História Hell Game - Interativa - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 54
Palavras 1.749
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Demorou mas saiu! Não sei se ficou muito bom, porque meio que fiz ele aceleradamente... Bem, espero que gostem ^^

Capítulo 4 - Capitulo 3 - The party of Hell: parte 2


Holly Brooke, mais conhecida como a garota que nunca tem um dia ruim em sua vida, havia convidado metade das pessoas de sua sala. Em sua cabeça parecia que aquela festa seria um marco para iniciar o ano letivo, mas a garota mal imaginava que aquela festa seria o motivo do fim de sua vida e de outras pessoas (literalmente).

A garota ao avistar Gael, correu em sua direção para cumprimentar-lo.

— Gael, que bom te ver! — diz a garota, animada — já está sabendo da festa?

— Bem, sim. É difícil não ouvir comentários disso por toda a escola — disse Gael, soltando um riso.

— Vai ser na casa da Mia, você vai vir? — perguntou a garota.

— Claro! Não perco essa festa por nada — disse o garoto, ajeitando uma mecha de seus cabelos longos atrás da orelha.

— Na casa da Mia, hoje a noite as 21:00. Quero te ver lá hein! — disse a garota, se despedindo de Gael com um abraço caloroso e voltou a convidar pessoas da sua turma.

(...)

Lucca procurava o enquadramento perfeito para uma de suas fotografias, uma paixão que sempre lhe salvava as vezes.

A paisagem estava bela aos seus olhos, um tempo nublado mas ao mesmo tempo tão luminoso e sereno... Uma paisagem perfeita! O garoto de cabelos negros segurou a câmera firmemente, com suas mãos alvas, e enquadrou perfeitamente para tirar uma foto daquela paisagem esplêndida.

"Está perto de sua morte fotografada, Corvus"

Lucca ao ouvir aquela voz grossa e maléfica em sua mente, estremeceu. O garoto pensava: será que estou ficando maluco? O garoto tentou esquecer aquela voz que ouviu em sua mente, talvez ele apenas estivesse ficando louco ou algo do tipo.

— Beau! Não acredito que veio tirar fotos e nem me chamou. — disse a Mia, surgindo de repente e assustando o rapaz com sua voz alta.

— Nossa Mia, que susto! Não chegue assim tão de repente — disse o garoto, arfando um pouco depois do susto que Mia havia lhe dado.

— Desculpe, é que eu não resisti ao ver que você estava tirando fotos. — respondeu a garota — eu posso vê-las?

Deve estar estranhando o garoto anti social estar conversando amigavelmente com a garota mais popular do colégio, mas não se deixe levar pelos esteriótipos — Mia e Lucca são unidos pelo elo da fotografia! E também, Lucca após conhecer a garota viu nela uma pequena criança da qual o mesmo devia proteger.

— Bem, eu não tirei nenhuma ainda porque... — o garoto fraquejou um pouco, se contasse a Mia o que ele ouviu, a garota o chamaria de maluco — Esquece, não é nada.

Mia lançou um olhar curioso ao garoto, instigando indiretamente a contar a ela o que tinha acontecido.

— Tem certeza de que não vai me contar nada? — perguntou a garota, um pouco manhosa.

Lucca sorriu de canto e respondeu:

—  tenho.

Antes de ir embora, Mia se despediu do garoto de cabelos negros e o convidou para a festa que ocorreria ainda aquela noite. Luka disse que iria, e faria de tudo para cumprir aquela promessa. Mesmo que o próprio não estivesse com a mínima vontade de ir, já que não conhecia ou interagia com metade das pessoas que provavelmente estariam por lá.

(...)

O fim da manhã era sempre tumultuado em San.F Academy, pois essa é a hora em que os estudantes saem do considerado "inferno" que é a escola.

Sebastian pegou a sua bicicleta vermelha com algumas chamas flamejantes que serviam como design para deixar ela mais "legal". Então pôs-se a pedalar para o caminho de sua "casa".

Quando estava pedalando, viu uma garota que caminhava de um jeito desajeitado e parecia tropeçar em todas as pedras que estavam pelo caminho. Olhar aquilo, para Sebastian, era um pouco engraçado.

O garoto se aproximou um pouco e viu que era uma figura conhecida, Wu Zhen Xue. Xue ou melhor "Carrie" (apelido dado por seus colegas de classe), é uma garota de cabelos lisos e pretos, pele alva e olhos castanhos, uma garota asiática bem bonita aos olhos do público masculino.

— Está perdida na floresta, Chapeuzinho? — perguntou Sebastian de supetão, o que fez a garota se assustar.

Aquilo fez Sebastian despertar os nervos, parecia um cordeirinho indefeso. Beast não sabia se aquilo lhe deixava irritado ou cada vez mais eufórico.

Enquanto isso, Xue não conseguia dizer nenhuma palavra. A garota não estava acostumada a conversar com outras pessoas, era quieta e curtia ficar mais "na dela" e Sebastian lhe dava um pouco de medo. A sua insegurança deixava Sebastian um pouco impaciente.

— Parece que seguimos o mesmo caminho hoje — disse Sebastian, tentando puxar assunto — quer uma carona? É bem perigoso uma garota andar por essas bandas.

— s-sim... — respondeu a garota, não conseguindo evitar de gaguejar.

Xue subiu na garupa da bicicleta um pouco receosa, estava com medo, medo de Sebastian fazer algo de ruim com ela. Sebastian percebeu a feição de desconfiança e medo de Xue, então tratou de colocar uma de suas máscaras.

 Não tenha medo, eu não vou fazer nada de mal pra você — disse Sebastian dando um sorriso, afim de tranquilizar a garota.

— Onde fica a sua casa? — perguntou Sebastian.

— Pode me deixar perto da estação, de lá eu pego um metrô para ir para casa — respondeu Xue, dessa vez sem gaguejar.

— Você que manda! — exclamou Sebastian, então voltou a pedalar.

O trajeto estava silencioso, nenhum dos dois trocavam sequer uma palavra. Era um silencio estarrecedor e irritante.

— Vai na festa da Mi hoje a noite? — perguntou Sebastian, quebrando aquele silêncio.

— Acho que não, eu não gosto muito de festas — respondeu a garota.

— Que pena, seria legal te ver por lá — disse Sebastian, sendo "simpático".

Xue ficou um pouco pensativa, talvez Sebastian não fosse tão ameaçador como ela pensava... Mal sabia ela que estava completamente certa.

Ao chegarem a estação, Xue desceu da garupa da bicicleta e se despediu de Sebastian.

— Espero te ver na festa, Chapeuzinho — disse Sebastian, piscando para Xue o que fez as bochechas da garota corarem.

Xue, envergonhada, foi embora de cabeça baixa evitando olhar para trás. Aquele momento com Sebastian havia sido muito estranho, a garota tinha um mal pressentimento.

Sebastian, ao ver a garota desaparecer de sua vista voltou a pedalar em direção a casa do seu tio, onde era também a sua casa atualmente.

(...)

O trio de amigas reuniram-se na casa de Mia após a aula para começar os preparativos para festa. Samantha arrumava as luzes e enfeites de algumas festas passadas de Mia, enquanto Holly ajeitava o som. As garotas deram um jeito de comprar tudo que seria necessário, dentre elas estava muita bebida!

— prevejo vários adolescentes bêbados essa noite — disse Samantha, com repulsa.

— Sam, as vezes você é certinha demais! — disse Holly — tem que se soltar mais um pouco! Você tem uma vida toda pela frente.

A garota ficou um pouco pensativa com aquilo. Talvez Holly estivesse certa, ela só precisava se divertir mais em alguns momentos.

— Mas... — a garota de cabelos loiros é interrompida pelo som do interfone de Mia. — Vocês chamaram mais alguém?

Samantha não obteve resposta. Então Mia saiu da área de lazer de sua casa e foi abrir a porta, sendo seguida por Holly e Samantha.

— O que você está fazendo aqui!? — disse Samantha, surpresa e irritada ao ver Nicholas na sua frente (que estava acompanhado de Wide, Adam, Mikhel e Harry).

— como pode ver, Lancast, sua amiga Mia me chamou para poder ajudá-la com algumas coisas da decoração. — explicava Nicholas — E como não conseguiriam arrumar tudo sozinhas, mesmo comigo aqui, chamei os meninos como reforço.

— Bem, chega de briga de casal e vamos trabalhar! — disse Mikhel, ignorando os olhares de raiva de Nick e Sam por tê-los chamado de casal.

Arrumaram e arrumaram aquele casarão por horas, as vezes Wide fazia piadas tentando imaginar o trabalho dos empregados de Mia para limpar aquela casa toda. Após arrumarem toda a área para a festa, sentaram-se cansados no sofá da sala de Mia.

— Obrigada por nos ajudarem meninos, a ajuda foi bem eficiente! — agradeceu Mia e exaltou todo o trabalho dos garotos.

— Não há de que, Mia. Fico feliz pelos garotos e eu conseguirmos te ajudar, mesmo que a companhia aqui não seja tão agradável — disse Nicholas, lançando um olhar provocativo a Samantha.

— Então, vamos garotos? — disse Mikhel, tentando cortar aquele clima desagradável — nos vemos na festa, garotas!

Os garotos então se despediram mas antes de Harry ir embora, Mia o chamou.

— Harry, vai vir hoje para a minha festa? — perguntou a garota — você não me deu uma resposta ainda.

— Farei o possível para comparecer, mesmo que eu não seja o melhor dançarino do mundo. — disse Harry, rindo um pouco.

Então, os garotos foram embora. Restando apenas as três garotas.

— Bem, eu e a Sam também vamos indo. Temos que nos arrumar pra essa festa que vai ser um arraso! — disse Holly, puxando Samantha que se despedia apressadamente de Mia.

— Tem razão Holly, essa festa vai ser um arraso! — disse Mia, antes de se jogar novamente no sofá de tanto cansaço.

(...)

Já era exatas 9 horas da noite e Mia se preparava para a festa que estava prestes a iniciar. A garota, que trajava um vestido vermelho, desceu as escadas de sua casa indo direto para a área externa de sua casa onde a festa ocorreria.

"As vezes ser boazinha demais pode te dar problemas, Scutum"

Mia estremeceu ao ouvir aquela voz sombria em sua mente, talvez ela apenas estivesse nervosa ou algo do tipo? A garota apenas sabia que uma sensação ruim corroía em seu peito, aquela noite ainda seria bem longa...

Aqueles pensamentos ruins saíram de sua mente após ouvir o soar do interfone, alguém já havia chegado. Então, a garota correu pra abrir a porta. Se tratava de suas amigas, Sam e Holly.

Holly estava deslumbrante. Vestia um vestido preto e brilhante e sua maquiagem estava carregada mas elegante, a garota adorava ser o centro das atenções.

Samantha estava um pouco mais simples e natural, mas também estava esplêndida. A garota trajava um vestido azul claro que estava acompanhado à uma jaqueta de couro na cor preta.

— Chegaram cedo. A Samantha até entendo mas você, holly? — perguntou a garota, surpresa — geralmente você chega bem tarde em festas.

— Estava animada demais pra chegar tarde.— respondeu Holly — E também vim pra fazer companhia pra vocês duas.

Mia sorriu e disse:

— Está na hora dessa festa começar!

***

Isso nunca foi como eu planejei

Não era minha intenção

Eu fiquei tão corajosa, bebida na mão

Perdi minha discrição

I kissed girl - katy perry


Notas Finais


Enquete: acham que tem algo na história que possa melhorar? Quais os seus shipps no momento?

É isso, queridos leitores! Espero que gostem e nos vemos no próximo capítulo 😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...