História Heartbreaker - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Flavia Pavanelli, Justin Bieber
Personagens Flavia Pavanelli, Justin Bieber
Tags Heartbreaker
Visualizações 49
Palavras 2.220
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi babyssss, esse capitulo é +18 em

Capítulo 12 - Been you


Fanfic / Fanfiction Heartbreaker - Capítulo 12 - Been you

been you


 

POV Stacy Scott

Acordei com uma movimentação estranha no andar de baixo, me sentei na cama e esfreguei os olhos. Parei o olhar num ponto fixo qualquer me lembrando do que o Justin havia me falado. Não culpo a criança por isso, mas é totalmente estranho saber que o Justin tem uma filha, quando nem ele mesmo sabia. Penteei meus cabelos com as mãos e me levantei, caminhei até a janela e abri a cortina deixando que os raios de sol entrassem. Fui até o banheiro e tomei um banho rápido, escovei meus dentes e sai em direção ao closet, coloquei um vestido soltinho e terminei de me arrumar enrolando o possível pra descer, mas não tinha como fugir, eu tinha que enfrentar isso se quisesse ficar com o Justin. 

Tomei coragem e abri a porta logo descendo as escadas, os meninos estavam na sala fazendo bagunça igual sempre, Alice também estava ali, caminhei até ela que abriu um sorriso ao me ver.

- Bom dia Alice -beijei seu rosto e encarei Justin que me olhava.

- Bom dia querida, vai tomar café agora?

- Hm, não sei, estou sem fome. -disse fazendo careta e ela me olhou. 

- Não pode ficar sem comer Stacy.

- Eu não vou, mais tarde eu como, prometo -sorri pra ela fazendo ela retribuir. Alice era como uma mãe, me fazia sentir tamta falta da minha. 

Justin me chamou e eu fui até ele dando de cara com uma menininha loira, com os olhos claros que aparentava ter no máximo dois anos. Senti meu coração acelerar enquanto olhava pra ela, ouvi Justin me chamar mas eu não conseguia olhar pra ele. Senti seu toque e o olhei.

- Essa é a Lily -ele disse me fazendo o encara-lo.

- Ela é a sua cara -falei logo suspirando. 

Justin continha um sorriso no rosto, talvez isso mudasse tudo, ele ficasse mais em casa e parasse com as drogas. Lily olhava todos assustada, como se não soubesse o que estava fazendo ali. Me aproximei dela e a peguei no colo, ela me olhou e encostou a cabeça em meu peito.

- Justin, e o exame? -perguntei enquanto Justin falava com Chris.

- Daqui a duas horas ele sai. -Ele disse enquanto olhava no relógio.

Caminhei pela sala com ela e ela olhava tudo curiosa. Justin me chamou e eu fui até ele deixando Lily com Maria.

- O exame ta pronto, Ryan ta trazendo. -sua voz saiu arrastada, num tom de preocupação. Passei minha mão em seu rosto o acalmando. 

- Você sabe que se for pra ser vai ser né? -ele assentiu. - Sem falar que ela é a sua cara, não dá pra falar que não é.

- Eu sei -ele deu passos até mim e me puxou pra perto pressionando meus lábios nos seus. - Me desculpe por isso, é totalmente confuso pra mim também. 

- Ta tudo bem Justin, só é estranho saber que você tem uma filha. -Olhei pra Lily e depois voltei minha atenção pra ele. 

- Isso é bizarro, eu nunca me imaginei sendo pai, e agora eu descubro de uma hora pra outra que eu sou. -ele passou a mão nos cabelos de forma descompensada, o que me deixou completamente preocupada.

Longos minutos se passaram e nada do Ryan chegar, eu estava numa ansiedade sem tamanho, logo ouvimos mo barulho do carro e em poucos segundos Ryan estava no meio da sala com aquele papel na mão, o que me deixou mais nervosa ainda, Justin caminhou até ele e pegou o envelope da mão dele abrindo, ele parou e ficou encarando o papel como se não acreditasse no que estava lendo.

- Lily é realmente a minha filha -ele disse com um breve sorriso nos lábios enquanto os meninos comemoravam, ele caminhou até a Lily e apegou no colo esmagando seu corpinho. E eu? Bom, eu fiquei ali, parada observando cada movimento o Justin ainda sem acreditar.

- Eu disse cara - Christian falou com um enorme sorriso no rosto.

- Ela é a sua cara, não tinha como não ser sua filha -disse enquanto eles me encaravam, minha respiração estava lenta e eu não parecia estar com uma cara nada boa.

POV. Justin Bieber

Quando eu li aquele positivo no papel senti que meu coração iria explodir, todos me olhavam apreensivos e logo que eu falei os meninos comemoram me fazendo ficar mais feliz ainda.

- Eu disse cara - Christian falou com um enorme sorriso no rosto.

- Ela é a sua cara, não tinha como não ser sua filha -Stacy disse enquanto todos a encaravam. Ela estava estranha, não tinha como não ver. 

- Precisamos comemorar isso dude -Chaz falou enchendo seu copo com whisky.

- Olha, eu só posso concordar -disse Ryan me fazendo olhar para Lily que me olhava.

- Oi princesa, sabia que eu sou o seu papai? -ela me olhou e balançou a cabeça fazendo um 'sim'.

- Papai -ela disse me fazendo sorrir.

[...]

Marcamos de ir a um restaurante jantar como pessoas normais, o que era estranho por que de normais a gente não tinha nada, eu estava no meu quarto me arrumando enquanto Stacy estava encarregada de arrumar a Lily. Estava tentando arrumar meu cabelo quando Stacy entrou no quarto com Lily em seu colo, abri um sorriso e caminhei até elas.
- Eu tenho as mulheres mais lindas do mundo. -dei um beijo na Stacy fazendo Lily me olhar de forma engraçada. - O que foi? Ela é minha namorada.

- Namolada? -ela disse fazendo eu e Stacy cair na gargalhada. 

- É, namorada -toquei seu nariz e ela riu. - Vem cá com o papai -estendi meus braços pra ela e ela sorriu sapeca abrindo os braços e se jogando pro meu colo. - Olha como a Stacy ta linda -virei ela pra Stacy que sorria pra nós dois.

- Linda -ela disse sorrindo e abrindo os bracinhos fazendo a gente rir de novo.

- E ai, podemos ir? -Stacy disse e eu assenti. - Ah bom, pensei que já iamos chegar atrasados no nosso primeiro dia em família. -ela disse me fazendo encara-la. - O que foi? -ela disse rindo.

- Nada baby, estou feliz que esteja aqui com a gente. -disse e beijei seus lábios. 

Saímos de casa e não demoramos muito pra chegar no restaurante, estacionei e Stacy saiu com Lily em seu colo, dei a chave para o manobrista e entramos no restaurante. Logo a recepcionista veio nos atender.

- Senhor Bieber, boa noite, seus amigos já estão te esperando. -ela sorria e mantinha os olhos sobre mim. - Venha, vou acompanhar vocês até a mesa. -ela disse e eu apenas assenti.

Caminhamos pelo salão e encontramos os meninos já bebendo e falando gracinhas, nos sentamos e ficamos conversando, logo o garçom veio fazer o pedido.

- Ai Bieber, lembra daquela vez que a gente ficou tão bêbado que fomos parar em NY? -Chaz disse gargalhando.

- Aquele dia foi o melhor de todos -Ryan falou e Chris assentiu.

- Eu acordei na beira de uma piscina de um hotel e não sabia como tinha parado lá, eu na recepção e a mulher falou que era NY, eu não entendi porra nenhuma -disse rindo.

- Até hoje eu não sei como a gente foi parar lá; -Christian falou me fazendo balançar a cabeça rindo.

- Vocês são loucos demais - Stacy disse rindo;

Realmente, eramos loucos. Nunca liguei de me arriscar, o que eu mais gostava era isso. Qualquer adrenalina me chamava a atenção. Nossos pedidos chegaram e estava tudo ótimo, Lily comia super bem o que me fez pensar que ela me puxou. Meus olhos passearam pelo salão me fazendo ver quem eu não queria, bem que eu achei que estava tudo muito calmo, Liam estava jantando do outro lado do restaurante e não tirava o olho da nossa mesa. Fechei a cara e os meninos logo perceberam pois ficaram quietos.

- Que foi cara? -Ryan perguntou fazendo eu me virar pra ele.

- Liam está aqui, vamos embora. -disse me levantando e jogando um bolo de dinheiro na mesa sem nem terminar de comer. 

Saímos daquele lugar e eu parecia que ia explodir, meu carro chegou e eu entrei nele bufando, Stacy entrou atrás com a Lily e eu pisei no acelerador. 

- Justin, vai devagar, Lily está aqui. -ela disse me fazendo sair do transe.

- Me desculpa, já estamos chegando. -disse diminuindo um pouco a velocidade.

Entramos pelos portões e eu estacionei o carro no jardim saindo dele em seguida. Eu não conseguia conter a raiva, eu tenho que acabar com ele. Passei pelo hall da mansão e parei na sala enchendo um copo com whisky puro e bebendo de uma vez, Stacy estava parada no meio da sala me olhando.

- Vou colocar a Lily pra dormir na minha cama até a gente colocar um berço pra ela. -ela disse calma enquanto segurava Lily que dormia em seus braços.

- Vai lá, também já vou subir. -sorri faco pra ela que me retribuiu da mesma forma.

Terminei de beber todo o líquido do copo e subi sem pressa alguma, passei no quarto da Stacy e Lily dormia em sua cama, me aproximei encarando seu rostinho, sua expressão era calma, e aquilo me deixou mais calmo. Beijei seu rosto e saí do quarto indo até o meu. Stacy estava no banho, fui até o banheiro e me despi e entrei no box me juntando a ela. 

- Demorei? -perguntei olhando pra ela.

- Não, achei até que foi rápido.

- Ainda bem -pausei olhando seus lábios. - Passei no quarto pra ver Lily, ainda to sem acreditar nisso tudo. -disse num suspiro enquanto ela saia do box para se secar.

- Não sei como você não surtou. -ela deu uma risadinha e saiu do banheiro.

- Também não sei -disse num sussurro terminando o banho.

Saí do banheiro indo até o closet e colocando uma box branca, Stacy já estava deitava, caminhei até a cama e me deitei por cima dela beijando seu pescoço, alguns segundos depois seus lábios se encontraram no meu num beijo quente, sua mão foi até minha nuca me puxando pra mais perto, minhas mãos foram até seus peitos o apertando de leve. Ela inverteu a posição ficando por cima o que me fez soltar um sorriso malicioso, tirei sua blusa para que tivesse uma visão melhor dos seus seios, comecei a dar beijos molhados por todo seu pescoço e desci até os seios o mordiscando de leve enquanto massageava o outro com a mão, passei a língua e comei a chupa-los fazendo ela gemer fraco, levei minha mão até sua intimidade e comecei a estimular seu clitóris por cima da calcinha, troquei de posição me encaixando no meio de suas pernas e tirei sua calcinha fazendo com que ela me olhasse.

POV Stacy Scott

Justin desceu até minha intimidade e depositou um beijo ali me fazendo arfar, passei a mão em seus cabelos pressionando ele contra ela, sua língua quente passou por ela me dando prazer, eu gemia alto, gemia seu nome, Justin realmente sabia me satisfazer, o empurrei e mandei ele ficar de pé e o mesmo fez com um sorriso malicioso estampado em seu rosto, peguei seu membro e dei várias lambidas na extensão , passando pela glande e finalmente o colocando na minha boca, fiz movimentos de  vai e vem, aumentando e diminuindo a velocidade , com sua voz rouca ele gemia me fazendo sentir mais vontade de continuar, eu precisava daquele homem dentro de mim, o mesmo me puxou e deu um tapa em meu rosto e eu logo senti arder mais não liguei, eu queria mais, logo ele me puxou pra um beijo, passei minhas unhas em seu peito e ele me jogou na cama de costas e eu empinei a bunda o provocando, ele colocou devagar e começou com movimentos vai e vem devagar me deixando nervosa.

- Me fode logo Justin -gritei e ele deu um tapa em minha bunda aumentando a velocidade me fazendo gemer alto. Eu puxava os lenções de tanto prazer, senti minhas pernas fraquejarem e logo gozei. Vi que ele estava cansado e o sentei na cama me sentando por cima dele e encaixando seu membro em minha intimidade fazendo ele soltar um gemido fraco, eu fazia movimentos precisos e rápidos logo fazendo ele gozar e depositar um tapa forte em minha bunda.

Eu amava quando Justin estava sóbrio, nossa relação era ótima quando ele era ele. Me deitei por cima de seu corpo e ele passou a mão em meus cabelos enquanto eu fazia um desenho qualquer em seu peito.

-Stacy -ele me chamou.

- Hm -me levantei e olhei pra ele.

- Obrigada por tudo que você faz -ele disse e em segundos meus coração batia mais forte.

- Faço por que sei que é o melhor e eu sempre vou querer o melhor pra nossa família. -ele sorriu e eu o beijei.

- Me desculpa por essas semanas conturbadas, não era a minha intenção -ele pausou- Vou melhorar por vocês.

- Eu te amo Justin -disse baixo fazendo com que ele me olhasse nos olhos.

- Eu te amo Stacy -ele disse me fazendo abrir um sorriso.


Notas Finais


espero que tenham gostado, bjusssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...