1. Spirit Fanfics >
  2. Heartless. >
  3. What mattered most was him.

História Heartless. - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


— O que mais importava era ele.

Capítulo 3 - What mattered most was him.


Fanfic / Fanfiction Heartless. - Capítulo 3 - What mattered most was him.

Jeon Jungkook, desde pequeno, fora ensinado a ser uma pessoa fria e calculista, tinha tudo em suas mãos, era sempre respeitado, o príncipe elegante de todo o canto em que ia, nasceu em berço de ouro e foi muito mimado a vida toda.

Não era mesquinho, era uma pessoa generosa e gentil com quem tinha intimidade, com quem era próximo e com quem confiava, pois já fora traído por alguém que amava demais.

Era por isso e por mais um milhão de motivos que não se aproximava emocionalmente por ninguém, depois daquele dia em que pegou sua mulher lhe traindo em sua própria casa, na cama em que ambos faziam amor, se fechou completamente aos sentimentos.

Mas ele sabia que tinha alguém disposto a mudar tudo aquilo, ele só tinha... Medo, medo de ser apunhalado pelas costas novamente.

Suspirou cansado, terminando de fazer seu trabalho pela manhã, deu a hora do seu almoço e daria um tempo para almoçar, já que de manhã não comeu algo decente, estava com a mente a milhão, desde o dia em que foi embora daquele quarto, daquele apartamento.

— Está com fome? — Ouviu a voz de seu melhor amigo, Kim Namjoon, vendo o mais velho entrar pela enorme porta de seu escritório.

— Sim. Não comi direito de manhã. — Bufou, nervoso consigo mesmo, desde quando passou a se importar com tanta coisa?! Desde quando começou a se preocupar, de como ele estava? Depois de dois meses longe dele, não conseguia o tirar da cabeça, visto que este era o propósito. Tinha que aceitar de uma vez por todas de que estava perdidamente apaixonado por Park Jimin, mas estava difícil, e ele era orgulhoso demais pra aceitar isso.

— Imaginei, vem, vamos no restaurante do Jin. — Se aproximou, pegando o braço tatuado do moreno.

— Não, você sabe muito bem o que ele diz quando eu vou pra lá. — Se desvencilhou das mãos também tatuadas de seu amigo.

— Oras Jungkook, ele está errado? 

Jeon apenas ficou quieto, novamente suspirou, iria começar de novo aquela conversa.

— Jun... Eu sei que você tem medo de acontecer novamente a mesma coisa, mas cara, é do Jimin que estamos falando. — Se agachou ao lado da cadeira de Jungkook, olhando para o rosto que parecia pensar, e disposto a ouvir o que o amigo tinha pra dizer. — Ele é uma pessoa perfeita, não é o que você diz? Dá uma chance a si mesmo, de uma chance a ele.

Jeon pensou e pensou, a vontade de chorar e desabar como uma criança quando não ganhava seu brinquedo favorito bateu, e era irônico, pois na vida de Jungkook ele tinha tudo o que queria, mas quando sua cabeça pensava em voltar pra Jimin novamente, a possibilidade de ser rejeitado era perturbadora. E ele já não aguentava mais se sentir assim, tão preso, com tanto medo.

— Eu... — Seus olhos já ardiam, e não tinha problema chorar na frente do seu melhor amigo, já que prometeram, que se um dos dois estivessem em situações de sensibilidade assim, estariam lá um para o outro.

O Kim, vendo o estado de seu amigo, apenas o abraçou com força, e foi retribuído de imediato, ouvindo Jeon chorar silencioso, ouvindo a respiração pesada, e o coração acelerado.

— Tá’ tudo bem mano... Vamos resolver isso depois, uh? Você também tem que dar um descanso no trabalho, semana que vem vai inaugurar uma boate, eu e o Jin queremos ir, você vai vir com a gente. — Namjoon desfez o abraço, a pegou na mão do amigo obrigando ele a levantar, com a outra limpou as lágrimas do rosto dele.

— Vai fazer diferença se eu disser que não quero ir? — Fez corpo mole, se referindo a nova boate.

— Você sabe que não. — Riu, passando o braço pelos ombros do mais novo, saindo do escritório, indo para o restaurante de SeokJin, marido de Namjoon, e um dos melhores amigos de Jimin.


‹ ♡ ›


No restaurante, Jeon passou boa parte do tempo conversando com Jin e Namjoon, claro, conversaram também sobre Jimin, e SeokJin contou como ele estava, e o que aconteceu depois que Jungkook se foi, Jin só não contou a parte em que Jimin estava namorando, claramente Jungkook teria um treco.

Na próxima semana, o trio combinou de que iriam ir a inauguração da nova boate do centro da cidade, na verdade Jin obrigou Jungkook a ir, pois o mesmo se negava a ir, só que no final acabou se rendendo, queria sair um pouco da rotina que era trabalhar todo dia.

 Jeon, depois de almoçar foi trabalhar na empresa novamente, como sempre quase saindo por último, se não fosse sua secretária para aconselhar o mesmo a ir embora porque trabalhava muito, ele passaria a noite trabalhando, só para não pensar em Jimin, o que era inevitável, na verdade.

Tantas vezes tentou ligar pra ele e dizer que era tudo um mal entendido, tantas vezes já tentou se abrir, já tentou permitir de sentir o amor junto com o Park, mas sempre se achava patético demais, acabava lembrando do que já passou, e desistia de tudo em relação a Jimin no final.

Se perguntava se ele já tinha outro alguém, se perguntava se ele ainda sentia falta de si, como sentia dele, se perguntava se ele estava se alimentando direito, porque sentia que estava com quilos a mais, e era até engraçado, visto que o corpo de Jimin era o mais belo, uma obra de arte, como sempre dizia quando faziam amor

Perguntava a si mesmo também, se ele conseguiu finalmente, acertar aquele passo de dança que não sabia fazer, e sempre acabava caindo no chão rindo, ah, sentia tanta saudades daquele sorriso, de quando seus olhinhos se fechavam, de como se curvava de tanto rir... Sentia saudades de Jimin, por inteiro.

Estava tudo bem, não é? Se sentir assim, um bocó apaixonado, estava tudo bem se sentir assim com Jimin, se achava até um tolo por pensar que Park seria como sua ex-mulher, não gostava nada de comparar alguém com outra pessoa, mas a dor da traição foi tão forte que passou por cima de tudo.

A semana estava passando rápido, depois de meia noite seria sexta-feira, podia trabalhar menos, descansar bem para que no sábado saísse com Jin e Namjoon, aceitou de uma vez por todas o que sentia por Jimin, conversava bastante com Jin sobre ele, já não se sentia mais afetado, se sentia feliz por saber que amava uma pessoa incrível, uma pessoa maravilhosa. 

Mas sentia medo de ser rejeitado por ele, todos os dias o arrependimento de ter ido embora daquele apartamento batia, e ele se sentia mal, mas evitava pensar.

O que ele mais queria em toda sua vida, era Park Jimin de volta, era isso que importava, apenas.


Notas Finais


oi gente tá pequeno eu sei mas eu precisava postar a “história” e a “versão” do jungkook sobre, então me desculpem se estiver uma caca também 🙏🏻 tá faltando pouco pra acabar... oq rola no final será? :))


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...