História Hella Blue! - Capítulo 44


Escrita por:

Postado
Categorias Life Is Strange
Personagens Chloe Price, Frank Bowers, Kate Marsh, Mark Jefferson, Maxine Caulfield, Nathan Prescott, Personagens Originais, Rachel Amber, Ray Wells, Victoria Chase, Warren Graham
Tags Chloeprice, Gay, Katemarsh, Lgbt, Life Is Strange, Love, Maxinecaufield, Nathanprescott, Rachelamber, Victoriachase, Warrengraham
Visualizações 70
Palavras 1.215
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem, aqui está mais um, que vai introduzir o capítulo que me pediram!
espero que gostem.
Com amor, lupin.

Capítulo 44 - Price.


Fanfic / Fanfiction Hella Blue! - Capítulo 44 - Price.

Eu recebi um abraço tão forte e demorado da Chloe, suspirei aliviada.

- O que você está fazendo aqui? – eu notei que ela não havia reparado a presença da Alex ainda, quando me soltou, seus olhos se direcionaram a ela – E quem é você? – sua feição se estreitou, Madson estendeu sua mão para um aperto e para minha surpresa, Price retribuiu-o.

- Eu sou Alex Madson e você deve ser Chloe Price, certo? – sua cabeça balançou lentamente e ela me encarou – Maxine parece uma maritaca quando o assunto é você! – seu braço longo contornou meu ombro, ela me parecia um pouco incomodada com a presença da Alex, mas permaneceu sorrindo.

- Max parece uma maritaca sempre! – ela se ajeitou novamente e deu um beijo na minha testa – Eu tenho que trabalhar Super Max, mas antes eu preciso de um favor seu! – cruzei meus braços aguardando seu pedido – Você precisa ir ver a Victória, o mais depressa possível! – fiquei confusa com o pedido e bem preocupada com a urgência. – Aconteceu algo com ela e ninguém sabe o que foi... Como você é amiga demais dela e é um bebê, quem sabe ela conte! – eu balancei positivamente com a cabeça e direcionei meu olhar para Alex – Aparece em casa depois do turno, para me dar notícias se puder!

- Tudo bem, Chloe!  - A garota sumiu no balcão e nós terminamos de comer – Ela me deixou bem preocupada, podemos ir? -  Madson já havia terminado então nos apressamos até o carro e nos dirigimos a Blackwell.

A garota chamou atenção por onde passava, eu a arrastei pela mão até os dormitórios. Nós esbarramos com a Rachel no corredor principal, as duas se encararam por alguns segundos e ela me fez parar.

- Você veio ver a Victória, Max? – eu não gostava de dirigir muitas palavras a ela, apenas assenti com a cabeça e ela apontou na direção contrária a que estávamos indo. – Ela passou a semana toda no quarto da Kate... – Eu agradeci por meio de um sussurro e ela sorriu discretamente, saindo logo depois.

- Kate? É a Max... – A porta se abriu quase que imediatamente e eu senti um abraço repleto de saudade, a emoção dela foi tanta que acabou por abraçar a garota que me acompanhava – Não se acostume, esse sentimento todo é por mim apenas, ok? – A gargalhada foi baixa, porém causou um efeito agradável no ambiente, todo escuro e bagunçado. – Essa é a Alex! 

- Vocês incorporam mesmo os super heróis aqui? Qual o seu herói, menina Kate? – Nos aproximamos da cama onde Vic estava empacotada com edredons escuros e eu dei um beijo na sua bochecha descoberta – Olá batman! – eu tentei não rir, mas não obtive êxito. Por incrível que pareça, Vic tirou o edredom do rosto para ver melhor de quem se tratava.

Quando ela conseguiu me identificar, suas lágrimas começaram a escorrer involuntariamente; ela se sentou e me abraçou. Durante a demonstração de carinho dela, eu recebi uma cutucada leve da Alex, que direcionou minha atenção para as marcas nos seus braços.

- Vic, o que aconteceu com você? – ela puxou a manga das blusas e balançou a cabeça negativamente – Você não se machucou assim sozinha, eu tenho certeza... – a garota se levantou da cama rapidamente e correu até a escrivaninha, pegou uma foto e me entregou.

- Eu gosto muito dessa foto, tirei uma cópia para você e pras meninas, emoldurei a minha e está na parede do meu quarto... – sua voz era passiva, fraca e pausada – Eu preciso de um banho, vocês me esperam? – eu estava em choque com as marcas, acenamos positivamente, ela pegou suas roupas e se retirou.

- Vocês não sabem de nada? Alguém a agrediu? – Kate me respondeu que não sabia, que ela havia chegado com a Chloe no começo da semana, já muito abalada e então não disse mais nada.

- Não deve ter sido uma simples agressão, ela está muito abalada... – Alex tinha razão, Victória estava destruída – E não vai ser tão fácil assim convencê-la a falar sobre... – comecei a mexer na minha pulseira enquanto esperávamos Chase voltar.

Quando adentrou o quarto novamente, ela vestia roupas longas, mantendo todo o corpo coberto.

- Me desculpem pela bagunça... – Vic começou a pegar algumas coisas que estavam no chão e toda a vez que se curvava, era possível escutar um suspiro e em seu rosto se formava uma expressão de dor. – Se eu soubesse que você viria Max, eu teria...

- Por favor, pare de se torturar... – Alex se aproximou dela e pegou as coisas jogadas no chão, depositando tudo na lixeira, Chase se manteve parada observando – Não posso dizer que pegar coisas do chão seja fácil para mim, mas acho que é mais difícil para você! – vimos um pequeno sorriso se formar no canto da boca dela e então ela se sentou na poltrona ao lado do guarda-roupa. – Desculpe, não me apresentei! Sou Alex, a amiga de Seattle! – suas mãos se tocaram e sorrisos foram trocados.

- Já está ficando um pouco tarde Alex, eu tenho que passar na casa da Chloe ainda... – eu me levantei e abracei a Victória, eu disse que a amava e ela retribuiu – Amanha eu volto bem cedo para cá, tudo bem? – seu semblante mudou para algo mais soturno, ela concordou com a cabeça e nós nos retiramos – Me corta o coração vê-la assim...

- Amanhã vamos descobrir quem fez mal a ela, eu vou te deixar na casa da Chloe e vou para o hotel, beleza? – entramos no carro e ela me levou até a casa da Chloe, que por coincidência estava chegando naquele mesmo momento. – Tenha uma ótima noite! – eu dei um beijo em seu rosto e a agradeci. Seu carro desapareceu rapidamente pelo caminho.

- Nem saiu daqui direito e já está me trocando pela minha gêmea de 2 metros! – eu a abracei e nós nos beijamos por alguns segundos – Tudo bem, você me convenceu! – subimos para o quarto dela e ela correu para o banheiro – Vou tomar um banho para tirar esse cheiro de bacon e a gente já conversa... – eu me joguei em sua cama e notei a foto que a Victória havia me dado, pendurada na parede vazia junto com o meu quadro.

Meu celular vibrou.

[27/03 20:30] Marshmallow: Sua amiga é bem legal!

Ela voltou aqui para nos fazer companhia...

 

Chloe entrou escorregando de meias pelo piso de madeira do quarto, fechou e trancou a porta.

- Agora você está bem melhor, Price! – eu me levantei para abraça-la e ela se sentou na beira da cama – Victória realmente não está nada bem...

- Eu não sei mais o que fazer, na realidade eu tenho medo de descobrir o que houve... – ela me puxou pela cintura e encostou a lateral da cabeça na minha barriga, eu acariciei seus cabelos – Você faz tanta falta, aposto que nada teria acontecido se nossa super heroína não fosse banida! – eu a apertei contra mim e suspirei.

- Temos que descobrir o que houve... – a sensação de contato que eu tive com a Chloe naquele momento, fez meu coração palpitar – Amanhã vou precisar da sua ajuda! – ela concordou prontamente com a minha solicitação e suas mãos repousaram sobre o meu rosto.

Ela sussurrou que me amava e me deu um beijo, um longo e demorado beijo. 


Notas Finais


Uhu!
Até já!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...