1. Spirit Fanfics >
  2. Helô e Stênio Para Sempre 8 >
  3. Capítulo 232

História Helô e Stênio Para Sempre 8 - Capítulo 232


Escrita por:


Capítulo 232 - Capítulo 232


— Oi amor. — ele diz desconfiado.
— Oi Xxxtênio...— a delegada força uma voz doce — O que aconteceu, meu amor? Está todo molhado.
— A... vizinha aqui do lado pediu ajuda com o chuveiro.
— E tu como uma alma caridosa foi ajudar. — ela continua fingindo e o advogado acredita — Estou muito orgulhosa, sabia?
— Jura, Helô? Nossa, que alívio! Helô, estava com medo de você reclamar.
— De jeito nenhum...
— É que você é ciumenta, mas ainda bem que não está brava.
— O marido dela devia estar muito maluco e perdido pra pedir que ela viesse aqui te chamar.
— O marido dela está viajando. Ela estava sozinha, coitada. Alagou o banheiro inteiro, o quarto também.
— Ah foi o banheiro do quarto? — a delegada força um sorriso.
— Até a cama da coitada molhou, acredita? — Inocente, o advogado revela com naturalidade, sem imaginar que estava alimentando a raiva da esposa.
— Até a cama? Stênio, mas agora está tudo bem com ela? Tadinha.
— Não sou bom com isso, mas consegui ajeitar temporariamente. Acabei me molhando inteiro.
— Melhor tirar essa roupa, Stênio. Não quero meu maridinho doente. Tenho muitos planos pra ele antes disso.
— Adoro quando você fica toda amorzinho assim, Helô. Creusa, ta vendo como tenho a melhor esposa do mundo? Tá vendo? — ele se gaba e a fiel escudeira não deixa passar.
— Donelô é muito amorzinho mesmo... tô percebendo muito bem. O senhor que aproveite ezsa doçura toda, não é todo dia. — ela ironiza.
— Vou tirar essa roupa e tomar banho.— ele avisa.
— Aham, aham.
No encalço do marido, Helô entra no cômodo logo depois dele, fecha a porta e o surpreende ao sacar a arma da cintura e apontar para ele.
— Helô... que brincadeira é essa? — ele treme ao questionar.
— Tu não é encanador? Passa para o banheiro que pretendo te ensinar sobre canos, mas não é cano de água não... é o cano desse revólver aqui...
— Amor...
— Quer dizer que uma vizinha aparece de toalha na porta da cozinha e tu não pensa duas vezes em ir ajudar a mulher?
— Eu fiquei com pena.
— Ah claro, tadinha. Ela não tinha outra opção, não? Só você para chamar?
— Helô, abaixa essa arma.
— O que tu prefere?
— Prefere o que, Helô? — ele pergunta, apavorado.
— Prefere orar agora ou depois que eu apertar isso aqui?
— Helô, pelo amor de deus... Você...Você não seria capaz.
— Posso listar TUDO que sou capaz de fazer. Apertar isso aqui é uma das opções...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...