1. Spirit Fanfics >
  2. Hell or a prision? (JIKOOK) >
  3. Chapter Two

História Hell or a prision? (JIKOOK) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Olá Angels
Notas finais
Boa leitura😉

Capítulo 2 - Chapter Two


Fanfic / Fanfiction Hell or a prision? (JIKOOK) - Capítulo 2 - Chapter Two


|JIMIN| 

Acordei sentindo uma dormência nas mãos , minha cabeça doía de mais e minha visão estava escura , eu abri e os olhos e não consegui enxergar mais nada tentei mover minhas mãos mas gruni de dor ao tentar movimenta-las senti uma ardência na mesma , algo muito apertado sentia que aquilo afundava na minha pele cada vez mais. 

- Meu deus...

 Mumurrei fraco tentando ao máximo não me mover para evitar a dor , parecia que quanto mais eu me movia mais dolorido ficava quase ao ponto de perfurar minha pele , logo me dei conta de que estava com uma venda e com as mãos presas a cima da minha cabeça , estava em cima de algo que parecia uma cama bastante desconfortável pelo que eu sugeria que fosse eu tinha sido sequestrado. 

- Ai não, não, não! - Neguei várias vezes começando a me desesperar - Socorro! Tem alguém ai por favor me ajude! 

Ia sentindo meu medo aumentar cada vez mais , meus pulsos já estavam se ferindo , minha cabeça estava doendo muito e eu gritava ao prantos pedindo por ajuda. Até eu ouvir um barulho de porta abrindo , me calo totalmente me encolhendo mais na cama. 

- P-por favor...não me faça mal!

- Eu não vou te machucar.

Ouço uma voz grave e calma , essa voz era familiar me lembrava alguém mas agora eu não lembrava de nada , não me lembrava como tinha saído de casa nem como eu estava se estava fora ou dentro. Sinto um lado da cama afundar e alguém se aproximar de mim ficando a minha frente. Meus olhos ficam livres finalmente da quela venda e os fecho rapido por conta da luz forte em meu rosto , abro os olhos e vejo um lugar parecido com um porão velho e com paredes sujas e envelhecidas , estava sob um coxão velho no chão com um lençol por cima , o chão era sem cerâmica apenas algo para pisar e não sentir o cimento grosso , logo a figura a minha frente que não parecia nem um pouco surpreso.

- Só se você merecer.

- J-Jungkook? - Já estava chorando de novo ele era um alívio pra mim , se fosse outra pessoa eu estava ferrado - Jungkook , Jungkook você tá aqui! - desesperado - Por favor me diga que veio me tirar daqui, por favor!

Ele não pareceu nem um pouco surpreso , nem chocado estava calmo como se não estivesse nem ai estava com um pequeno sorrisinho de lado me encarando como um louco.

- Desculpa Jimin , mas eu te trouxe até aqui não é pra você ir embora - Ele se levanta da cama indo até uma mesinha onde tinha uma garrafinha cheia de água 

- O-Oque? Por que você fez isso? - Pergunto com raiva - Você está completamente maluco não pode me manter em cativeiro seu doente! 

Grito com lágrimas de ódio mas ele não liga , simplesmente me olha com a garrafa de água em mãos parado.

- Socorro! Socorro! - Grito o mais alto que conseguia - Socorro eu estou aqui! Alguém me ajuda por favor! - Paro de gritar ao sentir meu pulsos doerem

- É inútil - Ele vem até mim voltando a ficar de frente pra mim - É inútil alguém te escutar aqui em baixo , pode gritar a vontade eu não me importo nem um pouco.

- Por que você fez isso - Começo a chorar de novo sem entender ainda o porque , se eu era o culpado disso tudo - Me perdoa - Peço um pouco baixo - Eu não queria te machucar , não era minha intenção te fazer sofrer eu juro 

- Não peça desculpas , isso não vai me fazer te tirar daqui você vai ficar aqui até eu dizer que pode ir embora.

- Você não pode fazer isso comigo , eles vão me achar você vai ver! Meus pais vão me achar e você vai apodrecer na cadeia! 

Ele simplesmente da de ombros , não parecia mais o meu Jungkook o Jungkook que eu conhecia este era friu e parecia que nada o afetava. 

- Toma , bebi isso - Ele tenta por a boca da garrafa na minha mas eu viro o rosto - Não seja assim baby , vai bebi um pouco de água - Ele tentou mais um vez e virei o rosto pro outro lado - Parece que eu vou ter que ser bruto com você.

Ele vem mais pra cima de mim e eu resmungo , ele força a abrir minha boca com força, ele põe uma quantidade de líquido dentro mas eu cuspo tudo em seu rosto o fazendo ele se limpar com sua camiseta e me olhar com um olhar mortal.

- Sua putinha desgraçada! 

Ele desfere dois tapas fortes no meu rosto , ele estava vermelho de raiva e eu estava tremendo de medo agora , ele pegou um punhado do meu cabelo me fazendo gemer de dor , me obrigou a o encarar.

- Você vai aprender com o tempo a não me desafiar , você não passa de uma puta que só está aqui porque não pode ver um homen , foi oque você fez com o seu ex não foi? - Apertou mais - Você o deixou pra ficar comigo agora você me deixou pra ficar com outro achou mesmo que eu ia deixar barato? 

- Eu preferia ficar com o outro do que com você , um maluco como você eu deveria ter te traído a muito temp...

Antes que eu terminasse minha frase ele se levanta e desfere chutes atrás de chutes em mim , eu não podia me mover por estar preso , gritei de dor ao sentir mais um chute. Ele se abaixou e abriu a correntes que me impediam de mover os braços , ele pegou em minha cabeça com força e me olhou nos olhos , nunca senti tanta dor , nunca senti essa dor antes de apanhar desse jeito , cuspi um pouco de sangue e ele pôs minha cabeça em seu colo pegando algo em seu bolso.

- É uma pena que eu tenha que fazer isso - Ele pega um saquinho branco do seu bolso - Mas você tem que aprender a me respeitar a partir de agora ou eu vou precisar te ensinar sempre assim a como falar com alguém. Agora abre essa boca.

- Oque vai fazer? - Pergunto com a voz fraca tentando recuperar o ar , eu não vi oque ele estava segurando direito mas era algo branco dentro de um saquinho 

- Abre! 

Ele pega em meu rosto pondo tudo oque tinha no saquinho dentro da minha boca me obrigando e engolir , era algo ruim e amargo , parecia nicotina e ao mesmo tempo me fez parar de enxergar embassado , vi seu rosto perfeitamente agora e eu ainda estava com aquilo na garganta , virei pro lado contrário caindo no chão tentando vomitar mas ele me pegou com força e me fez deitar de novo. 

- Engole - Ele manda autoritário mas eu não faço - Agora! - Ele grita me fazendo extremesser , ele pega meu rosto com força e põe todo o líquido que tinha ma garrafa na minha garganta ajudando a descer. Mas eu engasguei e ele tampou minha boca para não sair nada - Isso mesmo baby , muito bem meu garoto.

Ele me soltou e eu fiquei encolhido no canto do coxão esperando o efeito da quela coisa parar , ele havia me drogado? Minha respiração estava descompassada e eu estava suando já , aquela coisa me deixava aos nervos eu me sentia leve e sem vontade de levantar. 

- Vem cá - Ele me puxa rápido me fazendo gemer alto de dor onde ele havia batido - Você está soado , eu prefiro você assim sabia? 

Ele começa a rasgar minhas roupas a marra. 

- Você já ficou assim pra mim uma vez , lembra? - Ele tira minhas roupas de baixo e olha os ematomas que havia feito em mim , alguns tinham sangue e outros eram mais vermelhos roxos. - É bom você ficar assim durante um tempo , essas roupas não caem bem em você agora.

Eu não conseguia me mexer tanto , estava fraco e podia sentir meu nariz sangrar pelo tapa , minhas pernas estavam com cãibras e meus braços doíam. Ele pegou meus pulsos novamente e os prendeu agora em um lugar mais baixo e se levantou. 

- Eu já volto - Ele fala se virando - Não se mexa muito. 

E por fim ele sai me deixando pra trás , minha cabeça estava girando e novamente eu estava cansado. 









Notas Finais


Temos um Jungkook revoltado com um Park Jimin🤷‍♀️😓

Continua...?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...