História Heir to the shadows (herdeiro das sombras) - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 10
Palavras 1.560
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpem a demora. Eu tive problemas com um trabalho escolar (meu grupo só tem incompetentes que não conseguem mandar um e-mail)
Boa leitura.

Capítulo 11 - Cavaleiro


Fanfic / Fanfiction Heir to the shadows (herdeiro das sombras) - Capítulo 11 - Cavaleiro

  Mika entra em sala usando o uniforme da escola, deixando Ignus e Júlia surpresos. Ignus olha para a cara de Lúcius e viu um olhar cômico expressado na cara dele. Lúcius se aproxima de Mika e sussurra algo em seu ouvido, logo em seguida vira para a turma e fala.

Lúcius- Essa é Mika, ela terá aulas com vocês a partir de hoje. Ela foi educada em casa então espero que se ela tiver dúvidas todos tentem ajudá-la. (põe a mão no ombro da garota) Você quer se apresentar? (pergunta para a garota que estava quieta)

Mika- Prazer em conhecê-los me chamo Mika e não tenho nada para complementar o que o professor disse, espero sermos amigos. (diz com uma voz doce)

 Lúcius- Certo você pode se sentar... (olha para Ignus e sorri) No lugar vago em frente ao Ignus.

  Mika se aproxima do lugar, Ignus simpaticamente acena, mas antes de poder falar qualquer coisa é surpreendido por Mika que o abraça e beija-o. Logo após terminar o beijo Mika fica corada e senta na cadeira.

Ignus- Mas o que? (se pergunta confuso)

Kurai- Safado você né? (diz com olhar de quem estava zoando) Primeiro a Júlia agora a novata. Quem será a próxima? (fala zoando)

Ignus- Cala a boca! (manda Kurai ficar quieto)

Kurai- Pra que a raiva? (pergunta) Tá frustrado sexualmente. (retruca)

Lúcius- Chega! Vamos começar a aula. (interrompe ambos e se virá para o quadro, mas é interrompido por um grito vindo do lado de fora) Mas que porra é essa? (olha pela janela e vê Saka)

Saka- Ignus sai dai que eu vou te matar. (grita chamando Ignus)

Kurai- Você tá ficando cada vez mais popular. (diz para Ignus)

Ignus- Isso tá me irritando cada vez mais. (abaixa a cabeça para dormir)

Lúcius- Bem, vamos seguir a aula. (começa a aula)

  A aula seguiu normalmente, tirando alguns professores gritando para Saka se cale e um policial que fez ele esperar em silêncio.

Algumas horas depois

  Todos os alunos tinham ido embora exceto Ignus, Júlia e Mika que estavam esperando Saka ir embora para poderem ir em paz.

  Após alguns minutos Saka vai embora, logo que Saka vai embora Ignus e as garotas saem da escola, mas ao virar a esquina veem Saka comprando um refrigerante.

  Ao virar o rosto Saka vê Ignus e as garotas. Saka derruba o refrigerante e puxa uma arma, apontando-a para Ignus e disparando três vezes. De repente uma enorme raiz saiu do chão e protege Ignus das balas. Ignus agradece a Mika e pergunta quando ela aprendeu a usar seus poderes, mas antes da garota responder Saka os interrompe.

Saka- Mas que merda, vocês são todos monstros. (dispara em direção a Mika)

Ignus- Você pode até atirar em mim. (segura às balas com uma mão) Mas não ouse ataca-las. (se aproxima) Parece que você não aprendeu com a última vez. (solta as balas esmagadas)

Saka- Seu merda, tá se achando demais seu filho da puta! (tenta esfaquear Ignus com uma faca que estava escondida)

Ignus- Se você quer brincar com facas... (ativa o magicae gladio) então vamos brincar. (avança cortando a faca e fazendo um corte superficial em Saka)

Saka- Não vai se achando. (estala os dedos e cerca de doze adolescentes armados aparecem)

Capanga- A chefe mandou a gente te ajudar, mas doze de nós para acabar com três pessoas. Parece que você não é tudo isso que a chefe acha. (todos os capangas começam a rir)

Ignus- Chefe, por a caso você que é o rei do mundo se rebaixou a alguém. (começa a rir)

Saka- Cala a boca! (grita e abaixa a cabeça) Por sua causa eu tive que me envolver com a Jenny. (algumas lagrimas começam a cair)

Ignus- Você está chorando? (se surpreende)

Saka- Quieto! (seca as lagrimas) Ataquem eles. (todos os lacaios preparam as armas)

Ignus- Garotas, deixem isso comigo. (as garotas abaixam a guarda) Hyacin, Bellum e Venenata apareçam. (círculos mágicos aparecem de onde saem os três familiares)

Capanga- Mas que porra é essa?! (começa a atirar no Bellum, mas as balas não passam pelo couro)

Ignus- Ataquem os capangas, mas não os matem. (dá comando para os animais atacarem)

  Cada um dos familiares se preparou para lutar contra quatro lacaios. Bellum avançou e atacou com força fazendo-o voar, enquanto isso os outros três continuaram a atirar no urso. Após alguns disparos Bellum perde a paciência e arranca um poste de luz acertando-os e quebrando suas costelas.

  Hyacin saltava por cima dos seus inimigos e desviava dos tiros e pousa atrás deles. Os marginais continuam a atirar no tigre, mas Hyacin rugi e libera um turbilhão de fogo que derrete as balas e deixas todos com queimaduras de terceiro grau.

  Venenata estava voando enquanto desviava dos tiros, a manticora investe pelo ar e ferroa todos com um veneno paralisante.

Hyacin- Está feito mestre. (avisa Ignus)

Bellum- Isso foi fácil. (fala se gabando)

Venenata- Ele tem razão, da próxima vez traga um desafio de verdade. (se vangloria)

Ignus- Certo. Dá próxima eu vou te dar um bom desafio. (todos os familiares vão embora) Agora é sua vez. (avança e dá um soco no estômago de Saka que o faz desmaiar. Ignus segura ele, pega suas armas e liga para o hospital)

Algum tempo depois

Ignus­- Admita que foi você que disse para Mika me beijar. (pressiona Lúcius enquanto Júlia e Mika assistem)

Lúcius- Eu não fiz nada. (nega) Ela disse que queria te agradecer, eu só dei as opções, ela escolheu a que queria. (explica)

Ignus- Mika isso é verdade? (questiona)

Mika- Na verdade... (começa a contar)

Flashback on

Mika- Eu quero agradecer o Ignus, afinal ele me salvou duas vezes. Pode me dar alguma ideia? (pergunta acanhada para Lúcius)

Lúcius- Eu consigo pensar em duas opções. (abre um sorriso malicioso) a primeira, beije-o. (fala fazendo Mika corar)

Mika- Como assim, beija-lo. Q-Quer dizer eu não conheço ele há tanto tempo. (começa a gaguejar) M-Mas não é como se eu não quisesse. Qual a outra opção. (pergunta recuperando o folego)

Lúcius- Transe com ele. (fala fazendo Mika corar e ter hemorragia nasal)

Flashback off

Mika- Foi isso que aconteceu. (explica tudo) Mas se não gostou eu posso te agradecer do outro jeito. (cora)

Ignus- Não precisa. (fala para Mika parar com esses pensamento) Só nunca mais escute um conselho do Lúcius. (faz o magicae gladio e crava ao lado da cabeça do Lúcius, mas antes de Lúcius falar Ignus vê um cachorro) Que cachorro é esse? (pergunta fazendo carinho no cachorro)

Lúcius- Esse é Baru, ele quis ficar com Mika, mas não quis se tornar um familiar, então o transformei nisso. (fala antes de Baru morder Ignus)

Baru- Não pense que só porque estou nessa forma pode me tratar assim. (fala com uma voz fina e fofa)

Júlia- Até sua voz é fofa nessa forma. (caçoa de Baru)

Alguns dias depois

  Saka já avia saído do hospital, todos os capangas foram presos, porém como Ignus tinha pegado suas armas Saka não foi para a cadeia.

  Saka estava andando pela rua quando escuta uma voz o chamando em um beco, ele já sábia o que era e entra no beco.

Saka- O que você quer... (respira fundo) Tonny. (um jovem de dezenove anos aparece)

Tonny- A chefe quer saber como doze dos seus capangas foram parar no hospital após lutarem contra três pessoas. (pede justificativa)

Saka- Não tenho culpa que seus homens são fracos. (caçoa deles)

Tonny- Quero ver falar isso na cara deles. (assovia fazendo vários capangas aparecem com pedaços de madeira e começa a atacar Saka) Parem! (manda os lacaios pararem após dez minutos) Espero que tenha aprendido. (pega uma moto e vai embora sendo seguido pelos capangas)

Saka- Merda. (tenta se levantar) Por que eu sou tão fraco? (começa a chorar)

???- Se não consegue derrotar Ignus, se una a ele para. (diz uma voz fria das sombras)

Saka- Como assim? Quem é você? (pergunta confuso)

???- Se torne um cavaleiro. Se torne o braço direito. (fala e logo em seguida se cala indo embora)

Saka- Seja quem for ele tem razão. (admite a razão do ser misterioso) O único que pode derrotar Jenny é Ignus.

Algum tempo depois em frente a escola de Ignus

  Ignus estava saindo da escola com Júlia e Mika, quando vê Saka em frente a escola. Ignus já se preparou para confusão, mas quando se aproximou Saka falou.

Saka- Por favor me perdoe e me torne seu braço direito! (pede e se desculpa)

Ignus- Mas o que? (se surpreende)

Saka- Percebi o quão pequeno eu sou e quero poder ser alguém em que o melhor pode confiar. (se ajoelha como o cavaleiro se ajoelharia para o rei)

Ignus- Meio difícil acreditar depois de tudo o que fez! (responde)

Saka- Eu sei, mas quero provar minha dignidade, por favor. (continua de joelhos)

Ignus- Certo, faça o que quiser. (fala e uma luz começa a aparecer nas costas de Saka  uma marca igual a da foto queimando sua camisa.) Mas o que? (escuta a voz de Lúcius)

Lúcius- Todos os humanos durmam. (faz todas as pessoas dormirem) Ignus tem noção do que é isso? (grita com Ignus)

Ignus- Não! (grita assustado)

Lúcius- Você o aceitou! (pega o Saka) Agora ele é seu cavaleiro! ( diz olhando para ver se o caminho estava livre)

Ignus, Júlia e Mika- Cavaleiro?! (gritam espantados)


Notas Finais


Novamente desculpem pela demora. Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...