História Heated - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 850
Palavras 3.865
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui estou eu de nooovo~
Tenho postado muitas histórias ultimamente né?~
Sinto muito por não poder atualizar sempre, vou tentar ser mais rápida ok?
Aos leitores que acompanham minhas outras histórias, me perdoem pela demora, eu acabei dedicando todo o meu tempo nessa fanfic, porém não se preocupem, irei atualizar em breve.
Aos novos leitores, quando terminarem Heated, deem uma olhada nas minhas outras fanfics ^-^ vocês não irão se arrepender~

Então gente, mais um ABO hein? Eu simplesmente amo esse universo, me processem~
Agora temos uma pequena inovação! Quem me conhece sabe que escrevo muito Yoonseok e Namjin, porém dessa vez será um NamYoonSeok gostosinho~
Essa fanfic inicialmente era para ser uma three shot, porém virou uma short fic depois de muita insistência de uma amiga, and now, here we are!
Espero de verdade que vocês gostem, fiz com muito amor, carinho e dedicação!
Algumas palavras que vocês podem não estar familiarizados são:
¹ - Heat = Heat é como é chamado o cio dos ômegas.
² - Slick = É o nome dado ao lubrificante natural que os ômegas liberam quando estão excitados, essa liberação é muito maior durante o Heat.

Boa Leitura!

Capítulo 1 - We Need U


 

Namjoon acordou se sentindo quente aquela manhã, mas apesar de ser uma quentura familiar, não era algo que ele estava esperando, afinal deveria demorar mais uma semana ou duas para seu heat bater com força total. Um tanto desorientado ele tateou a cama em busca de um de seus companheiros em especial, esperando que Yoongi tivesse sentido aquilo se aproximando antes de ir trabalhar, apenas para sentir em seus dedos uma pele tão quente, ou até mais do que a sua, entendendo bem agora o porquê de seu heat ter vindo adiantado.

Hoseok se esfregava nos lençóis inconscientemente ainda em seu sono, suando e gemendo a procura de algum alívio, agarrando sua mão assim que sentiu o toque no braço descoberto, abraçando-a e puxando logo para entre as pernas, esperando que alguma coisa conseguisse aliviar seu tesão, seu Heat¹ já muito mais avançado que o de Namjoon deixando-o completamente delirante.

—Hobi... – Namjoon chamou esperando acordar o outro ômega, o ruivo porém apenas gemeu contido, transando com sua mão e esperando que o atrito fosse o suficiente para fazê-lo vir, decepcionando-se quando percebeu não ser exatamente ali que ele precisava de alguma estimulação, soltando um soluço miserável quando notou não ser o suficiente para se aliviar. Namjoon suspirou, sentindo sua pele começar a atingir temperaturas desagradavelmente quentes.

Ele decidiu se afastar antes que ele começasse a delirar como o mais velho, aproveitando seu pequeno tempo de sanidade para se levantar, ouvindo uma reclamação abafada de Hoseok mas ignorando para sua própria saúde mental, ele precisava primeiro de tudo avisar seu chefe que tanto ele quanto seu companheiro estavam em heat, além disso, falar com Yoongi e pedir para que seu alfa voltasse para casa pois eles iriam precisar de ajuda.

Depois de tantos anos de relacionamento, Namjoon e Hoseok tinham seu heat no mesmo período, regulando apenas com alguns dias de diferença, não conseguindo pensar claramente o porquê dessa vez ter vindo tão adiantado, além de que foi Hoseok quem veio primeiro e poderia até soar malvado, mas ele agradecia ligeiramente por ter sua vez de lucidez antes de perder completamente as estribeiras.

Olhando brevemente na tela do celular ele viu ser apenas oito e quarenta e oito da manhã, e bem a frente uma mensagem de Yoongi dizendo que só poderia voltar às dezessete horas pois estaria em reunião, ótimo, eles teriam que se virar por mais oito horas sem um alfa, sem seu alfa. Só em pensar nisso seu estômago já revirava ansiosamente, não se lembrava da ultima vez em que tiveram de passar tanto tempo sem Yoongi em um heat, mas se lembrava bem do quão desesperador era e não estava muito animado para passar por isso de novo.

Coçando levemente a marca em sua nuca ele esperava que Yoongi não pudesse sentir seu desconforto nem o de Hoseok naquele momento, ele sabia o quão importantes eram suas reuniões na empresa, ainda mais agora que os assessores começaram aceita-lo como CEO, e não poderia pedir para ele voltar quando ele poderia muito bem passar por isso como antigamente, apenas ele e Hoseok.

Suspirando e tentando se recompor ele saiu do quarto, ouvindo mais um gemido dolorido de seu outro companheiro no quarto, mas ele não podia voltar ainda, eles precisariam de agua, muita agua, ou desidratariam e desmaiariam antes que seu alfa pudesse voltar para casa. Descer as escadas se provou um desafio ainda maior do que ele previa, seu slick² já começando a super produzir, encharcando a cueca e descendo por suas coxas desconfortavelmente, o calor crescendo a cada novo passo que ele dava para o primeiro andar, sua visão nadando levemente vez ou outra, mas ainda assim ele se esforçou para caminhar até a cozinha, um som muito parecido com um gemido lhe preenchendo os ouvidos, percebendo apenas muito tarde que era dele mesmo, tropeçando no tapete da sala até se ajoelhar na frente do sofá, já ofegante da pequena caminhada.

Seu heat estava vindo muito mais rápido do que ele previa, notando porquê apenas quando passou a mão na testa para tirar algum suor, sentindo de bem perto o cheiro forte do slick de Hoseok na mão que o ômega havia pego apenas momentos antes, ele estava sentindo-o todo esse tempo, e apenas não notou porque toda a casa cheirava a eles, era comum sentir o cheirinho de baunilha e avelã de Hoseok misturado ao seu de morango e melancia, junta ao de seu alfa que era um delicioso limão com abacaxi, tudo tão maravilhosamente misturado que nem notou estar sendo tão influenciado apenas por um pouco do lubrificante natural do outro ômega em seu corpo.

Bufando baixinho ele se forçou a se levantar, usando dos móveis para se mover até a cozinha, teria que pegar apenas algumas garrafinhas de agua e esperar que fosse o suficiente até Yoongi chegar, e batendo a porta da geladeira com o quadril ele se apoiou no balcão segurando a sacola com tantas garrafas quanto conseguiu achar com sua recém descoberta pouca paciência, grunhindo com a nova onda de calor que passou por seu corpo, gemendo quando mais slick desceu por suas coxas, seus joelhos ficando momentaneamente fracos com a sensação e ele não conseguiu juntar força o suficiente para se segurar em qualquer tipo de superfície antes de desabar no chão, abrindo as pernas apenas porque esfregar as coxas uma na outra dava ainda mais atrito a seu pau já duro.

Merda, ele estava tão fodido...

Descendo a testa no piso ele suspirou com a frieza bem vinda em sua pele super-aquecida, soltando a sacola de qualquer jeito para aproveitar das duas mãos enquanto descia desesperadamente a cueca molhada, respirando fundo algumas vezes antes de levar uma mão ao pau, sabendo que seria um caminho sem volta até ele gozar, e tomando finalmente a decisão ele segurou, seu gemido soando alto pelo ambiente silencioso, as costas se arqueando com o toque e as pernas se abrindo mais para facilitar ainda mais a entrada dos dois dedos que ele deslizou facilmente em seu interior, gemendo sôfrego por não ser o suficiente, e mesmo que ele já soubesse disso, ainda doía.

Seus movimentos eram frenéticos e desesperados, não aguentando a sensação de vazio mesmo com os dois dedos no interior ele juntou um terceiro, então logo um quarto, gemendo frustrado por ainda não estar bom o suficiente, não ser grande o suficiente, não ser um nó, não ser Yoongi nem Hoseok, ele soluçou, lágrimas se formando no canto dos olhos enquanto ambas as mãos não paravam a masturbação, seus dedos entrando e saindo tão rápido quanto sua outra mão subia e descia no pau necessitado, mal parando para massagear a cabecinha vermelha e inchada vazando pré gozo, suspirando irritado quando os movimentos apenas pareciam deixa-lo ainda mais quente do que antes.

Parecia uma eternidade quando a pressão já bem conhecida em seu baixo ventre finalmente se fez presente, suspirando instável e soltando pequenos solucinhos quando todo o seu corpo estremeceu com o orgasmo, fazendo seus dedos irem tão fundos quanto possível ao mesmo tempo que os movimentos em seu pau não pararam até ele finalmente vir, a boca aberta como se um grito extasiado fosse passar por ela mas nem um som saiu enquanto ele caia trêmulo e ofegante no chão frio, os dedos escorregando para fora de sua bunda ao mesmo tempo que ainda mais slick se juntava à pequena poça no chão, choramingando ao sentir uma nova onda de calor fazer doer seu útero.

Por um momento pensou nas pílulas no armário do banheiro que iria acabar com todo o seu sofrimento e o de seu companheiro em apenas um par de horas, mas logo a ideia fugiu de sua mente, se repreendendo por sequer pensar nisso quando estavam ambos no auge do tratamento de fertilidade que haviam proposto a Yoongi quando descobriram que suas taxas de natalidade eram extremamente baixas. Yoongi nunca realmente disse nada sobre, mas eles sabiam o quanto o alfa queria um filhote, e Namjoon simplesmente não podia fazer aquilo com ele.

Namjoon ficou alguns minutos ali no chão, apenas para poder recuperar sua respiração antes de forçar uma mão encharcada de lubrificante natural no chão, estremecendo com o esforço de ter que erguer seu corpo mesmo que apenas para se ajoelhar no chão, tendo uma leve noção de que aquele era apenas o início de tudo enquanto pegava a sacola na mão novamente, vendo em cima da mesa de centro no relógio que eram apenas nove e cinco agora, tinham passado quase exatos vinte minutos e ele já sentia que poderia jogar a toalha, inferno, se aquele ainda era o início de seu heat e ele já se sentia daquela forma nem conseguia imaginar como estava seu hyung no segundo andar.

Respirando fundo mais algumas vezes antes de se levantar definitivamente, descartando a cueca encharcada de slick ali no chão mesmo enquanto se arrastava até a escada, tapando o nariz com a mão livre ao chegar no segundo andar para não começar uma segunda rodada de masturbação ali no pé da escada mesmo ao sentir o cheiro forte de Hoseok começando a empestear todo o segundo piso, indo tão rápido para o quarto quanto suas pernas fracas o permitiam, gemendo com a sensação levemente desconfortável de suas coxas melecadas de slick, batendo a porta do quarto aberta com certo desespero e quase desabando ali mesmo ao ver Hoseok em seus joelhos, na mesma situação que ele estava momentos atrás, quatro dedos indo tão fundo quanto ele conseguia fazer ir enquanto masturbava seu pau o que parecia não ser a primeira vez se ele fosse ver como o lençol já estava molhado de gozo.

As coxas roliças brilhavam com lubrificante natural e o som molhado que seus dedos faziam ao entrar e sair de seu buraquinho conseguiu fazer um gemido sôfrego escorregar por entre os lábios de Namjoon, mas só quando, com um baixo grito Hoseok veio que ele conseguiu voltar a se mover, cambaleando até a cama e soltando a sacola desajeitadamente na mesa ao lado da cabeceira ele nem pensou ao se aproximar do ruivo e puxar seus dedos para longe antes de enfiar os rosto entre as nádegas durinhas do companheiro, mal vendo como Hoseok quase desmontava na cama de prazer ao sentir finalmente o toque de alguém além dele mesmo, soluçando baixinho de desejo enquanto lágrimas quentes desciam pelas bochechas coradas com a sensação da língua do outro ômega deslizando tão facilmente para dentro de sua bunda, lambendo avidamente cada resquício de slick que saia, trazendo-o ao provável quarto ou quinto orgasmo no que deveria ser as ultimas meia hora.

—Hoseok, você precisa beber um pouco de agua... – Namjoon aconselhou enquanto limpava o rosto tanto quanto podia com uma mão e a fronha solta de um travesseiro, a outra bombeando seu pau com tanta rapidez que ele chegava a se impressionar consigo mesmo, não demorando para vir pela segunda vez, incrivelmente sem precisar de nenhum toque em sua bunda, conseguindo respirar um pouco mesmo que instável antes de puxar o ruivo para seu colo e pegar uma garrafa qualquer da sacola quando viu que Hoseok não fazia nenhum esforço real para se mover, levando-a aos lábios secos do outro ômega e gemendo frustrado ao perceber que mesmo para engolir o liquido ele tinha dificuldade.

—Joon... Yoongi...? – Hoseok murmurou, tão baixinho que o ômega mal conseguiu ouvi-lo, gemendo e segurando a barriga com força quando o que parecia ser uma nova onda de dor e calor fez seu útero revirar, ele reconhecia a dor e fez um carinho simpático nos cabelos suados do companheiro.

—Hyung tem uma reunião hoje Hobi, ele disse que só vai poder chegar às 17 horas... – Namjoon explicou, ouvindo um gemido sofrido do mais velho enquanto ele parecia querer se encolher em posição fetal abraçando firmemente o estômago, Namjoon sabia que doía, e que eles precisavam de Yoongi, mas não podia interferir no trabalho do mais velho, eles teriam que se virar por enquanto. —Eu sei que dói Hobi, mas já passamos por isso sem o hyung, lembra? Lá no início quando era só nós dois, eu vou cuidar de você e você vai cuidar de mim, certo?

Hoseok não tinha forças em si mesmo para formar palavras, apenas concordando fracamente com a cabeça e deixando seu corpo mole para o mais novo poder ajuda-lo como pudesse, a cabeça caindo no ombro do companheiro enquanto este o abraçava com uma única mão, mal vendo como Namjoon levava a garrafa a própria boca e a enchia de agua antes de abaixar os lábios nos dele, fazendo tanta agua quanto possível descer por sua garganta, repetindo a ação mais duas vezes antes dele tossir levemente engasgado, deixando a garrafa de lado enquanto o deitava na cama e ficava por cima dele. Namjoon se esticou um pouco para pegar alguns brinquedos na gaveta da mesma mesinha, dildos multicoloridos e vibradores de diversas velocidades e movimentos, nós gordos na base que conseguiria deixa-los saciados por pelo menos alguns minutos antes de seus corpos perceberem que não era real.

Hoseok gritou quando Namjoon repentinamente o invadiu com um dildo, mas não era de dor, a surpresa e o prazer de ser momentaneamente tão preenchido quase o fez vir novamente, seu pobre pau liberando gota após gota de pré gozo enquanto sentia Namjoon mexer o brinquedo freneticamente em seu interior, soluçando e suspirando a cada vez que o nó de borracha forçava sua entrada e gemendo quando a cabeça batia em sua próstata necessitada, gritando e vindo novamente quando Namjoon cansou de tortura-lo e botou todo o nó rosa dentro, demorando apenas alguns momentos antes de ligar o vibrador e deixar Hoseok curtir seu novo alívio.

Namjoon se arrastou de volta até a cabeceira, pegando a garrafa já aberta e bebendo o restante da agua nela antes de voltar para o meio da bagunça, pondo seu próprio rabo no ar enquanto levava um dos brinquedos – o dildo azul, era simples mas o mais grosso e com maior nó – à bunda, escondendo o rosto nos lençóis e mordendo os lábios enquanto fazia o grande e gordo pau de borracha entrar até o nó, soltando longamente o ar que prendia antes de afasta-lo apenas para forçar o brinquedo mais forte e fundo em seu interior, gemendo alto quando sua próstata fora finalmente estimulada, segurando o brinquedo com uma mão só enquanto a outra se masturbava freneticamente, sentindo um novo calor subir por todo seu corpo ao ouvir os sons que Hoseok fazia ao seu lado, o corpo trêmulo sem força com olhos apenas semifechados, a boca aberta salivava no colchão enquanto ele estava preso em seu próprio mundo de prazer.

Merda, ele pensou sentindo uma pequena inveja agora, seu corpo borbulhando de desejo e excitação até ele finalmente pôr o nó dentro, o pau de borracha indo tão longe em seu interior que ele conseguia ver muito levemente uma pequena protuberância em seu estômago, vindo com um gemido deleitoso por todo o colchão, se aproximando do companheiro que se agarrava a ele como sua única tábua de salvação encolhendo-se contra seu corpo ligeiramente maior e finalmente relaxando quando Namjoon desligou o vibrador em sua bunda, ainda deixando o nó bem preso lá, porém, dando a ele uma falsa sensação de paz tão grande que seus olhos começavam a pesar, esgotado era um eufemismo para descrever como ele estava, sentindo os braços de Namjoon o envolver completamente antes de ele cair na inconsciência, agradecendo ao alívio momentâneo, Namjoon adormecendo não muito depois dele.

 

Namjoon acordou suando profusamente, sentindo Hoseok se esfregando contra si ainda em seu sono, estava tudo tão quente e se sentia como se o quarto fosse duas frações menor do que realmente não era, sentia-se sufocado, claustrofóbico, e por um momento o toque do outro ômega em seu corpo provou como fogo, fazendo-o se afastar e empurra-lo para longe, acordando-o com o ato, se arrastando ofegante até a mesa ao lado da cama para beber tanta agua quanto fosse possível, ignorando os choramingos do ruivo que o olhava tentando se aproximar dele e falhando miseravelmente, sem forças, parando quando viu Namjoon se afastar mais.

Namjoon sabia que ele tinha que ajudar Hoseok, mas pensar em se aproximar de Hoseok naquele momento o deixava ofegante novamente, soltando um gemido sôfrego ao ver os olhos do companheiro se encherem de lágrimas com a rejeição, respirando fundo algumas vezes antes de se aproximar da pequena bola ofegante no meio da cama king size, vendo-o recuar levemente e sentindo seu coração falhar uma batida, mas ele logo se inclinou novamente em seu toque, desistindo de qualquer resistência que poderia ter contra ele, mas Namjoon ainda podia dizer que ele estava chateado com sua reação anterior.

—Me desculpa meu amor, eu tive... um pesadelo, a reação foi inusitada, não queria magoar você. – Namjoon falou beijando a têmpora de Hoseok, indo para o topo de sua cabeça e beijando seus cabelos suados antes de fazer o ruivo beber um pouco mais de agua, jogando a garrafa vazia para qualquer lugar do quarto. Ele procurou pelo celular na cama e quando o viu procurou logo o horário, quase chorando ao ver que tinha passada apenas uma hora e meia dês da ultima vez que viu, não sabendo como ele conseguiria segurar aquilo até Yoongi voltar quando ele mesmo já estava quase perdendo a sanidade.

—Yoongi... – Hoseok gemeu escondendo o rosto no lençol, seu corpo trêmulo enquanto ele soluçava baixinho, tão delirante em sua febre que nem registrava mais o que lhe era dito pelo mais novo. O que Namjoon estava pensando? Era claro que eles não conseguiriam passar por aquilo como antes, não quando já estavam acostumados ao alfa ajudando-os por todo aquele doloroso e ainda prazeroso momento, pensando logicamente, seria biologicamente impossível eles fazerem aquilo sozinhos quando seus corpos já estavam acostumados à presença de Yoongi.

Yoongi era parte de suas vidas agora, seu alfa, eles precisavam dele principalmente em momentos assim, ainda assim, Namjoon tinha medo de atrapalhar Yoongi, e se fosse uma reunião super importante? E se ele sair de lá? – O que Namjoon sabia que ele faria ao saber pelo que eles estavam passando – Ele perderia alguma coisa verdadeiramente importante para a empresa?

Com esse pensamento em mente Namjoon desistiu mais uma vez de ligar para o mais velho, deixando o celular no mesmo lugar que havia encontrado para poder saber depois onde estaria antes de se voltar para o outro ômega na cama, puxando o vibrador que saiu de seu interior com um pop obsceno, liberando a grande quantidade de slick que era preso lá dentro e dando por um momento algum alívio a Hoseok que suspirou relaxando na cama, dando a oportunidade a Namjoon de fazer o mesmo consigo mesmo, sentindo como se uma grande pressão acabasse de sair de seu estômago, liberando a grande e absurda super produção de slick, encharcando a cama tanto quanto Hoseok fazia naquele exato momento, o alivio não durando muito porém, quando uma nova onda de calor fez seu útero se apertar em nada, gemendo dolorido e se deixando cair na cama ao lado do companheiro.

Seu pau pulsava em desejo por alguma liberação e sua bunda parecia procurar por algo para se apertar, e sem pensar duas vezes Namjoon pôs o grande vibrador rosa antes em Hoseok, agora em sua própria bunda, ligando-o apenas quando ele já estava entre as pernas do ruivo, vendo-o abri-las tanto quanto possível e dar-lhe acesso para fazer o que bem quisesse consigo, sentindo as mãos grandes agarrarem a curva de seus joelhos e empurrar suas pernas para frente ao mesmo tempo que entrava com tudo em seu interior, gemendo alto e languidamente  com a sensação de algo real dentro de si, mesmo que o tamanho e espessura do pau de um ômega como ele não chegasse nem perto ao de um alfa – ou mesmo de um dos brinquedos que eles estavam usando naquele momento – era real, e quente, e se movia freneticamente em busca do próprio alívio.

Namjoon mal conseguia continuar mantendo-se de joelhos sem cair quando ele veio mais uma vez, agora dentro de Hoseok, a sensação quentinha e escorregadia em seu interior abrigando seu pau de tal forma nostálgica que deixava-o completamente insano, voltando a se mover quando mesmo em seu orgasmo seu pau continuava duro, a sensação do vibrador em sua próstata junto a seu pau em Hoseok deixando-o em uma hipersensibilidade tão grande que nem era preciso muitos movimentos para ele vir de novo, e então de novo, caindo exausto por cima de um Hoseok ainda necessitado por não ser devidamente amarrado, fazendo Namjoon resmungar e pegar um dos dildos menores na cama antes de, com muito jeitinho para não machucar o companheiro, coloca-lo dentro do ruivo junto a seu próprio pau, o nó deixando-o momentaneamente extasiado enquanto vinha molhando todo seu peito, deixando-se relaxar na cama ainda ofegante.

Eles teriam que passar por isso, precisavam passar por isso.

 

---

 

Era por volta de uma e meia que Yoongi recebeu uma chamada, agradecendo pela pequena pausa que teve para um rápido lanche antes de voltar para a reunião, tendo assim a oportunidade de atender ao telefone sem parecer rude na frente dos outros CEOs das grandes empresas parceiras a ele.

Yoongi franziu o cenho ao ver o rosto de um de seus companheiros na tela na chamada de vídeo, não era comum para Namjoon ligar quando ele avisava estar em uma reunião, além de que pelo horário, o ômega ainda não estaria em seu almoço, o que deveria acontecer a apenas meia hora mais. Além disso, não havia nenhuma outra mensagem ou chamada antes dessa, o que era um pouco estranho já que Namjoon não costumava fazer chamadas de vídeo, sua timidez o impedindo disso. Yoongi se sentia incomodado todo o dia, as marcas, uma de cada lado de seu pescoço, deixou-o desconfortável toda a manhã e ele temia ter algo acontecendo com seus companheiros enquanto ele continuava alheio a tudo.

No terceiro toque ele atendeu a vídeo chamada, engolindo em seco ao ver as grossas lágrimas descendo pelos olhos vermelhos e inchados de Namjoon enquanto ele mordia os lábios, ainda assim não conseguia conter seus soluços.

Yoongi quase deixou a caneca de café cair no chão com a visão, algo tinha acontecido com Namjoon? O ômega não era de chorar atoa, e para ele estar naquele estado algo de muito sério havia acontecido. Ele não queria acreditar, ele negligenciou seus companheiros toda a manhã enquanto eles precisavam dele. Yoongi já se sentia horrível em ver Namjoon daquela forma, mas se sentiria o pior companheiro do mundo se algo ruim tivesse acontecido com seus ômegas.

—Joonie, meu amor, o que houve? Você está bem? Onde está o Hobi? Ele está bem? – Yoongi fazia uma pergunta em cima da outra, não dando tempo do ômega sequer pensar no que responder, e quando ele abriu a boca foi para que um gemido obsceno, e ainda assim extremamente dolorido passasse por ela, dando alerta o suficiente para Yoongi saber exatamente o que estava acontecendo, mas antes que ele pudesse dizer qualquer coisa mais, Namjoon finalmente se pronunciou.

—Yoongi... Alfa por favor, nós precisamos de você...


Notas Finais


É isso gente! Por enquanto~
Acho que todos já perceberam que, como Hoseok, Namjoon é agora meu novo baby bottom <3 vai ser difícil agora eu fazer uma fanfic com ele inteiramente Top, mas é porque ele é tão soooft~ e fofo, e neném de mamãe e eu não aguento <3
Agora~

O que pode ter acontecido para o Namjoon pedir ajuda ao Yoongi tão desesperado assim?
O que Yoongi vai fazer?
O que vai acontecer?

Só esperar um pouquinho a próxima atualização para saber~
Não pretendo decepcionar vocês com essa fanfic pessoal então deem uma chance real a ela por favor ><

Me digam o que acharam, eu gosto de ler cada comentário de vocês, grande ou pequeno, amo todo os meus leitores, então não se acanhem, não precisam ter vergonha, me ajuda muito saber se vocês estão gostando do que eu escrevo~

Anyway~
Obrigado por ler!
E até a próxima pessoal <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...