você chegar, Izzy!

 

- Eu também, papai. – A mão delicada tocou a cicatriz na garganta dele, sem parecer nota-la. – Eu te amo – sussurrou, bocejando em seguida.

 

Amor incondicional, dissera Clarissa. E perdão? Ele acariciou-a e ninou-a, sem vontade de deixar o presente tão precioso que a vida lhe dera. Os braços dela afrouxaram o aperto, e ele percebeu que adormecera. Afastando a gatinha, delicadamente colocou Izzy na cama. Kat ajeitou-se, e as duas bocejaram.

 

Jace afastou-se.

 

- Não vá, papai.

 

Ele sorriu ternamente e sussurrou:

 

- Vou ficar aqui, meu bem. – E sentando-se na cadeira de balanço, pegou um livro de historias. Os olhos de Izzy se abriram, no escuro, ele começou, baixinho:

 

- Era uma vez, numa terra distante, uma linda garotinha...

 

Além da colina, além do muro de pedra que cercava a casa, Clary estava parada á beira-mar, os dedos dos pés enterrando-se na areia, as mãos enterradas nos bolsos da jaqueta. Sentia-se mal por pressionar Jace, mas nunca conhecera um homem tão teimoso quanto o senhor do Castelo Herondale. O vento levantava os cabelos macios e atravessava a calça de algodão, fazendo-a estremecer. Mais a chuva, mais trovões, pensou, dizendo a si mesma que seria bom checar se havia previsão de furacões. Olhando para a casa, viu a figura que descia correndo o caminho ás escuras.

 

Era jace. Ele desapareceu junto ao portão para ressurgir em seguida, correndo na direção dela, num passo firme. Imediatamente Clary recuou. Ela usava um capuz e um abrigo escuro, que o deixavam quase invisível na noite iluminada apenas pelas luzes de segurança que vinham da casa.

 

Ao vê-la, ele parou.

 

Por um instante, ela hesitou, mas logo e virou, andando na direção da casa.

 

- Clarissa- disse ele, ao vê-la passar, sem fita-lo.


Notas Finais


Até o proximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...