História Hell -- Second Season - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber, Ryan Newman
Personagens Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais, Ryan Newman
Tags Criminal, Vingança
Visualizações 117
Palavras 1.455
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capítulo pequeno só pra compensar o atráso. <3

Boa leitura ;)

Capítulo 6 - Agora é com ele.


Fanfic / Fanfiction Hell -- Second Season - Capítulo 6 - Agora é com ele.



A noite de ontem foi tensa. Jazzy me passou o endereço do apartamento que as meninas estão mas como Arianne está de olho em mim, eu não posso ir lá tão cedo. 


— Ariel? — O segurança bate na porta. — seu treinamento começa em cinco minutos, vamos. 

Reviro os olhos.

— Já estou indo. — digo colocando o top preto. — Céus eu não aguento mais esses treinamentos sem fundamento. 


Abro a porta com o sorriso mais falso do mundo e Broly o meu segurança retribui com a mesma intensidade. 

— Anda logo, seu novo treinador não gosta de espera. 

— Que chato. — reviro os olhos. — Até mais. 

Saio correndo em direção a sala de treinamento. Abro a porta indo em direção ao tatame. 

Mas que porra. — bufo irritada. — Justo ele? 

— Você tá atrasada. — ele se vira. — Sobe logo. — ele estava sem camisa só com uma calça moletom preta. 

— O que nós vamos faz...

— Nós? — ele ri. — você, tá vendo esse dois sinos aqui? Então você tem que pega-los. — ele amarra os pequenos sinos na calça. 

— Tá de brincadeira? 

— De forma alguma, vamos me ataque com força total. 

— Não pegue leve comigo. — aviso. 

— Não se preocupe, não é da minha natureza. — ele responde sorrindo de lado. 


Pov's autora



Por mais que tentasse Ariel não conseguia colocar  as mãos no malditos sinos. Justin soca e a empurrava sem dó.

Ela estava no chão, totalmente suada e ofegante enquanto tentava se recuperar dos golpes do Justin. 

— Qual é você já está cansada?. — Justin olha pra ela incrédulo. 

— E-experimenta levar um soco desses na barriga. — ela faz uma careta fazendo ele ri nasalado. — eu vou pegar esses sinos. — Ela diz com toda convicção. 

— Ótimo, venha. — ele desafia aumentando ainda mais a raiva que ela estava sentindo. 


Ela dá um chute  na lateral de sua barriga fazendo ele ir para o lado, a mesma avança pra pegar os sinos mas Justin foi mais rápido, ele segura o cabelo da sereia e a vira fazendo ela ficar de costas para ele. 

— Você foi rápida, não o suficiente. — ele sussurra no  ouvido da morena. 

A única maneira que Ariel achou que pegar aqueles sinos foi jogando sujo. Ela ainda de costas empina a bunda fazendo sua roçar no membro dele. Justin solta seus cabelos e põe as mãos em sua cintura. Ariel se vira encarando ele, nenhum dos dois falam nada, suas respirações descompensadas ecoavam pelo local. 

Ariel beija ele, em seguida seus lábios vão descendo até seu pescoço deixando ele todo arrepiado. Ela sorri durante os beijos, Ariel se ajoelha e desce sua boca beijando cada gomo do tanquinho definido de Justin. Ela devagar vai descendo o cós de sua calça quando ela vê o loiro fechar os olhos com força, aquele foi o momento exato de pegar os sinos. 


Ele olha pra ela incrédulo. — É bom saber que meu charme ainda funciona em você. — Ela diz a mesma frase que ele. 

— Você é muito boa. — Ele sorri ainda não acreditando que caiu em seu próprio truque. — Acabamos por aqui, até amanhã. 

— O-okay. — Ela desce do tatame. Antes que ela fosse embora a mesma se virou. — Justin ! 

Ele se vira pra ela. 

— V-você vai lutar hoje não é? No palácio da pancadaria? — Ele acente ainda confuso. — vou está torcendo por você. 

Ele nada diz apenas balança a cabeça. 


Ariel sai da sala de treinamento igual a todos os dias, quebrada. 




(...) 



—  Espera aí nós temos que ir pra fila 9. — Christian diz lendo o papel. 

— Oh sua anta, a gente já está na fila 9 e caso você não perceba ela está lotada. — Joshua diz dando um tapa na cabeça do menor. 

— Me da essa droga aqui. — eu viro o papel para o lado certo. — nós temos que ir para a fila 6. 

— finalmente alguém com cérebro para nos ajudar. — Joshua diz. — Vamos por aqui. 


(...)


Pov's Arianne


Eu estava na mesa junto com Malcom. Ele me encarava como se não acreditasse que eu havia mesmo vindo. 

— Que bom qu...

— Não fala nada eu sou capaz de atirar na sua testa. — Digo com ódio. — Eu só aceitei vim nessa palhaçada que você criou porque você ameaçou a minha filha. 

— Pelo nível do seu ódio vejo que eu atingi a filha certa. — Ele sorri. — Ariel hein, ela tem um nome muito bonito, e não é só o nome que é bonito. 

— O que você quer com ela? 

— Ela se parece muito com você. — Ele se aproxima. — eu escolhi a mais parecida. 

— Eu não sei como você se tornou o dono desse lugar, não sei que dinheiro você usou, não sei como se tornar um traficante mas eu garanto a você isso não vai durar muito. 

— Eu estou disposto a pagar o preço que for pra ter aquela mulher comigo. 

Gargalho de sua proposta estúpida. 

— Nem por todo dinheiro desse mundo eu venderia minha filha para você. 

— Resposta errada. 

Franzo o cenho fazendo ele ri. 

— Nesse exato momento meus homens pegaram sua filha na platéia. — ele diz calmo — eu poderia mandar eles agora fuzilar ela toda mas não irei com uma condição, uma aposta. 

— Que tipo de aposta? — digo tentando manter a calma ao máximo. 

— Se Justin consegui vencer a luta e a corrida de carros que iria acontecer a seguida eu desisto dela. Mas caso o contrário, ela é minha. 

— I-isso.... Você não a quer porque tem interesse amoroso nela, você só está fazendo isso PARA ME ATINGIR SEU VERME MALDITO, ESTÚPIDO. — Tento avançar sobre ele mas seus homens me seguram.

— Feche o negócio ou sua filhinha vai partir dessa pra melhor.

— E-eu aceito. 

— Ótima escolha. — ele sorri. Meus homens me olhavam de olhos arregalados eu nunca tinha ficado tão submissa a alguém. 

— Você vai se arrepender, aquele garoto faria qualquer coisa pela minha filha, ele não vai perder. 

— Nesse exato momento Justin já perdeu um round.  — Ele diz fazendo meu peito apertar. — estamos indo para o segundo round agora. 

— Com licença. 

Saio de lá batendo todas as portas que me apareciam na frente. Vou até o tatame onde Justin  era cuidado por Ryan. 

— Justin, você precisa ganhar. — digo direta. 

— Arianne? O que faz aqui? 

— Justin você precisa ganhar essa luta e uma corrida que vai acontecer no final. — Digo já desesperada. — por favor. 

— O-oque ? Por que ? O que aconteceu? 

— E-eu estou devendo algo para o dono dessa espelunca, ele está me ameaçando você precisa me ajudar. — Eu mal conseguia falar o ódio e as lágrimas desciam e eu apertava as mãos em punho. 

— Podemos dar um jeito nele, agora mesmo se você quiser....

— Não, ele est.. está com alguém ele está fazendo ela de refém. — Limpo o rosto tentando manter a calma. —ele a pegou e eu não posso por a vida dela em risco dessa maneira. 

— Ela quem? 

— Olhe para lá. — viro o rosto dele. — quem estava sentada entre Waby e Joshua? 

Vejo Justin olhar assustado. 

— Oque ele quer com ela? Quem é ele? Arianne o que está acontecendo. 

— Se você vai me ajudar e se você quer salvar Ariel você precisa vencer essa luta. 

— certo, vou acabar logo com isso. 



 ...


(...) 


Pov's Ariel



Eu não enxergava nada tudo o que eu sentia era o meu corpo batendo nas paredes do porta mala. Minhas mãos estavam amarradas com algemas e meus pés com cordas. 

O porta-mala se abre revelando alguns homens vestidos de preto. 

— Fica quietinha aqui se você se mexer eu atiro em você e no seu namoradinho infame. — ele diz me deitando na pista. — Não se preocupe se sua mamãe seguir as regras você estará segura em casa logo, logo. 

Eu estava na plateia quando um desses homens me disse para acompanharmos, claro que eu não sairia com estranhos, eu só fui porque eles disseram que eram  ordens de minha mãe. 

— Eu espero que seu namorado seja bom de direção e que os freios do carro dele sejam bons, porque se ele não frear a tempo pode acabar te atropelando. 

Choro negando com a cabeça. O plano deles era me colocar no meio da pista depois que todos os carros estivessem à frente de Justin para quando chegasse a vez dele eu fosse o obstáculo. 


— Boa sorte.






Notas Finais


Eu sei vocês devem estar se perguntando quem é esse Malcom? O que ele quer? Por que Arianne tem "medo" dele? Bom tudo isso vai explicado, mas lá na frente vai demorar um pouco para vocês entenderem então peço paciência.

É isso até o próximo, Bye, Bye ♥️

Link do trailer →https://youtu.be/nKl0Kkde9Y0

Leiam também ( é de uma colega, é muito boa <3 ) →https://www.spiritfanfiction.com/historia/ghost-of-seduction-9692266


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...